Animais Fantásticos e Onde Habitam
Filmes - Aventura
Animais Fantásticos e Onde Habitam (2016)
(Fantastic Beasts and Where to Find Them)
  • País: EUA, Reino Unido
  • Classificação: 12 anos
  • Estreia: 17 de Novembro de 2016
  • Duração: 93 min.

Animais Fantásticos e Onde Habitam | Crítica

Universo de Harry Potter cresce, mas continua mágico

Minha vida acabou”, soluçava uma menina, não mais que 18 anos, no rolar dos créditos da pré-estreia de Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2 (2011). A hipérbole era em parte verdadeira. Para toda a geração que cresceu com os livros e filmes criados J.K. Rowling, o lado mágico de suas existências se encerrava naquele momento.

Um vazio, sentimental e financeiro, tomou o lugar do mundo bruxo nos cinemas até que, em 2013, a Warner Bros. anunciou a adaptação de Animais Fantásticos e Onde Habitam. Inesperada, a nova trilogia - que agora se estenderá por cinco filmes - prometia acompanhar o estudioso Newt Scamander (autor do livro didático adotado em Hogwarts), revelando suas criaturas extraordinárias em novos cenários, 70 anos antes de Harry Potter.

Porém, o que inicialmente parecia uma inocente comédia de erros, com o atrapalhado Newt perdendo seus animais pela Nova York da década de 1920, logo transformou-se em uma história complexa. A primeira cena de Animais Fantásticos e Onde Habitam contextualiza a verdadeira temática da nova franquia, com jornais apontando Grindelwald, bruxo obcecado pelas Relíquias da Morte e por uma “nova ordem mundial”, como a ameaça a ser temida. Ainda assim, longe de ser o herói da vez, Newt (Eddie Redmayne) chega em Nova York despretensiosamente, com seu envolvimento nos problemas do mundo bruxo sendo algo puramente acidental.

Rowling, que faz sua estreia como roteirista, trabalha bem esses encontros e desencontros, unindo personagens com funções específicas para apresentar um mundo mágico diferente, ainda que familiar. Newt representa o velho fã desbravando um novo terreno; a burocrata Tina (Katherine Waterston) é a ponte de acesso ao Congresso Mágico dos Estados Unidos da América (MACUSA) e aos dramas enfrentados pelos bruxos locais; sua irmã, Queenie (Alison Sudol), tem o poder de ler mentes e consegue tirar de personagens reservados como Newt informações que jamais seriam ditas naturalmente; e Jacob, o trouxa, ou no-maj pela nomenclatura americana, representa o olhar do público, leigo ou não, ao reagir fascinado a cada movimento mágico - “Sabe como sei que não estou sonhando?”, comenta ele para Newt, “Eu jamais teria imaginação para isso”.

O domínio narrativo de Rowling também é notável na mistura precisa de encantamento e terror. Ao mesmo tempo em que as criaturas de Newt movimentam a aventura, garantindo o lado lúdico da história, a trama revela suas ameaças - Grindelwald e Nova Salem -, sempre em uma lógica de causa e efeito. Nada é gratuito porque tudo é carregado de significado. “Preconceito e repressão só levam ao sofrimento” grita a autora nas entrelinhas.

Da direção de David Yates o filme ganhou a experiência de quem assina outros quatro títulos desse universo, e que já sabe como traduzir visualmente a imaginação de J.K. Rowling. Os animais fantásticos, a maleta infinita de Newt e a sua mistura de habitats, os guarda-chuvas que surgem de varinhas, os figurinos levemente inusitados e até uma câmara da morte mágica surpreendem, continuando o deslumbre que fez a fama da franquia no cinema. Yates peca apenas no ritmo, que às vezes parece não acompanhar as exigências da sua roteirista.

O elenco, escalado em torno da figura frágil e peculiar de Eddie Redmayne (entenda), é um acerto essencial. Há uma aparente divisão entre o solar - Newt, Tina, Queenie e Jacob - e o sombrio -  Mary Lou (Samantha Morton), Credence (Ezra Miller) e Percival Graves (Colin Farrell) -, mas o equilíbrio entre roteiro, direção e atuações evita maniqueísmos. A única discrepância é a participação de Johnny Depp como Grindelwald. Curta demais para um julgamento preciso, a escalação preocupa pelo desgaste do ator. Não é o temível bruxo que se vê em cena, mas a figura conhecida por interpretar tipos estranhos.

Na escolha do desajeitado Newt Scamander como guia, Rowling encontrou uma forma de contrabalançar as imperfeições naturais de um primeiro filme, ganhando a experiência que pavimentará o caminho dos próximos quatro longas. Mais mundano que seu predecessor Harry Potter, Animais Fantásticos e Onde Habitam sutilmente apresenta o contexto dos EUA na época, com o pós-Guerra, a Lei Seca e a aproximação da crise financeira, para substituir a jornada do herói por um paralelo histórico que deve chegar à Segunda Guerra Mundial. O mundo bruxo cresceu.

Nota do crítico (Ótimo) críticas de Filmes
 

Idem. História horrível, não parece ser do mesmo universo de HP

Concordo 100%

Acabei de assistir o filme, e digo que a sensação que eu tive foi basicamente a mesma que eu tenho quando vejo os primeiros filmes da saga original (principalmente os dois primeiros). Digo, o tom é bem semelhante, tem humor bobo, personagens bobos, uma dose de ação final é uma situação urgente velada que não é tão abordada assim, mas está lá. É nítido que foi proposital essa mistura. Nós dois primeiros filmes de HP, até mesmo a cor da tela era mais viva, mais "alegre", junto com a trilha sonora que também acompanhava esse ritmo. Foi apenas com Afonso Cuaron no terceiro filme que as coisas mudaram, deram um tom mais sombrio, mais condizente com os perigos que cercavam a história. Eu tenho certeza absoluta que essa nova saga vai fazer a mesmíssima coisa ! Esse primeiro filme foi pra conquistar o terreno, cativar o expectador acerca dos novos personagens e inseri-lo no novo "velho" universo. A partir do próximo filme, que vai abordar mais o embate entre Grindelwald e Dumbledore, as coisas vão ficar mais sérias e mais próximas do que foram os últimos filmes da saga original. Com isso em mente, achei que este primeiro filme foi bem, cumpriu seu papel. Os personagens são legais e fáceis de gostar (apesar de que o jeito contido de Newt me irritou um pouco). O ponto "negativo" que eu identifiquei foi uma provável confusão no expectador mais "leigo" (aquele que apenas viu os filmes e não está familiarizado com a primeira guerra bruxa, tema dessa nova saga), pois garanto que muitos saíram do cinema se perguntando quem diabos é o personagem de Depp e qual sua relação com Dumbledore e a saga original, o que é justo, visto que seu nome foi pouquíssimo citado apenas no penúltimo e último filme, e quase nada foi dito de sua relação com Dumbledore na infância e juventude (ao contrário do último livro, que deixou bem claro pro leitor o que aconteceu e quais foram as consequências). Mas acredito que os 4 próximos filmes vão se encarregar dessa questão. Por último, também não gostei do CGI, mas também confio que vai melhorar. No mais, bom filme, deu um bom ponta pé inicial na nova franquia.

Concordo não te deixa com gostinho de quero mais não é marcante

cara eu acho filmes do harry potter muito picotados, questao de gosto

É bom, não é harry potter mas é bom apenas isso

você deve ser da nova geração com toda certeza

Bom, mas não é um Harry Potter...Esperava mais e quero ver como uma franquia vai se sustentar sendo que seu título provavelmente não terá nada a ver com o conteúdo dos próximos filmes...

Não é exagero, também prefiro Animais fantásticos.

Gostei de tudo no filme , principalmente da participação daquele pequeno "Groot" .

n exagera

Curti muito o filme achei melhor q os filmes do harry potter

Sim.

So o fato de Grindelwald está nessa franquia já fica muito lokaaa Quem não gostou e porque não conhece o universo expandido de HP

Na verdade não, a trama do obscurus nao dependeu em nada disso...

alerta: nos comentários a galerinha do recalque fica falando mal do roteiro só porque foi a JK que escreveu e sabe que vai ofender os fãs, então, por favor, não percam seu tempo dando ibope para os haters de plantão

Porque você tem repulsa sobre o universo HP se não havia assistido nenhum filme até então?

Não, nesse quesito ela disse já no comentário. Essa magia deve ser "magia" mesmo. Deixe ela se retratar quando for conveniente. Mas acredito que muitos imaginaram ver um novo Harry Potter; o que não foi o caso.

Excelente filme, Natália. E a critica social que a Rowling faz é poderosa. Que venham as continuações!

Crítica sobre o filme: http://gurizadadofilme.blogspot.com.br/2016/11/animais-fantasticos-e-onde-habitam-de.html

Ela quis dizer magia em relação a encantamento, identificação do público com os personagens. Na verdade as únicas parte que me fizeram sentir esse 'encantamento' foi quando o ladrãozinhos de moedas aparecia.

Falta magia? HAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHHAAHHAHAHAAHHAAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAA

Sério que você levou a frase ao pé da letra?

Crítica sobre o filme: https://cinematographecinemafilmes.wordpress.com/2016/11/27/animais-fantasticos-e-onde-habitam-2016/

Parece que só eu acho esse Eddie Redmayne insuportável.

É melhor você abandonar sua profissão se não vai pegar aids,prostituta-

gostei do filme achei muito bom mais acho que seria melhor se fosse serie uma 10 temporada para explorar esse grande universo de maneira mais detalhada o filme todo anda nesse ritmo de serie com certeza seria mais divertido 😁😁😁😁😁😁

Sim, tem quem compra.

Caraca meu... o próprio Newt veio comentar... ^^

Filme excelente, é apenas um começo para uma nova saga, muitos talvez não gostaram por causa da expectativa, Harry Potter era uma novidade e agora não é tanto. Mas tenho certeza que tem mais por vir.

O manto de levitação estragando os momentos épicos.

CARA! Estou falando isso com todo mundo. Animais é muito superior a Dr. Estranho.

Acontece

Eu sei que se trata de dois universos diferentes, mas animais fantásticos é melhor que Dr. Estranho. O filme consegue ser divertido, não é uma coisa forçada. Eu sempre tive repulsa ao universo HP e até ontem eu nunca tinha assistido nenhum filme da saga. Animais Fantásticos consegue ser divertido, a história se desdobra muito bem e é um filme que te prende do início ao fim!!

Filme bom, apenas isso. Curti a sessão e me diverti, mas não achei marcante, sei lá. De todo modo, eu o recomendo para quem ainda não o viu!

Roteiro ruim, final inconsistente e Cgi bem sem vergonha, mas tem quem compra, fazer o q..

Aposto que você amou BvsS

É incrível como concordo com tudo o que você disse, só que ao contrário.

Discordo da sua opinião, acho ele beeeem mais carismático que o próprio Harry Potter.

Pra mim tá ótimo, adoro os filmes da Marvel e os do HP, foi ótimo ver os Dctards quebrarem a cara esse ano e vai continuar sendo sempre. É melhor a warner abandonar o barco logo e seguir com o que é bom.

Como toda trama do agora universo Potter&Sacamander, esta também é bem bobinha, cheia de pessoas super poderosas com situações muito aquém de suas capacidades, mas ainda sim com grande dificuldades para resolvê-las (isso até cansa minha inteligência). Mas o filme tem um trunfo em sua levada, no carisma do personagem, que para mim já deixa Potter no chinelo (também coitado do Radcliffe em comparação a Redmayne) A ambientação de época, as atuações, tudo faz com que esta nova franquia seja bastante promissora. Os DCnaultas não deviam estar preocupados com o universo cinematográfico da marvel e sim com este P&S, pois com os filmes da DC sendo avaliados abaixo da expectativa do estúdio, a Warner pode realmente querer priorizar mais filmes de bruxos em detrimento dos filmes de heróis. (já havia falado isto antes) A esperança recai agora com mais peso nos ombros da nossa amazonas favorita. Mulher maravilha TEM que ser bom.

Decepcionante. Falta enlace, emoção, magia e, principalmente, conexão com o personagem principal.

Eu que fujo de trailers e sinopses, fui ao cinema esperando uma mistura de Harry Potter com Jurassic Park, e de fato é o que acontece, de um ponto de vista simplificado, lógico, só que eu não esperava encontrar também nuances de MIB, Caça-Fantasmas, Jumanji, X-men e até Star Wars e a Hora do Pesadelo !! Mas o filme está longe de ser uma colcha de retalhos que peca pela falta de originalidade ! "Animais Fantásticos e Onde Habitam" é altamente recomendável, ainda mais se visto em 3D !! E se você já viu Dr Estranho esse mês, nada mais natural do que fazer essa dobradinha de filmes sobre magia ! Concordo com a Natália que as vezes, falta ao filme um pouco de ritmo mas de forma geral o resultado é digno de aplausos ou talvez até de bem-vindas lágrimas, ficando a critério do espectador, e entre alguns momentos mais densos e outros mais leves e bem-humorados, o longa acerta muito mais do que erra e te faz pensar nas continuações ... Em tempo, pra mim os melhores personagens são o Credence Barebone (Ezra Miller surpreendendo), Percival Graves (um sombrio Colin Farrell) e o adorável Jacob Kowalski (com Dan Fogler se revezando com louvor entre as funções de alívio cômico e ponto de referência para o espectador). E o Fred e o Pelúcio são sensacionais !!

Bom filme. Gostei mto dos personagens, dos animais, de tudo. Até o Depp está bem (mesmo tendo aparecido por pouco tempo), confesso q estava receoso de ver um Jack Sparrow ali rs. Não é um filme perfeito, mas de longe é o q mais divertiu nesse ano.

Serão 5 filmes. Então já era esperado q o vilão fosse desenvolvido aos poucos.

O filme é muito bom. Não posso dizer que saí do cinema com aquela sensação de satisfação total, mas em nenhum momento o filme é ruim. Tem algo no ritmo do filme que atrapalhou um pouco, fez o filme de 2 horas parecer que tinha 3 horas. Este foi um ponto questionável para mim. Mas não posso deixar de citar os personagens, que todos, sem exceção, foram ótimas escolhas. O Grindewald ainda há muito há explorar, porém, não vi um Jack Sparrow na tela, o que pra mim já é um ponto positivo. Colin Farrel e Ezra Miller surpreenderam, principalmente o primeiro, que me deixou com um pé atrás com sua qualidade. Confesso que senti um pouco de falta de mais animais envolvidos na história principal (e um pouco menos de dança de acasalamento não faria falta), mas são fantásticos realmente, um show à parte dentro daquela mala. Já quero que ela se abra e eles se espalhem por toda a Europa. O 3D é fantástico, tão bom que saí meio tonto. O filme joga animais na sua cara, trazendo aqueles efeitos 3D que ficaram um pouco esquecidos nos filmes recentes (mas assisti em IMAX, então não sei se outro cinema teria a mesma qualidade). No mais, é um bom filme de começo, mas acho que o que vem será muito melhor do que este.

Esperar o que de alguém que não é roteirista?

"Universo de Harry Potter cresce, mas continua mágico" Subtítulo de crítica mais redundante que falar "eu vou subir, mas continua sendo pra cima". Como se eu fosse esperar que o "Mundo Bruxo de J.K. Rowling" tivesse suas histórias focadas exclusivamente nos "Trouxas".

Um dos melhores filmes do ano. História muito bem construída, elenco mandou muito bem, os efeitos 3D me surpreenderam positivamente e além do que equilibra muito bem a diversão da fantasia, mas sabe aplicar um clima tenso e sombrio nas horas certas. Destaque para a atuação do Ezra Miller e a dinâmica que ele tem com o Colin Farrell.

filme muito bom. superou as expectativas. tem uma estória simples, como o primeiro HP, mas, que deixa em aberto para os próximos filmes. queremos ver mais sobre obscurus e o grindelwald. na verdade, queremos mais livros desse universo.

Temos um baita manjador

Mas o trailer não mostrava NADA da trama principal do filme o__O

Avatar ainda é mais bonito, na minha opinião.

@rodrigoromanelli:disqus , foi exatamente isso que eu pensei

É o que estou torcendo para acontecer. Realmente gostaria de ver mais daquele personagem haha.

P.S. O filme eh mto bom

a situação do Graves pode ser a msm da do Olho tonto Moddy em o Cálice de Fogo, onde o msm continua vivo, só q escondido

Eu não vi problema no desenvolvimento do vilão. Ele já é inserido na obra Harry Potter, só fica um pouco perdido quem realmente não leu os livros. Eu vejo como algo proposital a forma de escondê-lo durante todo o filme, a idéia era qie a ameaça fosse as criaturas da maleta. No próximo filme Grindelwald terá um grande destaque.

Quanto ao Graves, espero que seja algo do tipo. Pq não faz sentido. Quer dizer que o tempo todo era o Grindewald disfarçado? Desde sempre? Não teria lógica. Minha impressão foi muito: "contratamos o Johnny Depp (claro que ele já tinha sido contratado muito antes de a notícia vazar né). Vamos ter que enfiar ele no filme de algum jeito agora". Pq caramba, o personagem do Colin Farell tava legal demais, era realmente instigante. Eu gostei do personagem do Ezra MIller na real. Só achei que tava tudo "denso demais" no arco dele. Causava um certo incomodo haha. Pra mim as melhores partes foram as mais leves, mais mágicas mesmo (a cena com o Newt e o Kowalski dentro da maleta, pouts, legal demais).

Roteiro fraco, saí do cinema não tão decepcionado pq já não estava com uma expectativa grande. Produção e efeitos bons, mas faltou o bom desenvolvimento da história, final muito sem graça e até os diálogos dos personagens não ajudaram muito. Espero que melhore muito para o próximo.

Não li nenhuma notícia sobre e também não sei se faz sentido. Mas creio que possa haver um retorno do Graves, afinal ele era um Auror de total confiança dentro do MACUSA, ou seja, isso é sinal de algo que vem de anos, não de pouco tempo, resumindo o que quero dizer, possa ser que o Grindewald aprisionou o Graves e fazia uso da poção polissuco para se passar por Graves. Quanto ao Erza Miller, a maior parte das cenas dele em qualquer filme me incomodam, não estou dizendo que não gosto, mas fica uma sensação que algo ali não está certo.

Assisti esse fim de semana o Animais Fantásticos e adorei. História simples, bem contada, que embora inicie uma nova saga, tem começo, meio e fim, deixando apenas algumas pontas para as continuações... O elenco tbm está ótimo, o filme é bem humorado na dose certa, é tenso e dramático na mesma proporção... Enfim, eu adorei e já estou muito mais animado para os próximos filmes! O que me chamou a atenção é o fato de, entre os protagonistas, não haver nenhuma criança: mostra como a série evoluiu, seu público também, e como JK Rowling está atenta a isso. Enfim, me animei muito com a nova saga, embora não esperasse muita coisa.

Foi algo do tipo "Iremos morrer um pouquinho..." rs

Filme muito bom, diversão garantida, o estranho foi jonny Depp, um filme desses tem que ter atores com menos nome, senão o foco fica só nele pela fama, fora isso, assistam !

Gostei muito do filme. Achei os personagens todos muito acertados, o elenco ta acertadíssimo, o mundo mágico tá mais bonito do que nunca. Mas duas coisas me incomodaram: o desfecho do Graves. Aquilo nunca que estava no roteiro original, com toda a certeza foi inserido de última hora. Ficou meio jogado (além de desperdiçar um excelente ator). E achei o tom meio pesado demais em algumas partes. Por mais que faça sentido dentro da trama, as vezes as cenas do Ezra Miller me incomodavam um pouco. No mais, um baaaita de um filme. Não esperava que fosse curtir tanto, na real foi um dos meus favoritos do universo HP.

Penso assim. Não podia esperar grandes reviravoltas e algo surpreendente logo de cara, pois a 'ideia' do filme é realmente ser uma introdução, apresentar os personagens ao público, suas características, etc. Basta ver o primeiro filme de HP e vai perceber que é bem 'fraco' também, mas se notar, é uma introdução.

Sim, rapidamente. Mais nos livros que filme.

Fui ao cinema sem grandes expectativas e me surpreendi bastante, filme maravilhoso, a trama é bem simples e coesa sem grandes pretensões, como é o primeiro capitulo de uma nova grande aventura, o roteiro não precisa trazer nenhuma reviravolta muito mirabolante e nem trama complexa nenhuma, o que precisa ser feito realmente, como re-introduzir o universo bruxo e definir os caminhos a serem seguidos é cumprido de forma bastante eficiente. O elenco também é outro destaque do filme, curti demais o quarteto principal, há uma bela quimica entre eles, concerteza muitas belas aventuras com os quatro ainda virão pela frente.

O filme é bom sim, funciona como uma boa re-introdução ao mundo mágico e além de tudo apresentou ótimos personagens, tem uns probleminhas no roteiro q desenvolve pouco o vilão, mas mesmo assim é filme bem bacana. So tive um pé atrás com a atuação do Redmayne muito caricata O animais fantástico (aqueles do títulos) são bem interessantes

Porra, que filme sensacional!

O Grindelwald ja foi mencionado nos outros filmes ?

O Filme é ótimo! Muito bom ver um filme feito corretamente.

Assisti ontem e adorei. O filme traz o deslumbramento visual de Avatar, e emociona como as primeiras visitas a Hogwarts.

Discordo. Sou MUITO fã da Rowling e de todo o universo Harry Potter, mas sei muito bem ver que esse filme não é nem de perto ótimo. É no máximo Ok. E não fui no cinema com expectativas boas, saí de lá achando muito "meh", continuo contra o Depp como Grindelwald, achei super cheio de piadinhas sem graça que mal me fizeram abrir um sorrisinho, enfim, quase nada funcionou pra mim. Se eu tivesse empolgada, sairia de lá muito chateada.

trailer melhor q o filme?pelo trailer eu nao veria o filme,parecia mais do msm,mas me surpreendi ...o trailer é uma bosta por sinal

Isso tbm falta em Dr. Estranho, e é um bom filme mesmo assim.

O que eu tava mais preocupado no filme era os personagens, digo se eles seriam bons o suficientes para carregar essa nova franquia. E olha tenho que dizer que a J. K. Rowling acertou em cheio com o quarteto protagonista (Newt, Tina, Queenie e Jacob) e com os vilões Graves e Credence, este último me deixou curioso do que pode ter na sequência. E o que esperar da sequência ? Grindelwald ? Dumbledore ? Credence ? Newt e Tina devem ser os únicos do quarteto a voltarem no segundo, embora queira muito que a Queenie e Jacob voltassem não tem muito sentido eles voltarem. To ansioso até pelo irmão mais velho do Newt que deve aparecer na sequência.

O filme é péssimo, pois falta algo essencial, roteiro.

Cara, que filmaço!!! *---* não esperava por isso, sai do cinema com sorrisão de ponta a ponta, só de pensar no mundo que a JK acabou de abrir para HP, novas tramas, novos personagens, novos mistérios, só atores fodas!!!! E meu, pra quem não entende de atuação, o Depp ta fazendo o Grindelwald totalmente para dentro (sem moldes corporais e trejeitos) o pouco tempo que ele aparece da para perceber um personagem mais serio ala Aliança do Crime e inimigos publicos, o roteiro da JK é interessante, as piadas são boas, a fotografia, os efeitos e até pasmem o 3D ta incrível, simplesmente o filme que mais me divertiu no ano, não aguentava mais esses filmes repetitivos de herói... finalmente um filme que valeu a pena no cinema.

Cassio, pelo pouco que li esse filme tem muita riqueza temática, fiquei interessado em assistir.

A atriz não ajuda nada tb.

Wong ouvindo Beyoncé foi tão forçado

Nem lembro da fala final rs

Esse filme foi uma introdução. A história que querem contar é a de Grindelwald/Dumbledore

Mais um caso de um filme onde o trailer é melhor que o filme em si..... A Warner sabe vender o peixe hein.... Esse filme me fez lembrar de como os filmes da franquia HARRY POTTER são bem mais ou menos..... Não estava com o hype alto, e esperava apenas um bom filme, coisa que para mim não foi entregue...... 2,5 ovos e estou sendo bonzinho, pois a produção do filme é de tirar o chapéu, a ambientação e fotografia do filme são muito bons..... A Warner está com um pepinos nas mãos.... Vai render dinheiro ???? Vai, com certeza que vai, mas no cinema eu já não assisto mais.... e muita gente vai pelo mesmo caminho... Já acendeu a luz amarela, e não sei não, acho que esse diretor está com os dias contados nessa franquia.... O que tá salvando o cinema blockbuster americano são os filmes de HQ, senão..... Iam ter que depender de STAR WARS e TRANSFORMERS..... A coisa tá feia mesmo.... E aí vem neguinho falar da fórmula MARVEL de se fazer filmes de HQ.....

analise muito boa , mas gostei também a do site nerdossauros ...vou coloca o link aqui para quem quiser conferir e ajuda o site http://www.nerdossauros.com.br/index.php/cinema/critica-cinema/57-animais-fantasticos-e-onde-habitam-critica-sem-spoilers

Animais Fantásticos e Onde Habitam - Confira o nosso review http://bit.ly/2gorKPw

Em relação à ficha técnica: o filme tem 133 minutos.

Li um texto de uma fã e não de um critico , faltou palavras Natalia ... O fIlme bom mais pouco empolgante ...

O problema da Marvel não é ter humor e sim ter excesso de humor. Dr. Estranho teve piadas que me deixou furioso como o Master Doctor.

Do fato do filme não ser focado no HP como os outros , achei bom , mais os outros foram excelentes , nesse eu não tive tanto entusiamo como tive nos outros que ate meus olhos chegam a brilhar . a aparição do Deep como vilão , espero que ele seja "O" vilão no próximo filme !

( ͡° ͜ʖ ͡°) (Deus queira que não kkkkkkk)

Achei muito Jack sparrow apenas naquela fala acho que ele vai ter algo parecido infelizmente

Ai no final ele canta bebei amigos ho hou

hahahahahaha, boa. Eu só achei que não teve impacto mesmo, rsrs

Pra mim aquela tentativa de frase de efeito foi a pior coisa do filme. Piegas demais. Parece subnick de MSN de revoltada gótica.

Não tem como ser inocente e acreditar que a Warner não fez isso por dinheiro. Afinal é a segunda maior franquia e a maior série de filmes da história do cinema em bilheteria. A idéia foi apresentada à JK que por sorte já tinha tudo isso formado na cabeça, como ela mesma afirmou. É como se ela estivesse escrevendo novos livros, mas dessa vez, diretamente para esse formato. Por sorte aqui temos esse aval de qualidade, que não é absoluto. Todos podem errar. Mas esse primeiro filme pra mim, que ainda tinha algumas dúvidas, foi uma grata surpresa. Ao contrário da trilogia de prequela de Star Wars, por exemplo, que não foi muito bem aceita, principalmente em seu primeiro filme. Ainda há incertezas quanto aos rumos que vão tomar aqui. A história principal é a de Grindewald e Dumbledore, esse será o clímax da nova série. Mas será sempre com o Newt? Continuaremos na América? AFeOH 2? Pode ser que não. Creio que teremos algumas surpresas ainda, no tocante à abordagem que será tomada. No mais, também estou rezando pela saída de Yates. Faz tempo que tenho sede por outro olhar e outro ritmo, coisa que era interessante de ver quando havia a troca de diretores da primeira franquia.

verdade kkk

Compreendo. O que levando em consideração essa linha torna uma pentalogia ainda mais estranha em sua proposta, pois o foco será (pelo publicado) a guerra entre Dumbledore e Grindewald que possui todo um background dado pela série de Harry Potter e como você mesmo disse AFeOH são algumas páginas e um pseudônimo. Entretanto, acho desnecessário uma pentalogia, mesmo entendendo como disse ser essa a estabilidade que a Warner queria desde o fim de HP em relação as suas franquias...

Acho intrigante essas opiniões já tão cravadas sobre o Johnny Depp no filme. Suas cenas são muito curtas, acho meio inviável dar uma análise certeira. Mas, pelo menos em pouco tempo de tela, de fato enxerguei apenas o Grindelwald, adorei a caracterização, vi a personagem totalmente dissociada da imagem do ator, e não achei afetado ou cheio de trejeitos. Veremos se isso se estende ou se dissolve no próximo filme. Só não achei grande coisa a "fala final" dele.

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus