Looper - Assassinos do Futuro
Filmes - Ação
Looper - Assassinos do Futuro (2012)
(Looper)
  • País: EUA
  • Classificação: 16 anos
  • Estreia: 28 de Setembro de 2012
  • Duração: 118 min.

Looper - Assassinos do Futuro | Crítica

Ficção científica de viagem no tempo mistura subgêneros e surpreende

Filmes de viagem no tempo são inerentemente confusos. Não existe um sequer que sobreviva ao escrutínio "científico" de suas improbabilidades. Mesmo assim, representam um dos mais fascinantes e divertidos subgêneros desse tipo de obra.

Looper - Assassinos do Futuro, felizmente, é um desses casos, uma ficção científica extremamente confusa, mas que usa esse entendimento difícil (talvez nem o próprio diretor e roteirista, Rian Johnson, saiba ao certo o que está acontendo) ao seu favor. Os diálogos divertidos e inteligentes frequentemente referenciam esse problema, tornando-os parte do entretenimento.Na trama, Joseph Gordon-Levitt vive um "looper", um executor da máfia especializado em dar cabo de vítimas que são despachadas do futuro. Seu trabalho é matar o "pacote" e dar sumiço no corpo (não existe lugar melhor para isso do que um tempo em que a vítima sequer existe). Viciado, desregrado e com um plano, o protagonista depara-se com o maior problema possível para um looper: quando sua vítima foge. Pior ainda... quando a vítima é ele mesmo - ou sua versão 30 nos mais velha (Bruce Willis).

Gordon-Levitt está perfeito como o jovem Willis.  É o ano dele depois de Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge. Seu rosto foi modificado com próteses e maquiagem para ficar com o formato do ator veterano e ele usa com segurança as feições alheias, dando vislumbres da canastrice controlada de Willis, já tão conhecida (o filme só funciona tão bem nesse aspecto porque Willis tem trejeitos tão conhecidos, que Gordon-Levitt pode explorar).

Além do vai-e-vem temporal, o filme encontra espaço para outros subgêneros sci-fi, como o cyberpunk, que é inserido em um contexto de máfia retrô, com um governo ausente e gangues e indivíduos poderosos dominando o cenário. Há também mutação e outras surpresas interessantes, que culminam em uma mistura de De Volta Para o Futuro com Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembrança e - pasme - até Akira!

O diretor Rian Johnsonequilibrou muito bem todos os elementos que tinha à disposição, dando personalidade inesperada a um grande filme de gênero, que certamente se destaca das demais esquecíveis tentativas de ficção contemporânea. E o melhor: não é remake, nem continuação ou adaptação.

Leia mais sobre Looper

Leia mais críticas do Festival de Toronto 2012

Nota do crítico (Ótimo) críticas de Filmes
 

Esqueceu de citar nas misturas a trilogia dos dolares do Clint Eastwood, quando o Kid fala sobre sua pistola de cano longo conseguir atingir um alvo em uma distância maior.

acabei de assistir o filme, acho que poderiam relembrar dele no canal do youtube, talvez com uma lista dos filmes atuais sobre viajem no tempo, fazendo uma referência e crítica ao novo exterminador do futuro.

Agora que vi que esse artigo tem 0 comentários... Será que o Omelete lê esses comentários perdidos assim de notícia antiga? laslda asda. ,, 999 lol

Na minha humilde opinião, 3/5: Ótima idéia, Boas interpretações, Plot complicado, Bem produzido. Na época em que assisti ao filme, 2012, tive uma percepção de que ele se tornaria um exemplar do gênero de sci-fi contemporâneo, original e mesmo assim carregado de referências oitentistas do gênero (futuro não-tão-distante caótico e ação a lá Blade Runner, até)... mas, reassistindo a ele nesta semana, vi um filme que ficou aquém de seu potencial, com um desperdício de tempo e trama em um plot chato de amor.. O segundo ato do filme, longo, foca demais no romance entre Joseph e a mãe do Rainmaker, onde estão numa fazenda onde nada acontece, enquanto o plano de Bruce willis é mal desenvolvido e incoerente com um personagem mal explorado... Qual seria a melhor maneira de entender um personagem que ironicamente passou por uma decadência moral (a versão jovem não parece ser do tipo que assassina criancinhas a sangue frio) enquanto parecia encontrar um sentido na vida e evoluído como pessoa (ele mesmo disse que sua esposa o salvou, por ter lhe dado amor blablabla)? Enfim, outro ponto é o fato de revelarem muito do futuro, eu acho que seria interessante se ficássemos mais alheios ao que aconteceu na vida do looper e restritos às pistas ditas pelo próprio personagem, sem flashbacks (ou seriam 'fowards'?) e não tão alheios ao personagem do Rainmaker do futuro, para que pudéssemos confrontar as suas duas faces (do futuro como mafioso mor com a criança da fazenda toda traumatizada). O filme contaria com os dois personagens como tridimensionais (tentaram dar profundidade com a história triste da menina que abandona o filho pra curtir a vida de adolescente e se ve como num programa de MTV - em que crianças mimadas vão fazer trabalho duro e tal).

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus