Divertida Mente (2015)
Filmes - Animação
Divertida Mente (2015) (2015)
(Inside Out)
  • País: EUA
  • Classificação: livre
  • Estreia: 18 de Junho de 2015
  • Duração: indisponível

Divertida Mente | Crítica

A volta da boa e velha Pixar

Divertida Mente (Inside Out), nasceu de uma frustração. A Pixar trabalhava em Newt, a história de duas salamandras raras que se odeiam, mas são a salvação da espécie. O conceito era muito parecido com o de Rio (2011), que seguia a mesma trama, só que com ararinhas-azuis no lugar de anfíbios. Foi quando Ed Catmull, presidente do estúdio, chamou Pete Docter e Jonas Rivera, o diretor e o produtor de Up - Altas Aventuras (2009), para salvar o projeto. A dupla, porém, começou a brincar com outras ideias.

E se personificássemos emoções?”, sugeriu Docter, pensando em compreender o que se passava com sua filha, uma criança feliz e ativa que começou a ficar introspectiva. No filme, Riley é uma garotinha guiada pela Alegria (voz de Amy Poehler no original e de Miá Mello no Brasil), que comanda o “quartel-general” da mente, catalogando acontecimentos, criando sonhos e coordenando outras emoções fundamentais: Tristeza (Phyllis Smith/Katiuscia Canoro), Medo (Bill Hader/Otaviano Costa), Nojo (Mindy Kaling/Dani Calabresa) e Raiva (Lewis Black/Léo Jaime). Quando a família se muda, os sentimentos de Riley entram em conflito e a Tristeza começa a tomar conta das suas memórias-centrais, os eventos que definem a sua personalidade.

Tudo isso é traduzido cuidadosamente em formas, cores e texturas. As memórias especiais levam à grandes parques-temáticos, como a Terra da Amizade, a Terra da Família e a Terra do Hóquei.  Outras lembranças são guardadas em bolas de gude coloridas, que correm por canaletas de máquinas de pinball. Uma acertada combinação de design e roteiro, que materializa conceitos como o subconsciente (uma grande caverna povoada por medos e outros fatos bem guardados), desejo (um mundo de nuvens e doces com uma fábrica de paixonites pré-adolescentes), sonhos (com uma produção de esquetes ao vivo), e até mesmo o esquecimento (um grande vazio que absorve as memórias, ou bolas de gude, que não são mais usadas).

Interior e exterior coexistem perfeitamente. Toda a confusão criada por Alegria e Tristeza - perdidas dentro da consciência enquanto as outras emoções tomam conta do centro de comando - reflete a crise existencial de Riley. É como se dois filmes tratassem da mesma história com técnicas diferentes, arte realista e arte abstrata sob a mesma moldura.

Essa é a balança clássica da Pixar, com temas complexos em embalagens singelas, cujo equilíbrio resulta em personagens multifacetados e extremamente fofos (com destaque para o amigo imaginário Bing Bong). Uma lição ensinada pelo Estúdio Ghibli e aprendida com louvor: a autoconsciência. Entender a si mesmo (suas qualidades e seus defeitos) para compreender o mundo que o cerca. Foi assim que a Pixar criou uma obra-prima como Divertida Mente em meio a crise que fez com que ficasse empacada em continuações e deixasse de lançar um filme em 2014. Abrace o caos, desabafe e siga em frente.

Divetida Mente | Cinemas e Horários

Nota do crítico (Excelente) críticas de Filmes
 

Filme digno do Oscar, MT BOM.

Psé, nem todas as opiniões fazem sentido, fazer oq. Acho q ele não entendeu nada do final do filme.

Interpretar texto não é tão fácil quanto parece, pelo visto esse não é o seu forte, amigo. Se você gostou do filme, tudo bem, eu não gostei.

falou falou e não disse nada

Filme horroroso, conceito adulto em personagens inofensivos. Não gostei. Até a trilha sonora do filme é angustiante. Filme baixo astral idealizado por alguem que não vê o mundo como uma criança, com fantasias e sim de alguém que o vê com a visão chata, down, realista demais e fria.do adulto que não teve infância e quer em certos momentos trazer alguma doçura na aparência dos personagens, mas que não tem doçura nenhuma. No final a mensagem que o filme parece passar é que a felicidade tenta sem sucesso trazer coisas boas, mas que na verdade o mundo é negativo. Visão pura da frieza, falta de amabilidade, diálogo, conceitos que não existem para os americanos.

Lindo, singelo, complexo e maravilhoso!

Não cortaram não! Tu deve ter comprado um dvd pirata kkk

O filme é ótimo ? Sim ! É divertido ? Sim ! Tem elegancia, tem conteúdo, tem originalidade, e porque não ? Tem reflexão também ! É um otimo filme, mas me contenho ao dizer que é uma "obra prima" como foi exaltado por aqui e em muitos outros lugares. Adorei o filme, mas fica atrás de outras produções da Pixar no meu gosto (Wall-E e Toy Story 3 ainda são os melhores), o que não reduz em nada sua grandiosidade !

Uma obra de arte. Um filme que diverte e faz pensar. E deixa clara a mensagem de que não se pode ser feliz o tempo inteiro.

Não se surpreenda, até eu chorei naquela parte que vc sabe que eu não vou contar por causa de SPOILER, quase no final, que envolve algo grandioso, com aquela trilha sonora foda [meu amigo pra brincar]..

Filme maravilhoso!!! Caiu uma lágrima aqui!! Me comoveu numa parte quase no final!!!

Durante a animação lembrei muito do filme A Vida é Bela, do Roberto Begnini. Naquele filme o pai (Guido), sabendo da importância que o nro de "bolas douradas" terá na formação/futuro do seu filho, tenta o proteger do horror da guerra. Divertida mente é um filme/animação que será atual décadas a frente e para mim um dos melhores que vi neste século.

Que carteirada mas sem necessidade, sério. O filme é uma aula de cinema. Consegue materializar conceitos abstratos complicadíssimos como memórias, sentimentos, personalidade, fim da infância, maturidade, subconsciente, depressão e tantos outros ao mesmo tempo que trabalha com dois núcleos de história, num roteiro extremamente bem amarrado e que não depende de antagonista pra fazer a narrativa fluir. Cara, você veio dar carteirada exigindo "conteúdo" dos outros e nem enxergou a obra excelente da animação e do cinema que está na sua frente por achar "sonolenta". Só que sério, "sonolento" não é adjetivo válido pra quem julga entender de cinema, afinal, o julgamento dessas pessoas deveriam estar acima de pontos meramente narrativos e pipocas como "filme sonolento" ou "não sonolento".

Como disse, a ideia é excelente mas o filme é chato. Compare com qualquer filme da Pixar. Diga 3 cenas engraçadas. Além do amigo imaginário, qual personagem marcou o filme? A Pixar sempre equilibra bem os filmes mas para mim Divertida mente falhou no aspecto diversão. O filme pode ser profundo e acredito que seja mas não anima ou diverte.

Sobre essa coisa da Alegria censurar a Tristeza, eu imagino que seja uma analogia. Toda criança que cresce em um ambiente saudável tende a ser feliz. Tu tem boas lembranças da tua infância? Caso não tenha sofrido maus tratos, é bem possível que a resposta seja afirmativa. Se a mente fosse em uma criança que cresceu num ambiente ruim, é bem óbvio que a Alegria não seria a emoção dominante.

Ela está surpreendente. Não sei como, mas ela conseguiu esconder o sotaque caipira e a voz grave.

Pouco importa a opinião das crianças sobre o filme. Elas já tem trocentos filmes bobinhos dedicados a elas. Deixe nós adultos termos um pelo menos um pequeno nicho no universo das animações. Shrek também não foi criada para o público infantil, mas pergunta se a molecada não gosta?

Também achei emocionante a parte em que a Alegria chora de tristeza (?) ao ver algumas das lembranças da infância da menina se perderem para sempre.

Reenlsober, vai ver que o conceito de 'filme bom' para eles é o que tem perseguições alucinantes e trilha sonora no último volume.

Amigona, você não entendeu que o objetivo dessa parte era mostrar os demais setores da nossa mente, de quão complexo nosso cérebro pode ser. A terra da imaginação era uma área fofinha, bonitinha, mas esquecida pela menina - agora uma pré-adolescente - que já teve importância na infância dela. O filme foi muito feliz em mostrar que lembranças, mesmo boas, acabam sendo perdidas para sempre, sem volta.

Wall E é ultra superestimado. Não chega a um décimo de profundidade que Divertida Mente alcança.

Só vi hoje o filme e fiquei impressionado com a qualidade. É um filme bem profundo, cheio de mensagens e sacadas nas entrelinhas que serão muito mais aproveitadas pelos adultos. Fiquei realmente emocionado e me identifiquei com as situações. Merece sim a nota máxima!

Esse filme tem vem com aquela embalagem de filme bem infantil mas no interior é um filme bem complexo. A garotada com menos de 15 anos, que esta acostumada com filmes como "Era do Gelo", "Hotel Transilvânia" e esses filmes de outros estúdios, não vão entender muita coisa do filme. Vão ficar encantados com as bolinhas, com as cores, as vozes e até perceber o filme já vai ter terminado. A Pixar tem o poder de pegar um filme adulto e inseri-lo num ambiente infantil.

Lorota

Muito bom!

huahau você entende muito né?, tanto é que hoje ele tem 14 indicações no Annie Awards e é a maior aposta do do Oscar.

Não tenho vergonha de falar: essas 2 partes são emocionantes demais, chorei tbm

Uma obra de arte, sem palavras pra esse filme

Muito bom, digno da Pixar!

https://www.youtube.com/watch?v=JA2Cas_hKRM

Prezados, sugiro também o seguinte texto sobre o filme: https://cinematographecinemafilmes.wordpress.com/2015/08/08/divertida-mente-2015/

Bom filme, eu gostei bastante, a ideia é muito legal, achei o roteiro meio parado/empurrado em certo momento, mas passou rápido.. vale a pena ver. Agora, não dá de ir ver filmes comparando com outros né? não se compara a "up" ou "toy story", enfim.. pode ir sem medo :)

Eu devia ter lido o seu comentário antes de dar o meu. Parabéns, vc disse exatamente o que penso. Inclusive "essa parte parecia até que você estava assistindo um desenho do canal infantil Disney Junior". Tomara que nos próximos filmes da Pixar, eles surpreendam realmente!

Normal, até alguns homens se comoveram...

Assisti o filme hoje, e saí do cinema com os olhos marejados... Que filme fantástico! Definitivamente, a Pixar está de volta!

Concordo 100%

Definitivamente, não é um filme para crianças. Apenas encantada com essa maravilha. Pixar sendo pixar do jeito mais impecável possível!

Eu tbm. Sò quem tem sentimentos. QUe é puro por dentro, sente a emoção que ele proporciona. Não é vergonha admitir isso. É um orgulho, uma qualidade. A gente não deixa de ser menos homem por causa disso.

Pra mim nem tem essa de filme de criança e filme de adulto, acho bobeira essa separação. Pra mim existem filmes bons e filmes ruins, independente de genero. Filmes de animação bom e ruim. Terror, bons e ruins. Dramas, bons e ruins. Blockbuster, bons e ruins. Ficção, bons e ruins. Aventura, bons e ruins. Estrangeiros, cults, antigos, filmes de oscar, bons e ruins e por aí vai. rsrsrs Divertidamente é um ótimo filme. Melhor filme do ano até agora pra mim. O curta antes do filme também foi excelente.

Tem muitas coisas subentendidas, que ficam implícitas no filme. Um filme pra ser interpretado com vários olhares e apreciado.

Não é que ficou mal contada. Mas pra uma criança é complexo sim. Não vão pegar as mensagens. Só a aventura. É um filme com muitas camadas a serem interpretadas. Excelente filme. Pinócchio era assim também. Muita coisa que ele quis dizer. Pura arte.

Criança menor de 3 anos né?! História mais clara e bem contada que aquela é impossível.

Acabei de ver e achei o filme fantastico, como as demais da Pixar. Como tenho filhos pequenos e os dois, um de 3 (representando a menina pequena) e um de 6 (representando a menina no filme na mudança) acabei compreendendo como os produtores quiseram contar essa história. Lágrimas brotaram dos meus olhos no fim do filme, com o abraço aos pais. Mas concordo que de "infantil" só tem as cores e os traços dos personagens. O filme é BEM adulto, para que nós, os grandinhos, reflita e tente compreender melhor o curso que a vida nos prepara. E para pais, como eu, a entender o pit e a alegria que nossos filhos tem com a gente. Espero que aquele castelo de "pai e mãe" permaneça firme e duradouro até o fim da vida deles.

Um filme que ficaria bom em 2D, como quadrinhos ou com pessoas reais. O diferencial da Pixar é que eles contam uma história de forma tão rica, que toca a todos. Um dos meus favoritos até agora, só não ganha dos clássicos Monstros S.A e Wall E. Quando assisti nos cinemas, pude perceber que todos os pais que foram acompanhar os filhos de forma meio "ah, um desenho animado, isso vai ser um saco". acabou se quietando e notando em como esse filme se identifica com ele. O adulto mais que a criança pequena, porque o adulto teve mais experiências de tristeza e se identificou quando Joy (Alegria) tentava ofuscar Sadness (Tristeza). Porque, como mostra no filme, isso tudo depois molda seu caráter. Assisti no cinema em 3D com um primo de 8 anos e depois encontrei o filme na internet. E a magia continua lá. Gastem a mais se forem com crianças, se for assistir sozinho, o tradicional vai te deixar emocionado da mesma forma.

Não muito. Com ou sem 3D, a magia continua lá. O que o 3D faz é deixar o espectador com uma sensação de estar mais "a par" daquele mundo, mais imerso. É bom?Sim, é excelente. Mas não vai fazer falta se não tiver. Só se for com crianças, elas sim acham indispensável o uso dos óculos.

O choro começa com o curta LAVA, muito lindo. Divertida Mente é incrível. Eu não estava preparada emocionalmente, chorei tanto e ainda teve uma criança desconhecida que passou o filme olhando para mim e me chamando de chorona kkk Simplesmente a animação me tocou. <3

Pra mim: Chato e lento = sim, roteiro fraco = não.

Concordo totalmente com seu comentário. A ideia/tema é muito interessante e até mesmo complexo para as crianças, mas, confesso que o andamento do filme não me agradou nem um pouco.

Por favor, Omelete, voltem a comentar o 3D dos filmes. Pelo menos 1 linha na crítica, uma avaliação binária (vale ou não), whatever. Tem filme em que ele é irrelevante, o que se torna um grande incômodo pelos óculos e pelo preço mais salgado.

O 3D vale a preço?

Simplesmente o melhor já feito pela Pixar! E, convenhamos, isso não é pouca coisa...

Muito bom o filme. A idéia é excelente, tem algumas piadas boas mas o ritmo é bem lento. Por muito tempo ele segue sem sal e sem cativar, sem cenas marcantes (grande parte da aventura Alegria e Tristeza). Sou fã da Pixar e pra mim Wall E segue insuperável. É o mais completo do estúdio. Antes que alguns digam que não entendi. Sim, compreendi o filme, tanto que achei o tema excelente. No entanto, a forma como desenvolveram não me agradou tanto. O filme é muito bom, mas não é tão divertido como outros da Pixar que consegue ter uma harmonia melhor. Gostei muito do design dos personagens, exceto a Alegria, que parecia um personagem tipo Padrinhos Mágicos. Visual um pouco fora dos padrões Pixar. Como disse, é muito bom. Na sala, tanto adultos quanto crianças se emocionaram, mas risadas, foram poucas.

Vai por mim, troca para o Via Parque, Barra Shopping está às moscas, só presta o IMAX

Gente que viagem. O filme é muito bom e acho que vc não o entendeu realmente.kkkkkk

Pra mim nem tem essa de filme de criança e filme de adulto, acho bobeira essa separação. Pra mim existem filmes bons e filmes ruins, independente de genero. Filmes de animação bom e ruim. Terror, bons e ruins. Dramas, bons e ruins. Blockbuster, bons e ruins. Ficção, bons e ruins. Aventura, bons e ruins. Estrangeiros, cults, antigos, filmes de oscar, bons e ruins e por aí vai. rsrsrs Divertidamente é um ótimo filme. Melhor filme do ano até agora pra mim.

Não é um filme fácil de ser entendido pelas crianças. É um filme complexo até para os adultos. Esqueçam o colorido e fiquem na história. Muito bom. Excelente filme

Temos que respeitar opinião contra. Eu achei o filme espetacular em todos os sentidos.

Acabei de ver hoje. Filme incrível. Melhor filme do ano até agora. Original, ousado engraçado. Tudo. Um dos melhores filmes da Pixar também. Muito bom mesmo. A personagem da tristeza foi uma das melhores personagens que eu já vi na vida.

A ideia do subconsciente guardando medos que podem irromper, por exemplo na forma de pesadelos, é uma apropriação feita pela psicologia americana de um conceito bem psicanalítico. Na psicanálise não se costuma usar o termo subconsciente e esse processo tem muito mais importância, mas não deixa de ser algo de psicanalítico. Mas, afora isso, também vi pouco de psicanálise, a maior parte dos temas vem de áreas da psicologia mais ligadas à neurociência. O que faz muito sentido, porque é a linha mais forte nos EUA. E eles fizeram isso muito bem, adorei o filme.

Li alguns comentários abaixo sobre o fato de o filme não ser tão infantil ou ser infantil... Bem, minha opinião, por mais que sejam fofinhos e "desenhados" não considero os filmes da Pixar infantis (somente dois deles considero infantis - Carros 1 e 2 - os piores da Pixar pra mim), pelo contrário, acho com temas bem adultos e são filmes bem reflectivos. Up e os excluídos da sociedade (a criança, o idoso e o louco - neste mundo cada vez mais egoísta, quem liga pra eles?); Wall-E e sua visão pós apocalíptica de um planeta devastado pelos humanos; Monstros S.A. e os monstros que assustam o sono das criancinhas; Toy Story e sua grande lição sobre a vida, amizade, confiança e amor; Procurando Nemo e a dura realidade de um pai que, por não ter sua esposa ao seu lado, tem que criar sozinho seu filho num mundo repleto de nuances e desafios - em que ele tem que pegar para si a responsabilidade de ser pai e mãe ao mesmo tempo... Divertida mente é isso, um misto de situações e sentimentos que permeiam o nosso dia a dia, mas apresentados de uma forma tão sublime e lúdica que nos faz esquecer por vezes, o quão forte e tenso são nossos sentimentos. Pixar é foda! Apesar de que muitas das principais mentes criativas que deram origem a Pixar estão hoje na Disney - John Lasseter é um deles (hoje, o todo poderoso do Disney animation studios) - torço para que a Pixar volte a ser o que era. Pra mim, o melhor estúdio de animação ao lado da Disney.

Achei o filme fantástico, emocionante do começo ao fim. Recomendo a quem assistir a não ficar acompanhando a fábula, mas sim interpretar em si como seriam aquelas manifestações. Na verdade fiquei um pouco aliviado por não ter levado nenhuma criança comigo, ficaria preocupado se ela estaria se divertindo. A tristeza, que tentamos evitar, é o ponto alto do filme.

exato essa parte da Alegria e da Tristeza procurando o caminho de volta não tem nada de infantil. Além disso essa procura pelo caminho de volta aos poucos vai fazendo a Alegria conhecer melhor a Tristeza e entender que a Riley também precisa da Tristeza pra amadurecer já que a Alegria sempre fica censurando a Tristeza. Então o filme mostrou que sem a Alegria e a Tristeza a Riley virou uma menina revoltada e apática ou seja ela não está nem feliz e nem triste

Foi a coisa mais triste do filme quando Bing Bong desaparece.

Mesmo diretor mas não mesmo filme;

Mas o filme está arrebentando nas bilheterias, tente ir ver sem se programar e vai dar com a cara na porta.

Não considero o filme como infantil e concordo plenamente com a parte da neuropsicologia, porem não vi nada de psicanalise no filme.

Isso!!!!!!! Obrigado...

esse filme é dirigido pelo mesmo diretor de três filmes que você citou: Up, Wall E e Monstros S.A

Essa cena que você citou da procura pelo caminho de volta, nada mais é do que arte abstrata, não teve nada de Disney Junior não.

Valeu pelo feedback, pessoal!

Up, wall-e, Procurando Nemo,Monstros S.A, etc. tudo do estúdio.

É que cortaram algumas cenas do trailer como a piada do piti, mas eu gostei pra caramba do filme

Verdade! Na metade do filme, minha irmã também ficou entediada e já estava com vontade de ir embora.

mas tem cantores que são atores como é o caso do Léo Jaime que foi muito bem interpretando o Raiva. Além disso a Miá Mello, Dani Calabresa e Otaviano Costa também atuam O problema da dublagem ruim não é de quem dubla e sim da direção de dublagem ruim como aconteceu com o Mortal Kombat X

Assisti ontem. Sou uma grande fã da Pixar e digo que este filme não está no mesmo patamar dos grandes sucessos do estúdio. A premissa é sim muito criativa: fazer um filme sobre o funcionamento da mente por dentro, mas o roteiro não é aquilo tudo... tem algumas cenas que emocionam, mas a história em si é bem previsível e linear... por vezes chega a ser enfadonho e raso demais **ATENÇÃO SPOILER!** como nas partes em que Alegria e Tristeza estão fora da sala de controle e precisam encontrar o caminho de volta... essa parte parecia até que você estava assistindo um desenho do canal infantil Disney Junior... Na tentativa de agradar tanto as crianças como os adultos, o filme se desequilibra: tem cenas maduras, com humor refinado, que agrada os adultos, e tem as partes infantis demais, como a que eu citei acima...

tem , mas é errado. Só pode dublar quem é ator e fim de papo.

tenso mano... tenso

sera que poder de compra dos fãs é tão grande assim?... por que pra mim também não faz diferença.

Não estou defecando nada. Nos EUA tem isso também http://www.purepeople.com.br/noticia/rihanna-lanca-animacao-cada-um-na-sua-casa-com-steve-martin-em-nova-york_a46622/2

Para de defecar pela boca. Só tem que dublar quem é ator/ dublador e fim de papo! Você gostaria de alguém que trabalha com X emprego, do nada tomasse o seu lugar , no seu emprego Y ? Sabendo que um não tem NADA a ver com outro?

Pode ir de boa que a dublagem tá ótima.

Incrível. Esse filme é incrível. A Pixar se supera a cada filme, a cada projeto. A trama é muito bem contada, mesmo envolvendo assuntos bastante complexos, os personagens são carismáticos demais e o visual é lindo. Detalhe: gostei da dublagem nacional, nem reconheci os atores que fazem as vozes. No mais, um grande filme, delicioso de ver (quando acabou, parecia que eu tinha visto outro curta, de tão rápido que passou rs). Ps. Um adendo: o curta, "Lava", é lindo. LINDO. Não tenho vergonha de admitir que chorei.

Na boa: DIvertida Mente não tem NADA de infantil ;)

Caramba. Se esse filme tem um roteiro "fraco", gostaria de saber o que você considera um bom roteiro Oo

Não tem essa de eles podem ou não podem. Como eu disse nos Estados Unidos também tem esse lance de chamar celebridades pra dublar como a Katy Perry que é cantora. Ela dublou a Smurfette nos dois primeiros filmes dos Smurfs Pra dublagem ser boa o que importa não é quem dubla e sim quem é o responsável pela direção de dublagem. Se ela for ruim o resultado será como no Enrolados e no Mortal Kombat X

além dessa piada do piti do trailer também tiraram uma cena que foi divulgada: a cena da bala em que a Alegria e a Nojinho brigam https://www.youtube.com/watch?v=o5rAqANyjis e também cortaram outra cena do trailer que é a cena da Alegria fazendo um duckwalk enquanto a Riley escuta rock

Não achei esse filme grandes coisas. Achei bem chatinho e um roteiro bem fraco.

Os mellos são atores. Eles podem.

Exatamente a Kefera e a Fiorella Matheis foram muito bem no Operação Big Hero assim como o Thiago Abravanel, Rafael Cortez e a MariMoon no Detona Ralph. O problema não é quem dubla e sim quem faz a direção de dublagem. Se tiver uma direção de dublagem ruim o resultado é aquilo que vimos no Mortal Kombat X

Uma dica assista a O Rei do Gado a dona da voz da Fran da Familia Dinossauro faz uma das empregadas do Bruno Mezenga

boa parte dos dubladores profissionais são atores e atrizes. Uma dica assista a O Rei do Gado a dona da voz da Fran da Familia Dinossauro faz uma das empregadas do Bruno Mezenga

Só que nos EUA também tem isso lembrando que a Katy Perry dublou a Smurfette e a Rihanna dublou a protagonista do Cada Um Na Sua Casa. No caso do Divertida Mente os dubladores são comediantes, alguns do SNL. Além disso sabe quem faz a voz do Bocão do Os Goonies? É o Danton Mello que hoje tá na novela I Love Paraisópolis. O Selton Mello dublou o Brand e também dublou o Daniel San no Karatê Kid III. Então pare de reclamar

Esse filme é um resumo audio/visual de 6 meses de NEUROPSICOLOGIA em 2 horas de filme. Toda a matéria que aprendi na faculdade, eles pegaram e transformaram em uma coisa fofa, mas que nao foge do que realmente acontece na nossa cabeça. Ali vemos NEUROPSICOLOGIA E PSICANÁLISE de forma "prática", pra criança entender. Nao sou fã de desenhos, nao vou dizer que o FILME É ÓTIMO ou que é RUIM, porque nem sou a pessoa certa pra avaliar, na verdade até achei um pouco chatinho (POR EU NAO GOSTAR DESSE TIPO DE FILME INFANTIL MESMO)... mas como psicólogo, essa elaboração do roteiro ficou GENIAL! hahahaha OBS: Sobre o curta no início, o "I LAVA YOU" foi doído! KKKKKKK

Lindíssimo o filme. Impossível não chorar naquele momento do "Leva ela pra Lua por mim" e no abraço final, com o sentimento misto de alegria e tristeza.

Mas, cara, tem o amigo imaginário e o próprio design das emoções é muito bem pensado. A criançada na minha sala adorou, ficou atenta o tempo inteiro. Realmente é mais adulto, mas acho que vai bem com as crianças também.

kkkk, que coincidentemente com filme anterior de herois e da Marvel ainda, rs

a Kefera e a Fiorella Matheis foram muito bem no Operação Big Hero assim como o Thiago Abravanel e a MariMoon no Detona Ralph. O problema não é quem dubla e sim quem faz a direção de dublagem

tem uma noticia que disse que ela própria achou que era zoeira da Disney quando chamaram ela pra dublar a Nojinho assim como a Kastiucia Canoro com a Tristeza

Você acha que dublar é apenas ler e falar? Tenho pena da sua ignorância..

Qual é o seu ponto criança desorientada? Vc sabe se a dublagem das criaturas é ruim? E quem se importa com a qualidade dos comediantes? Eles só vão ler um papel. Com uma boa direção de dublagem e dois neurônios eles fazem um trabalho decente, como o chato do Porchat, que é um comediante péssimo e histriônico. Aff.

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus