Filmes

20 anos sem Isaac Asimov

Relembre o mestre da ficção científica
-
Asimov
Asimov

Asimov
Asimov

Asimov
Asimov

Há vinte anos, em 6 de abril de 1992, morria Isaac Asimov. O autor faleceu vítima de AIDS, contraída durante uma transfusão de sangue contaminado enquanto se submetia a uma cirurgia cardíaca em 1983.

O russo Isaak Yudovich Ozimov nasceu em 1920 e emigrou aos EUA aos três anos de idade com a família. Cresceu no Brooklin, onde aprendeu a ler com revistas de ficção pulp baratas, apaixonando-se por ficção científica. Aos 11 anos começou a escrever suas próprias histórias e menos de uma década mais tarde já estava vendendo suas primeiras obras a revistas especializadas.

Bioquímico, Asimov teve uma louvável carreira acadêmica, chegando a professor catedrático na faculdade de Medicina da Universidade de Boston. A experiência com a ciência e a pesquisa ajudaram-no a estabelecer uma ponte entre a ficção e os "futuros problemas que poderiam levar a humanidade à extinção e como a tecnologia poderia salvá-la", como discorreu no livro Escolha a Catástrofe.

Asimov escreveu quase 500 obras, entre romances, contos e publicações científicas, sendo reconhecido, ainda em vida, como um dos três grandes da ficção cientifica, ao lado de Robert A. Heinlein (1907-1988) e Arthur C. Clarke (1917-2008). Suas obras mais importantes, entre muitas outras, são a série Fundação, a série Robôs (Nós, Robôs; Sonhos de Robô e Visões de Robô), O Fim da Eternidade, Os Próprios Deuses e O Despertar dos Deuses. Na coletânea de contos Eu, Robô, Asimov criou as Três Leis da Robótica:

  • 1ª Lei: Um robô não pode ferir um ser humano ou, por omissão, permitir que um ser humano sofra algum mal.
  • 2ª Lei: Um robô deve obedecer as ordens que lhe sejam dadas por seres humanos, exceto nos casos em que tais ordens entrem em conflito com a Primeira Lei.
  • 3ª Lei: Um robô deve proteger sua própria existência desde que tal proteção não entre em conflito com a Primeira e/ou a Segunda Lei.

Adaptações pouco fiéis de obras de Asimov foram realizadas ao cinema, como Eu, Robô e O Homem Bicentenário. Há pelo menos outras cinco em produção, que podem ser acompanhadas através deste link.

Assista abaixo a uma videodica do Omelete sobre Asimov e Os Próprios Deuses.

Leia mais sobre Isaac Asimov

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus