Assista Agora

Crítica: Os Homens Que Não Amavam as Mulheres

Thriller sueco rodou o mundo e está na mira de Hollywood

Marcelo Forlani
13 de Maio de 2010

Os homens que não amavam as mulheres

Os homens que não amavam as mulheres

Män Som Hatar Kvinnor
Suécia/Dinamarca/Alemanha , 2009 - 152 minutos
Suspense

Direção:
Niels Arden Oplev

Roteiro:
Rasmus Heisterberg, Nikolaj Arcel

Elenco:
Michael Nyqvist, Noomi Rapace, Lena Endre, Peter Haber, Sven-Bertil Taube, Peter Andersson, Ingvar Hirdwall, Sofia Ledarp, David Dencik

Regular
Os Homens Que Não Amavam as Mulheres
Os Homens Que Não Amavam as Mulheres

Homens Odeiam as Mulheres. A Garota da Tatuagem de Dragão. Os Homens que Não Amavam as Mulheres. Essas são, respectivamente na Suécia, nos Estados Unidos e no Brasil, as traduções para o título do livro sueco Män som hatar kvinnor a primeira parte da trilogia Millenium, de Stieg Larsson (1954-2004). O sucesso dos romances na Europa e Estados Unidos levaram à produção do longa-metragem de 2009, dirigido por Niels Arden Oplev, que foi bem recebido pela crítica e já está na mira de Hollywood.

Oplev segue bastante à risca o texto original e dá ao seu longa o climão de thriller americano criado por Larsson. O primeiro personagem que conhecemos é Mikael Blomkvist (Michael Nyqvist), um repórter da fictícia revista Millenium que acaba de ser condenado por difamação contra um poderoso magnata sueco - julgamento este que Mikael tem certeza que foi armado. Antes de cumprir a pena, porém, ele é chamado para investigar um caso de desaparecimento que já dura quase 40 anos. Quem garante que ele tem a ficha limpa é Lisbeth Salander (Noomi Rapace), uma jovem hacker de passado nebuloso que fora contratada para segui-lo e descobrir mais sobre ele.

Mikael, então, viaja para o norte da Suécia, em uma pequena vila, onde mora Henrik Vanger (Sven-Bertil Taube), ex-comandante da empresa familiar que leva seu sobrenome. O objeto da investigação é Harriet, sobrinha de Vanger, que sumiu quando tinha apenas 16 anos, no dia em que o vilarejo estava ilhado depois que um acidente bloqueou a única ponte que liga o continente ao local. Desde pequena, a menina era a preferida de Henrik e no seu aniversário presenteava o tio com uma folha seca prensada. Depois que ela sumiu, ele continua recebendo o presente, o que o fez suspeitar dos membros de sua própria família, pessoas gananciosas e descompensadas.

Mikael está empacado, mas recebe a ajuda à distância de Lisbeth, que em pouco tempo passa a acompanhá-lo em tempo integral. Os conhecimentos da garota e a experiência investigativa do repórter começam a dar resultados e gerar incômodo. E justamente aí o filme perde o seu ritmo. O que vinha numa boa tomada de suspense quase vira um dramalhão de telefilme quando novos fatos vão surgindo, ligando a história até mesmo aos nazistas. E a violência sexual - que antes tinha o seu propósito, ajudando a desenvolver a personagem de Lisbeth e, consequentemente, a trama - se repete além da conta, dando margem à interpretação de que todos os suecos gostam de violentar mulheres, o que certamente não é verdade.

E embora a jovem Noomu Rapace, com sua beleza exótica de mulher que se enfeia propositalmente, se destaque na tela, nem ela é capaz de fazer com que as mais de duas horas de filme passem despercebidas. Todos esses problemas, porém, parece que não incomodam tanto. Tanto é que o filme deve ganhar em breve uma versão hollywoodiana. A boa notícia, pelo menos para quem gosta de bom cinema, é que David Fincher é um dos nomes cotados para comandá-la. E pela primeira vez me empolgo com uma notícia de remake, afinal é sabido que Fincher tem talento e sensibilidade de sobra e, mesmo sabendo que não poderá mudar muito da história, já vale a pena imaginar o bem que ele fará à garota da tatuagem de dragão.

Saiba onde o filme está passando



Publicidade

Comentários (53)

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar.
Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Gory Gory (28/09/2013 14:34:44)   235 0
Eu li o livro, e sinceramente nao consegui engolir essa versão sueca, atores muito ruins e direção bem preguiçosa. Não passei dos 15 minutos de filme.

A versão do filme de Fincher é gritante. É o que chega mais perto do livro, espero muito que ele faça os dois próximos filmes.


Cesar DS9 Cesar DS9 (03/10/2013 18:28:13)   814 0
Acabei assistindo o 1 filme na versão Fincher e depois comprei os DVDs dos outros dois filmes.

Não sei quanto ao primeiro, mas parece outro mundo o filme do Fincher e o segundo sueco. Além do fato que o primeiro é todo feito em baixo de neve e os noutros, é um clima mais temperado.




Renan Renan (22/12/2012 14:53:21)   2462 0
Fincher é Fincher, mas nem ele superou o original, esse filme é excelente, enquanto o do Fincher é ótimo.



sem avatar Wellington (23/11/2012 19:17:13)   -1 -1
gostei muito do filme!!!!!!!!!!!!!!!!
agora queria pedir por favor, alguem poderia me dizer qual e a marca e o modelo do capadete que a atriz usa no filme?
desde ja agradeço se alguem souber.



Mikaelle Mikaelle (11/08/2012 15:20:58)   -1 -1
Regular???esse foi um dos filmes que eu mais gostei na minha vidaaaaa!!



sem avatar Patrick (04/11/2011 19:37:01)   11 2
LIVRO:Perfeito FILME:Regular
Afinal é uma adaptação não podemos cobrar muito, mas vale a pena assistir pra quem leu o livro, quem não leu pode não gostar muito. O livro é extremamente intrigante e te prende à cada página lida, uma história realmente bem feita, uma pena esse autor não se encontrar mais entre nós e nos brindar com mais um excelente romance policial, estou lendo o segundo livro e como o primeiro te faz grudar em cada página, recomendo


LordMarcio LordMarcio (08/12/2011 18:15:07)   87 0
O filme não é regular!
Essa nota é sacanagem do Forlani.
O filme é bom sim! Faltou pouco pra ser excelente!!

Parabéns ao cinema sueco!! \o/


sem avatar Olivier (22/09/2011 09:19:29)   -1 -1
Kramba, eu já assisti os 3 filmes suecos, em qualidade altissima a tempos. o 1o deve ter uns 2 anos q assisti e o ultimo acho q 1 ano. E todos muito bons! E por isso mesmo q não tinha q ter remake nenhum. Imagino q deve ser uma grande porcaria como já falaram ai. A mesma coisa aconteceu com o "Let her in" sueco... remake porcaria de um filme q já era espetacular. Faço questão de não ver.



Tiago Dos Santos Tiago Dos Santos (25/06/2011 16:28:28)   -10 2
Acabei de ver o filme e acho 2 ovos de bom tamanho. O Forlani tá certo ( que MILAGRE!!) o filme realmente não tem um bom ritmo. E sei lá, não conheço o livro, mas esperava algo mais dark ( o que vi não me impressionou). O "final feliz" do filme também é muito forçado.


sem avatar Patrick (04/11/2011 19:24:49)   11 1
O livro é excelente e realmente mais "dark" do que o filme, não é todo livro que se consegue adptar ao cinema, o filme ficou resumido demais, omitindo detalhes importantes da trama, acho que dois ovos ta de bom tamanho


Panaceia: Panaceia: (16/02/2011 14:00:11)   0 -1
2 ovos??? Brincadeira, hein Sr. Forlani! E se mostra ansioso por uma versão "róliudiana". É ser muito colonizado. E mais: é sobre alguns homens que violentaram mulheres. Presumir que a audiência irá interpretar "que todos os suecos gostam de violentar mulheres" é subestimar a sua audiência. Você pensou isso? Porque eu não pensei. A história é sobre alguns homens que cometeram essa violência e suas respectivas vítimas. Nem acredito que estou discutindo isso literalmente.

O filme é ótimo. Minha única queixa é a opção de Blomkvist ser convertido em um fraco. Lisbeth é uma personagem de muita força não era necessário diminuir Blomkvist para mostrar isso.




Felipe Felipe (18/12/2010 02:12:20)   5 0
Que absurdo dar 2 ovos para esse filme... Para mim isso é preconceito contra o cinema europeu, só pode!!!
EXCELENTE filme na minha opinião, as atuações são muito boas...
Se fizerem um remake, vai ser igual a tudo o que Hollywood copia: um lixo... Vão botar algum atorzinho modinha e empurrar goela abaixo!!!
Na minha opinião merece no mínimo 4 ovos!!!



sem avatar Valdeci (11/12/2010 15:59:51)   2 0
O escritor sueco Stieg Larssons Autor da trilogia “Millennium” composta pelos livros Os Homens Que Não Amavam as Mulheres, A menina Que Brincava Com Fogo e A Rainha do Castelo de Ar não viveu para usufruir da fama e do dinheiro que sua obra se tornou. Em 2004, aos cinquenta anos, pouco após entregar aos seus editores os manuscritos da Trilogia Millennium, morreu vítima de um ataque cardíaco. Para quem gosta de um bom suspense de investigação policial repleto de sexo, violência, intrigas de toda ordem e personagens bizarros vai encontrar nesta trilogia muitas tramas paralelas de ação e espionagem que será impossível ao leitor, amante deste tipo de literatura, ficar indiferente. A trilogia lembra muito o estilo Agatha Christie com suas reviravoltas e tramas bem reconstituídas e com uma narrativa empolgante fazendo o leitor devorar suas páginas num fôlego só para descobrir o final da história. Evidentemente que toda esta trama policial e psicológica iria tornar-se uma produção cinematográfica e coube ao diretor Niels Arden Oplev dar vida a estes personagens na primeira parte da trilogia com o filme Os Homens Que Não Amavam as Mulheres. Já estou ansioso para ver a continuação... Fez tanto sucesso a obra literária e esta produção cinematográfica que Hollywood também irá fazer sua versão (como sempre fazem e estragam). Segundo a imprensa especializada tem noticiado a direção caberá a David Fincher que dirigiu sucessos como Alien III, Seven, O Curioso Caso de Benjamin Button, Zodíaco entre outros.
Fazer uma adaptação para o cinema de uma obra literária sempre é muito arriscado porque são linguagens diferentes e para públicos igualmente diversos. Todavia Niels Arden Oplev seguiu o texto quase que ao pé da letra. Claro que todo o universo literário não cabe em um filme, mesmo que este tenha uma metragem bastante longa (que é o caso desta produção sueca). Mas enfim... O filme é muito bom e conseguiu transpor o suspense policial na medida certa com cenas bem elaboradas, uma fotografia caprichada e uma trilha sonora sem comprometimento. Infelizmente Lisbeth Salander (Noomi Rapace) a personagem principal da história e a que tinha um perfil psicológico dos mais interessantes perdeu um pouco na transposição para a sétima arte. Foi difícil retratá-la de forma convincente e pareceu um estereótipo de hacker inconseqüente. Sua psicologia, caráter e estilo de vida ficaram relegados a segundo plano. Talvez na continuação o público possa conhecê-la melhor e tomar ciência de seu passado e os motivos que a levaram a ser esta garota rebelde e sem vínculos afetivos. .
Mikael Blomkvist (Michael Nyqvist) é editor e repórter investigativo da revista Millennium que é contratado por Henrik Vanger (Sven-Bertil Taube) um poderoso empresário para investigar o desaparecimento de sua sobrinha Harriet Vanger ocorrido há mais de 36 anos. Enquanto aguarda para cumprir pena de seis meses de reclusão por difamação de outro empresário em uma reportagem polêmica em sua revista, Mikael dedica-se a descobrir o que poderia ter acontecido a Harriet que tinha de 16 anos quando sumiu do mapa. Lisbeth Salander (Noomi Rapace) é uma hacker que foi contratada para seguir Mikael e descobrir mais sobre ele. Ao término desta investigação e, por ter acesso ao seu computador, descobre que ele está trabalhando neste caso e resolve ajudá-lo. Salander faz o tipo anti-heroína que se esconde por trás de muitos piercings, tatuagens e visual dark no intuito de afastar as pessoas e proteger sua identidade e seu passado tumultuado. Desde a infância vive sob a tutela do estado em orfanatos e clínicas psiquiátricas e pouco se sabe sobre sua família e as razões por ser uma jovem tão reclusa. Defende-se sozinha do mundo e não costuma levar desaforos para casa. Tem um relacionamento homossexual e amigos um tanto quanto suspeitos, uma banda pra lá de esquisita e ganha a vida como investigadora particular para a organização Milton Segurit usando de meios lícitos e ilícitos para resolver seus casos. Durante esta investigação outras tramas paralelas vão surgindo e a verdade sobre a família Vanger que possuem entre seus membros nazistas e anti-semitas vêem à tona. A violência a que é submetida Lisbeth Salander por seu tutor e o seu passado misterioso são fatos que correm paralelo à investigação propriamente e, entre uma cena e outra, são inseridas no decorrer da trama para que o público possa entender um pouco sua infância tumultuada e perigosa.
Para quem não leu a trilogia recomendo que façam o mais rápido possível porque vale à pena. Para quem não viu o filme dirigido por Niels Arden Oplev também recomendo pela eficiente direção e, acima de tudo, por ter mantido na tela todo o suspense que a obra possui. A atuação de Noomi Rapace como a anti-heroína Lisbeth Salander foi perfeita e Michael Nyqvist na pele do repórter Mikael Blomkvist não compromete muito. Vejam este filme antes que Hollywood invista seus dólares na versão americana (como se qualidade se resumisse única e exclusivamente a quantidade de dinheiro investido) e coloquem tudo à perder.
Meu blog: http://maisde140caracteres.wordpress.com



Publicidade
Ad Samp Ad Samp (16/11/2010 05:17:42)   181 1
➋Ovos tá de bom tamanho.

Apesar da produção caprichada,para um filme não americano, os caras mudaram muito a história no que diz respeito aos personagens.

Eu sei que adaptações são nescessárias para ficarem com tom de cinema, mas tirando a personagem de ❝Lisbeth Salander❞(O único acerto do diretor), o restante passa batido e acelerado.

Inclusive o personagem principal ❝Mikael Blomkvist❞, além de ter sido muito burocraticamente interpretado pelo ator Sueco, não houve nenhuma evolução dada ao mesmo pelo Diretor.

Cara, falando sinceramente, tenho mania de ler o livro antes do filme.

E poucas vezes a adaptação fica igual ou melhor que a história original.

Essa infezlimente não é uma delas.

Aconselho à galera aí a ler o livro. Muito rico em detalhes e personagens muito bem construídos.

Mas tô muito confiante na adaptação de ➤David Fincher.☺☺



Β•Я•Ц•Ŋ•Ø Β•Я•Ц•Ŋ•Ø (12/10/2010 19:44:06)   18 1
Fui ver esse filme por "recomendação" do IMDb na página de Deixa Ela Entrar, outro sueco que gostei bastante, e não me arrependi. E olhe que não esperava nada daquilo, pois não li a sinopse e fui pela capa e o nome chamativo em inglês, esperando algo sobrenatural. Mas me deparei foi com um bom suspense policial, onde o mistério impera seja na trama principal, seja no passado de Lisbeth. Discordando totalmente da crítica, eu não acreditei em meus olhos quando vi q tinham se passado 2h 30min. Filme com cenas pesadas sim, se comparado aos padrões estadunidenses, graças à censura leve do velho mundo, mas nada "overused" como dito na crítica.

Concordo plenamente com o Giovanni. As críticas andam contando demais do filme pra no final não criticar quase nada de fato e dar uma justificativa muitas vezes desprezível para os ovos dados. Nota dos usuário é uma boa tb.



sem avatar Mayara (04/10/2010 18:51:23)   3 0
Não é por nada não, mas o Omelete costumava ser mais humilde antigamente, tsc tsc.
De uns tempos pra cá tenho visto filmes realmente ruins ganhndo de dois a três ovos e filmes bons, como este sendo duramente criticados.
Antes o Omelete era parâmetro pra eu saber se iria assistir a um filme, hoje em dia só o visito por diversão.



sem avatar Giovanni (19/09/2010 23:22:50)   0 0
Antes que venham com o papo de "se não gosta do Omelete não reclame pare de acessar", digo que qualquer um que se expõe necessita de crítica. Sim, crítica da crítica. Vamos lá.

Peço desculpas pelo termo, mas que bosta de crítica. Acho que é a pior do Omelete. 3 dos 5 parágrafos contam quase metade do filme. É uma péssima mania que o Omelete insiste em recorrer. Não entendo isto. Há mais da história (adiantando o roteiro) do que análise crítica cinematográfica em si. Aliás, esta praticamente não existe aqui.

Infelizmente estou começando a concordar com muitos dos leitores sobre a teoria de egocentrismo do pessoal do Omelete: adoram falar mal de filme que faz sucesso de crítica (vide District 9, Inception e agora este), fazem deboche com temas que merecem mais respeito, como o Espiritismo, e adoram dizer que não estão nem aí para críticas dos leitores e quem achar ruim que pare de acessar o site. Até o OmeleTV está muito ruim, sem conteúdo. E a Carina se transformou na embaixatriz do deboche.

O Omelete já foi melhor. Hoje o utilizo para saber das notícias nerds e geeks do mundo do cinema, quadrinhos e TV. Crítica só leio depois de assistir o filme; já fiquei muito bravo lendo o começo do filme inteiro aqui (isso é SPOILER e não crítica). E por favor, implementem o sistema de "ovos" dos leitores. Vai evitar muita bronca, coisa que vocês definitivamente não gostam.

Giovanni.






alexandre alexandre (13/09/2010 14:12:50)   10 0
Olha, se Fincher fizer a adaptação no mesmo clima do original, vai render um filmaço. Gostei muito da versão sueca e acho que não haveria necessidade de uma versão USA. Mas, Hollywood quer sempre estragar o que está bom, fazer o quê.



sem avatar Carla (08/09/2010 23:43:47)   1 0
Estão de zuação com a nossa cara, só pode!
Esse filmaço darem apenas 2 ovos? Devez pegarem e fazerem criticas sem nexos, peguem esses 2 ovos e enfie no cú de vcs!



sem avatar Francisco (02/09/2010 14:48:27)   -3 0
Agora o Omelete esconde os comentários,
pra ocultar as acusações de receberem jabá... Hilário.



gisele gisele (29/08/2010 16:03:59)   2 0
Não to entendendo o criterio de avaliação...
"se repete além da conta, dando margem à interpretação de que todos os suecos gostam de violentar mulheres, o que certamente não é verdade"
Em qual lugar do mundo os homens nao gostam de violentar mulheres?
Voce nao ve tv...e o fato do filme ser sueco nada tem a ver com violencia sexual...bem infeliz sua observação.
Se o filme fosse americano diria a mesma coisa?

O filme é muito bom, palmas para os suecos,pegaram o peixe antes.
sem exageros cinematograficos , atores valiosos.beleza de estilo.



Diego Diego (27/08/2010 14:45:16)   0 0
Pela madrugada... 2 ovos??? Vocês do Omelete devem estar recebendo jabá de alguém pra falar mal do filme dos outros... faça-me o favor...



andrei andrei (25/08/2010 16:40:21)   4 0
5 ovos para homem de ferro!
3 ovos para a origem!
0 OVOS PARA AS CRITICAS DO OMELETE!

GOSTO É IGUAL BRAÇO OU VC TEM OU NAO!



Publicidade
Eduardo Eduardo (24/08/2010 23:57:03)   15 0
fácil um dos melhores filmes que assisti em 2010, david Finchwer nunca chegará perto do brilhantismo desta versão.

filmaço, e totalmente compreensível o site que deu 5 ovos pra homem de ferro 2 e 3 ovos pra obra prima A origem não ter entendido o filme.

2 ovos pra este filmaço? piada.



sem avatar Marlon (23/08/2010 00:54:21)   0 0
Fazendo analogia ao colega ali abaixo, a adaptação será totalmente necessária para fazer jus ao livro.

A versão sueca prima pela falta de emoção nos personagens, pela maioria não ter nada a ver com os principais ( noomi se parece com a lisbeth descrita nos livros, mas não tem nem 1% da expressão que tem neles, é inexpressiva, é fraca, não passa a força que a personagem tem nos livros e etc.. ), eles não tem vigor, não estou defendendo os filmes hollywoodianos, mas eles tem tudo pra dar de 10x0 no filme sueco, que pra mim tem uma imagem excelente, mas a adaptação foi completamente tosca e porca. ( Anita morta?! Harriet parecendo com 80 anos ?!... entre outras bizarrices ).

O filme é ruim, atuações fracas, sonolento, amarrado, se vc não leu o livro não entende muito a não ser as superficialidades que passa. Como disse, a adaptação tem tudo pra ser MUITO melhor.



Cândido Cândido (09/08/2010 02:33:57)   420 0
Disparado um dos melhores filmes que eu vi esse ano.

Pelo visto o Omelete é a casa dos super heróis mesmo !



sem avatar Francisco (23/07/2010 14:39:15)   -3 0
Há várias semanas em cartaz em Curitiba (Shopping Novobatel)!!!!
Povo Cult!!!!



sem avatar Rafael (23/07/2010 05:53:20)   7 0
esse merecia 4 ovos 8( ... , apesar que nao eh qualquer um que vai gostar ...



sem avatar alexandre (22/07/2010 16:51:57)   0 0
Acompanho sempre as críticas do omelete, mas definitivamente nao concordo com apenas doi ovos pra esse filme!!!

Uma boa história com ótimas atuações. Assistam antes que o filme seja estragado por hollywood.

Merecia pelo menos 4 ovos.



sem avatar Francisco (24/06/2010 08:48:54)   -3 0
Filmão!!!
Não dêem bola pra crítica:
"OMELE TEEN" só sabe avaliar filmes pra adolescente. Assistam antes que hollywood faça o remake tão esperado pela "OMELE TEEN".



sem avatar Adriana (17/06/2010 15:34:22)   0 0
A traducão mais correta para o filme é "Homens que Odeiam Mulheres" - em sueco: Män som hatar kvinnor.



Mácllem Mácllem (11/06/2010 09:54:56)   0 0
A Garota da Tatuagem de Dragão? É um título pobre. Eu teria perdido de ler se não fosse pelo título brasileiro.



sem avatar Gil (07/06/2010 10:37:57)   0 0
O filme é um bom suspense. Tem até umas características meio filme noir.

A ideia de que todos os suecos espancam as mulheres nem me passou pela cabeça. Pensar isso só porque tem um estuprador no filme e vários nazistas? Não dá para entender em momento algum que todos os suecos são nazistas e estrupadores. Se fosse assim, pelo que vemos nos filmes norte-americanos, só existiriam psicopatas nos Estados Unidos.

Ainda gostei mais por ser um dos poucos filmes produzidos fora dos Estados Unidos em cartaz no grande circuito de cinemas por aqui. Certamente, tem algumas características comerciais como não poderia deixar de ser para atrair um grande público, mas pelo menos eles não falam inglês. Às vezes é bom mudar um pouco de ares.

E acabo lendo as críticas do Omelete com um pouco de má vontade porque eles falam mal de um filme bem legal como esse, enquanto falam bem de um filme ruim como aquele "Superman - O Retorno".



Publicidade
Emilio Emilio (03/06/2010 20:41:26)   0 0
Não achei que o filme se aproxima do dramalhão não. Achei que o ritmo fica mais lento, óbvio, mas continua um suspense policial legal.

O problema do filme é que depois do grande clímax, ele tem outros pequenos pra amarrar as histórias pessoais dos dois personagens principais. O que num livro até soa legal, no cinema deixa o filme com uma impressão de que ele se arrasta demais.



Leandro Leandro (20/05/2010 11:18:23)   -1 0
Pelo que o Daniel falou aí é que eu quero primeiro ver o filme; e depois com certeza lerei os livros.



RAFAEL RAFAEL (19/05/2010 12:37:26)   9 0
"adoro" as traduções daqui................



DANIEL DANIEL (16/05/2010 11:23:27)   0 0
Assisti o filem ontem com a minha esposa. Já tinha lido os livros e minha esposa não.É óbvio que o filme não traz todo detalhe do livro, mas a história é bem fiel, diferente de Código da Vinci e Anjos e Demônios de Dan Brown, que mudaram a história dos livros.
Eu que li o livro gostei muito da adaptação, não senti as duas horas e meia. E minha esposa que não tinha lido o livro...ADOROU o filme.
Sempre é bom ver suas imaginações retratadas. O livro sempre é fantástico, mas uma boa adaptação é bem vinda.
abrçs



Mike Mike (16/05/2010 05:36:32)   -3 0
Acesso e leio todas a criticas e noticias do omelete todos os dias, desde, talvez, quando a primeira critica foi ao ar... e acho que nunca postei, ou enviei, algum comentário até hoje...

Assisti ao filme antes do "omelete" postar a critica, e achei muito injusto os 2 ovos, adorei o filme, suspense envolvente e a atuação de Noomi Rapace deu muita qualidade a historia no cinema...

Não tenho o costume de ler livros, mas nÃo reprimo quem o faz, apenas fico PUTO quando alguem diz, "PORRA NADA VER COM O LIVRO", eu digo: "MEU AMIGO QUANDO EXISTIR UM FILME DE QUALIDADE Q SEJA FIEL AO LIVRO OU QUADRINHO VENHA DISCUTIR COMIGO"...

Rapaiz, so pq o filme nao foi fiel ao livro, quer dizer q nao tenha qualidade?! E mais, acredito q nao vai nunca existir um filme assim, pois ja eh extremamente dificil colocar no papel, a ideia do autor... imagine na tela de um cinema...

Na minha humilde opinão - (o)(o)(o)(o/2) - tres ovos e meio...

:)



sem avatar D. Mato (14/05/2010 19:07:16)   0 0
... estou no 3° livro, sendo que os outros dois acabei lendo em muito pouco tempo. São ótimos.

Quanto aos filmes, o que esperar deles? No mínimo, que sejam tão razoáveis quanto as adaptações que existem por aí. Não dá pra pensar que todos os suecos são estupradores só vendo o filme (certo, Forlani?!).

Pelo que vi, muita gente já assistiu, mas a recomendação é: Leiam os 3 livros que, se Stieg Larsson não tivesse morrido, seriam os primeiros da planejada decalogia Milleniun.



Fernandinho Fernandinho (14/05/2010 13:20:38)   0 0
Putz véio mas que nome de filme heim ? ... Uma boiolagem só e se for pra ver homens espancando mulheres nem precisa ir no cinema só assistir o jornal na record, só fala disso ... rsrsrsrs



Rafael Rafael (14/05/2010 12:18:53)   92 0
Estou garrado no Cinema amanhã...os livros são um dos melhores que já li, um suspense-policial de tirar o folego.
mas sei que este filme não será tão bão assim.

Os livros recomendo para todos.



Carlos Carlos (14/05/2010 11:05:26)   -2 0
Vou conferir com meus próprios preceitos.



Fabio Fabio (14/05/2010 10:03:05)   18 0
Ai que filme chato. Obrigado Marcelo por condensar 2h perdidas da minha em menos de 5 minutos.



Publicidade
Leandro Leandro (14/05/2010 08:05:44)   -1 0
Pra mim, é um dos filmes mais aguardados do ano.

Á propósito, eu também sou contra uma versão americana, mas fiquei contente em saber que será David Fincher o diretor. Vai ser um casamento perfeito, a exemplo de Brian De Palma com Dália Negra, entre outros.



R@finha R@finha (14/05/2010 07:42:12)   20 0
Perai quanto ao nome: Amar: entre seus significados pode ser tb sinonimo de gostar certo!Homen que não amavam "GOSTAVAM" de mulheres! Meio estranho esse titulo ai! Sem falar no nome na Suecia!



sem avatar Rafael (13/05/2010 23:10:20)   -4 0
nao vou nem me dar ao trabalho de ver esse filme...

fico com os livros e nao abro mao deles...



Gabriel Gabriel (13/05/2010 20:11:45)   0 0
Concordo com você Josué, e ainda digo mais, há o grande problema da Lisbeth no filme estar solta de mais, longe do comportamento retraido que vemos no livro.... no filme ela vira apenas mais uma gótica....



Josué Josué (13/05/2010 19:54:08)   0 0
O spoiler ao final é uma droga, também achei. E, na minha opinião, o principal erro foi não conseguirem impor o mesmo clima de romance-enigma que o Larsson impõe a esse primeiro volume da trilogia. Me pareceu um filme totalmente feito para exportação. De realmente bom mesmo só a primeira meia-hora e a atuação da Noomi, que achei ótima.
E os personagens, que nos livros não eram nem de longe estereótipos dos "detetives" de romance policial, aqui surgem murchos, sem muito carisma, com uma moralidade com a qual não foram concebidos... enfim. Achei apenas bonzinho.



Josué Josué (13/05/2010 19:49:49)   0 0
Com todo o respeito que devo ao Forlani, que na minha opinião é o mais equilibrado dos críticos do Omelete, mas "...dando margem à interpretação de que todos os suecos gostam de violentar mulheres, o que certamente não é verdade" ??!!?!?!!?! Que besteira gigante, cara. Só sendo a mais generalizadora das pessoas para pensar algo assim a partir do filme.



Gabriel Gabriel (13/05/2010 19:46:45)   0 0
Ah.. na real, não curti a adaptação não.. principalmente que no final do filme eles resolvem colocar um spoiler para engatilhar o proximo filme... fora que eles tomam varios atalhos na trama para simplificar a historia, deixando o final muito corrido... eu recomendo na realidade ler a trilogia que é muito mais legal e viciante...



G. brucew G. brucew (13/05/2010 19:02:21)   2009 0
valeu OSTAN!!!



Cicero Cicero (13/05/2010 18:15:45)   280 0
Enquanto isso na suécia o terceiro filme já saiu em dvd. A suécia cada vez mais produzindo bons filmes.

Mas como todo bom livro sua adaptação é no máximo, razoável. Por isso após verem o filme (não esperem o remake americano) corram atrás da Trilogia Millenium, os livros valem muito a pena. Ou simplesmente ignore os filmes (se é que algum dia eles vão chegar todos aqui) e leiam os livros.




Omeletop : cinema

Cinema

Os filmes em cartaz, a programação das salas de cinema, bilheterias, trailers, criticas de filmes, cartazes, entrevistas com astros e as novidades de Hollywood.

Séries e TV

As séries de televisão dos EUA, minisséries, os destaques da TV e as novidades na programação.

Música

Os shows que vem por aí no Brasil, os lançamentos musicais, novos álbuns e música grátis para download.

Games

Os novos games, críticas de jogos, trailers, imagens e mais novidades do mundo dos videogames.

Quadrinhos

As novidades das histórias em quadrinhos no Brasil e no mundo, previews de HQs e críticas de lançamentos nas bancas e livrarias.