Assista Agora

Festival de Berlim 2014 | Expectativas

Berlinale começa nesta quinta com forte presença brasileira: cinco longas e dois curtas

Bruna Amaral
06 de Fevereiro de 2014

berlim

A edição 64 do Festival de Berlim, um dos mais importantes do mundo, começa nesta quinta-feira com a aguardada estreia mundial de The Grand Budapest Hotel, novo filme do diretor Wes Anderson. Cerca de 400 longas - entre grandes produções hollywoodianas, filmes independentes e documentários - serão exibidos no festival até o dia 16 de fevereiro.

As temáticas dos crimes nazistas na Europa e das mudanças na China atual são as mais presentes nos 20 longas selecionados para a mostra competitiva deste ano, que tem três filmes chineses na disputa. O Brasil aparece com Praia do Futuro, do cineasta cearense Karim Aïnouz, estrelado por Wagner Moura, que assim como outros longas da mostra (como o argentino La Tercera Orilla) é uma coprodução alemã. A última vez em que um filme majoritariamente brasileiro - ou de temática brasileira - participou da mostra competitiva foi em 2008, quando Tropa de Elite levou o Urso de Ouro de melhor filme.

Além de Praia do Futuro, Aïnouz participa do programa oficial com a estreia, fora de competição, de Catedrais da Cultura, antologia liderada pel alemão Wim Wenders. O projeto tem seis episódios em que diferentes cineastas fazem um curta documental em 3D sobre um prédio famoso. Ao brasileiro, coube mostrar o Centro Georges Pompidou, em Paris.

A participação brasileira não para por aí. Na mostra Panorama, estão os filmes Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, de Daniel Ribeiro, baseado no premiado curta homônimo, e O Homem das Multidões, de Marcelo Gomes e Cao Guimarães. O longa Castanha, de Davi Pretto, representa o Brasil na mostra Forum, já o curta Fernando que Ganhou um Pássaro do Mar, de Felipe Bragança e Helvécio Marins Jr., será exibido no segmento Forum Expanded.

Mostra competitiva

O programa competitivo incluiu filmes e co-produções de 21 países, 18 estreias mundiais e três filmes de diretores estreantes. Em 2014, a Berlinale optou por poucos filmes americanos, mas as celebridades como sempre marcam presença no tapete vermelho. Além do filme de abertura de Wes Anderson, Caçadores de Obras-Primas, escrito, dirigido e estrelado por George Clooney, e La Belle et la Bête, a mais nova adaptação do conto de fadas A Bela e a Fera, com Vincent Cassel e Léa Seydoux, também foram selecionados, mas não participam da competição.

Um dos destaques da mostra competitiva é Boyhood, de Richard Linklater. O americano volta a Berlim depois do fim da trilogia iniciada com Antes do Amanhecer. Estrelado por Patricia Arquette e Ethan Hawke, Boyhood acompanha a história de um jovem dos 5 aos 18 anos - processo em tempo real que Linklater registra anualmente desde 2002. Entre os europeus que competem, o nome de maior peso é o veterano francês Alain Resnais, do alto dos seus 91 anos. Seu filme Aimer, Boire et Chanter é uma adaptação de uma peça do dramaturgo britânico Alan Ayckbourn.

Segundo o diretor do Festival de Berlim, Dieter Kosslick, desde 1986 a Berlinale não apresentava tantos filmes alemães na competição. Quatro produções do país disputam o Urso de Ouro. Já os três selecionados chineses, Tui Na ("massagem cega"), Bai Ri Yan Huo ("carvão negro, gelo fino") e Wu Ren Qu ("terra de ninguém"), mostram os conflitos entre o campo e a cidade e o passado e o presente na "nova China". Com uma seleção tão distinta e variada, o anúncio da seleção júri pode reservar surpresas para o dia 15 de fevereiro.

Fora da competição

Fora da competição principal, a Berlinale ainda vai dar aos visitantes a chance de conferir a retrospectiva de um dos mais importantes cineastas políticos da história, o britânico Ken Loach. Ele receberá um prêmio de honra por sua obra. A versão sem cortes da primeira parte do polêmico Ninfomaníaca, de Lars Von Trier, também é outro chamariz da programação, assim como a adaptação para o cinema do romance best-seller de Nick Hornby A Long Way Down. O filme do diretor Pascal Chaumeil vai conseguir mostrar solidão e o desespero dos protagonistas que se encontram tentado cometer suicídio em um terraço de Londres?

Uma boa surpresa é a exibição de God Help The Girl. O musical dirigido por Stuart Murdoch, líder da banda escocesa Belle and Sebastian, é um dos destaques da mostra Generation, voltada ao público infantil e adolescente. Já o francês Michel Gondry apresentará seu novo documentário Is The Man Who Is Tall Happy?. No longa, ele desdobra suas impressões sobre as conversas com o linguista americano e ativista Noam Chomsky em um fluxo de fantasia feito em uma animação desenhada à mão.

O Omelete estará presente no festival direto de Berlim! Acompanhe por aqui nossa cobertura e as críticas dos principais filmes.

Leia mais sobre o Festival de Berlim



Publicidade

Comentários (1)

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar.
Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

sem avatar Victória (09/02/2014 16:37:24)   197 0
Muito legal o Omelete ir pra Alemanha, deveriam ir também os Festival de Cannes.

:D




Omeletop : cinema

Cinema

Os filmes em cartaz, a programação das salas de cinema, bilheterias, trailers, criticas de filmes, cartazes, entrevistas com astros e as novidades de Hollywood.

Séries e TV

As séries de televisão dos EUA, minisséries, os destaques da TV e as novidades na programação.

Música

Os shows que vem por aí no Brasil, os lançamentos musicais, novos álbuns e música grátis para download.

Games

Os novos games, críticas de jogos, trailers, imagens e mais novidades do mundo dos videogames.

Quadrinhos

As novidades das histórias em quadrinhos no Brasil e no mundo, previews de HQs e críticas de lançamentos nas bancas e livrarias.