Guardiões da Galáxia Vol. 2
Filmes - Aventura, Ficção Científica
Guardiões da Galáxia Vol. 2 (2017)
(Guardians of the Galaxy 2)
  • País: EUA
  • Classificação: 12 anos
  • Estreia: 27 de Abril de 2017
  • Duração: 137 min.

Guardiões da Galáxia Vol.2 | Crítica

Despretensiosa, sequência foca na relação entre os personagens e brinca com as possibilidades do Universo Cósmico da Marvel

Todo filme é uma aposta, mas na corrida das bilheterias algumas são mais audaciosas que outras. Guardiões da Galáxia (2014) foi o primeiro grande risco assumido pela Marvel desde Homem de Ferro, que catapultou o estúdio em 2008. A Terra de heróis consagrados dava lugar a um espaço colorido, habitado por personagens do segundo (ou terceiro) escalão da Casa das Ideias, incluindo um guaxinim altamente armado e uma pouco eloquente árvore falante. Como bom azarão, o filme terminou sua passagem pelos cinemas como a quinta maior arrecadação do Universo Cinematográfico da Marvel (atrás dos dois Vingadores, Homem de Ferro 3 e Guerra Civil).

Vencida a primeira aposta, Guardiões da Galáxia Vol.2 chega despretensiosamente à fase três do MCU. A preocupação de James Gunn na sequência é apenas desenvolver seus personagens, sem conexões grandiosas com os eventos que levarão à Guerra Infinita. O objetivo é conhecer melhor a família formada no primeiro longa enquanto brinca com novas possibilidades dentro do Universo Cósmico. Tudo permeado pelo senso de humor peculiar do diretor/roteirista. Uma assinatura que mistura cor, trash, sentimentalismo e besteirol frenético.

A despretensão de Gunn, porém, não deve ser tomada como falta de método. O roteiro, ainda que surreal para os menos versados nos caminhos do sci-fi, é calculadamente estruturado como uma reação em cadeia. Assim como no primeiro filme, cada ato tem sua consequência, movimenta a trama e adiciona camadas aos personagens. Nada é gratuito. Nem a trilha sonora, escolhida durante a criação do script, nem as piadas - mesmo as mais bobas têm sua serventia para a história.

O mesmo vale para o visual de personagens, cenários e objetos de cena. O trono dourado de Ayesha, alta sacerdotisa dos engenheiros genéticos Sovereign, se mistura à sua vestimenta como prova da sua superioridade e realeza infinita. As linhas da nave de Ego, o Planeta Vivo, evocam Flash Gordon e Barbarella para situar o personagem como um ser de outros tempos. O traço geral é caricato e de cores gritantes, como se fosse transferido diretamente de um gibi impresso nas décadas de 60 e 70. A sensação é de virar a página a cada nova cena.

O acerto na escolha do elenco que habita esse universo é a cola que faz de Guardiões da Galáxia uma peça diferente no quebra-cabeça do Marvel Studios. O time veterano - Chris Pratt (Peter Quill/Senhor das Estrelas), Zoe Saldana (Gamora), Dave Bautista (Drax), Karen Gillan (Nebula), Michael Rooker (Yondu) e os dubladores Bradley Cooper (Rocket) e Vin Diesel (Groot) - retorna integrado e sincronizado, seja na ação, no humor ou no drama. Os novatos, porém, são os responsáveis pelas doses de surpresa do filme. Kurt Russell facilmente coloca Ego na sua galeria de personagens marcantes, enquanto a franco-canadense Pom Klementieff faz uma estreia certeira como Mantis, aproveitando cada interação com Drax (menos destruidor, mais piadista). Elizabeth Debicki apodera-se de todos os minutos em tela como a fria Ayesha, enquanto Stan Lee faz uma de suas melhores participações especiais e Sylvester Stallone (Stakar Ogord) entra para o Universo Marvel como se já estivesse lá há anos.

O grande mérito de Guardiões da Galáxia Vol. 2 é fazer tamanho esforço parecer uma brincadeira. São 2h17min que passam voando entre piadas, participações especiais, referências à cultura pop, easter eggs, coloridas batalhas espaciais, músicas cativantes, armas gigantes e dramas universais (o pai ausente, a irmã competitiva, o filho rebelde que só quer ser amado e as incertezas de uma família recém-formada). Gunn aproveita a cumplicidade criada por seus heróis “esquisitos” para fazer uma aventura grandiosa e imperfeita, sem vergonha de ser o que é. Uma conexão que permanece até o último segundo das múltiplas cenas pós-créditos, não apenas pela ansiedade de saber um pouco mais sobre o próximo filme da Marvel, mas por estender o tempo passado naquele universo perfeitamente desalinhado.

Nota do crítico (Ótimo) críticas de Filmes
 

Parabéns pra essa crítica, conseguiu ser mais forçada que o próprio filme!

Numa boa, exagerou na nota. No máximo 2 ovos. O filme se arrasta em várias cenas dramáticas entre os personagens e joga umas piadas ruins e imagens exuberantes de efeito para se aguentar 2 horas de filme. Muito ruim se comparado ao primeiro filme. Mas acredito que tanto "drama" do grupo foi criado nesse volume para que futuramente sejam "companheiros inseparáveis". Aguardamos o próximo...

Filme tenta repetir a fórmula do primeiro mas fica meio arrastado. Piadas boas só com Drax e Mantis, os efeitos ficou muito hover, vilão Ok mas nem chega perto de ser ponto alto do fime. Tipo de filme aventura de sessão da tarde, vc curte mais por rever os personagens e alguns easter eggs e etc.

Filme da Marvel com o final mais emocionante. A morte de Yondu e o funeral, putz... Aula de como construir um personagem, e fazer você sentir a perda dele!

galera, só eu fiquei pensando sobre como os vingadores vão agir quanto aquele pedaço enorme do ego no planeta terra? Tipo, ocorre logo após vingadores 1 então deveria ter alguma consequência.

Achei as piadas muito retardadas. Mas o resto é legal.

Eu não vejo trailer de filme de super herói desde BvS, pq entregam o filme todo em trailer. E me aponta onde eu reclamei de piada repetida? Disse que as piadas simplesmente não são boas ue. Simplesmente não teve nenhuma verdadeiramente divertida (mesmo com o filme tendo umas 200).

pessoal assiste todos os trailers e depois reclama de ver piada repetida

Parece que todos os filmes da Marvel são assim.

Quando o vilão é derrotado com uma dança e você coloca uma piada a cada 3 minutos, sim o seu filme é de comédia. Tem uma roupagem de sci-fi, mas Guardiões é uma comédia.

Não sabia que o filme era de comédia.

Penso exatamente assim. Gostei muito do primeiro, mas achei o roteiro desse péssimo, 100% previsível. As piadas só fazem sorrir, não têm realmente graça. Toda a história do filme poderia ser resumida em 45 minutos que não perderia nada. Uma pena, estava esperando algo diferente de novo.

Gostei bastante. Analisando pros e contras, está no nível do primeiro filme. Pros: Ego fazendo jus ao seu nome, Yondu surpreendeu no fim, Mantis é adorável, Nebula sangue nos óio. Contra: Drax muito alívio cômico, Rocket e Groot muito repetitivos nas piadas. Mas vamos rir um pouco? Como "Guardiões da Galáxia Vol. 2" deveria ter acabado (liguem as legendas): https://www.youtube.com/watch?v=GBxxjhnjH4Y

Repetiu a fórmula do primeiro filme, mas antes o tom exagerado foi surpreendente e agora muitas vezes era monótono de se ver. Piadas forçadas onde as risadas saem no automático, mas no fundo percebemos que nem foi tão engraçado assim. Um dos piores filmes do universo Marvel na minha opinião.

Respeito sua crítica, porém achei quase que completamente o inverso. Digo quase porque concordamos com as coisas boas. O humor, na minha opinião esteve bom (só não foi excelente pois algumas cenas humorísticas ficaram um pouco mais longa do que o necessário). Os atores estão ótimos, o roteiro estava bom, e por aí vai. Uma das coisas que achei mais geniais no filme foi a "personagem" Brandy.

Tendo gostado bastante do primeiro, esse segundo eu colocaria como um dos mais sem graça da Marvel. O humor (que principalmente em Guardiões é o que dita o tom) eu achei terrível, eu realmente passei o filme todo sem dar uma risada sequer, no máximo um sorriso. Sobre as coisas boas, O Ego é um personagem legal, achei um bom acerto. E o Yondu é o que se aproveita lá, ele rouba a cena completamente, era o melhor personagem de longe. Pra não dizer que o filme é de todo ruim, o final é realmente emocionante, acho que é o primeiro filme da Marvel que de fato consegue imprimir alguma emoção no espectador. Vale assistir se você gostou do primeiro, porém vá com baixas expectativas, pois o filme é exagerado e cansativo, com piadas ridiculamente fora de tom mas que vale pelo ótimo final. A respeito das músicas: James Gunn, assista umas 15 vezes Baby Driver. Pra ele que sente que consegue fazer algo fenomenal nesse quesito, tem muito (muito mesmo) o que aprender com o Edgar Wright, de como REALMENTE utilizar a música em um filme.

Outra crítica sobre o filme: https://cinematographecinemafilmes.wordpress.com/2017/05/07/guardioes-da-galaxia-vol-2-2017/

Exatamente. Os críticos já descem o pau na DC antes de ver o filme, e já exaltam a Marvel antes de ver o filme. Sinceramente, não to entrando no mérito de DCnauta ou marvete, mas não acho os filmes do MCU nada demais. Pra mim os únicos que são verdadeiramente bons são Vingadores e Cap 2.

Qdo o filme se passa na Terra, critica-se falando da obsessão dos aliens em nos invadir. Qdo o filme se passa no espaço, critica-se falando que fomos ignorados....

Eu era um crítico do primeiro filme. Matar Ronan daquela forma foi uma ofensa pra mim. Mas com o passar do tempo eu comecei a entender (e aceitar) o estilo próprio que J. Gunn imprimiu nos personagens. E fui com esse espírito assistir o segundo. Resultado, me diverti horrores e até escorreu suor pelos olhos na parte final. Em resumo, a galera tem q parar de ser tão carrancuda e aproveitar o filme!

WW tbm

A continuação deve estar mais bosta que o primeiro;

Bradley Cooper é uma das melhores coisas do filme. Só isso.

Finalmente alguém que tb teve os mesmos pensamentos que eu. Claro, respeitando os demais que gostaram, o filme tem seus pontos positivos, mas muitas coisas ficaram forçadas demais, valorizavam demais dramas desnecessários, ou dramas que não convenciam. Enfim eu daria nota no máximo 5 só pra não ser muito má.

PAC MAN .. Dancinha. Não esse filme não é tudo isso não. Achei mais ou menos como o primeiro.

Bom, vou começar dizendo que fiquei MUITO surpreso com a coragem de Gunn em eliminar Yondu. Comparando as duas mortes do Universo Marvel até hoje, vemos o quanto Whedon falhou em Vingadores, ao tentar dar uma carga dramática e um tom de confronto realístico, mas que não funcionou porque simplesmente descartou um personagem que ninguém se conectou, que tinha potencial mas que não foi nem um pouco explorado, ao invés de aproveitar a ideia de morte e matar alguém realmente relevante, como Gavião Arqueiro por exemplo. Dito isso, do ponto de vista dramático foi um ponto alto e uma decisão acertada de Guardiões, pois Yondu se tornou uma figura querida e era um dos personagens mais carismáticos do elenco (mais até que o próprio Quill, eu diria). Eu fiquei o tempo inteiro esperando que ele "acordasse", mas no final a cena do funeral foi bela e tocante, milhões de vezes mais do que a morte "descartada" de Mercúrio. Sobre o filme, acho que o fator "surpresa" do primeiro filme tornou ele melhor, pois ninguém esperava que fosse gostar tanto de Guardiões. Já o segundo perdeu um pouco essa essência, por já estar consolidado. O filme é bom, mas algumas vezes eu senti que as piadas eram inseridas ali apenas por inserir, ao contrario do primeiro filme onde 99% das situações foram bem inseridas. Nada que tire os méritos do filme, de qualquer forma. Kurt Russell mandou muito bem, a atriz de Mantis foi ótima (as interações dela com Drax são hilárias) e o restante do time também está igualmente bem. O ponto alto pra mim continuou a ser Yondu. Isso é ótimo pois ao contrario do "time Vingadores", aqui as atenções são mais bem distribuídas (ao contrário da turma da Terra, onde Stark rouba a cena em tudo). Espero que em Guerra Infinita, eles mantenham essa distribuição.

Esse é daqueles filmes que quando vc percebe está rindo alto no cinema e fica até um pouco envergonhado, mas daqui a pouco está fazendo o mesmo novamente hehehe. Além de todos os pontos positivos citado na crítica ainda gostei de James Gunn tratar de outros assuntos. A escolha de Ego como ponto central não apenas expande o universo Marvel mas possibilta discutimos sobre a expasão do Ego em nossa sociedade polarizada, em que nas redes sociais apenas a opinião do interlocutor deve ser propagada e as demais obliterada, trata sobre o que é família e como essa relação conflituoso, mas com amor vai muito além de laços sanguíneos e como a coisa mais obvia e esquecida em nossa sociedade, a felicidade está o tempo todo ao nosso lado, mais do que no sonho distante. Há quem diga que é necessário um filme de cada personagem para então termos um filme de grupo, James Gunn prova o contrário, ele é divertido, aventuresco, mas com outras temáticas para quem quiser ir além da discussão, como as HQ's que amo tbm são Falei um pouquinho sobre esse outros pontos em meu blog tambem http://pipocologia.blogspot.com.br/2017/05/guardioes-da-galaxia-volume-ii.html

Kevin Faige já explicou que Guardiões da Galáxia Vol 2 se passa meses depois do primeiro filme e 4 anos antes de Guerra Infinita. Então ele praticamente se passa no passado em relação a todos os filmes do UMC que foram lançados depois do Guardiões da Galáxia Vol. 1 e de todos que serão lançados até Guerra Infinita.

Eu acho que ele faz de vez em quando alguns filmes legais, como esses que citei, mas são em quantidade desproporcional aos ruins, sem graça, como vc fala, sem dúvida.

Alguém mais notou as referências de Guia do mochileiro das galáxias?? diversas!

Meu problema com esse filme... https://www.youtube.com/watch?v=ournXVlB_Z0

Não é aquele filmão mas é melhor que Logan, pelo menos. Se o Vol 4 focar na equipe do Sylvester acho que tenho certeza que irei assistir e reassistir horrores.

Desses só vi Embriagado de Amor, mas aí não é um filme do Adam Sandlers, é um filme do gênio Paul Thomas Anderson. Quando digo filme do Adam Sandler me refiro mais aos filmes que ele atuou e produziu, que são basicamente filme feito sobre encomenda naquele estilo humor pastelão sem graça.

Fala sério, enche o saco, o que era para comentar sobre o filme vira uma discussão tipo FlaxFlu e ninguém ganha nada com isso...

;)

Nem todos. Tem um Embriagado de amor, um Espanglês, um Afinado no amor, entre outros, no meio das ruindades.

Até com GoG precisa comparar com um filme da DC... Veja Star Trek II, IV e VI, dos anos 80 e 90, pra ver onde GoG foi buscar inspiração antes de dizer que há algo revolucionário aqui. Sem desconsiderar que o trabalho nos dois filmes de Gunn é ótimo.

O melhor comentário de todos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

E daí? Continuo dizendo a mesma coisa. Essa trilogia é muito fraca e exagerada e os poucos momentos engraçados não são de Bradley Cooper com certeza. Esse cara vende bem o drama, mas escorrega bonito na comédia. Fora que nos diálogos, não pareciam que estavam atuando na mesma cena o Bradley e o Chris, totalmente fora de sintonia os dois. Os diálogos fluíram bem melhor no primeiro filme.

O Peter Quill foi raptado em 1980. Então vai fazer 37/38 que ele está no espaço

Bradley Cooper nâo foi feito pra comédia? um dos maiores sucessos do Bradley Cooper foi justamente uma comédia: a trilogia Se Beber, Não Case!

Assisti, finalmente. Daria uma nota 8/10. Filme muito bom e bonito, mas achei as atuações aquém do primeiro filme, os coadjuvantes roubaram a cena. Yondu estava excelente e emocionante no seu final, Nebula também estava ótima. Drax melhorou muito e me passou muito mais naturalidade. Mas Chris Pratt não parece mais tão irreverente, parece um pouco no automático e sem paixão e Bradley Cooper não foi feito para a comédia e o sarcasmo, seu grande momento foi no final com uma pegada mais dramática. Baby Groot rouba a cena e suas dancinhas são muito melhores que a de Quill no primeiro filme. O vilão foi melhor que o do primeiro, mas esperava mais exuberância de um planeta vivo. Não é a melhor coisa que já vi, mas com certeza se destaca no meio de tantos filmes medianos da Marvel.

Como se a Marvel fizesse obras primas, pros padrões da Marvel ta excelente. E é sacanagem comparar com o Adam Sandler, os filmes dele vão muito além de humor e diversão descompromissada, os filme dele são péssimos, sem graça, de extremo mal gosto, verdadeiros insultos cinematográficos.

e porque isso seria um erro?

Só consegui ver o filme ontem, ótimo filme, melhor que o primeiro, muito mai escrachado, abraçando de vez a insanidade e a zuera.

Finalmente consegui assistir, atrasado, perdi as discussões interessantes, agora só sobrou os chatos tentando menosprezar o filme como de costume, cara, ninguem faz uma aventura espacial tão surtada e diferentona como a Marvel, e ainda tem idiotas dizendo que a Marvel não muda, é mais do mesmo, mas estas pessoas não enxergam a beleza que acabaram de ver, pensem um pouco sobre todos os filmes espaciais ja lançados ate hoje, todos tem elementos em comum em como abordar o espaço, eles partem para o basico visto da terra: Fundo totalmente escuro, com estrelas brilhantes, e algum planeta com uma cor diferente para dizer que é alienigena. Só que a estética da Marvel é algo mais ousado, os caras estão em outra galaxia, então não ficam no basico fundo preto, o cosmo é cercado de nebulosas coloridas, asteroides quânticos, distorções físicas de um buraco de minhoca que mais parece um desenho animado, o nivel de mistura de cores é algo nunca visto antes, a cada planeta que é apresentado, ele é cercado de cores vivas como se fosse uma pintura, o planeta dos Soberanos é incrivel, exalando nebulosas douradas, ja o do Ego é cercado de tons de roxo, durante os 500 saltos cosmicos do Rockt e o Yondu, a cada salto vemos um cenario mais surtado que o outro, isso tira a chatice do vacuo espaço negro que ja estamos acostumados a ver em todos os filmes, é uma experiência que cairia muito bem em Lanterna Verde, mostrando as diferenças dos variados setores, mas como sempre, a Marvel chegou primeiro com GoG, agora o lado cosmico da DC ou vai ter que se contentar com a "basica" escuridão espacial, ou sera que eles vão finalmente surtar de vez com os Novos Deuses, Oa, entre outros planetas ricos de cores que eles merecem ter.

Vi o filme ontem daria no máximo 3 ovos.A história é mais fraca que o primeiro,ação é jogada na tela,piadas são forçadas. Acho que só é bom pela honestidade de se cumprir o propósito dele de ser um filme de heróis infantil que agrade a toda família e te faça rir.Mas está longe muito longe de ser memorável. Assistindo o filme só cheguei a uma conclusão:Não tem muito sentido comparar os filmes da DC com os da Marvel,a Marvel tem uma.pegada mais leve e exigir que a DC aja da mesma forma,é pedir que um peixe suba uma árvore como um macaco.

"Esse contato com os aliens é bem tímido" Viu quantos saltos Yondu deu pra chegar ao Ego? Agora imagine quantos para ir à Terra.

"As partes da Terra atual parecem a Terra de 34 anos atrás" Interestellar explica isso. kkk

"A despretensão de Gunn, porém, não deve ser tomada como falta de método. O roteiro, ainda que surreal para os menos versados nos caminhos do sci-fi, é calculadamente estruturado como uma reação em cadeia."... Este trecho e o parágrafo que o completa mostra que, quando é uma estória que o Omelete curte (principalmente HQ) até os erros viram virtudes: ;-p

Rapaz, nem Thanos liga para a Terra até os Vingadores, seu capacho diz que os 'humanos sabem se defender', somos subestimados pelos aliens...

Eu vi que o Guardiões 3 é depois de Guerra Infinita cara, agora não sei.

Lembrou muito os filmes do Adam Sandler. Bom.. O primeiro lembrava Roberto Bolaños. O filme é só uma sessão da tarde boa de se ver com muita pipoca, nenhuma obra prima da Marvel.

Pensei a mesma coisa quando saí do cinema. Finalmente a Marvel entregou um vilão "lembrável" no cinema após Loki. Até então, ao meu ver, a Marvel só havia emplacado um vilão memorável na Netflix, que foi o Killgrave. Agora temos também o Ego, interpretado muita fodamente por Kurt Russel.

Ué, Guerra Civil só existe por causa de BvS. Mas de fato, Guerra Civil aborda uma consequencia mais dramatica e realista, o que não é a regra do MCU e sim exceção. Mas no proprio Guerra Civil vc vê erros com consequencias engraçadas: Ant-Man joga um caminhão contra outros heróis e o caminhão explode, pois continha combustível, e ele achava q era de água. é uma cena engraçada, mas q se tivesse uma abordagem realista, seria dramática.

mas aquilo era uma cidade pequena, e vc nao notou mas os carros nao eram os mesmos dos anos 80 quando Ego esteve na terra e quando as pessoas começaram a correr tinha aluns derrubando celulares!!! E lembrando que Os Vingadores foram uma prova de que a terra não vacila com Aliens (segundo Nick Fury kk), e meio que no GoG 1 e nos filmes do Thor até mostra que outras raças meio que tem um "Desprezo" com os humanos!!

Booooring

Ué onde estava a graça quando a feiticeira escarlete matou aquele monte de gente em guerra civil ? vocês tentam força cada coisa para enaltecer uma e diminuir outra, no final as historias da Marvel no cinema é bem mais ampla e bem desenvolvida que a maioria das coisas que a DC já fez

Hater de bostaa

Ótimo filme. Manteve a essência do primeiro filme e ampliou as possibilidades para o futuro. É impressionante o planejamento da Marvel.

Gostei do pato aparecendo de novo. Gostei da Ayesha, não a enxerguei como vilã, apenas como alguém excêntrica e que foi roubada. Aliás ela e seu povo assim como a visão que o Drax tem da vida são geniais. Amei aquele lance de videogame nas máquinas dos Soberanos. Só realmente me incomodou não entender ainda se Guardiões da Galáxia se passa em uma dimensão diferente ou anos a frente no futuro. As partes da Terra atual parecem a Terra de 34 anos atrás. Não mudou nada desde que o Ego a tinha visitado. Não tinha traços de modernidade. Além disso é muito estranho um universo grande de raças( muitas altamente tecnológicas e inteligentes) e não vermos essa interação mais direta com o pessoal da Terra. Tirando o Peter Quill, não lembro de nenhum outro que saiba ou tenha contato com outras raças na Terra.Não estou falando de ir pra outro planeta, estou falando deles aparecerem aos montes por aqui mesmo e de que no mínimo as organizações secretas saibam de suas existências. Até agora só podemos dizer que tivemos os Chitauri, os Krees e os asgardianos e posso até incluir os Inumanos. Esse contato com os aliens é bem tímido, até mesmo em Agents of Shields.

Valeu cada centavo do 3D, um visual lisérgico e colorido, sem vergonha de ser um sci-fi trash oitentista bem barbarella. Mas os exageros (ao mesmo tempo que sao a maior qualidade do filme) sao tambem seus defeitos: Algumas piadas foram desnecessárias, aquele pacman nao desceu na minha goela e as musicas, que sao maravilhosas, perderam o brilho pela quantidade (depois que toca na quinta, sexta vez deixa de ser cool). No fim, o saldo é mais que positivo: diversão é garantida, a tecnologia visual é de ponta, cenas de açao bem montadas, tem muitas risadas sim e é a melhor franquia da marvel pra mim.

Cara eu amo esse fime, Mas tem aí uma hipótese que diz que a Gamora morre em Guardiões Vol.3, o Andan a mataria? porque vem Guerra infinita antes de Guardiões Vol.3, ou seja Gamora faz uma participação lá com os Gurdiões, em Guerra infinita e em Guardiões ela morre no seu próprio filme... Confere Isso?

Nesse ano deu para: T2:Trainspotting e O.J.: Made in America

Não iam entregar a "reviravolta" do filme nos trailers. Aliás, nenhum deles vende nem ela nem os soberanos como vilões, eles aparecem no trailer bem de relance. Quem vendeu eles como vilões foram as críticas.

Cê leu o roteiro aonde?

Discordo dos seus pontos Negativos. Eu gostei da trama e também gostei da Ayesha, Embora tenho que frisar que eu não esperava nada da Ayesha. Eu acompanho as notas e matérias, dos filmes que ainda não assisti, de uma maneira bem superficial. Acho melhor assim, pois vou com menos expectativa. Agora sobre a Tropa Nova não aparecer, eu concordo com Vc. Seria maneiro se eles tivessem aparecidos sim!!

Achei o vilão fraco

O filme na minha opinião foi muito bom, só não gostei do EXCESSO de piadas( teve algumas muito sem graça e desnecessarias)

Eu particularmente não gostei, pra mim foram 2 horas de pura enrolação, se o filme tivesse o selo da DC estava tudo mundo metendo o pau, com notas baixíssimas dos críticos, agora sim percebi que os críticos são tendenciosos.

Magic Mike XXL

Eu gostei do filme, o filme de herói mais engraçado que já vi, e acho que finalmente temos um bom vilão na Marvel.

Vingadores 1

Parabéns pelo comentário. Fazia tempo que eu não lia algo tão legal, haha. Parabéns mesmo xD

👍🏼👍🏼👍🏼

Eu amei o filme. O elenco está afiadíssimo como sempre e as novas participações se integraram muito bem.

Omelete já deu 5 ovos pra alguém?

Que filme chato, uma hora de enrolação, para mais um vilão fraco ... fora as piadinhas de sempre dos ultimos filmes do MCU , tenso ....

Mas durante o marketing do filme,ela era vendida como uma das vilãs principais. No final das contas a história dela e dos SOberanos é totalmente dispensável,só serve pra introduzir o Adam Warlock na cena pós credito.

"-Ayesha(Vilã Inexistente)".... será pq vc está invertendo os valores? ela foi vitima de um roubo, por isso é uma "Vilã Inexistente".... EGO é o vilão desse filme.

Sensacional. Ponto!

Mas o Adam Warlock já era mais do que esperado e ele nem vai aparecer em infinity War. De resto é um filme muito fechado,ignoraram até a tropa Nova.

A parte do violão eu perdi "/

Discordo cara.. parece que não avança.. mais avança .. é só se ligar nos pós créditos ..o Adam warlock

Eu adorei cada minuto dele.. o desenvolvimento dos personagens.. o humor.. a ação.. é principalmente o violão.Nao achei melhor que o primeiro, mas achei um filme acima da média tão bom quanto guerra civil. 2017 está se do um ano muito mais interessante do que 2016.

Acabei de assistir e achei sensacional. Realmente um filme de heróis nonsense e lisérgico e se assumindo trash. O primeiro tentava ser tudo isso, mas ainda estava um pouco engessado na ideia de "um grupo de (anti) herois vs super vilão". Nesse daí o nonsense comeu solto. Vai desagradar muita gente, mas de verdade, é o que eu esperava da franquia desde o primeiro filme. Vejam em IMAX, o visual vale a pena.

Discordo totalmente. Não sou nenhum "especialista" em filmes, mas achei o guardiões vol. 2 formidável. As pessoas no cinema riram das piadas, a história foi bem legal... Posso dizer que pra mim é o 2º melhor filme da marvel. Daria nota 9,5 sem problema nenhum, nem tão pouco exagero. Será um filme que não esquecerei tão fácil - Com certeza.

Gostei muito do roteiro do filme. O vilão tem peso dramático por ser o pai recém descoberto por Quill e a luta foi muito boa, sem muita gracinha e sem uma vitória fácil. Estamos sempre esperando um vilão mais bruto e cruel na Marvel mas Ego cumpriu bem seu papel, foi diferente dos demais é o lance do PacMan não me incomodou pois não foi decisivo como a dancinha. Concordo com a questão das piadas. No início, elas soam bem sem graça e sem propósito. O maior problema pra mim é o fato de virem uma após a outra sem dar tempo para um diálogo sério ou comum. Mais adiante as coisas melhoram bastante. O roteiro focado nos personagens ficou excelente e esta é a ideia central do filme. Nesse sentido o primeiro filme é bem mais "fórmula Marvel" do que este, por isso gostei mais do segundo. No vol.2 o filme assume mais o lado comédia - mesmo que não dê certo em algumas vezes - enquanto no vol. 1 a comédia faz parte de uma aventura/ação. O filme é muito bom e tem de ser reconhecido por conseguir cumprir seu papel de mostrar a família Guardiões da Galáxia, e não por ser mais um filme de herói com ação barata.

Crianças também tem ovos.

esse filme é bem divertido, mas não avança para lugar nenhum, só resolve problemas pessoais dos personagens

Confesso que esperava mais. Bom filme,mas o primeiro é infinitamente melhor. Pontos Positivos: -Ego -Mantis -História do Yondu Pontos Negativos: -Trama do Filme -Ayesha(Vilã Inexistente) -A trama não avança em nada,passa o filme todo e parece que o filme não vai pra lugar nenhum.

Eu assisti o filme umas duas vezes e nas duas vezes eu sai da sessão achando um dos melhores filmes da Marvel.O visual do filme é lindo,trazendo muio mais cores e toda uma essência da fase cósmica da Marvel (para deixar o Starlin feliz da vida).O enredo do filme é bem mais ambicioso por focar mais no desenvolvimento de personagens do seu universo,trazendo conflitos e dilemas e a trilha sonora mais uma vez movimenta a trama dando uma emoção a mais,não é tão marcante como no primeiro filme,mas é funcional.Todos os personagens passam por um desenvolvimento e tem seus momentos,mas ao meu ver os únicos que se destacam são o Drax,Mantis,Nebula e principalmente o Yondu (que tem o melhor arco do filme).O filmes tem alguns problemas referente a diálogos expositivos demais (Aquele momento que todo personagem começa desabafar) e alguns acréscimos desnecessários,como a presença dos soberanos que ao meu ver só serviu para colocar os Ravangers no caminho dos guardiões e fazer referência a uma possível próxima ameaça para os guardiões. O filme também traz muitas referências a toda mitologias cósmica da Marvel,se aprofundando em cada detalhe e trazendo de volta personagens que até então estavam esquecidos no universo....Os fãs não tem do que reclamar Eu gostei do filme,achei ele tão bom quanto o primeiro e algumas vezes melhor (por tomar mais riscos).Mais um pra entrar no top 3,melhores filmes da Marvel.

kkk ta certo.... fazer uma crítica, bem eu posso ser honesto e dizer que não sou gabaritado pra isso ou agradar a massa dizendo que os exclusivos da Sony são melhores (os filmes nesse caso).

Pô, deixa o cara analisar o filme. Pra quem gosta de cinema, só diversão não basta. Pensa um pouco e faz sua crítica aí.

Me decepcionei com o filme, a expectativa estava muito alta e acho que foi inferior ao primeiro.

Caramba cara, esse é um filme de sessão da tarde, vc só precisa se divertir e pronto, que ranzinza.

Obrigado

Cabei de assistir e quase saio da sala durante os 30 primeiros minutos do filme de tantas piadas forçadas e previsiveis, ainda pior que o primeiro filme nesse sentido. Essa primeira meia hora só nao perde para os (horrives) hf3 ou HA2 2014. Daí pra frente parece outro filme com mais consistência e conteúdo e ate as piadas sao infinitamente melhores que o o começo embora a lenga lenga da trilha sonora (totalmente descartável),por mais que eu goste de quase todas as bandas, continuasse apenas para vender streaming pelo jeito. Pelo menos nao derrotou o (talentoso Kurt Russel) vilao com uma dança. Nota 7,5 pelo resumo da obra.

Nao nao...nem o pac man foi tao ridículo quanto a danca da morte...aquilo é de um tremendo mal gosto mas a galera gostou ne fazer o que?

Exatamente...os primeiros30 minutos totalmente descartáveis de tantas piadas sem graça e previsíveis. E por mais que eu goste deumas 3 bandas que tocaram durante o filme quase rodas1as músicas atravessaram...meio sem nexo...apenas para dar um up nos streamings aposto.

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus