Rei Arthur: A Lenda da Espada
Filmes - Aventura, Épico
Rei Arthur: A Lenda da Espada (2017)
(King Arthur: Legend of the Sword)
  • País: EUA
  • Classificação: Não definido
  • Estreia: 18 de Maio de 2017
  • Duração: 2h6 min.

Rei Arthur - A Lenda da Espada | Crítica

Gui Ritchie leva às lendas arthurianas seu estilo "das ruas"

Guy Ritchie despontou no cinema dirigindo duas comédias policiais - Snatch e Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes - de cuja sombra ele até hoje não conseguiu sair. Eram filmes muito particulares que transformavam a cultura dos cockneys (termo frequentemente usado de forma pejorativa para se referir à classe operária e às comunidades periféricas do East End de Londres) em um estilo narrativo, sempre fazendo com que o sotaque carregado desses personagens se traduzisse em uma narrativa verborrágica de idas e vindas, em que o frenesi visual imitava o jeito rápido e mastigado de falar dos cockneys.

Parte do sucesso do Sherlock Holmes de Ritchie se deve à forma como ele reinterpreta o velho detetive como um tipo que se mistura harmoniosamente à fala e ao ritmo das ruas, numa ponte insuspeita entre a Inglaterra vitoriana e a Londres pós-Margaret Thatcher. Agora em Rei Arthur - A Lenda da Espada, Ritchie tenta fazer um movimento semelhante, mas mais ousado, ligando seu estilo às histórias mais profundas do imaginário britânico, as lendas arthurianas. Há cenas neste Rei Arthur que parecem saídas diretamente de Snatch (como o interrogatório no caso dos nórdicos) e grupos de personagens construídos com base em tipos contemporâneos, como a guarda real, que se porta como um corpo policial impiedoso patrulhando a "periferia", e toda a entourage cockney que acompanha "Art" (Charlie Hunnam), um órfão criado em bordel que descobre ser herdeiro do trono.

Esse diálogo entre o mítico e o moderno é curioso, de início, porque hoje entendemos, depois de tantas versões nas telas, que poucas coisas são tão imutáveis quanto recontar histórias de cavalaria inglesas. Sabemos de cor o que esperar da Távola Redonda, das dinâmicas envolvendo intrigas palacianas e magia. O Rei Arthur de Ritchie começa prometendo novidade mas já sofre, porém, com o desgaste da sua fórmula. O que era especificidade se transformou numa commodity do cineasta, repetida filme sim, filme não, e quando deixa de usá-la Ritchie perde sua voz, como ocorreu nos seus piores trabalhos, Destino Insólito e o recente O Agente da UNCLE.

À parte uma boa escalação de elenco coadjuvante (parte dela derivada comicamente de Game of Thrones) que dá consistência ao mundo de sotaques e modos pensado por Ritchie, seu Arthur marrento oferece pouco além da esperada predestinação, em termos de complexidade. Charlie Hunnam faz o que pode para dar gravidade ao personagem, mas o filme não consegue tirar o melhor nem do porte físico do ator, em cenas de ação (quando ele entra no modo "berserk" da Excalibur) que parecem cutscenes borradas de jogos de ação épicos como God of War ou Dark Souls. O fato de Ritchie colocar seu amigo David Beckham numa ponta em uma cena que exigia um envolvimento emocional (e a presença do jogador obviamente tira o espectador do filme) ilustra como o diretor começou a tratar sua identidade de autor como uma piada interna.

Embora se assista com atenção, então, esse Rei Arthur acaba deixando no fim uma impressão de insuficiência. As questões de contexto e os entornos são trabalhados de forma mais interessante do que o protagonista em si, ou a ação em que ele se envolve. Nenhum épico de ação com ambições de blockbuster pode se dar ao luxo desse tipo de inconsistência.

Nota do crítico (Bom) críticas de Filmes
 

Achei muito diferente do basico e muito em feito, vale a pena assistir!

O filme é bom cara, eu não curto muito blockbuster, mas esse surpreendeu.

Então pega aqui na minha pinta e segura meus ovos!

Eu também assisti Excalibur(que nem é lá isso tudo) e gostei do filme, inovador em quase tudo.

Existem mais de 200 versões do mito do ciclo arturiano e eu li As Crônicas de Artur, assisti Excalibur, Rei Arthur(do Cliv Owen) e A Espada era a Lei e li MUITO sobre Arthur e digo que esse filme me deu uma ideia nova do mito e fez isso com facilidade, unindo o bom ao útil e sendo veloz no que se quer mostrar, acho que maioria das críticas ao filme foram tendenciosas e bastante equivocadas.

Não, os normandos foram originados de aristocratas Vikings, na ida de Rollo para o norte da França, onde criaram a Normandia. Isso foi no século XI. A lenda de Rei Arthur foi criada, provavelmente me cima de um guerreiro que protegeu os gauleses das invasões dos saxões, quando o império romano deixou a Inglaterra, para se reunir na Europa contra as invasões dos bárbaros.

Tá falando dos Normandos?

Concordo, o filme é incrível. ´Deu um toque especial ao mito de Artur.

Cara, com tudo isso que você disse, acho que vai amar o filme. É exatamente isso, sendo que ele Ainda elevou o filme a um patamar que ninguém tinha feito. Colocando um lance de games fantástico. Caberia lançar um jogo do filme.

Pois é, uma pena mesmo. Não pagou o investimento. Também fico bastante chateado, pois achei o filme muito inovador. O que me conforta é que tiveram inúmeros filmes que entraram para a história do cinema e que foram fracassos em bilheteria.

Concordo.

Melhor filme!

Melhor filme do ano

Verdade, não tinha visto por essa ótica. O filme é muito inovador e o estilo do diretor deveria se tornar uma referência, assim como Tarantino se tornou.

Acho que nem precisou de Merlin. Inclusive rolaria sequências de uma hisatoria focada no mago e outros personagens como Guinevere. Por que não? Pena que o filme não atingiu a bilheteria para dar lucro pelo o que me parece.

Disse tudo! O filme é genial.

Única coisa que me pareceu fora do contexto histórico, foi o fato de haverem Vikings naquela época. As lendas do Rei Arthur, são datas no século V. E a própria história foi criada, para existir um herói que salvaria o povo inglês dos ataques Saxões. Este herói seria de Gales, que seria o reino que sobreviveu à invasão da Britânia. Todos os britânicos que teriam se rebelado contra os saxões teriam ido para este reino. É por isso que hoje dizem que os galeses são os verdadeiros britânicos. O registro dos primeiros Vikings à desembarcarem na Inglaterra, mostram como sendo somente no século IX. Acredito que teve uma confusão entre as invasões saxãs e as dos povos bárbaros.

Única coisa que me pareceu fora do contexto histórico, foi o fato de haverem Vikings naquela época. As lendas do Rei Arthur, são datas no século V. E a própria história foi criada, para existir um herói que salvaria o povo inglês dos ataques Saxões. Este herói seria de Gales, que seria o reino que sobreviveu à invasão da Britânia. Todos os britânicos que teriam se rebelado contra os saxões teriam ido para este reino. É por isso que hoje dizem que os galeses são os verdadeiros britânicos. O registro dos primeiros Vikings à desembarcarem na Inglaterra, mostram como sendo somente no século IX. Acredito que teve uma confusão entre as invasões saxãs e as dos povos bárbaros.

Filme inovador, com o estilo impresso desse cineasta que me surpreendeu.

Acho que não tem nada haver, dar aspectos técnicos à uma crítica, sendo que essa é a única maneira de não dar o lado pessoal simplesmente. O único fato é que não concordo com a visão de Hessel e acho o filme inovador.

Filme sensacional, o diretor Guy Ritchie transcendeu a forma de fazer cinema. Aliou Rei Arthur ao estilo que os games haviam criado, fazendo esta obra de arte. Muito me remete ao trailer de The Whitcher 3. Com todos os filmes realizados nos últimos anos, este filme me mostrou que é possível fazer um filme moderno sendo inovador, sem cair nos clichês que já estava cansado de ver.

Você é o André Derick? Porque indica sempre o mesmo site, com o mesmo texto, ao estilo "crt+C, crt+V".

PAra quem não concorda com ele http://www.1news.com.br/noticia/27248/opiniao/rei-arthur-a-lenda-da-espada-atualiza-o-mito-e-enfurece-os-criticos--31072017

Outra crítica sobre o filme: https://cinematographecinemafilmes.wordpress.com/2017/07/07/rei-arthur-a-lenda-da-espada-2017/

"As questões de contexto e os entornos são trabalhados de forma mais interessante do que o protagonista em si (...) Nenhum épico de ação com ambições de blockbuster pode se dar ao luxo desse tipo de inconsistência." E não foi exatamente isso que Mad Max: Fury Road fez em 2015, sendo, contudo, extremamente elogiado? Gostei muito de ambos e senti, em momentos, a mesma euforia do novo Mad Max ao assistir Rei Arthur.

Gostei muito da crítica do Sr. Marcelo Hessel, bem escrita, com uma análise provocativa que faz pensar além das questões triviais do entretenimento.

Filme muito bom, ação, humor, trilha sonora correta em cada cena, modus operandi Guy Ritchie fantastico....Critica sem nexo, porque dizer que David Beckham tira o espectador do filme ? Quem é David Beckham? Nota 5 00000

Filme ruim do começo ao fim

Carlos, vc entendeu, é só isso, é só uma critica simples, li diversas criticas melhores construídas e com maior conteudo que a do Hessel sem esse rebuscamento desnecessário.

OLHA QUEM FEZ A CRITICA, O QUE MENOS ENTENDE DE FILMES NO SITE. Borgo cade, vc meu filho?

Rodrigo, entendo o que quer dizer. Mas os 3 ovos ali em cima já possuem uma legenda clara, "bom". O sistema do Omelete funciona assim, e eu só notei quando vi a live sobre 'Marvel vs DC e a farsa do Rotten Tomatoes'. Confere aí!

Brother, não é pq vc nao entendeu nada do que eu escrevi que vou perder meu tempo explicando pra você que é burro, fica a dica ;)

Brother, não é pq vc não entendeu nada do que eu escrevi, que eu tenho que explicar pra você, fica a dica.

O melhor filme que assisti no primeiro semestre de 2017, já quero uma cópia pra mim! Não se prendam tanto a história, assistam o filme para se divertirem não para terem um infarto. E a trilha sonora é simplesmente foda!

Filme Sem pé nem cabeça! Não se pega uma lenda secular e se avacalha tanto assim! Não consigo entender como teve gente que gostou... Não sou um estudioso das lendas arturianas, mas o pouco que sei envolve Merlin, Morgana, Uter Pendragon, Arthur adolescente retirando a espada da pedra para unificar uma Inglaterra que até então não tinha rei. Essa visão mostrada no filme, para mim, foi inédita e me soou como reinvenção da roda. Não gostei mesmo.

O filme é bom, mas realmente faltou algo. Isso para mim se dá ao fato de eu lembrar mais da trilha sonora do que de cenas em si. O mundo tem a trilogia do rei do inverno ai, não entendo pq não usam. PS: Hessel, a trilha mano! Que trilha foda =/

Brother, não é pq vc não sabe ler, que ele tem q escrever para uma criança de 5 anos...

Hessel fala fala fala como se estivesse escrevendo pra outros estudiosos de cinema, sendo a maioria dos leitores gente que quer saber se o filme é bom ou não, fazer o que, trabalho de critico é chato mas precisa escrever tanta baboseira?

O melhor filme que assisti esse ano. Nao concordo com quem diz que é previsível, achei a historia bem intrigante do inicio ao fim. 4 ovos com certeza. Amei e muito este filem, os efeitos especiais são fantásticos.

filme ok, mas faltou coisa.

De todas as versões que saíram Excalibur é a melhor Sou muito fã da história do rei Arthur Não me importa se é a versão ou visão do diretor Agora sucatear uma história de sucesso só para tentar fazer diferente É sacanagem é como querer mudar a história do senhor dos anéis Perdeu a chance de fazer um filme muito bom tinha tecnologia uma história boa E personagens excelentes e com personalidade Agora tirar a Morgana o Merlin e não dar nenhuma referência ao Lancelot e colocar o Uther como bonzinho foi como fazer um filme do 007 sem ele ser um agente secreto Cadê a armadura dos cavaleiros não teve nenhuma batalha de exércitos, não teve a trama sensacional e inteligente da história Resumindo matou a possibilidade de termos uma trilogia a nível senhor dos anéis

Melhor filme do ano até agora!!!!

Filme mediano e previsível.

Adorei o filme , principalmente por sair da visão tradicional , trouxe a estória mas próxima a origem celta , onde a mulher (Deusa)tinha o papel de proteção espiritual do guerreiro nas lutas, desmistifica o papel de Arthur como ser infalível e o dá o caráter humano mostrando que todo homem pode sair do senso comum e lutar contra seus medos e inimigos e sair vitorioso.Também dando ênfase à lenda da espada mesmo e todo seu poder de proteção dado por Merlim. Coloca a relação familiar como pedra literalmente , de onde sai a base de toda força e coragem de Arthur .Super Recomendo . Assisti 2 vezes , cenários maravilhosos, efeitos especiais também é a música celta fecha com chave de ouro para mim esse filme .

Filme previsivel, repititivo, não consegui terminar de assistir. Esse diretor conseguer pegar um bom material e torná-lo um exemplo da supremacia da fé sobre o bom senso. Foi o tempo em que ele fazia bons filmes. Só não vou compará-lo a Batman e Robin, pois ao menos gostei da musica desse. Daria no maximo dois ovos.

Já vi críticas piores do Hessel. Mas é uma chatice meio característica de quem estuda cinema e tal. Deve ser bem chato ver filme com essa obrigação de atentar pra detalhes que estragam tudo que o filme tem de bom pra 99,9% dos espectadores. Enfim, o filme é bom pra caraleow!

O melhor filme que assisti esse ano, no mesmo pário que Logan! Bem melhor que Guardiões da Galáxia, Alien.

Merlin fez falta mesmo, mas vendo a repaginada que deram em vários personagens, não teria duvidado nada que a Maga fosse revelada como Morgana numa eventual continuação. Pena que com esse fracasso de bilheteria, não acho provável que ela aconteça :/

Gostei muito do filme, mas senti falta do Merlin e da Morgana.

Quando começo a ler Marce... venho direto para os comentários para rir. Omelete está muito fraco de críticas, a última crítica que li boa aqui foi a do borgo sobre o Logan.

EXATO! Vou dar um olhada nas críticas inglesas sobre o filme...

Então, esse lance é complicado. A crítica se pautou na visão do diretor para a história do filme, só que obviamente cada diretor tem seu próprio estilo, e é por isso que chamam ele pra determinado trabalho, por conta de seu estilo. Senão seria qualquer um genérico. Assim, Ridley Scott tem seu estilo, James Cameron o dele, o Zack Snyder tem a forma dele dirigir, e o Spielberg a dele. O mesmo acontece com o Gui Ritchie, ué. Eu curto os filmes dele e a forma como ele dirige. Agora, ficar nessa de a visão do diretor está cansada, a forma como ele dirige é repetitiva... caras, isso acontece sempre! Dá pra ver de longe o que é um filme do Michael Bay e do Tim Burton, por exemplo. É o jeito dos caras... a crítica não disse nada do filme em si, fotografia, roteiro, só falou que a visão do Gui Ritchie é assim em todos os filmes e que o estilo dele "pegou" nesse novo Rei Arthur. Eu não vi o filme, mas acho que vou gostar...

Realmente o filme é MUITO britânico, não tem nada de americano ali, mas melhor ainda, Rei Arthur é uma história britânica, não americana. O filme é ÓTIMO!

Esse filme pode muita bem virar clássico no futuro, podem anotar!

gfbff

Parei de ler em Marcelo Hessel.

Saudades John Boorman :/

Porque o trabalho de um crítico vai muito além de um simples "é bom" ou "não é bom".

Vi o filme ontem e vim aqui expressar minha indignação pela maneira sem sentido que a crítica tem malhado o filme, principalmente lá fora. O filme é lindo! A fotografia é sensacional e as cenas de ação são empolgantes e são filmadas de um jeito que eu não lembro ter visto em outro lugar. Os diálogos são espertos, a trilha sonoro é marcante... Meu, é um ótimo filme! Acho que os EUA recebeu o filme mal por ele aparentemente seguir uma cartilha de humor mais britânica do que norte-americana... Uma pena! Eu gostei demais do filme! Foi um das surpresas do ano pra mim.

Agora imaginem o Aladdin do Guy.....

Gostei do filme, um 3d que fazia tempo que não via, vale a pena, não entendi as críticas, filme melhor que muitos outros.

Não.

fora o tipo de linguagem que ele usa.. precisa mesmo disso? haha

Eu gostei bastante do filme, as cenas tinham um visual incrível, algo realmente artístico e belíssimo de se ver. O roteiro teve alguns momentos em que quase deixou o filme esfriar mas deu certo. No geral, é um ótimo filme e sinto muito por não estar indo tão bem nas bilheterias pois, como o colega abaixo falou, poderia ter excelentes continuações.

Gostei do filme..

Blue era o Lancelot?

Vc diz sobre o Rei Arthur? Sim, aquele vilão é mal construído. Tipo, da primeira vez q ele mata a esposa, realmente n daria pra trabalhar o relacionamento dos dois a ponto de nos importarmos com ela. Mas a filha eles deram mole... Ela mal aparece no filme. Poderiam ter destacado a relação dele com ela, e o amor dele a ela, e no final aquele sacrifício q ele faz teria muito mais peso.

Só tive a impressão que não mostraram todo o arco do vilão... Os "sacrifícios" que ele fez, sei lá, parecia que tinha algo mais ali que não mostrou, dou 4/5 para o filme.

Só tive a impressão que não mostraram todo o arco do vilão...

hey bro? Saudades. Ja casou? Como esta indo ai? Fica com Deus. Me de um toque quando estiver aqui no Brazil? Rei Arthur e ruim entao?

Excelente, muito bom filme, grande direção do Guy, pena não estar indo bem nas bilheterias, poderia gerar uma grande saga.

Pau no meio do seu c* arrombad0, você não passa de um mero mortal e quer achar que vale alguma coisa, eu gostei desse filme e quero uma continuação, então vê se cresce criança imb&cil.

Minha conta nesse site é essa seu asn0, fake é você que nem tem um nome na conta... Seu príon, verm& infeccioso, pedaço de merd@!

Só observo que você tem problemas e não respondeu minha pergunta.

Que comentário? Não apaguei comentário nem 1, quem apagou foi o outro cara aí.

Estranho que esse tem 3 ovos e Alien Covenant 2. Achei os dois no mesmo nível, com seus altos e baixos. E o Alien me pareceu um filme melhor resolvido. Porém Rei Arthur é mais divertido. E Alien é mais interessante intelectualmente falando. Acho que usaram a temática do Rei Arthur só pra dar uma familiaridade pro filme e levar mais pessoas ao cinema, pq na moral, a base não é essencial ao filme. Podiam fazer exatamente o mesmo filme com os personagens com nomes diferentes. A primeira sequencia do filme é excelente, e representa bem o genero epico medieval de fantasia. Mas aí o filme toma uma roupagem moderna, com personagens com penteados modernos, vestimenta com design modernos e linguagem moderna. Junta isso um estilo de filmagem moderna, tipico do Guy Ritchie, com cortes rapidos etc e pra mim, o filme perde aquele ar poético típico de épicos medievais. Acho q se o filme adotasse uma narrativa mais convencional de filme épico medieval teria ficado melhor. Tem uns bagulhos bem nada a ver, tipo largar o cara numa floresta, q no fim das contas nao adiantou de nada, pq ele continuava se recusando a ver toda a visão. kkkkkkk e nem saiu de lá dominando a espada. Tirando a sequencia inicial q achei foda (uma batallha com elefantes gigantes), as cenas de ação só são maneiras quando o cara tá usando o poder da espada. Fora isso sao bem genericas. Bacaninha. daria uma nota 6,5 por aí. ps: Agente da Uncle eu achei muito melhor que esse aqui. Muito mais criativo, divertido e melhor resolvido. E com personagens mais cativantes.

Tb achei um dos melhores 3Ds q já vi. E é bem raro encontrar um 3D decente nos últimos filmes

Kkkk... né!

Amei o filme... super divertido e a ação d+! Podia arrecadar mais... e lançarem uma continuação, entretanto sozinho ele continua sendo um dos melhores filmes da Warner!!!

com um vilão que parece daquela serie Era uma vez...e um Arthur modelo de passarela ainda tem gente que defende isso... enfim... o Arthur épico com todos seus elementos classicos estão no filme de 81.

Porque o Hessel não resume a dizer apenas se o filme é bom ou ruim heim?!

Rapaz........gostei bastante do filme..... se a Warner tivesse levado mais a sério, teria transformado esse filme num épico páreo para SENHOR DOS ANÉIS, mas como não tiveram culhões: é um bom filme de origem da lenda do REI ARTHUR e TÁVOLA REDONDA com a assinatura visual e narrativa do GUY RITCHE, diretor que já se provou ter uma direção segura e competente, gosto bastante dele e de seus filmes..... pena que fizeram uma divulgação fail.... pena mesmo.... provavelmente vai flopar..... bem.... pra mim é 04 ovos, pensei que seria uma bomba e acabei me divertindo.... PRÓXIMO......

Legal!! E tá muito bom... Se tivesse um protagonista melhor como ator, ficaria bem melhor! Visualmente é ótimo! Guy Ritchie é o cara!!

meh

A magia é bem sutil...

quando o filme é uma bosta, o omelete nem se propoe a fazer um video !

Gostei muito do filme, achei maravilhoso!!! Crítica é só uma opinião de UMA pessoa .... Obrigada.

É baseado na obra de Thomas Malory? Não sabia, legal, espero que Warner de uma chance para uma continuação.

Comédia?! Onde? kkkkkkkk vc chegou na ultima temporada da serie? Ele atua muito bem nos momentos que tem que mostrar emoção, raiva, nos momentos engraçados, em todos os momentos! Ele realmente encarnou o Jax e falar que ele não atua bem naquela serie... O que é atuar bem então?! E veja a critica da atuação dele no filme Lost city of Z! Foi muito bem elogiado! Falar que ele é ruim por um filme é injusto!

Errr... Sergio você só esquece de um pequeno detalhe: Cornwell não criou a lenda de Arthur. Como disse o próprio autor: "A trilogia do Senhor da Guerra [Warlord Trilogy, no original] é minha tentativa de contar a história de Arthur". . Sua crítica comparando ao livro não condiz com o filme.

Interessante, vou ler! Pra você é melhor que As Brumas de Avalon? Que é outra versão bem reconhecida e famosa.

Em nem uma especificamente pelo que sei, nem Crônicas de Arthur, nem em As Brumas de Avalon ou outra versão, acho que o Guy Ritchie leu várias e daí criou a versão dele. Tem várias mudanças que achei sem noção também.

Eu gostei bastante do filme, e ele não tem obrigação de ser igual a livro A ou B, já que não foi baseado nos mesmos... Mas eu quero ler "Crônicas de Arthur", me diga, na versão do Cornwell tem magia (mesmo que não seja muita) ou é tudo realista?

"Nada a ver com a obra do Bernard Cornwell" E daí? O filme não baseado na trilogia de Cornwell.

Gostei muito do filme. Ao contrário da crítica vejo uma evolução da técnica do Guy Ritchie, a cada filme, não acho que ele se acomodou, ele aprimorou.

Gostei muito do filme! Vale a pena! Boa diversão garantida.

KKKKK #voltaborgo

Pegue um elenco saído de uma série hypada, adicione rock pesado, parkour e, voilá, você tem um filme do Guy Ritchie.

Eu tambem passo longe, veremos se WW pedira passagem junto com Piratas 5 no fim do mes.

Filme é ótimo! Assisti ontem na sala XD do Cinemark, e sim vale muito a pena! Filme muito bem feito (ação, efeitos, som e 3D Excelentes). Sobre as criticas que acabam saindo, principalmente negativas é difícil concordar anda mais quando comparamos com outros filmes que receberam uma avaliação melhor.

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus