Assista Agora

Comic-Con 2010: Painel de Os Mercenários

Stallone faz piada com os brasileiros e depois tem que se desculpar

Marcelo Forlani
24 de Julho de 2010

os mercenários
os mercenários
os mercenários

Com sua cadeira de rodas, Harry Knowles, editor do AICN, entrou no palco da Sala H para ser o mediador do painel sobre o filme Os Mercenários (The Expandables). Ganhou a plateia ao dizer que seria o representante com mais estrogênio da mesa. Afinal, ao seu lado se sentaram Terry Crews (ex-jogador de futebol americano, ator que faz o pai do Chris na série Everybody Hates Chris), Steve Austin (campeão de luta livre), Dolph Lundgren (o Ivan Drago de Rocky IV e o primeiro Justiceiro), Randy Couture (lutador de MMA) e Sylvester Stallone (que dispensa comentários). Ah, e se isso já não fosse o suficiente, Bruce Willis apareceu por lá para dar um oi e foi devidamente creditado por Stallone como o cara que deu a ideia da cena que tem os dois ao lado do governator Arnold Schwarzenegger.

Para começar o trabalho, depois de mostrar o trailer do filme, cada um dos atores contou como se envolveu com o projeto. Com algumas imitações do "chefe" cada um foi contando que Sly ou alguém da sua equipe entrou em contato e que não tinha como dizer não a um projeto desses, um filme de ação "old school" dirigido e protagonizado por Stallone.

Foi exibido, então, um clipe de muita pancadaria entre os vilões e os mocinhos em um túnel. Do total de uns 4 a 5 minutos da duração total, metade deles não teve um pingo sequer de sangue, artifício bastante usado para filmes que não querem pegar indicação etária alta. Mas quando começou o primeiro jorro, não parou mais. As lutas pareciam muito bem coreografadas e com um bom "timing" de edição.

Quando foi perguntado sobre o Brasil, Stallone começou contando que estava receoso de colocar o ator Jason Stathem para voar a 200 km/h em um avião que não saía do chão há quatro anos, mas que tudo o que ele ouvia do ator era: "Quando começo? Quando eu começo?" E daí veio a "bomba" sobre o nosso país: "Você pode explodir as coisas por lá, fazer churrasco de toda uma vila e no fim do dia eles vêm te agradecer e te dar um macaco para levar para casa". Disse também que precisavam de 70 seguranças para protegê-los, pois o Brasil é um país de contrastes e os sequestros aconteciam o tempo todo. É claro que há alguma verdade no que ele falou, mas a declaração era brincadeira. Porém, quando os brasileiros ficaram sabendo, alguns deles já tomaram as dores e o caso parou nos trending topics do twitter. Tanto é que o próprio cineasta entrou em contato, via assessora de imprensa do filme no Brasil para dizer:

"Eu sinceramente quero pedir desculpas ao povo do Brasil e órgãos ligados ao cinema. Todas as minhas experiências no país foram fantásticas e tenho dito a todos os meus amigos que eles devem ir para lá filmar. Ontem, eu estava fazendo uma piada e houve um mal entendido.  Tudo o que nutro por este grande país chamado Brasil é respeito. Novamente, peço desculpas. Com amor, Sly"

Eu particularmente não fiquei ofendido. Entendi a brincadeira. Mas a americana que estava ao meu lado, e sabia que eu era brasileiro, ficou sem graça por ele e o que estava dizendo. Paciência.

Por sorte, este não foi o final do painel. Depois disso, o tom de brincadeira só continuou. Cada um dos atores contou um momento engraçado que passou durante as filmagens. Stallone contou também que apesar de ter um elenco já estreladíssimo tentou em vão chamar Van Damme, Chuck Norris, Steven Seagle.

Quando perguntado sobre batalhas de egos, o cineasta disse que ouvia alguns palavrões, mas que mesmo quando eram sérios logo tudo estava resolvido. O mesmo vale para as eventuais contusões que vieram de socos, cabeçadas ou outras cenas de ação. Stallone, aliás, teve seu pescoço quebrado por Steve Austin - e fazia questão de zoá-lo a qualquer brecha.

Antes de terminar, Stallone falou que o filme tem muito a ver com Rocky, pois começou como um filme B e foi crescendo. "Este filme é uma carta de amor para vocês que cresceram vendo os filme de ação e amam o gênero. Quando eu vi minha carreira afundando, queria fazer um último filme e queria que fosse um final mais decente para Rocky, porque eu caguei feio em Rocky V. Foi difícil fazer aquele filme porque tinha que provar que dava para reverter algo melhor sobre um pugilista que já tinha falhado na vez passada. Daí fiz Rambo e foi um sucesso. E agora estamos aqui. Estou de volta e não quero me aposentar!"

Foi a brecha para subir no palco um representante do Livro dos Recordes Guinness, que entregou ao Stallone e ao Dolph diplomas que comprovavam que Rocky é a franquia de esportes maisbem sucedida da história. E, assim como no momento em que entrou no palco, Stallone ouviu seus fãs gritando "Rocky! Rocky!"

Confira a cobertura completa da Comic-Con 2010



Vídeos relacionados

Comentários (43)

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar.
Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

DR. Zaius, ministro da ciência e defensor da fé! DR. Zaius, ministro da ... (09/08/2010 00:22:49)   1030 0
Esse filme tinha que ter sido feito a 25 anos atrás, incluindo todo o elenco mais o pai de todos: sua majestade, Charles Bronson, O JASON VOORHES e , claro, o Chuck Norris. Podia se chamar "The Bloodest movie ever". Agora tudo o que vemos é um bando de velhinhos tentando ganhar uns trocados para comprar corega para a dentadura e remédio para hemorróidas...



Alex Alex (31/07/2010 03:26:53)   110 0
Li o que segue não sei onde, mas reflete bem isso:

"O patriotismo mongo ataca novamente. Os tapuias não gostaram das piadinhas do Stallone sobre as gravações que fez no Brasil - "Você pode explodir o país inteiro e eles ainda dizem: Obrigada! Aqui está um macaco para você levar de volta para casa”’. Tem uma moçada revoltada com a frase. Unhééé. Fato: Stallone errou. Nós não damos macacos como agradecimento. As lembrancinhas mais comuns são o moleque favelado pra adoção, um quilo de cocaína e o travesti. Aliás, é impossível alguém dar um macaco para o Stallone. Eles estão todos extintos por aqui. De resto, a piada é divertida. Os que não gostaram mostraram a nossa tradicional falta de pertinência: um mero “Vou xingar muito no Twiiter”. Sim, colocar um assunto no trendig topics do Twitter deve ser a melhor forma de se manifestar. Se a Terra fosse invadida por alienígenas assassinos, a contribuição mais relevante dos brasileiros ao movimento de resistência seria um “Cala boca ET”. Estranhíssima essa revolta nacionalista. Stallone foi até bondoso conosco. Conseguiu ver alguma educação em nosso povo, coisa que eu não vejo - “Obrigado” é uma palavra em extinção na fauna gramatical brasileira. E já estão bolando um boicote ao filme. O que deve reduzir em 0,05% a renda total. Uau, como somos vingativos. Nós não nos incomodamos em viver numa terra violenta, estúpida e sem lei. Só nos incomodamos quando os outros percebem."



sem avatar Juan (30/07/2010 12:21:42)   41 1
No fim do ano passado eu fui visitar Fortaleza nas minhas férias e fui assaltado no primeiro dia na praia bem na região dos hotéis 5 estrelas.
Eu deveria ter ido para o Oriente Médio.
Alguém acha que vou me incomodar com algum gringo achando que aqui só tem macaco??
Quem dera que só tivesse isso!!!



R@finha R@finha (28/07/2010 10:54:39)   20 1
Quando fiquei sabendo dessa brincadeira do "Stalonge" primeiramente indiginado,apos refletir mais um pouco tive a sequinte conclusão:foi uma brincadeira de mal gosto,pois como Yuri disse todos os paises têm seus esteotipos,principalmente os africanos!
Dexa pra lá
Espero que os mercenarios seje bom se for com certeza estrá no Top 5 2010

PS:o final das desculpas: "Com amor Sly" rsrsrsrs so funny!:-p

The Expandables Rules!!!!!



Anna Anna (28/07/2010 01:17:59)   1 1
shaushauhaushaus who cares com o q o stallone falou
agora vcs um bando de marmanjo chamando ele de SLY q eh foda HSAUSHAUSHASUA
pqp



sem avatar Nilton (25/07/2010 22:10:06)   83 0
Acho que muitos perderam o foco da situação. Vamos colocar da seguinte maneira a brincadeira foi tao inteligente, que jornalistas americanos ficaram sem graça por estarem ao lado de brasileiros.
A questão é que normalmente as brincadeiras que são feitas por estados unidenses sobre o Brasil são ofensivas ao extremo de tal forma que nem mesmos eles acham graça.
O Sly pode não estar no auge, mas essas brincadeiras ouvidas por pessoas que conheçem menos do Brasil são tidas como verdadeiras ou algo para se levar em consideração. Muitos brasileiros consideram normal, a mas tem violência isso, e aquilo. Lá eles tambem possuem, mas em geral mantem so dentro de seu território, e não aceitam que ninguem os critique.
Os brasileiros parecem um povo tao carente de atenção e de aparecer que aceitam qualquer coisa que seja falada, e mesmo que ofensiva. Pois se é alguem famoso, ele estava só brincando, ele pode porque é astro, e isso se perpetura



Yuri Yuri (24/07/2010 23:17:06)   50 0
E tem gente que acha que a Africa é um pais, com um bebe tendo de disputar alimento com um abutre. Botem Kevin Carter no google images.
Todos paises tem seus estereotipos.



Lico Blade Lico Blade (24/07/2010 22:04:37)   1618 0
Vou ser sincero: na minha opinião, o Stalonne foi infeliz. A brincadeira pode não ter graça, pode até não ser tão pesada, mas era óbvio que haveria "retaliação". Ele está na Comic-Con promovendo um filme, então se ele é um "Joselito" e não sabe brincar, não brinque. Poderia se limitar a fazer piadas dos colegas.

Agora...

A pior declaração mesmo, disparada, foi a seguinte:

"Eu sinceramente quero pedir desculpas ao povo do Brasil e órgãos ligados ao cinema. Todas as minhas experiências no país foram fantásticas e tenho dito a todos os meus amigos que eles devem ir para lá filmar. Ontem, eu estava fazendo uma piada e houve um mal entendido. Tudo o que nutro por este grande país chamado Brasil é respeito. Novamente, peço desculpas. Com amor, Sly"

Desculpas sinceras?

Experiências fantásticas? Ele não quebrou o pescoço? hehehe

Com amor?

Bom... sobre o filme, gostei dessa frase do Forlani:

"As lutas pareciam muito bem coreografadas e com um bom "timing" de edição."

É disso que gosto num filme-pipoca: cenas de lutas bem feitas.

E que venha Mach- ops Mercenários!




Emerson Emerson (24/07/2010 21:14:04)   61 0
M. Galego eu concordo com vc, mas acho que estamos levando muito a sério uma besteira do Stalone. Se fosse de alguém importante ou que esteja no auge da fama...mas é do Sly de 2010! Tenho certeza de que se a gente começar a repercutir isso, aí é que todo mundo vai ficar sabendo do que ele falou.

Caso contrário vai acontecer o mesmo do caso Simpsons: eles sacanearam todos os países que "visitaram" e só o Brasil fez tanta balburdia que o Matt Groening não deixou barato e continuou a sacanear o prefeito do Rio em temporada posterior. Isso nunca havia ocorrido.

Alguém já foi à Europa? Visitaram agência de turismo brasileira? Fica bem grande estampado uma mulata semi-nua e várias palavras "sexy" aparecem por toda a agência.

Temos que mudar a nossa imagem começando daqui de dentro. Daí, daqui a 10, 20 anos, pode ser que o mundo tenha uma outra imagem do Brasil. O mesmo que ocorreu com a imagem dos coreanos do sul até a década de 70/80 e a imagem que o mundo tem na Coréia do Sul hoje.




Rodrigo - O Original Rodrigo - O Original (24/07/2010 19:09:56)   7 0
Blá, blá, blá.
O que o sly fala ou deixa de falar não interfere em nada na minha vida.



Publicidade
Ad Samp Ad Samp (24/07/2010 17:31:29)   181 1
Vamos fazer uma experiência: Quem for ao EUA, diga alto e em bom som "Estou levando uma BOMBA...para pintar prancha de surf, Quero subir no prédio mais alto e EXPLODIR...de alegria". É uma piada certo? Espere alguns minutos e você verá o que te acontece. =)



sem avatar francisco (24/07/2010 17:14:23)   0 0
quanta besteira por causa de uma piada, o brasileiro realmente tem mania de reclamar e de forma geral pegar qualquer comentario e transformar numa tempestade,
em todo mundo , todos sao iguais , enxergam os paises a sua maneira, e vale lembrar que a internet é muito recente , entao as culturas conhecidas no mundo ainda nao foram completamente expostas como sao

o brasil era conhecido pelo amazonas, sempre foi, é nossa maior riqueza, e nós mesmos, que moramos numa cidade grande, por ex, achamos que la só tem indio e macaco, imagina o resto do mundo ?
fazemos brincadeiras ofensivas com nosso proprio povo, chamamos de baianice , coisas que julgamos sem nexo, ou de veado quem é gaucho, e quando um cara ta discontraido num evento de entretenimento , ele nao pode falar nada porque já é mal interpretado

eu estava lendo os comentarios e meu amigo estava com uma fome desgraçada, comendo igual a um louco, e eu disse

porra , que fome , parece que veio da etiopia?!!??!!?

e todo mundo fala isso , e agora ficam julgando o cara,

todo pais é igual , tem miseria, crime, merda acontecendo pra tudo que é lado, e é do ser humano julgar as pessoas pelo que é ruim, e não pelo que é bom,

engraçado que os EUA são uma fabrica de filmes, a grande maioria sobre eles mesmos, de guerra, trafico, e assuntos muitas vezes que nem acreditamos

e o cara vem filmar aqui no brasil, sobre mercenarios, numa favela,e querem transformar isso numa ofensa,

ohhhh povo complicado



sem avatar Vinícyus (24/07/2010 16:34:53)   8 0
ehhhhhhh....Tudo bem!!!!



Álvaro Álvaro (24/07/2010 16:23:39)   -3 0
OS BABACACAS QUE CRITICÃO O MESTRE SLY SÃO VIADINHOS
ESSE FILME O MELHOR DA HISTÓRIA SLY BRINCOU APENAS NÃO VI OFENSSAS VI ELOGIO PELO BRASIL
ELE E GENTE FINA

THE EXPENDABLES 13 DE AGOSTO
FUI



sem avatar Vinícyus (24/07/2010 15:06:42)   8 0
M. Galego, excelente o seu post!!!![2]



Renan Pacheco Renan Pacheco (24/07/2010 15:01:29)   -1 0
A culpa é do próprio Brasil, qual é o filme de maior susesso brasileiro lá fora? Cidade de Deus. E quando tem escolha para o oscar de melhor filme estrangeiro, que tipo de filme o Brasil manda? Filme que tem bandido, favela. Ai é claro que a nossa lá fora é do que, porque será que o brasileiro ganhou fama de malandro? Quem faz a imagem somos nós mesmo, e depois reclamam ainda de piadinhas.



NANø NANø (24/07/2010 14:59:02)   0 0
M. Galego, excelente o seu post!!!!

Só posso acrescentar palmas!

ps. Eu tb entendi a brincadeira, mas fiquei ofendido mesmo assim.



sem avatar Vinícyus (24/07/2010 14:54:36)   8 0
Não há problema...é so uma brincadeira...não tem senso de humor???

Duvido muito que se um brasileiro falassem em um local com alcance mundial(como a Comic-Con), que pelo menos no brasil não tem ninguém quer jogar um avião em um prédio e que é um país que adora guerra e só consegue olhar pro p´roprio umbigo....

se iriam falar que eram brincadeira.

sim, brasileiro tem (e direito) de sentir orgulho do país, só que infelizmente já se criou uma tradição de baixa estima no brasileiro. Sim, temos problemas, e muitos..... cidades são perigosas???? Não se enganem, as dos EUA também não é nenhuma Aústria.

E quanto ao símbolo do BOPE...pelo amor de deus deixem de ser frescos e virem homens. Assusta??? é violento???Claro que é!!!eles não são uma ONG ou Creche. Stallon passou em vários filmes(praticamente todos em que ele atuou)que matar pelos EUA é uma coisa boa de se fazer, e agora vem fazer de puritanos pra cima do brasil.



Luiz Gustavo Luiz Gustavo (24/07/2010 14:17:18)   39 0
O que Stallone disse ou deixou de dizer não vai mudar em NADA a nossa vida.
Abandonem esse complexo de inferioridade ridículo e atentem-se ao que realmente pode desgastar nossa imagem e nos comprometer: a política externa do atual governo federal.
Façam-me o favor....





Daniel Daniel (24/07/2010 13:49:42)   57 0
Nunca tinha visto um comentário tão bom quanto o de M. Galego. Não aqui no Omelete, pelo menos.

Bem, a verdade é que o cinema americano (entre outros tantos produtos) transformou o Brasil numa espécie de sucursal dos Estados Unidos na América do Sul. Boa parte do que nossa cultura produz, principalmente se for feita por jovens, não passa de mera imitação tosca do que se faz lá. Se o Brasil já era um país conhecido pelos contrastes e pela falta de identidade própria (coisa que os políticos insistem em elogiar como "pluralidade cultural") agora, mais do que nunca, é conhecido pela sua mentalidade colonizada de terceiro mundo, alcunha que, se não me engano, não foi dada por nós, mas que acatamos fielmente e a colocamos em todos os nossos livros de geografia.

Assim, depois de duas ou três gerações de Sessão da Tarde, aprendendo a pensar e falar com se deve, ou seja, como os americanos pensam, nossa sociedade produziu uma nova classe média que vai até os veículos de comunicação e critica com a "autoridade de quem estudou" tudo o que é feito aqui no Brasil, dizendo que tudo que fazemos é lixo e que somos feios ou mal arrumados, enquanto, ao mesmo tempo, se veste de emo, ou punk, ou hard core, ou o caralho a quatro, sem nunca atentar para a falsidade disso tudo, desde as suas idolatrias mais bobas, até seu jeito perfeito de levar a vida, the american way.

Depois de ver o Forlani "não ficar ofendido", atesto com mais veemência minhas suspeitas: a nossa educação, que mais parece adestramento, cumpriu muito bem seu papel.



Publicidade
sem avatar Raphael Brunno Quetelle (24/07/2010 12:50:35)   0 0
"Eu particularmente não fiquei ofendido. Entendi a brincadeira." Forlani, entender a brincadeira não tem NADA a ver com ficar ofendido. Também entendi a brincadeira, mas aceitá-la é outra história. Brincadeira de MUITO mal gosto, ofensiva e desnecessária. Existem outras formas de brincar sobre os problemas do nosso país. O CQC, por exemplo, brinca mas critica, expõe os problemas, cobra melhorias. E quando você escreve que não se ofendeu, fala por você ou pelo Omelete?



DR. Zaius, ministro da ciência e defensor da fé! DR. Zaius, ministro da ... (24/07/2010 12:32:25)   1030 0
O Melhor boicote é não ver no cinema, mas fazer download e ver pirata mesmo. QUE VIVA MACHETE, CARAJO!!



M. Galego M. Galego (24/07/2010 12:31:05)   158 0
"(...)
E EM RELAÇÃO AO BOPE O SLY TEM RAZAO TOTAL, COMO QUE UMA POLICIA QUE COMBATE A VIOLENCIA, USA SIMBOLOS QUE INCENTIVAM A MESMA (...)"

Mais um que jogou bolinha de gude no carpete e empinou pipa no ventilador.

Onde você aprendeu isso, na faculdade? Chegou à essa conclusão estupenda por si mesmo, ou está engolindo coisa regurgitada por algum revoltadinho?

Dá até vergonha ler isso. Dá uma olhada nos símbolos dos dísticos de TODAS as unidades especiais de polícia do MUNDO INTEIRO. E depois, volta aqui. Ah, quando você for assaltado, presta atenção no símbolo que aparece na roupa do ladrão. Com certeza, deve ser algo bem violento também. Não perca a oportunidade e reclame com o criminoso! Mas reclame mesmo, com dedo no nariz dele e dizendo que o seu imposto sustenta a família dele e vai sustentar ele na cadeia, se for preso! Oras, vamos exercer o direito constitucional de livre expressão! Quem está do lado "errado" da sociedade, você ou ele? Claro que é o ladrão! Um assalto é uma excelente oportunidade de exercer esse direito, que será plenamente respeitado.

Pelamor! Estamos falando de uma coisa e me aparece "revoltadinho de gaveta" para achincalhar mais ainda?

Vai lá no FBI reclamar do simbolo da unidade de Snipers deles. É a representação de uma mira ("cross hair") sobre uma cidade. Nossa! Olha que coisa violentíssima! Um atirador mirando em prédios, à esmo!

Haja paciência.

Misturar as estações tudo bem. Viajar na maionese, é demais.






M. Galego M. Galego (24/07/2010 12:16:18)   158 0
Foi uma piada, sim foi. De mau gosto. Ele brincou com um assunto delicado. A nossa imagem lá fora é péssima e a brincadeira não ajudou em nada.

Um pouco de "Semancol" não faz mal a ninguém. Se fosse alguma piada com outro país, que não tenha a imagem tão desgastada, seriam outros quinhentos.

Alguém acha confortável fazer piadas com a fome em Angola, com as bombas no Iraque, com as FARC na Colômbia? Não. Então porque achar "razoável" o comentário do Stallone? Ele foi mal educado. Grave? Não. Apenas de péssimo tom. Ah tá, ele é americano. Americano pode...

E para quem lembrou de alguns "maneirismos" do brasileiro (comprar CD e DVD's piratas etc.) cabe lembrar que isso não dá direito a quem quer que seja, de escrachar um país inteiro na mídia internacional.

Mesmo porque não são todos os brasileiros que cometem as citadas infrações. E se o autor do post não faz nada daquilo, não deveria se "nivelar por baixo", então. Se faz, piorou, não tem porque reclamar.

Afinal, lá nos EUA também vendem artigos pirateados. A título de informação a maior população carcerária do mundo é a americana. O número de ocorrências policiais em Los Angeles (área metropolitana), por dia, é tão grande quanto o de São Paulo (área metropolitana).

Porquê será que a LAPD é tão citada em filmes e séries?

O número de casos de acidentes de trânsito com vítimas fatais, seqüestros e roubos são muito parecidos. A diferença é a lei e a aplicação dela.

Outro exemplo; Nova Orleans ainda sofre com níveis altissimos de desemprego, que geram altas taxas de criminalidade. Tudo isso era grave antes do Catrina, pirou bastante. Imagine um suburbio, um bairro pobre e violento de qualquer cidade do mundo; eis Nova Orleans.

Ou seja, a diferença entre EUA e Brasil nos quesitos mencionados pelo "expert" Stallone, é a propaganda massiva de "paraíso".

A nossa "propaganda" é "Brazil x Banana x Samba". A dos EUA é algo muitíssimo semelhante à da Alemanha Nazista: mascarando seus problemas: pobres, para guetos, exército, invadindo outros países.

Vamos lá, defensores do direito de falar besteira, façam uma "piada" com essa comparação que acabei de fazer. Chegue em um americano qualquer, faça tal comparação e diga o que aconteceu depois.

"Ah, não. É mancada!". Mancada fazer piada sobre algo delicado com os americanos, mas eles podem fazer conosco?

Apesar de todos os problemas que temos ninguém tem o direito de nos fazer sentir humilhados, destratados.

O que Sly disse foi verdade? Sim. Uma "verdade inconveniente", talvez, mas muitíssimo mal colocada.

Para tudo existe um momento e as palavras certas. Ele falou errado, na hora errada sobre o que não sabe.

Ele é ator, não é sociólogo. O que ninguém aqui percebeu é que ele fez a pior propaganda que um filme precisa!

Stallone deve ter deixado os acionistas de cabelo em pé! Ele seria um péssimo vendedor de carros: "Olha, esse carro é excelente, mas foi fabricado por pessoas que trabalham à troco de um sanduíche por dia, inclusive por crianças sujas e desnutridas..."

Não sejamos hipócritas, claro. O Brasil tem um monte de problemas. Mas ainda estamos longe de ser o inferno que a frase do ator fez parecer.

É bom frisar, o Stallone não tinha o direito de ser tão inconseqüente, com um país que sempre o acolheu e está repleto de admiradores.

Vou assistir o filme. Afinal, com certeza muito "gringo" que fez filme no Brasil traçou uma "prostitutazinha" aqui, comprou uma "drogazinha" alí, tudo facilitado pelo nosso povo hospitaleiro, com preços módicos e um sorriso no rosto.

Mas nenhuma dessas figuras saiu falando besteira.



Richard Richard (24/07/2010 12:14:05)   53 0
Sou tri fã do Sly mas as piadas que ele fez foram de extremo mau gosto mesmo.

Agora se isso vai me impedir de ir ver The Expendables? Fala sério!



Eduarte Eduarte (24/07/2010 12:11:21)   -6 0
KRA, O BRASILEIRO GOSTA DE FAZER PIADA DE TODO MUNDO, AI QDO VEM UMA DE FORA COMEÇA A FRESCURA.....
NA MINHA OPINIAO,A CULTURA DESSE NOSSO POVO E UMA MERDA, BASEADA EM CORRUPÇÃO, IMPUNIDADE, VIOLENCIA E FALTA TOTAL DE BOM SENSO........... ENTAO QUE SE FODA O BRASIL!!!!
E EM RELAÇÃO AO BOPE O SLY TEM RAZAO TOTAL, COMO QUE UMA POLICIA QUE COMBATE A VIOLENCIA, USA SIMBOLOS QUE INCENTIVAM A MESMA, TEM QUE SER MOTIVO DE PIADA MESMO ESSES FUDIDOS



Matheus Matheus (24/07/2010 12:01:11)   30 0
concordo com a galera ai embaixo
que disse que é exatamente essa a imagem
que vendemos do Brasil, sempre mandamos
mulheres semi-nuas pra receber os caras,
e todo mundo sabe que um gringo com
grana chega aqui e já é antendido
com tudo que ele queira, sendo lícito ou não

outro dia estava conversando com um Alemão
pela net e o cara me perguntou se eu morava
em uma favela, e se tinha internet aqui

e digo mais se isso tivesse sido dito por
qualquer um dos caras do CQC por exemplo
o cara era ovacionado

lógico que vou ver o filme
e quem fica "xingando muito no twitter"
não merece ver esse filme

The Expendables é filme pra macho !



Homem Homem (24/07/2010 11:10:31)   0 0
N@Nø, eu não adorei o Tropa por ser fã do bope, seus sacos, seus pedaços de vassoura e assassinatos a sangue frio. Eu gostei pq é um bom filme.
.
E é vergonhoso p/ qq carioca ter uma polícia que tenha esses métodos e esse símbolo.
.
Brasileiros são muito "menininhas", não aguentam uma brincadeira mais pesada sobre a realidade do país.



Marcelo Marcelo (24/07/2010 11:06:30)   112 0
Eu soube de tudo isso ontem a noite, e sinceramente não sei porque tanta polemica, afinal em parte o que ele falou é uma verdade mas em forma de tom de piada, contudo esse papo de macaco eu não sei porque eles acham que tem macacos por todos os lados por aqui, pelo menos aqui no RS macacos não tem em lugar nenhum, só em zoológico, não entendo essa.
Agora seguinte, brasileiro tem que parar com essa mania de se ofender quando um gringo fala mau ou faz piada do que rola por aqui, se não pode fazer piada de nada então critiquem o Casseta e Planeta que recentemente falou que o nosso próprio presidente não sabia falar português direito, mas eles são daqui né, dai só por isso se safam???

Povo brasileiro, tenham mais senso de humor.



João João (24/07/2010 11:04:07)   13 0
Levar a sério piada feita em painel da comic-con é coisa de gente complexada.



Publicidade
Β•Я•Ц•Ŋ•Ø Β•Я•Ц•Ŋ•Ø (24/07/2010 10:48:37)   17 0
Foi só uma forma de falar de nossa hospitalidade. O macaco foi meio no sense mesmo...mas pior se fosse "banana" no lugar, coisa q mta gente fala, aí q ia feder. Podia ter falado bola de futebol, pandeiro, escolheu mal apenas.



NANø NANø (24/07/2010 10:45:46)   0 0
Eu fiquei ofendido sim, ao contrário do que aconteceu no caso dos simpsons, que achei genial.

Concordo completamente com o Vinícyus. Foi uma brincadeira desrespeitosa.

Além disso o OMELETE esqueceu de citar a crítica do Stallone ao BOPE:

"Os policiais de lá usam camisetas com uma caveira, duas armas e uma adaga cravada no centro; já imaginou se os policiais de Los Angeles usassem isso? Já mostra o quão problemático é aquele lugar"

Isso tb é brincadeira? E o povo brasileiro concorda com ele? Então pq não falaram nada - pelo contário, adoraram - quando do lançamento de Tropa de Elite?

Será que temos tão pouca personalidade assim?



Homem Homem (24/07/2010 10:32:53)   0 0
Desculpa, mas eu sou do Rio e afirmo que tem um monte de lugares por aqui com macacos(micos) nas ruas!!! Não é uma piada sem fundamento.
.
Pô, tem mico no centro da cidade!!! Como que tem gente que não entende a piada?



Renato Renato (24/07/2010 09:41:49)   211 0
Só pegou pesado no macaco. De onde esses caras tiram essa história de macacos? Eu moro aqui e nunca vi um macaco na vida, sério.

Não ligo para o resto porque é verdade. As pessoas bajulam artista de fora sim. O país é violento sim. E o símbolo do B.O.P.E é ridículo sim.



sem avatar Pablo Lisandro (24/07/2010 09:33:15)   163 0
Ao meu ver foi uma brincadeira infeliz. Ou pelo menos uma forma infeliz de satirizar o Brasil. Li sobre as reações inflamadas de muitos brasileiros e eu, sinceramente, assim como Forlani, não me senti ofendido. Agora tambem se eu disser que tem fundo de verdade toda a piada, aí virão os patriotas pra me mandarem me fu%*# e sair fora do país... =D

Portanto direi que é um país lindo, maravilhoso, ótimo de se viver, que não tem bala perdida, narcotráfico, políticos corruptos aos montes, que o sistema de saúde é a melhor do mundo e tudo mais de bom... =D Fazer como eles: Ignorar totalmente as desgraças que preocupam estatísticamente a todos e mandar Stalonne ir para as cucúias... =D




Silmar Silmar (24/07/2010 09:30:34)   10 0
Eu acho engraçado que brasileiro faz piada com Deus e o mundo, todos os paises já viraram piadinha em lingua nacional (que diga os portugueses)

Mas, qnd a piada é VERDADE doi para caralho, pq brasileiro é um povo que só aguenta piada de zorra total, ou então se formos nós mesmo que fazemos a piada, mesmo assim pegando leve, bem leve.

Qnd vc faz uma piada de homem-bomba vc pensa se o lado de lá vai gostar? Qnd vc chama todos os alemães de nazi em uma piada, o que vcs acham que eles pensam?

Porra, engula a piada e siga com sua vida, simples assim...ou não.



Mario Mario (24/07/2010 09:20:23)   8 0
O comentário do Sr. Sylvester foi uma tremenda bola fora, mais isto não seria culpa de nós mesmos brasileiros??
Qual a imagem que vendemos do Brasil?
Infelizmente só somos conhecido pelo Carnaval, praias, futebol, favelas e Amazônia...
Paciência né...
Se eu tivesse no lugar do Marcelão eu com certeza mandaria uma resposta na hora de: _Fuck you!!Apolo rules!!!!



sem avatar Eduardo (24/07/2010 09:15:53)   1 0
Quando o episódio dos Simpsons sobre o Brasil causou polêmica, acredito que fouve um exagero na reação, pois é uma série que brinca com esteriótipos, sejam eles quais forem, e foi o que aconteceu naquela ocasião. Como nós rimos muito com os esteriótipos mostrados em outros episódios, principalmente sobre a sociedade americana, acredito que precisamos aceitar mais e levar na brincadeira.

Mas neste do Stalonne não, e assim discordo (com respeito) do cozinheiro Forlani... desta vez o que eu li foi uma simples e pura agressão travestida de ironia. Estive procurando algumas reportagens e descobri que a produção teve problemas, inclusive tendo equipamentos furtados no Rio. Bem, se Stalonne estava chateado com este e outros problemas, ele simplesmente deveria ter contado a verdade e que a gravação não havia sido o que ele esperava, ponto! Esta agressão novamente espalha histórias sobre o Brasil que são esteriótipos que deveriam ser tratados apenas como piadas, inclusive por nós, como se fossem verdades absolutas. Já temos problemas demais por aqui que só nós sabemos, acho que não precisamos de uma estrela de cinema decadente tente se aparecer em cima da gente.

Concordo com o Vinícyus, imagina se isto tivesse sido dito sobre os Americanos. Pelo menos, com a reação da "vizinha" de cadeira do Forlani, descobrimos que eles ainda são capazes de se envergonhar. Embora muitos achem que reaçõs como estas é uma síndrome de vira lata, fico feliz que em momentos como estes nós, brasileiros, possamos mostrar que ainda somos capazes de defender nosso país, e de modo saudável, utilizando a força das mídias sociais. Assim, estas "estrelas", e similares, passarão a pensar duas vezes antes de proferir agressões gratuitas como estas. Uma pena que não esta força não tenha sido percebida na época dos comentários do Robin Willians quando o Brasil foi escolhido sede das Olimpíadas.



sem avatar Eduardo (24/07/2010 07:17:50)   7 0
A maratona da comic con está se mostrando puxada em termos como Jason "Stahem" e Steven "Seagle"... :)

Nos brasileiros e nossa baixa autoestima nacional e a vontade de ser norte americano...

Eu acho que pode fazer piada a vontade, já que nos EUA, eles são criticados até com carros bomba e aviões em prédios. Bem mais significativo que piadinha de macaco.



José Roberto José Roberto (24/07/2010 07:01:32)   9 0
Não é Steven Seagle, é Seagal.



Publicidade
sem avatar Vinícyus (24/07/2010 06:43:01)   8 0
Eu entendo que isso deve ser considerado uma brincadeira(mesmo que muito sem graça).

Porém considero um desrespeito(no mínimo ingratidão)com todos os fãns deles no brasil, e com o tratamento que lhe deram aui no brasil(sempre dizem obrigado... foi o cúmulo!!!!)

E não tenho muita certeza que os americanos iriam levar na brincadeira se fosse com eles.....

Não tenho nada contra os americanos, mas com certeza, agora eu tenho algo contra o Sylvester Stallone ......




Omeletop : cinema

Cinema

Os filmes em cartaz, a programação das salas de cinema, bilheterias, trailers, criticas de filmes, cartazes, entrevistas com astros e as novidades de Hollywood.

Séries e TV

As séries de televisão dos EUA, minisséries, os destaques da TV e as novidades na programação.

Música

Os shows que vem por aí no Brasil, os lançamentos musicais, novos álbuns e música grátis para download.

Games

Os novos games, críticas de jogos, trailers, imagens e mais novidades do mundo dos videogames.

Quadrinhos

As novidades das histórias em quadrinhos no Brasil e no mundo, previews de HQs e críticas de lançamentos nas bancas e livrarias.