Filmes

O Profissional | 10 coisas que você não sabia sobre o filme

Longa que apresentou Natalie Portman ao cinema completa 20 anos
-

Entediado com a demora para o início das filmagens de O Quinto Elemento, adiadas por conta da movimentada agenda de Bruce Willis, o prolífico Luc Besson escreveu O Profissional.

Em 30 dias o diretor tinha um script, entregue nas mãos de Jean Reno como um presente. A inspiração para o filme veio do personagem do ator em Nikita - Criada Para Matar. Besson decidiu aproveitar a ideia de Victor - O Limpador, dando ao personagem um "primo" nos EUA. Os dois matadores aparecem em cena usando sobretudo, óculos escuros e gorro de lã.

O-Profissional-20-anos

Depois de 90 dias de filmagens, com locações em Paris e Nova York, o longa sobre a menina que é acolhida por um assassino profissional chegava aos cinemas franceses em 14 de setembro de 1994, fazendo sua estreia nos EUA quatro dias depois. Foi um sucesso de bilheteria, visto o modesto orçamento, faturando um total de US$ 45 milhões para um custo de US$ 16 milhões. Nada mal para um filme que nasceu como um passatempo.

Para celebrar os 20 anos do longa que apresentou Natalie Portman ao cinema, separamos 10 curiosidades sobre o filme:

1. Natalie Portman foi inicialmente rejeitada pelo diretor de elenco Todd Thaler

Besson queria que Mathilda tivesse uma mistura de sensualidade e inocência, entre 12 e 14 anos. Devido a complexidade libidinosa do papel, Thaler rejeitou a novata Portman, de apenas 13 anos, e procurou meninas na faixa dos 15 com um quê de Lolita. Besson descartou todas as candidatas, incluindo Liv Tyler - o diretor queria uma atriz que "involuntariamente" tivesse um lado sensual. Portman foi chamada para um novo teste e ganhou o papel com a cena em que Mathilda lamenta a morte do seu irmãozinho.

2. Os pais de Natalie Portman limitaram as cenas em que Mathilda fuma

O-Profissional-20-anos

Precupados com a relação da personagem da filha com cigarros, os pais de Natalie Portman fizeram um acordo com Luc Besson antes de concordar que atriz participasse do projeto. Seriam permitidas apenas cinco cenas com cigarro, Portman nunca poderia ser vista inalando ou expirando a fumaça e Mathilda largaria o péssimo hábito ao longo do filme. Todas as exigências foram cumpridas por Besson.

3. Mathilda e Léon se tornavam amantes na versão original

No roteiro original, Mathilda e Léon se tornavam amantes. O romance com tamanha diferença de idade teria sido baseado na história de Besson com a atriz Maïwenn, que conhecera o diretor aos 12 e se apaixonaram por ele aos 15 (quando Besson tinha 32 anos). Os dois estavam noivos na época das filmagens de O Profissional.

Na primeira versão do filme testada em Los Angeles, existia uma cena em que Mathilda pede a Léon que ele se torne seu amante - "A primeira vez de uma garota é muito importante, determina o resto da sua vida sexualmente, li isso em uma revista da minha irmã", diz a personagem (veja acima). O público, porém, rejeitou o trecho e o filme recebeu péssimas avaliações durante a exibição-teste. Foi quando Besson e o produtor Patrice Ledoux decidiram cortar a cena. No segundo teste, sem a sequência polêmica, o filme foi avaliado positivamente pelo público.

4. O filme tem uma versão estendida, com 25 minutos a mais

O-Profissional-20-anos

A cena cortada de Léon e Mathilda e outros trechos estão na versão estendida do filme, que explora mais a relação entre os personagens no segundo ato. O material mostra Mathilda acompanhando Léon nas suas missões e revela mais do treinamento dela para se tornar uma assassina. Ainda assim, Besson diz que a versão lançada nos cinemas é a "versão do diretor" e que essa é apenas uma versão mais longa.

5. Léon nunca se aproveitaria de Mathilda, segundo Jean Reno

O-Profissional-20-anos

O ator interpretou o assassino como mentalmente lento e emocionalmente reprimido para que o público não pensasse que o personagem-título era alguém que se aproveitaria de uma garotinha em situação vulnerável. Segundo Reno, uma relação física seria inconcebível por Léon e nas cenas em que o contato romântico é discutido, é Mathilda quem tem o controle da cena.

6. Gary Oldman improvisava constantemente durante as filmagens

A cena em que Norman Stansfield fala sobre seu apreço por Beethoven em relação a Mozart foi improvisada inúmeras vezes. A cada take, Oldman fazia algo diferente (veja acima). No mesmo ano do lançamento de O Profissional, Oldman viveria Ludwig van Beethoven em Minha Amada Imortal.

7. O famoso grito de Gary Oldman era uma brincadeira

O ícônico "Bring me everyone!" ("Traga-me todo mundo") foi uma brincadeira para fazer Besson rir. Nas tomadas anteriores, o ator tinha dito as suas falas em um tom normal, mas, depois de pedir para o responsável pelo som tirar os seus fones de ouvido, ele gritou o mais alto que podia. Besson gostou e o take gritado acabou no filme.

8. Os MacGuffin

O-Profissional-20-anos

Ao entrar no hotel, Mathilda registra a ela e Léon como MacGuffin. A palavra é um termo popularizado por Alfred Hitchcock e representa o elemento narrativo existe apenas para mover a trama para frente.

9. O roteiro original tinha um final mais sombrio

O-Profissional-20-anos

No roteiro original, Mathilda seria a responsável por matar Stansfield. Besson mudou o trecho por julgar que o público não aceitaria a transformação da garota inocente em uma assassina juvenil. Segundo o diretor, não era essa a transformação que ele queria para a personagem.

10. Uma continuação do filme foi escrita, mas não deve sair do papel

O-Profissional-20-anos

Besson escreveu o roteiro da continuação que teria direção de Olivier Megaton (Carga Explosiva 3) e traria Portman novamente ao papel. As filmagens foram adiadas até que atriz ficasse mais velha. Neste intervalo, o diretor deixou a Gaumont para começar o seu próprio estúdio, o EuropaCorp. Sentindo-se traída pela saída de Besson, a Gaumont manteve os direitos de O Profissional e não tem planos de liberar a franquia para o seu criador.

O Profissional (1994)
(Léon) Direção: Luc Besson Estreia em 17/02/95
sobre o filme

Petição pra Gaumont liberar esse bendito filme JÁ!

É um baita filme

Acho os personagens Leon e Matilda parecidos com Ranxerox e Lubna dos quadrinhos dos italianos Tamburini e Liberatore. O violento androide tem os olhos como os óculos redondo de Leon e faz parceria com uma menina na mesma idade de Matilda. Guardando as devidas proporções pode ter sido uma referência.

Este filme É profissional!

FILME MUITO BOM RECOMENDO

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus