Assista Agora

Leviathan | Crítica

Documentário busca a tão sonhada não-interferência no assunto retratado

Érico Borgo
14 de Setembro de 2012

Leviathan

Leviathan
França, Inglaterra , 2012 - 87 min.
Documentário

Direção:
Lucien Castaing-Taylor, Véréna Paravel

Roteiro:
Lucien Castaing-Taylor, Véréna Paravel

Elenco:
Declan Conneely, Johnny Gatcombe, Adrian Guillette, Brian Jannelle

Regular
Leviathan

Durante 90 minutos, os diretores Lucien Castaing-Taylor e Véréna Paravel amarram câmeras minúsculas em pescadores, em barcos e máquinas, as afundam em tanques de peixes, as colocam no que parecem ser balões para voarem entre as gaivotas e as mergulham no oceano.

Seu objetivo é registrar imagens de pesca industrial em alto-mar, com o mínimo de interferência possível. Em longos takes, vemos, quase em tempo real, diversas espécies de peixes e moluscos saindo do oceano, recebendo triagem, sendo limpas e armazenadas. Não há diálogos, apenas trabalho e o choque entre animais, humanos e máquinas.

O resultado, algo totalmente diferente do típico documentário de natureza, é interessante a princípio, e rende algumas boas imagens, mas uma hora e meia de imagens tremidas e de má qualidade, muitas vezes sem qualquer iluminação, o som ruim (captado nas próprias câmeras) e a ausência de qualquer explicação sobre o que estamos vendo culmina em um exercício de paciência tão colossal quanto o leviatã do título.

Entende-se a intenção: os diretores pretendem interferir o menos possível no objeto de seu registro, realizar um documentário honesto, mas o resultado é monótono demais. Em uma das cenas, literalmente, assistimos a um marinheiro caindo no sono ao longo de quatro minutos (há um relógio na parede) na sala de descanso.

O lado bom: Leviathan é prova de que a pesca é contagiante. Também dei as minhas pescadas no cinema.



Publicidade

Comentários (11)

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar.
Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

DR. Zaius, ministro da ciência e defensor da fé! DR. Zaius, ministro da ... (14/09/2012 15:08:45)   1032 0
Nossa!!! E Eu que cresci achando que os documentários do Primo Carbonari eram o pior que o cinema podia produzir!!! Caramba!!. Sempre dá pra piorar...


sem avatar bruxo (18/09/2012 17:56:01)   -75 0
Documentários do Primo Carbonari. VC ACABA DE DESENTERRAR ALGO QUE EU TINHA BLOQUEADO NA MEMORIA! O HORROR, O HORROR...

DR. Zaius, ministro da ciência e defensor da fé! DR. Zaius, ministro da ciência e defensor da fé! (19/09/2012 11:57:32)   1032 0
O horror, o horror, kkkkkkkkk. Primo Carbonari voltará em "primo carbonari kills" , kkkkkkkkmmm.


Pedro Pedro (14/09/2012 11:22:09)   812 0
Meu Deus.....É SÉRIO ISSO? DOIS OVOS? tudo isso? Só de ler a crítica me da sono....



Igor Igor (14/09/2012 08:17:41)   242 0
Entrei pensando que era crítica do DLC de Mass Effect 3 postado na sessão errada. Haha.



sem avatar Marco A (14/09/2012 02:55:37)   727 0
Putz!!!!



 Cristina Cristina (14/09/2012 01:44:38)   584 0
Borgo está inspirado! hahaha. Na minha terra chamamos essas pescadas de piscadas mortais...



Thyago Roberto Thyago Roberto (14/09/2012 00:57:39)   729 0
Gostei de sua última frase. #IronicComment detected. :)



sem avatar Pilgrim (14/09/2012 00:49:55)   68 1
Você tinha que ter trocado o prisma antes. Não tem como criticar um documentário com o prisma de um filme comercial. Apesar de serem gravadas sobre o mesmo tipo de película, são obras com abordagem diferentes. A questão não é o documentário ser monótomo. È que ele simplesmente não é para seu "paladar" pode-se assim dizer, Borgo.


sem avatar Alessandro (14/09/2012 08:08:13)   83 1
Olhe, não vou defender esse crítico por que não é o caso. A questão em relação ao filme não é se ele é comercial ou não, mas sim a capacidade do filme em instigar reflexões no espectador. Existem filmes cujo propósito é apenas divertir, outros tem a função de gerar reflexões, como o são os bons filmes.
Na verdade eu gostei do filme por razões puramente sentimentais. Lembrei-me da minha juventude a mais de 60 anos atrás e de meu contato íntimo com o mar na época. Mas uma pessoa desprovida desse arcabouço sentimental verá apenas uma sequência de imagens vazias que nada têm a dizer. Abraços.

DR. Zaius, ministro da ciência e defensor da fé! DR. Zaius, ministro da ciência e defensor da fé! (14/09/2012 15:13:26)   1032 0
Alessandro, concordo com você. Quando temos algum interesse emocional no assunto podemos ignorar questões de forma e desenvolvimento. Mas, as vezes, mesmo em documentários sobre temas que me são caros, eu fico é irritado pela falta de cuidado dos realizadores, justamente com temas que me agradariam.



Omeletop : cinema

Cinema

Os filmes em cartaz, a programação das salas de cinema, bilheterias, trailers, criticas de filmes, cartazes, entrevistas com astros e as novidades de Hollywood.

Séries e TV

As séries de televisão dos EUA, minisséries, os destaques da TV e as novidades na programação.

Música

Os shows que vem por aí no Brasil, os lançamentos musicais, novos álbuns e música grátis para download.

Games

Os novos games, críticas de jogos, trailers, imagens e mais novidades do mundo dos videogames.

Quadrinhos

As novidades das histórias em quadrinhos no Brasil e no mundo, previews de HQs e críticas de lançamentos nas bancas e livrarias.