As aventuras de Ozzy
Filmes - Animação
As aventuras de Ozzy (2016)
(Ozzy)
  • País: Espanha
  • Classificação: Não definido
  • Estreia: 1 de Junho de 2017
  • Duração: 1h30 min.

As Aventuras de Ozzy | Crítica

Animação hispano-canadense leva cão para hotel de luxo que se torna presídio

Os Robbins são uma típica família estadunidense do subúrbio, com uma casa de dois andares, carro na garagem, grama verde, uma filha e um cachorro, o Ozzy. O Sr. e a Sra. Robbins são quadrinistas e fazem a HQ de um cachorro que enfrenta as maiores aventuras da galáxia, obviamente inspiradas no cão com nome de roqueiro. O sucesso dos gibis faz com que os Robbins sejam convidados a ir participar de uma comic con no Japão. O único problema é que o cão-protagonista não poderá viajar com o resto da família. 

Sem outra alternativa (o vizinho odeia Ozzy!), só resta aos Robbins apelar para um luxuoso hotel para cães. Inicialmente reticentes com a saída, eles vão visitar o lugar e se impressionam com as instalações, que têm restaurante gourmet, spa e todo tipo de tratamento VIP. Os humanos engolem seco o salgado valor da conta e deixam o melhor amigo por lá. Ao virar as costas e rumar ao aeroporto, porém, o hotel de luxo se transforma numa prisão para cachorros e assim começam as tais aventuras do título. 

E dentro do espaço fechado, a animação hispano-canadense se perde. Com a possibilidade de criar situações antropomórficas, cria-se um lugar onde cachorros realizam trabalhos escravos, criando brinquedos que serão usados por outros cachorros. Ok, dá para entender o paralelo com as crianças que criam brinquedos que nunca poderão ter, mas quando surgem cães carcereiros, solitárias e até um cão-diretor de presídio, digamos que a ideia foge um pouco do controle. 

Mas o problema maior não é a fuga da realidade. É normal ver nas animações estas realidades paralelas e metáforas. O ponto negativo é mesmo a falta de empatia com os personagens. É difícil conseguir se identificar ou se solidarizar com o Ozzy e seus amigos em busca da fuga. 

Faltou à animação olhar um pouco mais para desenhos da DreamWorks, BlueSky, Disney e Warner Bros. Animation - veja que não estamos nem falando de Pixar, pois seria covardia. A promessa de viagem para o Japão parecia mais promissora do que a estadia no hotel para cães.  

Nota do crítico (Regular) críticas de Filmes
 

Isso é óbvio, pois a Pixar coloca muito mais esforço nos filmes e também se preocupa com a qualidade das animações e não apenas com o dinheiro. Por que eu fui nascer no Brasil...

Acabei de assistir ao filme e a sinopse e perfeita. O início e tão pesado que tanto eu como minha filha dormimos no cinema. Quando eu acordei já estava na parte da tramoia Entre o diretor do presídio e o Ozzy. Depois da corrida de cães e já partindo para o final o filme da uma evoluída. O reencontro dos donos e até legalzinho. A amimacao em si é até fraca, da pra notar um delay em relação ao plano de fundo. Merece 2 estrelas

Acho que já falei isso aqui... Se fosse qualquer porcaria das animações da Disney/Pixar seria no mínimo 4 ovos.

Ele assiste com os filhos!

A sinopse me lembrou Toy Story 3 - onde a Sunnyside parecia um lugar maravilhoso primeiro, para ser um verdadeiro inferno depois.

Que sinopse interessante! Mas eu realmente não senti nenhuma vontade de ir ao cinema assistir exatamente por não ter me interessado pelos personagens, cachorro igual á tantos outros da TV e até do cinema, como o recente "Rock Dog"- que também não quis assistir...tudo muito parecido, todos parecem o Bibo pai, Bob filho da Hanna Barbera. Só que deste a gente gostava.

Animações realmente me despertam muito interesse, mas esse ano está muito fraco para o genero, só coisas bobinhas e genericas, bem fraco tendo em vista que recentemente foram lançadas obras-primas como Divertida Mente, As Memorias de Marnie, Toy Story 3 dentre outras.

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus