As Branquelas | Crítica

As branquelas

Marcelo Hessel
11 de Novembro de 2004

As branquelas
White Chicks

EUA,
2004
Comédia - 109 min.

Direção: Keenen Ivory Wayans
Roteiro: Keenen Ivory Wayans, Shawn Wayans

Elenco: Shawn Wayans, Marlon Wayans, Jaime King, Frankie Faison, Lochlyn Munro, John Heard, Busy Philipps, Terry Crews, Eddie Velez

Os Wayans vão dominar o mundo.

Dos dez filhos que Howell e Elvira tiveram, pelo menos sete estão bem envolvidos no showbiz. Em 1990, Keenen Ivory, Marlon, Shawn e Damon já se faziam notar na televisão com a sitcom afro In living Color, que também lançou Jim Carrey. Shawn e Marlon partiram para The Wayans Bros., Keenen Ivory produziu o show que levava o seu nome e Damon ganharia fama anos depois como protagonista da série My wife and kids. Mas a TV ficou pequena. E em 2000 Ivory dirigiu Shawn e Marlon no primeiro sucesso da franquia Todo mundo em pânico.

O trio se reúne agora em As Branquelas (White Chicks, 2004), outra comédia que satiriza gêneros "brancos" - primeiro foi o filme de terror, agora as historinhas de patricinhas - por meio do desbocado humor dos "manos".

Na trama, Shawn e Marlon vivem dois agentes do FBI, os irmãos Kevin e Marcus. Pau pra toda obra, acabam escalados para levar as irmãs Brittany (Maitland Ward) e Tiffany Wilson (Anne Dudek), alvos de um possível seqüestro, do aeroporto até um hotel em Beverly Hills. Na cidade elas participariam de um leilão entre ricaços, mas um acidente durante a escolta atrapalha tudo. Para não perderem o emprego, Kevin e Marcus assumem, graças às maravilhas da maquiagem, o papel das loiras.

Por mais que seja desgastada, a premissa da troca de sexos tem potencial. Afinal, tirar sarro da futilidade histérica das dondocas sempre cai bem. O problema são as concessões. Se até 2000 o descompromisso dos Wayans era total, agora a obrigação de fazer dinheiro entra na receita. E tome clichê para forrar o roteiro: múltiplos suspeitos, a esposa indignada de um, o interesse romântico do outro. Tem até a famosa perda do distintivo seguida de investigação clandestina. Francamente...

Se conduzissem toda a história com a mesma imprudência com que caracterizam, por exemplo, o personagem Latrell - um esportista negro brutamontes que se revela tanto fútil quanto racista - os irmãos se sairiam melhor. O problema é que agora se levam a sério demais. Vindo de quem ainda precisa recorrer a piadas de flatulência para fazer rir, é um passo bem maior que as pernas.



Comentários (1)

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar.
Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.


Omeletop : cinema

Cinema

Os filmes em cartaz, a programação das salas de cinema, bilheterias, trailers, criticas de filmes, cartazes, entrevistas com astros e as novidades de Hollywood.

Séries e TV

As séries de televisão dos EUA, minisséries, os destaques da TV e as novidades na programação.

Música

Os shows que vem por aí no Brasil, os lançamentos musicais, novos álbuns e música grátis para download.

Games

Os novos games, críticas de jogos, trailers, imagens e mais novidades do mundo dos videogames.

Quadrinhos

As novidades das histórias em quadrinhos no Brasil e no mundo, previews de HQs e críticas de lançamentos nas bancas e livrarias.