Sobre Viagens e Amores
Filmes - Drama
Sobre Viagens e Amores (2017)
(L'estate Addosso)
  • País: Itália, EUA
  • Classificação: 14 anos
  • Estreia: 4 de Maio de 2017
  • Duração: 97 min.

Sobre Viagens e Amores | Crítica

Gabriele Muccino faz uma bonita crônica sobre as dores e delícias do amadurecimento

Chegar aos 18 anos é um momento mágico - e confuso - para a maioria dos jovens, que estão cheios de expectativas, vontade de realizar coisas, mas precisam lidar também com a velha pergunta: quem eu serei? É com esse questionamento que começa Sobre Viagens e Amores (L’estate addosso), filme de Gabriele Muccino e protagonizado por Matilda Anna Ingrid Lutz (O Chamado 3) e Brando Pacitto (Piuma).

A trama acompanha a vida de Marco (Pacitto), um jovem que mora em Roma e não vê muitas alegrias em ter 18 anos. Ele vive constantemente preocupado com a morte e se perguntando o que fará da vida. Quando um de seus amigos vai para os EUA, ele junta dinheiro e resolve ir também, na esperança de ter algumas respostas para tudo isso. O que ele não sabia é que precisaria dividir a viagem com Maria (Ingrid Lutz), uma jovem que ele conhece há muito tempo na escola, mas é considerada chata e antiquada por todos. Chegando aos EUA, eles se hospedam com o casal Matt (Taylor Frey) e Paul (Joseph Haro) e é aí que as grandes mudanças começam.

O primeiro grande elogio do filme é como o diretor - que também assina o roteiro - e o elenco conseguem fazer os diálogos de forma natural. Diferente de filmes teens americanos, Sobre Viagens e Amores não tenta mostrar como a juventude é perfeita, nem cria linhas de texto artificiais. Ao invés disso, ele mostra como é difícil se adaptar a um lugar novo e mudar conceitos que você teve durante toda a vida. Há diversão, é claro. Estamos falando de quatro jovens dividindo a mesma casa em São Francisco. Mas mesmo esses momentos não têm nada de plásticos e mostram tudo de forma leve.

O grande tema do longa é a mudança, tanto de pensamentos, quanto de personalidade e da percepção de mundo. Mesmo que Maria e Marco sejam os jovens conhecendo a América pela primeira vez, Matt e Paul também aprendem muito com eles, principalmente quando revelam suas histórias e suas inseguranças. Aos poucos, os quatro se tornam grandes amigos e Maria, que começa a trama com muito preconceito em relação ao casal, passa a entender melhor como o mundo é diverso e as possibilidades de relacionamentos são enormes.

O único defeito do filme é que, apesar de ter pouco mais de 1h e meia, a trama fica um pouco arrastada e cansativa no meio da história, dando a impressão que a produção é muito maior, mas nada disso é capaz de tirar o brilho da história que termina com uma mensagem de amadurecimento muito importante para os jovens. Por conta disso, Sobre Viagens e Amores se sobressai no gênero de filmes adolescentes, mostrando que é possível contar uma história divertida, mas com ensinamentos importantes. Se você está perto dos 18 e se sente confuso com a vida, vale a pena assistir.

Leia mais sobre Sobre Viagens e Amores

Nota do crítico (Ótimo) críticas de Filmes
 

Mas o filme não é sobre o Aécio Neves..

ta bom

O grande problema de como vc vai levar a sua vida esta na preocupaçao do que os outros irao achar de sua postura e escolhas diante da sociedade. Ai esta a cilada. E amadurecer nao deve ser uma preocupaçao e sim uma escolha pessoal. Tem muitos com 60 anos que n amadureceram e fingem que sao os caras. Kkkkkk

parece excelente.

Irei conferir no cinema

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus