Superman - O Retorno
Filmes - Aventura
Superman - O Retorno (2006)
(Superman Returns)
  • País: EUA
  • Classificação: 10 anos
  • Estreia: 14 de Julho de 2006
  • Duração: 154 min.

Crítica: Superman - O Retorno

Superman - O Retorno

É praticamente unânime. Pergunte a um fã de quadrinhos qual é o melhor filme de super-heróis de todos os tempos e você ouvirá: Superman. Ou talvez Superman II.

Sob a sombra de um passado tão poderoso e memorável, o cineasta Bryan Singer - o homem que sacudiu o mercado de filmes de super-heróis com os dois primeiros X-Men - não teve dúvida. Quando começou a imaginar Superman - O retorno (Superman returns, 2006), o novo filme do Homem de Aço, descartou todas as idéias estapafúrdias de revitalização e modernização do personagem que circulavam pela Warner Bros. há mais de uma década. Na contramão da moda, ele fez o que, como um desses fãs que têm a resposta para a pergunta acima na ponta da língua, achou que seria certo: respeitou o passado e a consciência universal que todo mundo tem sobre o icônico personagem.

A solução encontrada pelo diretor e seus amigos e roteiristas, Dan Harris e Michael Dougherty, foi criar uma espécie de Superman III, ignorando os dois últimos (e péssimos) filmes do Super-Homem. Assim, a ação continua os temas mais fortes do segundo longa do herói, mas com pequenas alterações (inclusive no tema clássico de John Williams, que é expandido pelo compositor John Ottman). No novo filme, por exemplo, Lois Lane não sabe que Clark Kent é o Super-Homem. Mas tudo é organizado de tal forma que não é necessário ter assistido aos capítulos prévios para entendê-lo. Até porque todo mundo está cansado de conhecer a origem do herói e seu universo...

A trama acompanha o retorno do Super-Homem à Terra depois de uma ausência de vários anos. Enquanto isso, seu antigo inimigo Lex Luthor dá início ao seu maior plano até hoje - algo que pode torná-lo o homem mais poderoso do planeta. Além da ameaça, o herói depara-se com algo ainda mais inesperado... a mulher que ele ama, Lois Lane, seguiu com sua vida e tem uma família.

O resultado é excelente. Pelo menos para os mais velhos.

Ao focar-se em temas mais adultos, como a complexa história de amor entre Lois e o Super-Homem, e não oferecer conflitos grandiosos como os de Homem-Aranha, Quarteto Fantástico ou X-Men, o filme se afasta do público mais jovem. Claro, a ação existe, mas o duelo de cérebro contra músculos promovido por Lex Luthor não é exatamente empolgante como o quebra-pau do Aranha contra o Doutor Octopus, por exemplo. Aos mais jovens, faltou um chefe de fase, já que o kryptoniano se restringe a salvar pessoas de desastres. Dessa forma, o drama e a beleza plástica de Superman - O retorno são muito mais fortes que os elementos super-heróicos tradicionais, o que deve dividir opiniões de fãs. Mas será que alguém consegue ficar indiferente à cena em que Clark Kent observa triste com sua visão de raios-x enquanto Lois Lane sobe no elevador do Planeta Diário? Ou o momento de superação, em que o herói voa ignorando o efeito da kryptonita? Ou a belíssima seqüência em que ele repete as palavras do pai (Marlon Brando, em recriação por efeitos especiais e em material de arquivo)?

Não deve haver qualquer divergência, porém, no que diz respeito ao visual da aventura. As imagens captadas pelo diretor através das câmeras experimentais Gênesis são lindíssimas e todo o design de produção e efeitos especiais, dos menores detalhes aos momentos grandiosos, são perfeitos, obcecados até, e trazem um realismo impressionante. Os tons, construções e figurinos oferecem um visual retrô sem ser datado, que funciona perfeitamente para o personagem.

Igualmente bem-sucedido é o elenco. Singer tem mesmo um excelente olho para seleção de atores. Brandon Routh, o novo astro tão execrado pelos fãs no início da produção, prova que tem talento, especialmente numa das cenas finais, apesar de alguns momentos nos quais é ofuscado pela colega Kate Bosworth, a Lois Lane. Mesmo com a pouca idade, a atriz consegue segurar muito um papel forte como o da repórter do Planeta Diário. De Kevin Spacey nem é necessário falar. Em seu segundo trabalho com Singer (depois de Os suspeitos), o ator egresso dos palcos faz um Lex Luthor divertido e ameaçador. Os coadjuvantes são igualmente competentes.

Superman - O retorno é assim uma experiência fantástica, um trabalho de amor e dedicação ao personagem - e o que é melhor... incorporando seus próprios, e promissores, elementos à quase septagenária mitologia. Bryan Singer crava assim seu nome ao lado dos grandes criadores que conduziram o herói e o mantiveram relevante em épocas tão distintas.

Nota do crítico (Ótimo) críticas de Filmes
 

Nesse filme de 2006 Superman usa todo seu acervo de super poderes, quando ele impede o avião de cair no estadio com as pessoas presenciando aplaudindo seu retorno, até nos próprios telespectadores que assistindo o filme sentimos o otimismo que o herói representa naquela cena. Gosto do Men Of Steel mais matá-lo com um filme e meio de existência em um universo que ele nem dois anos tem de atividade foi um put@ vacilo, achei que em BvS ele evoluiria como herói mais continuou muito falho e inconsequente, só sabe voar que nem um míssil, usar super força visão de calor, e salvar a Lois Lane. Não foi um grande herói em vida, sera depois da morte? muito fácil assim queimando etapas ele voltar já como o herói que os fãs pedem sem passar por um processo de evolução digno, sua morte no BvS foi um grande erro queimaram um cartucho antes da hora.

Tais sendo sarcástico né!? " não precisou tantas pancadarias exageradas e um pouco surrealistas para mostrar o poder do superman, pois, para mim o maior e mais emocionante desafio foi carregar aquela ilha de concreto com criptonita ao espaço" Que coisa mais sem graça, levantar uma ilha, cadê a empolgação nisso? Superman com todo aquele poder e fica segurando vela p/ Lois e o Cyclops.

Assisti hoje e achei o melhor filme do Super-Homem, combina tudo o que o filme clássico tem de empolgante (principalmente a trilha sonora) com todo o lado humano que o Snyder passa em o Homem de Aço.

concordo com vc plenamente.

excelente crítica,muito boa.

Complementando o comentário anterior, fiz questão de comprar o man of steel que por sua vez é muito bom, mas na minha opinião Superman O Retorno ainda foi melhor e sei que muitos irão discordar de mim.

Superman - O Retorno foi o melhor e minhas opiniões são as seguintes: *** a produção manteve a originalidade e a magia das versões antigas sem perder o realismo e acredito que isso serviu como um mérito e homenagem ao grande ator Christopher Reever *** o novo diretor quis mudar o novo conceito de super-homem, por isso mudou para man of steel e tudo mais *** não precisou tantas pancadarias exageradas e um pouco surrealistas para mostrar o poder do superman, pois, para mim o maior e mais emocionante desafio foi carregar aquela ilha de concreto com criptonita ao espaço *** o novo super-homem teve seu físico muito valorizado o que para mim e muitos é algo totalmente desnecessário levando-se em conta seus superpoderes e, ainda parece que este último deixou a desejar com sua super força

se isso ganhou 4 ovos man of steel merece 8. eu tomei raiva do super por causa desse filme e man of steel me fez voltar a gostar

O melhor filme do Super-man, sem duvidas, a cena que ele voa com a Louis Lane e linda.

Hãn???? quatro ovos para essa porcaria totalmente desatualizada da sua época? Além disso, muito mais do mesmo... horrível! Vale só para velhos e saudosistas.

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus