Filmes

Mexeu Com Uma, Mexeu Com Todas | Filme da diretora da Cazuza é selecionado para festival de documentários

Produção discute assédio e outras formas de agressão à mulher
-

Assunto da maior urgência e de alarmante recorrência no país na atualidade, a violência contra a mulher, em suas mais variadas formas, promete fazer ferver o maior festival de documentários da América Latina, o É Tudo Verdade - que começa nesta quarta-feira (19) e segue até o dia 30 de abril no Rio de Janeiro e em São Paulo –, com a projeção de Mexeu Com Uma, Mexeu Com Todas em sua competição nacional. Dirigido por Sandra Werneck (de sucessos de público e crítica como Cazuza - O Tempo Não Para Pequeno Dicionário Amoroso), o filme dá vez - e voz – aos protestos contra o machismo, reunindo depoimentos de quem foi assediada, agredida ou maculada de qualquer maneira pelos abusos contra a representação do feminino.     

É correto definir este filme como feminista e ele conta com depoimentos de mulheres que sofreram muito, falando de assédio,estupro,violência doméstica e feminicídio”, diz Werneck. “O que costura o filme são as vozes das mulheres que durante o ano passado todo fizeram passeatas em vários estados do Brasil, contra a violência e o estupro”.

Na tela, ouvimos depoentes como a farmacêutica Maria da Penha – que empresta o nome à lei de 2006 que criminaliza a violência contra a mulher –; a nadadora Joanna Maranhão, que deu nome à Lei de 2012 que mudou o prazo de prescrição nos crimes contra dignidade sexual praticados contra crianças e adolescentes; a modelo e atriz Luíza Brunet e a escritora Clara Averbuck. O longa-metragem será exibido pelo É Tudo Verdade nos dias 25 e 26 de abril, no Espaço Itaú de Cinema, no RJ, e nos dias 26 e 29 de abril, no CineArte, em SP, tendo já uma exibição marcada na TV: ele estreia no canal Curta! no dia 5 de maio, às 22h.

O documentário para mim representa o lugar da emoção genuína. É sempre um aprendizado, o inesperado, o que me ajuda muito quando dirijo atores”, diz a cineasta, que, há 11 anos, abriu o festival com Meninas. “O documentário é também um espaço para as minhas reflexões sociais”.

Concorrem em Mexeu Com Uma, Mexeu Com Todas no É Tudo Verdade os filmes Tudo é Irrelevante - Helio Jaguaribe, de Izabel Jaguaribe e Ernesto BaldanA Terceira Margem, de Fabian RemyQuem é Primavera das Neves, de Ana Luiza Azevedo e Jorge FurtadoMaria - Não Esqueça que Eu Venho dos Trópicos, de Francisco C. MartinsCidades Fantasmas, de Tyrell Spencer; e Em um Mundo Interior, de Flavio Frederico e Mariana Pamplona.

Leia mais sobre É Tudo Verdade

"Assunto da maior urgência e de alarmante recorrência no país na atualidade, a violência contra a mulher". Por causas como essa que odeio o movimento feminista, indignação seletiva não faz bem a ninguem. Prefiro olhar a violencia sem categoriza-la de acordo com o genero, violencia é violencia e ponto, todos são vitimas e todos merecem o mesmo tratamento. Mesmo porque homens são as principais vitimas do nosso país em relação a isso. O movimento feminista é um movimento feito por mulheres frustadas, que buscam privilégios e não igualdade, e elas não representam nem a mim e nem a maioria das mulheres desse país.

Gostei bastante dos teus comentários. Faz refletir com mais profundidade em cada um dos tópicos, sem necessariamente definir certo ou errado. É difícil ter gente inteligente por aqui

Concordo que está errada sim no ponto de vista do que fará com a sociedade, mas quis dizer que não está errada perante a lei, visto que pode ser alterada pelos legisladores, pois não pétrea, logo podem até dizer que a gente pode trabalhar 20 horas por dia sem ganhar hora extra. Mas a terceirização é uma burrice mega-universal mesmo, rsrsrs

Tá, confesso que esse exemplo é passível de discussão hoje em dia mesmo, todavia quando foi feita essa distinção, isso ocorria de fato. Mas isso não é tão importante assim no meu raciocínio, pois o que de fato quis dizer que não é tão simples assim exigir direitos iguais, pois somos diferentes dentro da sociedade, por isso, temos leis e direitos diferentes para idosos, crianças, deficientes físicos. Aposto que em todos esses casos, você consegue conceber que as pessoas tenham ""privilégios"" perante o cidadão comum, isso é justiça, tratá-los de forma diferente porque são realmente diferentes na sociedade, assim é no caso de criminosos que também não podem ser tratados de forma igualitária de outros cidadãos. Eu acho que a discussão não é que todos têm que ser tratados de forma igual, pois não podem. A discussão é que SE as mulheres têm o direito de serem consideradas diferentes para merecerem tal coisa. É esse o ponto para mim. Valeu!

Jesse Valadão seria muito Netflix.

"Perante a previdência as mulheres se aposentam com menos tempo de contribuição, pois elas têm dupla jornada de trabalho (no trabalho e em casa); então tratou-a diferente por ser diferente" - Homem não pode fazer serviços domésticos? Homem não possui duas, três jornadas de trabalho? Desculpe, amigo, mas tive que pegar esse exemplo, que, na minha opinião, é antiquado e...machista. No tempo em que vivemos, as mulheres já trabalham como os homens, e vice-versa. Hoje, por exemplo, é corriqueiro encontrar mulheres casadas, que sustentam sozinhas uma família, com um homem do lar, tal qual era papel comum da mulher de 30 anos atrás. O ponto é que devemos primar pelo respeito e igualdade de gêneros, e não por supremacia e privilégios unilaterais.

heueheue boa

Pois é, e estou respondendo digitando em código morse do meu "computador" movido a lenha...

Agressão é agressão, e humilhação é humilhação. Não importa a proporção, não importa contra quem, o crime continuará sendo o mesmo. Os dois "ismos" são abomináveis porque pregam supremacia com privilégios, e não igualdade com respeito para os dois gêneros (que é o que estou tentando pregar aqui).

Sempre vai ter um bonde expiatório pra corrupção. Nunca é assunto de maior urgência do país.

Mas tecnicamente temos pena de morte. Se entramos na WWWIII podia rolar umas aí. PS: E essa visão do governo sobre a terceirização não está errada, está absurdamente errada.

Essa frase me lembra o primeiro filme do Homem Aranha.

ou do Dado Dodabela

Mas eu entendi do camarada que eu respondi que não pode haver pena de morte por ser pétrea mesmo, por esse motivo não cabe discussão, nem prol nem contra, pois não se pode alterar. Já a Terceirização e CLT não pétreas, logo cabe o debate se está certo ou errado essa nova visão do governo.

Um dos maiores empecilhos para as mulheres alcançarem uma maior igualdade é o próprio casamento, existe muita pressão para a mulher casar e ter filhos muito jovem, isso limita muito as possibilidades de vidas para essa pessoa, para homens que casam cedo também mas pra mulher é em um nível muito maior.

Paulinho, certa vez ouvi uma coisa de um jurista que na hora não assimilei muito bem, mas depois de alguns anos vendo invariáveis exemplos, tive que concordar: Por "JUSTIÇA" entendemos que todos devam ser tratados de forma igual. No entanto ""JUSTIÇA"" tem mais a ver em tratar a pessoa diferenciada na sociedade também de forma diferenciada na medida da sua diferenciação, parece complicado, mas veja exemplos: 1) Perante a previdência as mulheres se aposentam com menos tempo de contribuição, pois elas têm dupla jornada de trabalho (no trabalho e em casa); então tratou-a diferente por ser diferente; 2) Uma pessoa roubou, então dela é tirado o direito à liberdade, pois ela agiu de forma diferente na sociedade então foi imposto algo diferente à maioria dos cidadãos, pois se fosse considerar os direitos iguais o bandido também teria direito à liberdade igual todos os cidadãos que não cometem crime; 3) Mulheres têm leis próprias contra agressões masculinas, pois as mulheres não conseguem ferir, magoar e humilhar um homem na mesma proporção; Enfim... Na maioria das vezes que você verificar que foi feito JUSTIÇA por algo, quase nunca será em equalizar direitos.

Para uma bosta de filme, uma bosta de texto. Parabéns por manter o padrão omelete de qualidade.

O que eu penso dessa "terceira onda do feminismo" em uma unica gif: http://www.hetero.blog.br/wp-content/uploads/2016/06/tumblr_o88qn7hT6x1ukkuqeo1_400.gif beijos molhados.

Merecem sere respondidas, sim. O problema é que voces não tem argumentos. http://www.jornalopcao.com.br/posts/ultimas-noticias/paulo-ghiraldelli-x-rachel-sheherazade-quer-dizer-que-o-estupro-tem-justificativa

Não que eu concorde exatamente. Na verdade ainda penso sobre isso, mas já perguntei para algumas dessas pessoas que defendem a palavra "feminicidio", basicamente me explicaram: 1) A palavra em si, por ser diferenciada, ajuda a chamar mais a atenção sobre o que acontece com as mulheres; 2) A palavra foge do machismo, visto que "HOMICIDIO" significa matar o homem, ou algo assim, ficando genérico demais, pois está se discutindo a morte de mulheres. Como eu disse, não é uma explicação que eu defendo, pois ainda estou na fase de ponderar, porém achei que não haveria problema em compartilhar contigo algo que recém aprendi.

Sim, as mulheres representantes da terceira onda do feminismo reclamam de barriga cheia., siiiiiiim!! http://www.hetero.blog.br/20-privilegios-legais-que-as-mulheres-tem-e-os-homens-nao/ https://www.youtube.com/watch?v=dpjG9IIgC-o https://www.youtube.com/watch?v=8KswUglOUMw https://www.youtube.com/watch?v=4TVVpyYYlR8

Poxa Omelete, todos sabemos da sua "parceria" com a Ancine, mas esse texto foi ridículo até pra quem está ganhando com isso.

Concordei com quase tudo, só não concordei com a última frase, pois acredito que o machismo é perpetuado também pelas próprias mulheres, pois elas também criam seus filhos com essa perspectiva machista de maior liberdade conforme a sua enumeração nos exemplos, assim como a criação das meninas também são ensinadas desde cedo """como""" é que elas tem que se comportar em sociedade. Invariavelmente a conta para os dois sexos chegam na fase adulta. Ah! Só mais uma coisa que não concordo. Você afirma que homens ficam desconfortáveis perto de homossexuais, sim, isto é verdade, porém a maioria das mulheres que eu conheci também sentem um desconforto perto de lésb icas. Parece que não tem tanto a ver com machismo e sim com preconceito. Ambos tem uma espécie de resistência inicial ao conhecer alguém do mesmo com outra orientação sexual, mas em ambos casos esse desconforto tende a passar depois que se conhece a pessoa melhor. Claro, estou falando de forma generalizada, pois certamente há quem não se comporte assim.

Ou do Netinho de Paula.

Faz tanto sentindo quanto um adolescente poder votar com 16 mas não poder ser preso com 16. Coisas de Banânia.

*Discordo em partes. Esse lance de mulher liberal ser taxada de puaa é muito mais latino do que mundial. Existe mas é regional. *Esse lance do rosa já caiu há muito tempo. Camisa rosa > all. *Homem que não se garantem se sentem desconfortáveis perto de homossexuais. ?Nem chamaria de machismo, é ignorância mesmo. *O lance dos pais é verdade, mas acredito estar ligado aos latinos também, isso é menos machismo e mais histórico, na verdade um misto dos dois, aquela questão de manchar a honra , ter de casar virgem etc etc etc *Só um homem neanderthal pra achar que mulher não deve trabalhar, nos dias de hoje, tempos de crise, toda ajuda financeira é bem vinda, isso é coisa de gente matuta, não machista. *Homem sensualizar na net? Tá louco, é muito mais comum mulher sensualizando na mídia que homem - graças a Deus. Mulher nua sempre foi considerado natural e bonito, ou sensual, homem pelado é a desgraça. *Lance da amizade morreu nos anos 90. Hoje é estranho tanto o cara casado quanto a mulher casada manter uma amizade mais intima com alguém do sexo oposto. *O lance da idade é muito mais profundo, é algo intrinseco ao ser humano como espécie. Afinal de contas uma mulher velha não pode reproduzir, já o homem velho pode. Instintivamente falando isso acaba definindo comportamentos, obvio que é muuuito mais complexo que isso.

Isso faz algum sentido? É igual malandro, acha que todos são ingênuos, que ele sempre ficará "por cima".

"Concordo contigo, é uma discussão sem sentido, principalmente porque não se pode alterar a Constituição." A Lei da Terceirização, infelizmente, parece discordar. Sem zoeira agora, mas acho que só não podem ser alteradas as cláusulas pétreas, posso estar enganado por que odeio direito.

Adoram exigir respeito, adoram choramingar salários defasados, mas não querem servir o exército, não querem ter tempo de aposentadoria igual, não querem ter o mesmo tempo de licença maternidade e paternidade.

Fique à vontade, sua opinião foi contabilizada por mais que não compartilhe da ideia. Antes de sair pontue o nosso serviço. volte sempre.

"Assunto da maior urgência e de alarmante recorrência no país na atualidade" Achei que eram os 70 mil homicídios por ano ou a corrupção.

É verdade, soma-se a isso a desigualdade de entendimento jurídico dentro da sociedade brasileira. Se hoje já sabemos que os reeducandos nos presídios tem um perfil socioeconômico baixo/desfavorável (o famoso rico não vai para a cadeia), se tivéssemos penas capitais nesse patamar, certamente só os nutridos por "ignorância" iriam pagar com a própria vida. Pessoas ricas só vão para cadeia quando acontece um grande clamor popular, como no caso dos Nardoni e da Richtofen, mas em linhas gerais, fora da grande mídia, ninguém é preso e muitas vezes nem julgado é, por consequência também não pagariam com a vida. Concordo contigo, é uma discussão sem sentido, principalmente porque não se pode alterar a Constituição.

http://www.ancine.gov.br/legislacao/deliberacoes-decisoes-ancine/despacho-decis-rio-da-superintend-ncia-de-fomento-n-22-de-07

hehehe...

Não acontece nada. Riem da sua cara se vc apanha ou é agredido em público por uma mulher, e vc inclusive acaba sendo considerado frouxo. Só que não tem como comparar o número de agressões de mulheres contra homens que de homens contra mulheres. Mas conter a violência como um todo seria, sim, muito importante. Os homens deveriam denunciar as mulheres quando são agredidos. Isso ajudaria a causa como um todo.

E se tivesse a narração do José Mayer?

Desde que o ser humano existe nao, os antropologos dizem que no periodo neolitico a sociedade era matriarcal, baseada no misticismo do utero

po, q merd4 véi. não sabia disso. o jeito é cair fora

"E também quer dizer que no seu mundo não se pode reclamar de algo se tiver uma coisa pior acontecendo?" Hmm, não foi isso que ele falou. Ele só disse que as feministas apedrejam a cultura ocidental e de duas uma; ignoram que a Sharia existe ou a apoia (o que é pior ainda). Tudo em nome do multiculturalismo e relatividade moral. Câncer em todo lugar

Tema importantíssimo, mas o trailer me pareceu chato pra caramba. Mas de repente é por aí mesmo...Não sabia que esse título, que foi usado no caso José Mayer, tinha saído desse filme. Interessante... De toda maneira, o tema deve mesmo ganhar corpo e ser debatido e contribuir para mudança na cultura em geral. O caso do tal José Mayer, por exemplo, é uma completa aberração. O cara enfia a mão na ge ni tália de uma mulher, na frente de outra, e acha que isso é brincadeira? Um cara desses não pode ser chamado nem de sem noção, nem de machista. É muito pior que isso. Merecia levar uma coça pra largar a mão de ser mau caráter.

Achei que o comentário não poderia piorar quando li "a sociedade em si cria e dá privilégio para os homens"... Estava errado. Quanta bobagem.

Pena de morte é cláusula pétrea na Constituição federal, ou seja, não pode ser alterada por emenda nem por maioria absoluta das Casas. Só por meio de uma Assembléia Nacional Constituinte, que seria responsável por escrever uma nova Carta. Portanto, o bordão em favor da pena de morte ou é brandido por quem desconhece o funcionamento jurídico do país ou por políticos picaretas, que se aproveitam da ignorância de grande parte da população, para se elegerem em cima de discursos inflamados. Aqui, a única pena de morte é a ilegal: assassinatos na mão de bandidos marginais ou de bandidos travestidos de agentes da lei (60 mil assassinatos por ano, sem que 2% dos assassinos sejam sequer presos). Uma Constituinte seria não só uma boa, mas fundamental, mas seria impossível com o atual Congresso, pois os caras não iriam cassar seus próprios privilégios e de tantas corporações que estão arrasando o país.

um problema q eu vejo é q essa galera q luta pela causa das mulheres e das minorias em geral (causas muito importantes, a propósito) são contra pena de morte ou outras medidas mais radicais de punição. qualé. não da pra ficar tapando o sol com a peneira. se quer resolver esse problema, tem q radicalizar um pouco

véi, se vc só pode ter mais de 70 anos e vive numa fazenda reclusa no meio do nada. não é possível

verdade mesmo, mas um homem tem mais facilidade de puxar uma mina pra um beco do q o contrário.

As pessoas deveriam luta para melhor criação das crianças, seja ela o homem o mulher.

Essa é a "bronca" do Silvio Santos, não tem nada a ver com as ameaças de estupro que fizeram contra ela.

O mundo é machista desde que o ser humano existe, a sociedade em si cria e dá privilégio para os homens. Como uma mulher que "namora" bastante e é taxada como p**a, e na mesma rua temos aquele dito "garanhão", que pega todas e é exaltado. Isso não é exclusividade do BRASIL ou AMÉRICA DO SUL. Está empregado em muitos lares pelo mundo, começa em casa. É fato, quem rege a humanidade é o sexo masculino, e o sexo masculino é preconceituoso em vários níveis. Preconceitos imbecis: Homens não gostam da cor rosa rosa, pois na lógica isso fere sua orientação perante os outros. Homens se sentem desconfortáveis perto de hom0ssexuais, isso estranhamente os envergonham. Homens tratam as filhas com distinção dos filhos, não há igualdade se tratando de diversão, relacionamento e etc. Por exemplo, pais acham normal a namorada dormir com o filho na sua casa, mas abominam o namorado da filha fazer o mesmo. Homens acham(em muitos casos) que mulher não deve trabalhar, fazer curso e etc, conheço tantas que são subordinadas a isso. Mulheres não podem sair para se divertir com as amigas, elas devem fazer isso em companhia do parceiro, mas o homem pode curtir um futebol com os amigos e outras coisitas mais. Homens podem sensualizar na internet e outros locais, mulher tem que ser recatada. Homens podem ter amigas, esposas e namoradas jamais devem ter amigos. Homens mais velhos podem se relacionar com mulheres bem jovens, soa maravilhoso pela ótica masculina. Mas a mulher não pode, gera olhares tortos e preconc3it0 instantâneo. Seja por parte de amigos, família, vizinhos e etc. *Essas afirmações não abordam toda a massa masculina é claro. Mas diz respeito a uma parte absurdamente grande.

pra ver como são as coisas né, algo sério que é o caso Zé Mayer povo fica se promovendo.

https://www.youtube.com/watch?v=t4C11xiFyz4

Ah, então a campanha com o Zé Mayer foi pra promover esse filme e as ''amiguinhas'' da Globo deram uma ajuda. É a única explicação, não dá pra fazer um documentário HONESTO em um mês, 'documentário honesto', não um Zeitgeist da vida. Tá explicado então. E ainda tem troux4 que cai nesse papo, por isso não levo a sério NENHUM deses famosos que dizem lutar pelo direito das ''minorias''. Esses caras são sociopatas, fazem tudo por fama.

O que eu acho mais hilario é esse termo que inventaram "feminicidio", se toda vez que uma mulher sofre violencia é feminicio, entao toda vez que um homem sofre é um apocalipse nuclear

Acreditar que no Brasil "não existe direita e esquerda"... Isso sim é uma DOENÇA! Hahahaha!!! Abraço e boa sorte!

Pior que mulher feminista é HOMEM FEMINISTO temos um exemplo acima...kkkkk

Concordo com vc... Veja o que o feminismo militante fez na europa...

Vc concorda que a proporção de mulheres que humilham e agridem (??) os homens é infinitamente inferior que o contrário ne? Mas nesse caso, a mulher tem que pagar do msm jeito que um homem pagaria. Mas vc acha que o feminismo é abominável?? No msm patamar que o machismo? O fato das mulheres quererem ser tratadas com respeito é abominável??

Pensando melhor, isso realmente faz sentido, e agora percebo como fui preconceituoso com essa cultura da paz! Entrarei em reflexão profunda a partir de agora e estudarei mais, para quem sabe um dia, chegar ao alto grau de caráter e inteligência transbordante da esquerda/feminista para dominar essa questão!

Vamos ser honestos. Não é o que vemos por aí, não é? Vou te fazer uma pergunta, relacionada ao que respondi: O que acontece com a mulher que humilha, agride, e subjuga um homem (Sim, isso existe)? As punições são iguais?

Vale pra todos os que caçam política em tudo, os extremistas de ambos os lados, os opressores vitimistas e por aí vai. Outra coisa no nosso país não existe direita e esquerda, essas palavras só estão sendo repetidas por aí para criar indignação seletiva, a maior parte envolvida no governo atual e nos anteriores, de todos os partidos, afundaram o país.

http://www.socialistamorena.com.br/o-que-silvio-fez-com-sheherazade-foi-machismo-e-assedio-moral/ Manda lá para Sheshe! <3

Falsa simetria, temos que respeitar o contexto cultural daquele povo, afinal não há nada de errado em um homem cometer adultério e sua condenação é ter sua irmã, que nem participou, ser apedrejada em praça pública. Coisa mais natural do mundo, por isso as feministas defendem a Sharia.

Acreditar que "colocar política em tudo é doença" também vale para jornalistas de sites de entretenimento que de 10 textos publicados 9 são puxando mortadela para a esquerda do prato, ou esse diagnostico só vale para os opressores?

Não querem privilégios mas ter direitos iguais mas pra chegar nisso precisam de algumas exceções como a lei Maria da Penha já que além de estarem sujeitas a todo tipo de crime comum ainda sofrem um índice de agressões infinitamente maiores do que alguns casos de homens que foram agredidos por mulheres, não da para comparar os casos, o exemplo mais simples é quando uma mulher gosta de curtir bastante, é taxada de v@gabunda e o homem que faz o msm é glorificado e chamado de garanhão e tal, ou no caso da menina do Rio que foi estuprada por um grupo oq não faltou foi gente dizendo que ela não devia se importar por já ter tido relações com vários homens e o próprio policial ou era o delegado perguntou pra ela o pq dela ter sido estuprada, algo que não se faz, afinal aonde ele queria chegar com isso? dizer que pq ela gostava de sair tava sujeita ou algo assim.

Provavelmente você não sabe a diferença entre feminismo e machismo. Por mais que as 2 palavras tenham o msm final, têm sentido completamente opostos. Feminismo não é imposição da mulher sobre o homem (ao contrário do machismo). Nascemos numa cultura machista e o feminismo anda bem em voga devido todos os anos em que as mulheres foram julgadas inferiores aos homens. Nenhuma mulher feminista quer privilégios sobre os homens, mulheres não querem cotas, querem ter direitos iguais aos homens. Pense um pouquinho melhor sobre isso.

Legal, mas e quanto as mulheres que maltratam, humilham e AGRIDEM homens? O feminismo é tão abominável quanto o machismo. As pessoas deveriam pregar e lutar por igualdade de direitos, e não por privilégios. Respeito para com o ser humano.

Então mostra pra Sheherazade pq nem ela viu, mas tem que ser de formadores de opinião igual ocorreu contra o José Mayer e não de coleguinhas anônimos de rede social.

Se for bem feito vai ser ótimo, aqui tem uma cultura bem machista, exemplo são festas não é comum ver um cara puxando a mulher pelo braço obrigando ela a ficar com ele só pq está numa balada, ou que nem o caso de um colégio que queria obrigar as meninas a usar shorts longo pra os garotos não mexerem com elas ao invés de mandar os pais educarem seus filhos e respeitar as mulheres.

esse tipo de gente nem merece ser respondida...

Disse tudo, essa SELETIVIDADE na "indignação" esquerdista é só mais uma torre do castelo de areia que é a credibilidade do seu argumento.

É isso aí, mulherada! As mulheres feias querem acabar com o seu homem! Se não tem pra elas, não tem pra ninguém! No mundo delas, só pode haver gays, ateus, esquerdopatas, e homens héteros eunucos submissos!

É sério esse seu comentário? Procure um médico, já deve ser doença.

O documentário se passa no Brasil, falando da cultura daqui. Outra esse negócio de ficar colocando política em tudo é doença.

Se não for extremo, não tem credibilidade, não é mesmo? Afinal de contas, as mulheres ocidentais do mundo "civilizado" reclamam de barriga cheia, certo? Ata.

Assistirei no aguardo dos depoimentos das mulheres apedrejadas, que foram obrigadas a casar aos 8 anos de idade, as mutiladas genitalmente, que ganharam uma reforma de ácido no rosto só por ter descoberto que seu marido tem mais três esposas, que apanham diariamente para serem uma "esposa melhor", que tiveram os dedos da mão decepados pelo seu "dono" só por querer estudar, entre outros depoimentos de mulheres esquerdopaticamente "invisíveis". Afinal, mexeu com uma, mexeu com TODAS AS MULHERES, correto?

Vi diversas pessoas de esquerda chocadas com o que aconteceu com a Sheherazade. Mas é óbvio que, estrategicamente, você não viu, porque não interessa à sua ideologia. :)

Mexeu com uma, mexeu com todas... Desde que essas todas sejam de esquerda, pois mexeram com a Sheherazade (ameaça de estu'pro) e essas hipó'critas fingiram que não viram, a exceção de algumas que até incentivaram quem a ameaçou.

Talvez esse seja exceção, nem vou pesquisar pra não me estressar, mas tenho a ligeira impressão que foi mais um filme que eu banquei através dos meus impostos

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus