Pokémon, o Filme: Eu Escolho Você!
Filmes - Animação, Aventura
Pokémon, o Filme: Eu Escolho Você! (2017)
(Gekijouban Poketto monsutâ: Kimi ni kimeta!)
  • País: Japão
  • Classificação: livre
  • Estreia: 5 de Novembro de 2017
  • Duração: 95 min.

Pokémon - o Filme: Eu Escolho Você | Crítica

Com visual caprichado, filme honra legado da franquia e moderniza a história

Quem viveu no Brasil no começo dos anos 2000 testemunhou a febre do anime Pokémon, que começou a ser exibido na TV e criou uma legião de fãs entre jovens e crianças, que colecionava cards, bonecos, álbuns de figurinhas e tudo que tivesse relação com a história dos monstrinhos. Agora, para comemorar os 20 anos do anime (que começou a ser exibido em 1997), a produtora OLM e a Pikachu Project lançaram Pokémon - o Filme: Eu Escolho Você, um longa que consegue como poucos honrar o legado de sua versão anterior e modernizar a história.

A trama não tem muito mistério: com o sonho de se tornar um Mestre Pokémon, Ash se atrasa no seu primeiro dia e começa sua jornada com o Pikachu, um pokémon fofo e poderoso, mas extremamente temperamental. Ao longo de seu caminho, ele cria uma amizade com o bichinho, encontra outros treinadores, captura mais pokémon (sim, a palavra não tem plural) e aprende várias coisas sobre esse universo fantástico.

Um dos pontos positivos da animação é ambientar bem o mundo habitado pelas criaturas: seja na água, no céu ou na floresta, há sempre um pokémon passando em algum lugar e isso é colocado de forma extremamente natural em tela. Há também um grande cuidado na animação em mostrar um visual primoroso e bem feito: as cenas são cuidadosamente desenhadas e finalizadas; os momentos com computação gráfica não ficam artificiais, uma vitória e tanto para o filme, já que várias animações 2D se perdem com o uso da tecnologia, e as batalhas entre os pokémon ganham novas nuances e mais movimento.

Porém, o trunfo de Pokémon - o Filme: Eu Escolho Você é conseguir homenagear o anime de uma forma que agrada os adultos e também é atraente para o novo público infantil. Vários momentos importantes da jornada de Ash acontecem ou são referenciados: as evoluções de Charmander, a despedida de Butterfree e até mesmo o momento em que o garoto vira pedra, para a tristeza de Pikachu. Para os mais velhos, há uma ponta de nostalgia gostosa em acompanhar tais cenas, enquanto os mais novos assistem tudo isso pela primeira vez, e de forma crível, dentro da 1h e meia de filme.

O longa oferece ainda algumas camadas a mais para quem há 20 anos acompanha a franquia. Vemos, por exemplo, que uma das grandes batalhas de Ash é contra seus próprios sentimentos. Obstinado, ele tem dificuldades em aceitar a derrota e por muitas vezes deixa a emoção tomar conta em momentos em que a técnica seria mais necessária. Há também uma crítica bem clara na relação entre os humanos, animais e natureza. Os bons treinadores são aqueles que querem sim capturar pokémon, mas respeitando as criaturas e criando um vínculo com elas, ao invés de apenas tirá-las de seu ambiente natural.

Por tudo isso, o longa deixa claro que Pokémon é uma franquia que nunca deixará de ser relevante na cultura pop. Seja com jogos, filmes especiais, animes ou mangás, a história de Ash e Pikachu é encantadora e sempre terá espaço para conquistar novas gerações.

Leia mais sobre Pokémon - o Filme: Eu Escolho Você

Nota do crítico (Ótimo) críticas de Filmes
 

Ótima crítica! Todo o filme de Pokémon, mesmo que tenha uma história similar à dos anteriores, tem sempre aquele toque especial que só o anime tem. Pokémon, aliás, não apenas é um fenômeno em sua terra-natal, porém, é um dos poucos animes e produtos japoneses que conseguiu alcançar um imenso status POP no Ocidente, junto com produtos como Dragon Ball e Mario, por exemplo. Gostaria muito que a Nintendo fizesse um novo anime de Pokémon, porém, com Ash adulto. Quem sabe, casado com a Misty (rsrsrs). Poderia mostrar ele como um grande treinador, ou pesquisador. E deixando o legado para seus herdeiros.

Épico, sem mais.

engano seu, sempre haverá alguem pra upar o filme na internet

eu tbm

recomendo, vc so sabera se é bom, se assistir.

Eu amei o filme, lembro da minha adolescencia, eu corria pra casa com minha irmã e ansiosas pra ver o anime começar. nota 10

Depressivo pela saida dos dubladores originais ;-;, voz nova do Ash uma bosta, assim como da equipe rocket.

Prefiro muito mais esse Ash do filme do q o de Alola ;-;

Trouxas que nem vc?

E a sua alma,nota ZERO!!!!!!!!!!

Eu chorei e voltei a ter 10 anos como nunca tinha voltado, Foi o apíce da nostalgia. Obrigado por esse filme!

Eu simplesmente amei o filme, as pessoas precisam olhar da seguinte ótica: E se o começo de Pokémon contasse com toda a bagagem adquirida nesses 20 anos? É a mesma história contada de forma resumida, porém, com muito mais "responsa".

- dublagem nova - sem misty e brock - nao é cronológico - final forçado copiado do primeiro filme de pokemon Nostalgia zero

deve ser os mesmos adultos que choraram no final do ultimo Crepusculo, acabei de voltar do cinema e aquilo nao passou de um ripoff forçado e meloso do final lindo do primeiro filme de pokemon.

Eu aconselho você a ver o filme, eu gostei e achei bem nostálgico. Não tem a Misty e o Brock mas você nem nota, a experiência foi muito boa e o sentimento é maior doq a falta de um personagem ou 2.

Pois fiquei sabendo que o filme foi muito bom e eu vi muito adulto chorando lá

Mesmo sem Brock e Misty, o filme foi muito bom, acho que você deveria ver, irá gostar.

Não entendi sua dúvida sobre não ser o mesmo Ash e Pikachu... Eles literalmente não são, é universo paralelo. Acho que é porque você não é muito inteirado na franquia, o que não tem problema desde que não ajude a propagar falsas informações. A nível de curiosidade: O Lugia do segundo filme é mencionado durante o arco das Ilhas Laranja. Charizard ainda estava no Vale Charífico no 3º filme. Ash vê o Suicune no 4º filme e referencia ao Carvalho como ele já havia o visto antes (na série). A questão da aura do Ash do 8º filme é abordada em dois episódios distintos da saga DP. Dawn usa na série o Lunar Wing do filme do Darkrai, depois da exibição do filme. Tem um episódio especial de XY que hinta o filme do Genesect. Esses são só os que eu lembro. "Ué mas os filmes sempre foram sem importância" = O problema nesse caso é abordar a série diretamente, algo que nenhum outro filme fez, mas inserindo coisas que destroem o "canon". Se ao contrário dos outros filmes esse tem a proposta de causar nostalgia e finalizar um assunto pendente no anime desde o primeiro episódio, então pra ser relevante o mínimo é ser canonico. Por que assistir a historinha do Ash com o Ho-oh se tudo o que acontecer no filme na verdade "não aconteceu"? Isso faz dele o filme mais inútil de todos. "Ah mas os outros filmes também são inúteis" = como eu disse esse filme não é comparável aos outros porque ele mesmo se coloca numa posição especial ao abordar a primeira temporada da série. Ou seja, se o objetivo foi agradar os fãs antigos fazendo-os passar novamente pela experiência de ver os primeiros episódios e a oportunidade de solução de seu maior mistério (o significado do avistamento de Ho-oh), então qual o sentido de fazer isso em um diferente universo, onde não veremos o mesmo Pikachu, o mesmo Ho-oh, os mesmos acompanhantes, e principalmente o mesmo Ash da nossa infância? Ou, melhor perguntando, POR QUE substituir Misty e Brock, POR QUE inventar um universo paralelo, por que esfregar essa loucura toda na cara dos fãs se poderiam facilmente e sem detrimento de NADA fazer o contrário e valorizar muito mais o filme? Tendeu agora, colega? São decisões que a meu ver não fazem o menor sentido e prejudicam o filme imensamente. Fiz textão pra que outros pensem a respeito também e porque não to afim de voltar aqui...

Fico pensando até que parte vai, até começar Johto? ou ele chega a virar mestre? (ASH? DUVIDO!) O Mewtwo estará dublado pelo Guilherme Briggs novamente? Vai mostrar o desfecho da Pokébola GS? Continua no próximo episódio...

Eu assistirei... Mas confesso que ri do seu comentário kkkkkkk

Menos mal que ao menos sabe sobre o enredo, mas está ligado que isso é uma obra áudio visual não é mesmo? Não é um livro, você não avalia apenas o enredo nisso. Eu ainda vou esperar lançar para assistir para tirar conclusões mais concretas, mesmo que eu já esteja receio a tempos com o filme. Está muito equivocado, não tem nada de confuso no filme, se olhar dessa forma todos filmes de pokémon são inúteis. Conte-me mais sobre "os seus fatos" como o problema do filme é não ser o "mesmo ash e pikachu" e outros exageros... quero muito mesmo que me explique e detalhe tudo o que estou enganado.

Todo o enredo já foi detalhadamente exposto na internet há semanas com screenshots. Além disso não precisa assistir o filme pra concluir que ele é o mais confuso e inútil da franquia, quando o erro está na NATUREZA dele. Sou obrigado a ignorar o resto do que você disse porque está usando falácias e brigando contra fatos estabelecidos que podem ser comprovados com uma rápida pesquisa.

bom, nisso vc tem razao..haha

Depende do curta... é um filme que conta a origem de Pokemon, ninguém pode me culpar por ser cético huahuahuahua. Resumiram a saga do santuário de Cavaleiros do Zodíaco num filme de 1 hora e meia também e deu no que deu kkkkkkkkkkk

Não! Nunca confirmaram que os filmes fazem parte da cronologia, é como os filmes de DragonBall e Saint Seiya, mas eles tem suas exceções já que alguns são confirmados como parte da cronologia como a A batalha dos deuses em DB e Prolongo do céu em saint seiya.... O único filme de pokémon que podemos afirmar que faz parte da cronologia é o primeiro já que na série mesmo aparece a batalha do Gary contra mewtwo assim como no filme. Está falando que tem reboot apenas por conta do novo Sun e moon? Só por conta dos traço? Porque Ash e Pikachu a cada nova temporada e fase sempre sofreu um downgrade neles, fazendo assim parecer um reboot a cada região. Muito estranho primeiramente dizer sobre Ash e Pikachu não serem os mesmos no novo filme mas agora diz que já foram rebootados uma "única" vez no anime ae tá tudo bem. Por questões óbvias, o filme não visa apenas a nostalgia, ele também tem que abraçar novos fãs e demonstrar o início do jornada para quem não acompanhou desde o início, por isso utilizar pokémons da nova geração também, até porque serve de divulgação para os novos jogos, é bem óbvio a resposta. O anime é apenas comercial e raso, nunca chegou nem perto do enredo do jogo. Eu realmente não vejo onde alteraram a personalidade do Ash nesse novo filme, continua tendo a mesma personalidade de um jovem energético por batalhas pokémon que quer se tornar um mestre pokémon mantendo sua carisma e apego aos seus pokémons. Então... Bem vindo a linha alternativa, até parece que nunca viu um filme, HQ, série ou anime abordando outra linha temporal do personagem já conhecido. É a mesma coisa que falar: "Porque abordar um Shion e Dohko de The Lost Canvas se não é do universo de Saint Seiya que conhecemos". A gente sabe porque existe esse filme, a gente sabe como a franquia de pokémon é rasa em anime, então realmente não entendo sua surpresa com alguns fatores que até mesmo está sendo exagerado, você já viu o filme para afirmar tanto coisa com certeza? Eu não vou criticar porque ainda nem vi, mas você parece estar distorcendo umas coisas absurdamente. E com certeza não vai ser o pior filme, não igual esses vários últimos filmes horríveis que pokémon teve.

Na minha cidade nao tem esse filme

O público-alvo são as crianças e os trouxas...

Todos os filmes fazem parte da cronologia, com exceção do Victini e I Choose You, e Ash e Pikachu só foram rebootados uma única vez em toda a série... A franquia é obviamente comercial, mas no caso desse filme tentaram agradar gregos e troianos em detrimento de SENTIDO sob qualquer perspectiva (mesmo comercial). É só pensar: se o objetivo era abraçar os fãs antigos brindando-os com nostalgia, por que substituir Misty e Brock? Por que introduzir Pokémon de gerações recentes? Por que alterar a personalidade do Ash da primeira temporada? Por que desperdiçar o reencontro e a relação Ash x Ho-oh que daria num bom plot em uma história absolutamente irrelevante? Por que abordar um Ash e um Pikachu QUE NÃO SÃO O ASH E O PIKACHU? Não é como se esse novo universo fosse ser aproveitado na franquia ou algo do tipo, não é? Essas decisões sem sentido da Pokémon Company resultaram em uma proposta confusa que posiciona esse filme entre os piores da franquia, senão "o" pior. Qualquer review objetiva positiva a ele é altamente leiga ou tendencio$a.

Sem Misty e Brock eu não vejo

Ja vi curtas de 20 minutos dizerem e transmitirem muita coisa de qualquer modo tb vou esperar cair na internet da vida

Lembrando aqui minha paixão pela gostosa da equipe Rocket...

A primeira temporada de Pokémon marcou muito a minha infância. E, sobretudo a dinâmica do Ash com o Brock e a Misty era uma coisa muito legal do animé. Então não sei se consigo ver essa versão rebootada da origem de tudo sem lesar minha memória afetiva e sem me frustrar. Mas talvez eu nem seja mesmo o público alvo da produção.

E desde quando pokémon não é comercial? Além de que... podemos chamar o Ash e Pikachu da série de mesmos personagens? A cada temporada eles sofrem um downgrade desanimador... Pra mim dá na mesma já que são os mesmo personagens visualmente e com a mesma personalidade mas que se passa praticamente numa linha alternativa ou fora da cronologia assim como todos filmes de pokémon até hoje.

Eu não acredito que tenham conseguido isso tudo em 1 hora e meia, sou muito cético a esse respeito. Vou esperar lançarem o filme em home video ou na internet da vida pra poder ver.

Quando o site cresce muito e passar a envolver dinheiro eu paro de acreditar em suas analises até que por ter contrato com patrocinadores o mesmo já não pode mais se envolver em polemicas já que nenhuma marca que se associar com isso e etc.

Filme 110% comercial e de proposta confusa. Fora o visual bonito, é um amontoado de cocô jogado na cabeça de quem realmente espera alguma nostalgia, ao substituir Brock e Misty por dois aleatórios para quem ambos adultos e crianças estão cagando e apresentar um Ash e um Pikachu que LITERALMENTE não são os mesmos Ash e Pikachu da série.

Era isso que eu esperava do live action, mas aí me inventam um.tal de detetive Pikachu..... Vá tomar banho

pika pika

Kkk

Assistir o filme. Você sempre pode fazer o Enem próximo ano, mas essa é sua única chance de ver o filme no cinema.

Assistir o filme ou fazer o enem?

Assim que sair o torrent, eu assisto. Realmente parece ser bom shushushush

Plano Critico está melhor

up

Esse site já foi bom. Agora é muito comercial. Uma pena. Costumava ser minha referência imparcial para tudo que se refere ao universo do entretenimento, mas agora só fala em nome das produtoras. Não volta mais aqui pra olhar nada. Vou ficar só no BJC que ainda tem opinião própria e imparcial. Fica minha tristeza desabafada aqui.

O triler é lindo demais! Deve ser bom mesmo.

Putz, se tivesse no feriado até levaria meus sobrinhos pra assistir mas logo no domingo e segunda? Fica difícil. Bem estúpido lançar depois do feriado

Pode até ter ganhado 4 ovos, mas a certeza q fica é a de q o Ash tem duas pokebolas nas calças.

aaa saquei. tudo bem foi excelente no meu coração :)

na minha cidade vai ser dois dias, 5 e 6.

Quer dizer que ela não deu atenção aos pontos negativos e duvidosos, somente destacando os positivos, que conseguiram sobressair

Deixo pra nova geração...

quer dizer oq ?

Putz o filme só vai ser exibido em uma segunda?

mas isso não quer dizer que é perfeito = conter todos os pontos positivos

Bota os 5 ovos pow não teve nenhum ponto negativo

Ingresso comprado há um tempo já. Não vou tankar o ash virando pedra de novo, marcou minha infância essa cena, foi uma das minhas primeira ida ao cinema.

Com certeza assistirei.

Só vi elogios na crítica. 4 ovos?

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus