Colunistas

Jacidio, who? | Steve Angello está em busca de novos desafios com EP Inferno

Carl Cox leva Nile Rodgers para as pistas em parceria clássica e Idris Elba mostra sua pegada house music
-

E ai gente linda, tudo certo com vocês? Mais uma sexta, dessa vez no meio do feriado, mas com coisa pra caramba pra dar play e dançar. Então, não vamos perder tempo, afinal de contas Idris Elba (sobre quem já comentei lá primeira coluna - leia mais) colocou no mercado dois remixes para a faixa “Chocolate”, do DJ e produtor londrino SHY FX´s. Driis, como é conhecido nas pistas, liberou a "7 Wallace Mix", com uma sonoridade focada na pista, com toque dos anos 90 que progride por um caminho bem conhecido por quem já dança há um bom tempo por aí. Já o mix de "Sugar Zaddy" entrega uma atmosfera crescente em conjunto com vocal hip hop e um tempero mais sexy. Elementos próximos, mas com pegadas extremamente diferentes para todos os gostos. E, sério, você vai dançar ao menos com uma delas. É clicar no play e preparar o ambiente.

Steve Angello busca novas fronteiras com EP Inferno e você vai se surpreender com isso

Outra boa surpresa que chegou recentemente é o EP Inferno de Steve Angelo. Uma das atrações que levou a galera abaixo no ULTRA Rio (eu vi muita gente ensandecida com o set dele, sério) divulgou o projeto com duas faixas inéditas e que levam sua música para um patamar muito interessante. De entrada, como feito no EP Gênesis, o produtor sueco deixa os principais elementos do EDM para trás e trabalha com elementos mais profundos e marcantes, que colocam em evidência a progressão sonora com uma pitada de sentimento.

”Freedom”, faixa de abertura, vem com o vocal hip hop de Pusha T e entrega um som climático e trabalhado, colocando a voz como elemento principal da track. “I Know” surge como aquela faixa de grave saturado que guia o ouvinte para um transe graças a elementos mais escuros e profundos. É uma das grandes surpresas do DJ sueco que falando sobre o EP, em entrevista à Billboard, já preparou os fãs de seus hits radiofônicos: “Eu acho que é importante para um artista se desafiar constantemente. Eu sei que isso soa bizarro. Eu tenho feito isso por um longo tempo e só fazer o que todo faz, na zona de conforto, nem sempre me agrada. Isso não me empolga. Isso não me faz querer ir para o estúdio e criar algo. Isso não dá vontade de me desafiar”.

Angello ainda comenta que cresceu ouvindo hip hop e punk, e que esses ritmos costumavam ser “revolução”. “Era uma forma de discurso no qual você se expressava culturalmente e isso podia ser tão forte. [...] Eu sinto que a dance music perdeu isso completamente. No início nós tínhamos a house music e as pessoas faziam discos que significavam tanto. Eu sinto falta de expressar algo. A única coisa que eu ouço agora são pessoas gravando discos para fazer dinheiro… Nós poderíamos fritar hambúrguer, qual a diferença?”. Bem, parece que ele resolveu fazer a diferença e você pode ouvir as duas novas faixas de Inferno abaixo.

Carl Cox e Nile Rodgers lançam “clássico-contemporâneo” com a faixa “Beat the Track”

E parece que eu deixei todos os lançamentos pra hoje, né? Mas é só o creme do creme, afinal de contas não é todo dia que dois mestres da música, Carl Cox (um dos maiores nomes de todos os tempos da música eletrônica) e Nile Rodgers (um dos grandes nomes do funk) lançam uma faixa juntos. “Beat the Track” chegou às plataformas de streaming há poucos dias e é a mistura perfeita entre o beat e a guitarra (isso pode virar letra de funk - Brasil -). É uma daquelas coisas impressionantes que acontecem poucas vezes na vida. E o melhor, a semente para a parceria entre os dois monstros surgiu após um encontro no ULTRA em Miami, no primeiro semestre deste ano. E sério, que viagem sonora meus amigos. É impressionante!!

A mágica por trás do som de Blade Runner 2049

Não é segredo pra ninguém que a trilha sonora de Blade Runner, de 1982, com composição de Vangelis, é uma das mais adoradas por DJs, produtores e amantes da música eletrônica. Há pouco menos de um mês a continuação, Blade Runner 2049, chegou aos cinemas e com uma trilha que emula elementos do primeiro longa, mas que ainda sim, não agradou todo mundo, caso de Maceo Plex:

Porém, agora você pode assistir um documentário, com pouco mais de 14 minutos, que mostra alguns detalhes do design de som e um pouquinho sobre a ideia da trilha sonora do longa. Com entrevistas de Denis Villeneuve, Hans Zimmer e Benjamin Wallfisch (os responsáveis pela trilha), do supervisor de áudio Mark Mangini, do designer de som Theo Greene e diversos responsáveis pelos sons do filme, longa apresenta um pouco mais do universo do novo Blade Runner através de uma experiência interessante. Mas é importante dizer que o doc. não se trata somente de música e (infelizmente) não tem legenda em português. Em todo caso, para um tempinho e dá play que vale a pena.

15 anos de Watergate

E já que hoje é dia de play, o duo Adana Twins lançou por meio da Mixmag a inédita “Zuul”. A faixa vai compor a coletânea Watergate XV, que comemora os 15 anos de um dos clubes mais emblemáticos de Berlim. A coletânea vai contar com 25 faixas exclusivas,e será lançada oficialmente no próximo dia 6 de novembro. Agora vai lá e voa com os meninos de Hamburgo.

Dica de ouro: Curso o som do Futuro e do Passado

O jornalista e DJ Camilo Rocha vai ministrar um curso de quatro aulas sobre a história da música eletrônica, raízes e legado desse segmento tão incrível, mas que ainda guarda alguns mistérios. Rocha foi um dos primeiros jornalistas a escrever sobre a cena eletrônica brasileira e durante o curso O Som do Futuro e do Passado - Cultura eletrônica e sociedade deve falar sobre contextos históricos, equipamentos, diferenças sonoras entre estilos e mais um bom apanhado de informações relevantes para quem já conhece um pouco e também para quem ainda está dando os primeiros passos. Mais detalhes sobre as aulas, valores e locais estão disponíveis aqui. Então corre lá porque as aulas começam na próxima quinta-feira, 9 de novembro.

Brasil nas pistas

O duo MadHouse divulgou nesta semana a faixa "No More". Apresentando uma boa mistura entre sons orgânicos e elementos eletrônicos, a música entrega uma atmosfera que se amplifica deve cair bem nas pistas de dança. Com produção de Apollo 9 a música surge como uma boa brisa para o verão que logo mais chega no hemisfério sul. Ouça “No More”.

As dicas do final de semana

Ao contrário do sábado passado, nos próximos dois dias as coisas ficam mais calmas. Mas ainda rolam boas opções pra aproveitar o dia e a noite dançando. Então, cola mais nessa agenda.

A Laroc montou um line up pra fazer o mundo desabar no sábado, 4. Com o dinamarquês Kölsch encabeçando a lista, o clube ainda conta com sets de Yotto, Jonas Rathsman e BLANCAh. Kölsch recentemente mandou um set hipnótico do alto da Torre Eiffel com uma das melhores seleções de faixas do ano. Vai ser uma das coisas mais lindas que você vai ver e ouvir.

Em conjunto com esse momento mágico, Yotto faz sua estreia no Brasil com todo o crédito que o selo Anjunadeep pode garantir e com uma das sonoridades mais refinadas que eu pude ouvir nos últimos tempos. Tudo que você precisa saber sobre essa noite que deve ser absurda está aqui. Pra esquentar os motores fica a dica de set da semana com essas nuances incríveis do Yotto.

Também no sábado, mas em terras cariocas, rola mais uma das paradas comemorativas dos cinco anos da Gop Tun. O núcleo paulistano chega no Rio de Janeiro com o time completo - Caio T., Gui Scott, Nascii, TYV - e o convidado especial Carrot Green. A festa rola no Comuna e as informações sobre ingressos e tudo que você precisa saber estão aqui.

No domingo, 5, para quem quiser dançar ao sol da Avenida Paulista, rola o Techno de Rua. O equipamento deve ser montado na altura do 2150 e o som começa a rolar a partir do meio-dia. As informações estão aqui.

Por hoje é só, pessoal. Vocês já sabem, né? Tem um som bacana, vai fazer aquela festa? Manda pra cá, jacidiowho@gmail.com, quem sabe a gente não coloca por aqui. Aproveite bem o final de semana, fui!

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus