Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge
Filmes - Ação, Aventura
Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge (2012)
(The Dark Knight Rises)
  • País: EUA
  • Classificação: 12 anos
  • Estreia: 27 de Julho de 2012
  • Duração: 165 min.

Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge | Crítica

Christopher Nolan encerra a sua trilogia de forma grandiosa e já deixa os fãs com saudade

Ao fim de Batman - O Cavaleiro das Trevas (The Dark Knight) a grande dúvida era como superar aquilo? Além de muita ação e uma trama impecável, o segundo filme dirigido por Christopher Nolan dentro do universo do Homem-Morcego tinha ainda a melhor interpretação já feita para o Coringa (Heath Ledger), capaz de colocá-lo no olimpo dos vilões, ao lado de Darth Vader e Hannibal Lecter. A saída criada por Chris, seu irmão Jonathan Nolan e o co-roteirista David Goyer foi trazer para as telas o personagem responsável por quebrar o herói nas histórias em quadrinhos, Bane (Tom Hardy).

Pessoalmente nunca fui fã do vilão, criado pela oportunidade mercadológica de desbancar um de seus maiores ícones e assim vender mais gibis - saída que já havia sido utilizada pela mesma DC Comics com Doomsday, inventado meses antes para matar o Superman. Piorou a minha relação com ele quando Joel Schumacher o colocou em Batman & Robin (1997), em uma versão inflável, descerebrada e totalmente descartável (que ainda atormenta meus piores pesadelos). Mas, como dizem os fãs, "In Nolan We Trust" (no Nolan, nós confiamos). Já na primeira cena do filme vemos um sujeito enorme e frio, que tem todos os movimentos calculados como um bom enxadrista e impõe nos seus oponentes o mesmo medo que o Batman conseguiu espalhar pelo submundo de Gotham City.

Seus motivos vão ficar mais claros com o desenrolar da trama, que apresenta ainda três novos personagens: o policial John Blake (Joseph Gordon-Levitt), a magnata filantropa Miranda Tate (Marion Cotillard) e a gatuna Selina Kyle (Anne Hathaway). Sexy, ágil e dissimulada como a ladra de joias, Anne Hathaway se mostra capaz de fazer muito marmanjo esquecer a lambida que Michelle Pfeiffer deu em Michael Keaton no segundo batfilme dirigido por Tim Burton. Já Gordon-Levitt engrossa a voz, ganha peso e cara de homem, e comprova a posição alcançada em A Origem, como potencial astro de filmes de ação - com a vantagem de ainda saber atuar. Quem sai no prejuízo é Cotillard, que surge como o ponto fraco do elenco, com atuação muito aquém de sua já reconhecida e premiada capacidade.

Outra novidade, desta vez entre os veículos, é a aparição do Morcego, uma espécie de Tumbler voador. Sua agilidade no ar é comparável com a capacidade de luta do Batman e o poder de seus motores é ensurdecedor. Apesar de preferir usar efeitos práticos, Nolan prova nestas cenas que domina também a computação gráfica, com uma perseguição aérea entre os prédios de Gotham City digna de qualquer filme de super-herói voador. E o efeito IMAX - a imersão na gigantesca tela, com sequências filmadas em película 70mm - faz o resto. Se em Batman - O Cavaleiro das Trevas as seis sequências (28 minutos) IMAX se destacavam quando entravam em ação, neste novo filme, com quase metade de seus 164 minutos de duração no formato, as transições ficam menos visíveis e, consequentemente, temos um motivo de dispersão a menos com que nos preocupar.

Quem também tem pouco com o que se preocupar durante todo o arco inicial é o Comissário Gordon (Gary Oldman). Depois da morte de Harvey Dent - no desfecho de O Cavaleiro das Trevas - Gotham vive dias de paz, mas sua consciência o perturba. O Batman assumiu a morte do ex-promotor e virou alvo da polícia local e Gordon tratou de esconder o fato de que Dent havia se transformado no Duas-Caras, mantendo assim sua figura imaculada. A maior consequência disso é uma lei que praticamente zerou a criminalidade no local e levou o Batman à reclusão.

Cabe então a Bane trazer novamente o caos à cidade.

A trama toda se desenvolve de forma linear e é detalhadamente explicada, com direito a vilão fazendo pausa antes de seu ato final para contar ao herói os motivos que o levaram até aquele ponto - algo digno da série dos anos 60 estrelada por Adam West e Burt Ward, acredite! E entenda isso como uma homenagem, assim como a citação de outros personagens conhecidos dos leitores dos quadrinhos do herói mascarado. É a desforra dos Nolan contra os que sempre diziam que sua Gotham era muito distante da vista nas páginas mensais das revistas.

Mais do que um filme

Encarar Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge (The Dark Knight Rises) apenas como mais um filme, tirando-o do contexto da trilogia seria um desserviço à história do cinema. Se ele é melhor ou pior do que Batman Begins ou Batman - O Cavaleiro das Trevas, pouco importa agora e cada um vai julgar à sua maneira. O que precisa ser notado e elogiado de forma incessante é a forma como ele encerra magistralmente a série, fazendo referências a falas e pensamentos que foram proferidos há 7 anos, na estreia do primeiro longa.

Se não fosse também a trilha incessante de Hans Zimmer, principalmente no segundo e terceiro filmes, não seria tão impactante o silêncio que norteia a sinfonia de socos e chutes esmagando carne e ossos, na luta mais tensa (e intensa) de toda a trilogia, quando o Batman acha alguém à sua altura técnica e a cabeça no lugar, cenário perfeito para enfrentá-lo e, quem sabe, derrotá-lo. E se isso acontecer, tudo bem, porque como dizia e repetia Alfred (Michael Caine) desde que Bruce Wayne ainda tinha seus pais, é preciso cair para aprender a se levantar.

Ver Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge vai trazer aos rostos dos fãs mais sorrisos do que o gás do Coringa, mas assistir à trilogia completa vai além. É um combustível que vai manter o batsinal funcionando por muito tempo, quer aconteça ou não o futuro que Nolan deixou escrito nos últimos minutos de sua batsérie.

P.S. Esta crítica está livre de spoilers. Se você quiser saber mais sobre a trama e as surpresas do filme, veja o vídeo abaixo, em que nós contamos TUDO o que acontece no filme.

Entrevistas e visita ao set de Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge

Leia mais sobre Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge

Nota do crítico (Excelente) críticas de Filmes
 

"Deixa de mimimi..." Justamente, se eu tô nessa parada até hoje, é por que eu não fico nada de mimimi.

Isso deve ter sido uma trollada e você nem percebeu.

Só o Wilson pra entender.

É o que tô dizendo.rs Mostra que a relação dos dois sempre foi mais próxima do que achavamos.kkk Taí o real motivo pra obsessão do Coringa.

Onde tu viu hostilidade aqui? Deixa de mimimi polaco de segunda geração.

Nem acho que seja só questão de crítica (apesar de que para aqueles lados, parece que pesa mesmo), mas tava vendo e muita gente ficou com bastante pé atrás por já não ter gostado de Batman V Superman e Esquadrão Suicida. Daí a crítica só veio pra "confirmar" que não valia a pena ir no cinema.

Brasileiro é cara de pau, MESMO.kk Olhem a "jenialidade" do pensador brasileiro do facebook. https://cdn.pensador.com/img/frase/di/og/diogo_cardoso_de_quot_um_justiceiro_e_um_homem_perdido_lpd5yzq.jpg

Assistindo Esquadrão Suicida novamente eu até que achei mais legal que no cinema:) Não me lembrava que o Flash tinha tido uma participação no filme e aproveitando o gancho dos Watchmen nos quadrinhos atuais fazia logo um crossover no cinema também, o símbolo dos caras já está no filme do Esquadrão.

Meus avós vieram ao Brasil antes da Guerra, com a expectativa de retornar ao Japão um dia. Acho que Vargas naturalizou todo imigrante à força naquela época. De fato, entre os japoneses imigrantes de primeira geração, “nós” éramos “nikkeijin” (emigrantes de etnia japonesa) e o restante dos brasileiros eram chamados de “gaijin” (estrangeiros) pelos nikkeis (isso dentro do próprio Brasil!). Minha vó chamava todo mundo que não era nikkei de “gaijin”, era meio ofensivo. A primeira geração carrega bastante ressentimento com o que aconteceu na guerra, já a segunda e terceira gerações são bem “brasileiras”.

Apesar de, se estivesse na situação deles eu simplesmente não iria votar, esse público tá bem melhor do que se ficasse com a tal adversária.

Esse mesmo público sensato deve ter votado no Trump por ter lido na NET que a adversária faria mal ao país.

Então tá chefinho!

E pra início de conversa, se eu não suportasse ambientes hostis, eu nem começava a escrever nada nessa bodega de lista aqui.

Bom, eles se informam, consultam as críticas, ponderam e fazem o mais sensato. Sugestionável, pra mim, são os Noletes que abraçam uma pegada emo-romântica e frases de efeito, como se fossem coisas de "adultos" e "sérios", "sombrios". Palmas para o público americano.

Devido as críticas de cinema nada favorável, os americanos não foram aos cinemas prestigiar a Liga.

Por que você diz isso?

Mas e os seus ascendentes japoneses que vieram para o Brasil, @Lucky? Não ficaram por aqui? Meu pai veio, se naturalizou e ficou por aqui até hoje. Não se sente meio brasileiro por causa disso. Se tivesse chances, eu mudaria de vez, sem dúvidas, para um país de primeiro mundo, como os EUA, Canadá, Alemanha, Austrália, Japão,... Até a Polônia eu aceitaria, porr@. E mesmo que me vissem como um pária, ou persona non grata. Tô nem aí pra isso. Na verdade, me sinto até melhor no meio de um ambiente assim. Como se estivesse sendo desafiado o tempo todo. É estimulante.

E é isso mesmo, ainda acho que se tem vontade de crescer esse país da oportunidade, mas a maioria da população se faz de vítima e espera que tudo caia do céu.

Sei lá, se fosse chegar a uma conclusão só acompanhando notícias, diria que retornar ao Brasil tendo a oportunidade de se naturalizar em outro país é loucura mesmo. Mas não é bem assim. Se alguém nasce brasileiro, nunca deixa de ser brasileiro. Posso até concordar que aquele nacionalismo tã-tã-tã, Brasil-sil-sil é uma idiotice completa, mas quanto ao resto, acho melhor ser 100% brasileiro do que meio japa. No Brasil, não importa se você é descendente de portugueses, italianos, espanhóis, alemães, índios, africanos, poloneses, coreanos, japoneses, etc. Em algum ponto, em alguma coisa todos se concordam. É mais ou menos a impressão que a gente têm morando na própria casa em comparação a morar na casa de outros. Por melhor e mais organizada que a casa dos outros seja, você só se sente verdadeiramente à vontade em sua própria casa. É o que eu penso.

É que tu é da turma de louco, não tem jeito. Mas o Brasil ainda é um bom lugar pra se viver basta evitar certas coisas.

Mas cê acredita que apesar de tudo eu ainda prefiro o Brasil ao Japão? Não sei explicar rs. Mas é certeza que um dia a gente volta.

Meu amigo(sabe que tenho maior respeito pelo Sr.), esse país tornou-se um grande favelão, caímos no grande perigo de achar que assassinatos diários é algo banal, a classe política dar aulas e aulas nada republicanas e ninguém se mobilizada pra porra nenhuma, educação aqui continua sendo algo temeroso pra essa corja, saúde nem se fala, é ridículo o tratamento dispensado à população. Lula infelizmente é quase uma certeza, é um escárnio que a maioria aplaude.

E por aí no Brás, tá melhorando ou não? (eu leio o noticiário, mas nada melhor que perguntar pros amigos). Periga o barbudo ser reeleito, mesmo depois de tudo o que rolou, né?

Para de colocar no zóio e põe em outro local kkkk

Dessa vez foi só mizore (aquela neve pesada misturada com chuva), mas daqui a uma ou duas semanas começa a nevar normal. Já pus pneu pra neve no carro e comprei bastante querosene pro aquecedor, essas coisas. É um saco se deixar em cima da hora. Neve só é legal na primeira fez. Depois é uma b#st@. Ir pro trampo, fazer compra... tudo leva o dobro de tempo. Acordar cedo é ruim demais quando tá frio. E isso por 3, 4 meses. Augustinho Jr. não vai rolar rs, mas a gente tá pensando em comprar um cachorrinho. O problema é largar o coitado no apartamento sozinho com a nossa bichana (a gente já tem uma gata — felina, heim... não vai pensar bobagem), ela é meio sangue nozóio. Depende do cachorro, ele se dá bem com gato. Inverno tem coisa boa, apesar de tudo. Não tem muita hora-extra no trampo, então dá pra aproveitar melhor o dia. As comidas de inverno são sensacionais, PQP. Acho que eu engordo uns 4 quilos no inverno. E sai barato porque é época... vou poder comer ostra empanada à vontade, caranguejo, peixes de inverno na brasa, uhuhuhuhu😋 No fundo, fim de ano por aqui não tem aquela alegria do Brasil, com natal, revéillon, essas coisas, mas a gente vai levando.

Porra Augusto, mandei mensagem pra tu aproveitar o clima frio da neve e providenciar um Augustinho Jr. mas acho que não publicou.

O diretor foi o Ang Lee, que fez aquele primeiro filme do Hulk. Esse aqui, ó: https://www.youtube.com/watch?v=ywaR-Lq_ayk

E parece que o público americano é 'sugestionável" a enésima potência.

Que coisa feia tsc tsc Até tatu Gustinho ?? Pra completar, quem foi o diretor? Dizem as más línguas que os cavalos dos caras fizeram uma ponta em TDKR...

Parece que vai ser o Gyllenhaal mesmo. Estranho que ele fez o caubói gay namorado do Heath Ledger em Brokeback Mountain. Ledger foi o Coringa do TDK. Ou seja, Bátima f#dido pelo Coringa kkk

Fórmula Marvel: Dois... hambúrguer-alface-queijo-molho especial, cebola-picles-num pão com gergelim. De novo! Dois... hambúrguer-alface-queijo-molho especial, cebola-picles-num pão com gergelim. De novo! Dois... hambúrguer-alface...

Mudaram o Batman mesmo ?

Mas o selo começou lá.

Dr. Estranho tem um enredo LINEAR, a história é bem contanda, não tem ninguém surgindo do nada, os efeitos são incríveis, lutas bem feitas, mas o manto engraçadinho putz

Mas Blade tem a maior cara de filme de ação dos anos 80/90.kkk Nem lembra super-heróis, pra quem não conhece quadrinhos. É um caçador de vampiros, bom de briga, com uma espada maneira e vivido pelo Wesley Snipes = típico protagonista de filme de ação dos anos 80/90.kkk

Que é também o motivo pro Batman ter se saído melhor em BvS, na opinião pública. O Snyder fez uma versão mais autoral, sombria e perturbada (mesmo que se inspirando em outras HQ's), só que foi arrastar o Super pro meio e aí começou a dar problema. A questão é só saber quando usar cada abordagem.

Na Marvel, acho que um grande exemplo é Dr. Estranho. É um filme que praticamente todo mundo concorda que poderia ser melhor se não seguisse tanto a fórmula Marvel. Ainda mais com o excesso de piadas em momentos inoportunos.

Para de treta e assiste o Dr. Estranho no Canal 100 do Telecine pra te acalmar rapa.

Só que... (parada dramática) Watchmen, cabe essa visão do Snyder, quanto mais filtro escuro melhor. Já o Superman...

Por mais que o Superman fique nervoso, ele não tem o poder de ficar infinitamente mais forte com isso. Até o mais fanático e bitolado fã do Superman reconhece esse fato.

"Se a Warner por exemplo tivesse imposto esse padrão Marvel aos filmes da DC, não teríamos o Watchmen do Snyder e a trilogia Batman do Nolan,..." O que você apresenta como mérito, eu vejo como a origem do desastre que se encontra hoje a DC/Warner. No caso do Watchmen é só de forma indireta, porque foi o filme que deu crédito ao Snyder pra fazer os filmes "autorais" dele depois, com o Superman.

O problema meu caro é o seg"ü"inte, vamos nos reportar ao fator "putagem" do Hulk, certo?! Vamos lá, o Hulk muito put® torna-se um adversário quase imbatível, agora se o Superman não tivesse suas convicções e estvesse livre de moralidade como na Terra onde o Sindicato do Crime erradicou todos os citados no texto que linkou, Superman se torna imbatível.

Formulaico é seguir sempre a mesma fórmula, ser previsível. Coisa que os filmes da Marvel fazem. E vejo muita gente, inclusive vários que eram grandes fãs dos filmes da Marvel, se dizendo enjoados do mesmo formato sempre. Virou um negócio enlatado, que não permite liberdade criativa aos diretores. Quem gosta e entende de cinema certamente acharia ruim se isso se estendesse a todos os filmes de super-heróis. Se a Warner por exemplo tivesse imposto esse padrão Marvel aos filmes da DC, não teríamos o Watchmen do Snyder e a trilogia Batman do Nolan, que na minha opinião são os melhores filmes de super-heróis já feitos.

Acho que o "formulaico" de que se referiu vem da tal aclamada FÓRMULA Marvel. Ou de alguma exponencial suborbital, o que vier primeiro.

Defina "fomulaico". Não sei que porr@ é essa, mas posso imaginar o que seja. "... cinema autoral nesse gênero iria pro saco." Esse é justamente o segredo de sucesso da Marvel. Sem "cinema autoral". Ainda bem.

https://moviepilot.com/posts/3359129 Esqueceram ainda do Espectro, do Vingador Fantasma, Monstro do Pântano,... Pô, acho que até o Constantine daria um c@cete no Superman, por causa da magia. Então, a lista de espancadores do Superman é extensa.

Disponha chefe !

Ninguém menciona o Blade como precursor da Marvel rs

Faz tempo que li essa obra e do que lembro Superman ficou puto com essa viad@g&m de magia e deu um jeito nas cordas vocais e fez o Shazam "ver" a razão.

"...Superman "fez" o Shazam parar de dizer o próprio nome e com isso os raios mágicos que estavam mantendo o Superman no chão cessaram e o Shazam ficou sem o que fazer." Se eu não me engano, o Superman só conseguiu fazer isso por que, toda vez que o Shazam grita o nome dele, ele alterna entre Shazam e Billy Batson, além de disparar raios fulminantes. Então, o Superman esperou uma dessas alternâncias em que o Shazam se tornou o Billy pra tapar a boca dele. Tanto é que ele apela claramente para o Billy Batson, praticamente implorando por favor pro Billy deixar ele impedir as bombas. Ah, e obrigado pela indicação de correção. Eu admito quando erro e concedo o devido reconhecimento a quem me alerta para os meus erros.

@Kowalski, não acha que seria ruim se todos os filmes de super-heróis tivessem o padrão Marvel, como você gostaria? Ficaria muito formulaico, e o cinema autoral nesse gênero iria pro saco.

* existem "seres"... Em Reino do Amanhã Superman "fez" o Shazam parar de dizer o próprio nome e com isso os raios mágicos que estavam mantendo o Superman no chão cessaram e o Shazam ficou sem o que fazer. E desde quando tu leu A Noite Mais Escura ?

Só no universo DC, existem pelo menos dois personagens mais fortes que o Superman: o Caçador de Marte e o Shazam. Isso já foi dito inúmeras vezes em várias histórias diferentes. Sobre o Shazam, no Reino do Amanhã é deixado bem claro que ele é mais forte que o Superman. O próprio Superman fala pro Shazam que ele (Superman) só vai impedir que as bombas nucleares cheguem no presídio de super-heróis se o Shazam deixar. E o Shazam tem poderes mágicos, que atingem o Superman. E se o Shazam já ganha do Superman, o Zeus, então, deve reduzir o Superman a pó. Quanto ao Caçador de Marte, na saga A Noite Mais Escura, quando o Flash e o Lanterna Verde estão lutando contra o Jonn zumbi, eles comentam, se não me engano em balões de pensamento, que o Caçador de Marte é muito mais poderoso que o Superman. Então, nem precisa recorrer ao Hulk pra ver quem é mais forte. No próprio universo DC já existem seres bem mais poderosos que o Superman. Sem falar no Batman, que já perdeu a conta de quantas vezes surrou o Superman. Já perdeu até a graça.

Mas até aí, as melhores histórias em quadrinhos são aquelas que exploram algo a mais do mundo e dos personagens. O problema é que a DC não tem acertado muito nos últimos anos.

Corrija-me se estiver errado, mas para as opiniões do Omelete tu sempre dizia que estava c@g@ndo ?? Agora na opinião do Borgo ele disse duas verdades: "o pessoal do cinema acha que é melhor que os quadrinhos" e que "a Warner teve um enorme cagaço" E é verdade, a Warner da a impressão que não confia no material que tem em mãos, eu estava doido pra ver a porra do Darkseid esfolando o Lobo da Estepe nas cenas pós-créditos e os caras me vem com aquela bosta do Lex novamente.

Deixa de ser chato meu velho, a cena é muito bacana. O que faltou no filme foi uma boa trilha sonora

Depois dos dois primeiros filmes em que o Superman aparece e, principalmente depois dessa cena aqui, com esse olhar de maluco psicótico: https://www.youtube.com/watch?v=C_Y3-jZ6iTs , qual é a criança que vai ter qualquer simpatia pelo Superman, na moral? Eu não sei o que passa pela cabeça desses caras, na boa. Com toda certeza, essa cena é toda Snyder. O Whedon não deve ter feito nenhuma alteração. Esses noias evitam o máximo que podem encarar o fato de que super-heróis é coisa, acima de tudo, pra crianças, porr@! Os caras da Marvel sabem disso, não têm problemas existenciais nem entram em parafuso por causa disso, e fazem alguma coisa que seja divertida para jovens e adultos também. É tão simples!

No, I said first, do you bleed?

É bem isso mesmo:) And you..., do you bleed?!

Agora eu entendi por que o filme da Mulher-Maravilha foi tão bem recebido e fez aquele sucesso todo. Os caras do Omelete mataram a charada. Eles explicaram que é o filme mais Marvel da DC. Agora sim faz sentido. Mas, mesmo assim, não pretendo ver. Só se estiver passando na poltrona de algum voo internacional que eu fizer e não tiver nenhuma outra alternativa mais interessante do que colher impressões pra vir aqui depois trollar os Noletes.

Depois, pelo que eu entendi, ele vai se lembrando das coisas. Mas parece que, como eu falei acima, é tudo seletivo. Ele se lembra de quem é o Batman, da surra que ele levou do Morcego, mas se esquece de que o Batman salvou a cuidadora adotiva dele, a Martha. E de que, por mais que o Batman tenha espancado e humilhado o Superman, não foi ele que o matou. Isso quem fez foi o Apocalipse. Então, ou esse Superman impostor é burro ou é doido e ingrato. E como o Snyder e o Nolan gostam de frases de efeito e dos personagens "darem troco" com essas mesmas frases de efeito. Put@ merd@. No TDKR, com uma bomba prestes a explodir, o "batman" tinha que dar o troco no "bane" dizendo "Then, you will have my permission to die!" . Para os Noletes irem à loucura. Dessa vez, é a porr@ do doidão perguntando pro Batman se ele sangra. Não, e tem que ser estritamente as mesmas palavras, que ele gravou na memória, mesmo no além túmulo: "Tell me, do you bleed?" Quer dizer, ele gravou isso, mas se esqueceu de que quem disse isso salvou a cuidarora adotiva dele também, a Martha.

A memória desse Superman impostor e maluco é tão seletiva quanto a dos Noletes. Quer dizer que, a princípio ele não se lembra de nada, mas a primeira reação dele é sair quebrando tudo e todos. Nem o Hulk é tão estúpido assim, apesar de ser infinitamente mais forte. Isso só significa que a inclinação, a predisposição moral desse impostor é ser um cara doido e perigoso mesmo.

Frase do final de semana: “Tempera a conversação com o fermento da esperança e da alegria.” Comentário: Porr@, mas de novo!? Bem, quando a conversação começar a ficar muito repetitiva, como essa “Frase do dia”, você pode temperar com uma cag@da mesmo. “Hoje é dia de que?” Sábado não é dia de nada e Domingo é o Dia da Bandeira Nacional e o Dia Mundial do Xadrez.

Hoje já, tamo saindo pra jantar daqui a pouco. Caraca, vai nevar amanhã😭

E ai maluco, já saiu do trampo?

Kkkkkkk ta bom, tu é o Rick Macho então

Era um tipo diferente de humor, com hora certa.

Opinião do Omelete não vale. Todo mundo sabe que é um site que sempre puxa sardinha pra Marvel.

O vídeo não tá disponível por aqui, @Guido. Isso aqui me lembra você, ó: https://www.youtube.com/watch?v=XDnL8IQYI0o

Melhor parte do filme! https://www.youtube.com/watch?v=uBdkvw13aF4 https://www.youtube.com/watch?v=C_Y3-jZ6iTs https://www.youtube.com/watch?v=yBStxjK5fmw https://www.youtube.com/watch?v=6vOJWilZ34Y https://www.youtube.com/watch?v=exCPwrf89yQ

Car@lho, quando o Érico fica assim é porque é ruim demais mesmo. Eita p#rr@!

Engraçado, Liga tem a mesma complexidade de Thor.

Esqueci de falar que era o "top de filmes de HQs" :P

Cara, é a terceira vez que vc pergunta isso e é a terceira vez que eu te respondo. Ele não tava treinando especificamente para o filme, ele treina por conta própria, porque ele estava com problemas de saúde e queria se manter em foma. Ele mesmo falou isso numa entrevista. http://www.businessinsider.com/jk-simmons-explains-workout-photos-2016-6

É só isso que eu preciso pra confirmar tudo o que eu já imaginava sobre esse filme da Liga: https://omelete.uol.com.br/videos/omele-tv/liga-da-justica-veredito-omeletv/ HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!

Pra vocês que viram esse filme da Liga, pra que adiantou aquele ator coroa noia tomar tanta bomba pra ficar que nem uma perereca dissecada? Por acaso o comissário Gordon entrou pra porr@da nesse filme?

A memória dos Noletes é seletiva. Ficam botando na conta do Whedon as piadas nesse filme da Liga, mas desde os primeiros trailers, enquanto era o Snyder que estava a frente e nem se cogitava a saída dele, nem muito menos a entrada do Whedon, se percebia que o filme ia tentar fazer palhaçada: era o Bruce dizendo pro Flash que o poder dele era ser rico, era o Bruce tirando sarro com o Aquaman naquele lugar com aquelas pessoas, era o Bruce trollando com a Diana dizendo pra ela que o Aquaman disse "Não" pra se juntar à equipe, era o Flash pegando o Batarangue no ar e fazendo piadinha,... Tudo isso ANTES do Snyder sair e entrar o Whedon. Então, não venham com essa agora, de que virou palhaçada só depois que o Snyder saiu.

Frase do dia: “O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário.” Comentário: Que nada. Esse lugar se chama, cada vez mais, Brasil. “Hoje é dia de que?” Hoje é o Dia da Criatividade e o Dia Internacional do Estudante.

Ei Augusto, o que isso https://m.youtube.com/watch?params=EAEYAdoBAggB&v=PE1lzqJCeJ0&mode=NORMAL te lembra?

Ninguém barrou até agora Velozes8. Nem o Superman derruba o The Rock :)

O meu é: 1) BvS versão estendida (nota 9/10) 2) Liga da Justiça (8,5/10) 3) Man of Steel (8,5/10) (empatado, mas dei uma preferência à Liga pela f*dacidade do Superman nela) 4) Mulher Maravilha (8/10) 5) Esquadrão Suicida (5,5/10) O top do ano: 1) Liga da Justiça 2)Logan 3)Mulher Maravilha/Homem Aranha 4) Guardiões da Galáxia vol. 2 5) Thor Ragnarok

Atualizando meu TOP DCEU até aqui: 01 - Mulher-Maravilha Nota : 8,5 02 - Man of Steel : Nota 8,2 03 - Liga da Justiça : Nota 6,5 04 - Batman V Superman : Nota 6 05 - Esquadrão Suicida : Nota 5 E a impressão que tenho é que Aquaman vai vir com tudo, pro topo da lista.

O cara é o Slade, exímio lutador, 90 e não quantos % do uso do cérebro. Facinho!

Cara, seria inconcebível ele usar máscara de pano e uma armadura blindada. A cabeça é a parte que tem que ser mais protegida :P Hoje em dia nenhuma máscara de herói, exceto a do Homem Aranha, pode ser feita de pano.

Sobre isso, também acho que se os dois corressem seria mais dahora. Mas para uma cena pós-créditos acho que ficou de bom tamanho.

Eu queria ver o Superman apostando cor ri da com o Flash como nos quadrinhos que li trocentos anos atrás e não voando.

Mas a máscara é de "prastico" :)

"3-Superman enfrentando o Lobo, o cara em pé soltando sua visão de calor." Acho que o melhor dessa luta foi finalmente terem lembrado que o Super tem o sopro congelante, e que ele é excelente pra parar os inimigos. "3-A máscara do Slade, custava fazer de tecido como nos quadrinhos ?" Mas convenhamos que a roupa tá linda.

Ai é que ta! Deveriam logo espalhar suas fichss e confiar que o público aprove o filme. No Brasil bateu todos os recordes.

Mas acho que a ideia é condizente com o estado da Warner, atualmente. Independente de ser boa ou não. Affleck foi contratado pois o Snyder queria um Batman mais velho, experiente e carrancudo... e pra isso ele caiu como uma luva em BvS. Agora na Liga quiseram um Batman capaz de contar piadas... E acho que o ator já ficou bem abaixo do que mostrara antes. E se querem dar uma cara nova pro DCEU (até mesmo atualizando o logo pela 3ª/4ª vez), acho que ele é o mais fácil de rodar. Antes achava até que seria o Cavill, com todas as críticas que recebeu. Mas como agora já dizem que ele é a melhor coisa da Liga... acho que sobrará pro Morcego, mesmo. Tanto não vejo como a melhor atitude, mas acho a mais lógica comercialmente falando.

Eu acho errado... espero que não passe de rumor. Tentam tirar o Affleck do papel desde que ele foi anunciado.

Melhores Momentos: 1-Apesar do mal explicado surto, e por lembrar de outros fatos (Me diga, você sangra?!), Superman acabando com Liga sem suar e melhor ainda sem uniforme como referência é incrível. 2- A batalha do passado na Terra, consolidando Deuses nesse universo e a introdução do espectro da força de vontade. 3-Superman enfrentando o Lobo, o cara em pé soltando sua visão de calor. Não tão bons assim: 1- Afinal, Aquaman nada ou flutua na água?! 2-Lex Luthor de volta. 3-A máscara do Slade, custava fazer de tecido como nos quadrinhos ? :)

O que digo é: Tem muuuitos rumores, pra ser tudo falso. O que achariam de um novo ator como Batman/Bruce Wayne, após Flashpoint? http://ovicio.com.br/rumor-warner-iniciara-conversas-sobre-futuro-do-batman-em-aproximadamente-2-semanas/

Uai, não se pode gastar todas as fichas de uma só vez na máquina.

Eu gostei do Lobo, os efeitos especiais nele dão de 10 no Ares por exemplo.Agora "SÓ" mencionar Darksaid isso sim foi uma sacanagem.

Ele refilmou a cena do diálogo do Aquaman e do Batman na Islândia Ele filmou a cena do Bruce e da Diana naquela salinha Ele e a Warner que mandaram o Junkie XL embora Ele ainda por cima curtiu um tweet falando que o Lobo é o pior vilão de filme de HQ desde o Malekith. Isso é uma filhadap@#agem indescritível. Apunhalou o Snyder pelas costas, cuspiu no prato que comeu. Espero que a Warner "Brosta" aprenda com esse erro e demita ele da Batgirl.

Deve ser.rsrs

"02) Flash caindo em cima dos seios da MM, Joça Whedon fidumapê teve a coragem de reproduzir uma piada da Era de Ultron no filme da Liga." Verdade. Além de repetir a piada, ainda é uma que nem é boa. 03) Bruce perguntando se o Aqua realmente falava com peixes. Deu pra ver que o Affleck não tava confortável naquela cena, e tentou ser engraçado. Mais uma piada tosca na conta do Joça Whedon. Bem lembrado. E é outra parte para eu dizer que o Batman ficou meio bobão nesse filme. Igual na cena final com o Super, em que ele fica se atrapalhando pra falar.

Usaram os mesmos códigos então :)

Achei que acabou cedo demais. Queria muito ter visto um Lanterna mais tempo. Agora diz ai, tirando a cena inicial do Superman e a final da Mulher-Maravilha, onde se tem a mão do Wheedon no filme da Liga?

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus