A Liga Extraordinária | Vinil com música que Alan Moore gravou para a série finalmente será lançado

Disco será vendido somente na nova edição inglesa

Érico Assis
13 de Maio de 2012

Liga Extraordinária

The League of Extraordinary Gentlemen: The Black Dossier foi o último álbum da Liga Extraordinária a sair pela DC/Wildstorm, em 2007. Foi um período de briga intensa entre Alan Moore e Kevin O'Neill com a editora, que fez eles levarem sua criação para outros editores. E, em meio a esta briga, ficou perdido um extra que todos os fãs esperava: o disco de vinil com músicas compostas e interpretadas por Moore que fazem parte da narrativa.

Como Moore explicou há mais de cinco anos, o disco seria da banda fictícia Eddie Enrico and his Hawaiian Hotshots (referência a livros do escritor Thomas Pynchon). Moore havia gravado duas canções com seu colaborador de empreitadas musicais, Tim Perkins.

Quando o álbum finalmente saiu, o disco não foi incluído. A DC chegou a lançar uma versão Absolute do álbum, mais cara, mas também sem o vinil. Além disso, a editora proibiu a publicação fora dos EUA e segura os direitos para edições estrangeiras.

A espera dos fãs termina agora - mas você vai ter que ir à Inglaterra para conseguir o disco. De acordo com o Bleeding Cool, a editora inglesa Knockabout conseguiu os direitos para publicar The Black Dossier no Reino Unido e vai lançá-lo em versão capa dura com disco por £22,50 (e capa brochura sem disco, por £14,99). O único problema para quem não mora em Londres é que esta versão só estará à venda na loja da Knockabout, chamada Gosh! Comics. Por enquanto, nem venda online.

A liberação dos direitos de The Black Dossier também pode ser boa notícia para os fãs brasileiros - o álbum é o único da Liga Extraordinária que ainda não saiu no Brasil.

Leia mais sobre a Liga Extraordinária



Comentários (18)

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar.
Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Carlos Fênix Carlos Fênix (14/05/2012 20:36:54)   105 0
olha com todo respeito, eu sei que Moore é um escritor talentoso, mais sua postura profissional é de um verdadeiro xiita.
O caso Watcheman por exemplo, eu posso entender suas motivações mais na boa o cara somente ajuda a promover o prologo com seu incansavel protesto.
Se acha que podem macular qualquer obra sua poderia ao menos agir como consultor ou algo do genero. e no caso desta liga que ele criou pelo menos a primeira que eu li os personagens são de dominio publico e no caso de Watcheman os personagens são da DC. Ao meu ver sua postura é no minimo contraditoria na maior parte das vezes, respeito o valor dele na industria das HQs mais acho infantil como ele lida com questões profissionais.



IgorLiraVox IgorLiraVox (14/05/2012 11:40:19)   1860 -1
Se baixar as musicas na Inernet o eremita briga e joga macumba.....

Se alguém resolver cantar estas musicas em publico ele solta os cachorros em cima e que se dane quem estiver por perto....

Se fizer uma banda cover então..... tenho pena de quem se aventurar......

Bom pelo menos finalmente informaram sobre a rixa que foi a principal causa do Moore ficar de mau com a DC.....

Foi durante a publicação dos personagens que não foram criados por ele, mais ele assim mesmo faz historias sem perguntar se os autores aprovam.... a Liga Extraordinária.....



 Troller Troller (14/05/2012 10:34:53)   -10 -1
Quem é Alan Moore perto do Mestre Liefeld o cara só desenhando nem precisa de roteirista.



Bruno Bruno (14/05/2012 07:30:18)   63 0
Comprei o Black Dossier pela Livraria Cultura. Levou umas duas semanas pra chegar. Agora, essa versão com o LP vai ser mais complicada, acho que só baixando mesmo.



Eduardo Eduardo (13/05/2012 15:33:40)   4 0
Se você comprar o livro "Alan Moore: storyteller" de autoria de Gary Spencer Millidge (e encontrado no site da Amazon), verá que junto com o livro vem um cd com músicas de Alan Moore.



Floriano Floriano (13/05/2012 13:06:44)   312 -1
Li o primeiro volume da Liga extraordinaria recentemente e percebi que Dorian gray de "o Retrato de Dorian Gray" não está no grupo como ocorreu no filme em que o personagem foi incluído....Será por isso que o alan não gostou muito do filme?
Tambem não lembro que poder teria doria pra ser convidado....a não ser de se tornar um traidor...rsrsrr




sem avatar Marcos Vinicius (13/05/2012 20:55:09)   339 1
Moore não ficou furioso com o Dorian Gray (quer dizer, não só com isso. Isso é um detalhe menor). Ele ficou furioso porque o filme só pega a ideia inicial do quadrinho e deturpa ela por completo, mudando de um tom de aventura vitoriana para um filme de super-herói genérico. Isso pra não dizer que é um filme de super-herói genérico ruim, porque se ainda fosse um Vingadores ou X-men da vida... você tem as referências forçadas, os personagens muito caricaturados, os erros de continuidade...

Lauro Lauro (14/05/2012 11:57:40)   3695 0
Floriano, se você reparar, a pintura do Dorian Gray aparece em Liga Extraordinária, assim como uma centena de outras diferenças. ;)

E como o Marcos relatou muito bem, Moore não gostou de todas as alterações do filme, que só pegou um arremedo do enredo da obra original e alterou todo o resto para se tornar um filme de ação medíocre, cheio de "dedadas" do Sean Connery e do estúdio, que obrigou a inclusão de um personagem americano, entre outros absurdos...




Marcus Santana Marcus Santana (13/05/2012 10:26:39)   3488 0
Curioso.

Deveriam fazer um reboot do filme!


sem avatar Marcos Vinicius (13/05/2012 20:55:42)   339 1
Concordo. Apesar do que, agora nunca que Moore vai deixar isso acontecer. Principalmente se for por Hollywood.


sem avatar Flavio (13/05/2012 10:19:08)   -43 0
Só uma correção: a DC não "proibiu" a publicação fora dos EUA. O problema é que existem algumas questões de direitos autorais relativas a certos personagens utilizados na trama que complicam a publicação em outros países.



Romualdo Romualdo (13/05/2012 08:52:45)   1617 1
Não precisa ir até a Inglaterra, basta comprar pela internet.



Eduardo Eduardo (13/05/2012 08:34:07)   4 2
Oh, gente... deem a notícia, mas não assassinem o português.

- " Foi um período de briga intensa entre Alan Moore e Kevin O'Neill com a editora, que fez COM QUE ELES LEVASSEM sua criação para outros editores".

- " E, em meio a esta briga, ficou perdido um extra que todos os fãs ESPERAVAM:"



Publicidade
Apolo Apolo (13/05/2012 02:54:18)   -13 0
O problema é que NINGUÉM pode fazer cover das músicas, senão o Moore tem um chilique.


sem avatar Olive (13/05/2012 08:25:41)   -252 -1
Perfeito.

WillCesar WillCesar (14/05/2012 02:00:00)   293 -1
Para os pirateiros, ele deve jogar uma maldição que só poderá ser ouvida 'rodando o disco ao contrário'...


Luiz Felipe Luiz Felipe (13/05/2012 02:39:12)   0 0
Eu sou um grande fã da série e adoraria ter essa edição com o Vinil, o problema é onde eu iria ouvir as músicas, não tenho mais aparelho que reproduza esse tipo de mídia a mais de dez anos e não iria comprar um só para ouvir um único disco. Mesmo assim seria um item valioso na minha coleção.

Eu li três volumes da série e gosto muito dos dois primeiros. Acho genial a ideia de aproveitar personagens da literatura em um super grupo, mas na Black Dossier começaram a aparecer um monte de personagens que não mostram a que vieram e eu não sei nem de que histórias eles saíram. Não li o último volume da série. Mas acho que ao invés de avançar em direção ao futuro poderia ser contada a história da primeira liga cuja foto aparece na parece do museu de Londres na primeira edição e da qual só me lembro que faziam parte Guliver.


AVG AVG (13/05/2012 11:20:36)   68 0
Muito simples: Internet + mp3...



Omeletop : quadrinhos

Cinema

Os filmes em cartaz, a programação das salas de cinema, bilheterias, trailers, criticas de filmes, cartazes, entrevistas com astros e as novidades de Hollywood.

Séries e TV

As séries de televisão dos EUA, minisséries, os destaques da TV e as novidades na programação.

Música

Os shows que vem por aí no Brasil, os lançamentos musicais, novos álbuns e música grátis para download.

Games

Os novos games, críticas de jogos, trailers, imagens e mais novidades do mundo dos videogames.

Quadrinhos

As novidades das histórias em quadrinhos no Brasil e no mundo, previews de HQs e críticas de lançamentos nas bancas e livrarias.