O Círculo
Filmes - Suspense, Ficção Científica
O Círculo (2016)
(The Circle)
  • País: EUA
  • Classificação: 12 anos
  • Estreia: 22 de Junho de 2017
  • Duração: 141 min.

O Círculo | Crítica

Adaptação da ficção especulativa de Dave Eggers não funciona no cinema

Há em O Círculo boas ideias suficientes para preencher uma temporada completa de Black Mirror, a cultuada série britânica que examina as consequências das novas tecnologias. Como longa-metragem, porém, a adaptação do livro de Dave Eggers (que também assina o roteiro) torna-se uma experiência frustrante, sem foco na hora de transformar ficção especulativa em obra cinematográfica.

Com um elenco mais do que qualificado em mãos - Emma Watson, Tom Hanks, Karen Gillan, John Boyega, Ellar Coltrane, Patton Oswalt -, o longa trabalha superficialmente uma trama complexa em uma teia de subtramas que jamais são desenvolvidas por completo. A jovem Mae (Watson) acredita que todos os seus problemas acabaram quando consegue um emprego no Círculo, uma gigante tecnológica do Vale do Silício à la Google e Facebook. Quando a empresa ganha contornos de seita, porém, a inabilidade do filme de dar consistência à protagonista torna tudo ao seu redor descartável.

Os personagens são tratados como meros acessórios para apresentação de novos conceitos sobre privacidade e a influência tecnológica em questões práticas como a transparência política e o registro de voto. “Não mentimos quando estamos sendo observados”, conclui o longa, arquitetando um 1984 esclarecido. O “Grande Irmão” é a solução para evitar mentiras políticas, traições e crimes, mesmo que mate algumas pessoas pelo caminho.

Apática, Mae vai aprendendo na pele os perigos do controle de informações do Círculo, vê seus amigos sofrendo pelas ações da empresa, mas não apresenta uma gota de revolta ou questionamento. E não há nada na construção da personagem que justifique a sua evolução de infeliz em um subemprego a porta-voz da transparência absoluta. O filme quer tratá-la como heroína, mas não constrói uma.

Infeliz na construção da trama e no uso dos seus personagens, O Círculo também peca pela falta de inventividade visual. Não há nada na direção de James Ponsoldt que transmita as intenções de modernidade do roteiro. Tudo parece aquém, não além. É aí que Black Mirror entra mais uma vez na conta, com suas tramas resolvidas e sua estética que se reinventa a cada episódio, o que torna o filme ainda mais descartável. Eggers escolheu o formato errado para dar vida às suas ideias.

Nota do crítico (Ruim) críticas de Filmes
 

vi ontem.... no começo eu tava muito perdido pois nao fazia ideia sobre o que era o filme...demorei a entender..... mas no fim eu achei o filme legal..... pelos comentarios aqui acho que só eu gostei..... o filme é pra refletir.... se esse lance do circulo virar real algum dia, eu estarei OFF LINE.... o coisa chata do caralho ter que fica on 24h narrando seu dia a dia.... ja odeio isso no face.....

Outra crítica sobre o filme: https://cinematographecinemafilmes.wordpress.com/2017/07/12/o-circulo-2017/

Daria meuzóvos pra esse filme! hahahaha! A temática é maneira, mas as atuações, direção e atuações... sem comentários. Mas respeito você. =)

Foi, mas péssimas atuações. Estavam atuando pra só cumprir tabela!

Se endossam, é porque é ruim. :)

Se achar, assista a o filme chamado RAW, de 2017! É uma história de canibalismo fictícia que eu acho que esse filme (The circle) deveria ter seguido. É francês e um filme de "terror", mas vale a pena. Interessante. Boa construção de personagens e a história muito mais trabalhada. Eu acho que esse filme deveria ter pego essa coisa crua do RAW e colodado em um filme com atores (como o tom hanks) para sairem da zona de conforto. Misturar o cru com a relalidade/tecnologia.

Só se ela for uma psicopata!

É! Pelo menos! Sem talento, mas lindaça!

Eu tbm, amigo...

O cara, segundo o filme, construiu um império! Quando você constrói um império você sabe de todas as coisa que podem dar errado e certo! Tudo bem que eles contratam pessoas para dar novas ideias, mas as ideias que ela jogou eram tão óbvias que eu não entendi que império era esse! Na hora que ela se levantou na mesa eu fiquei "UAI! Mas... ué...?".

Como minha tia sempre fala sobre filme desse tipo "Os atores estavam atuando pra pagar alguma conta". E é isso! Filme mal feito; mal dirigido e uma oportunidade pra falar sobre esse assunto que seria ótimo em mãos competentes. Irrelevante. O filme! Não o assunto!

Vou ver, valeu!

Ela está ótima em "As vantagens de ser invisível", é um ótimo filme, vale a pena assistir.

Ema tava interpretando bem no HP, mas depois não vi nada dela, e pelo visto não vai ser esse. Hanks deve tá precisando de grana. E a cada ano eu me pergunto: como gastam tanto dinheiro fazendo essas bombas? Ao mesmo tempo tem um monte de diretor novo e talentoso que não consegue financiamento... vai entender.

Fiz uma análise mais longa em meu blog, mas para comentar aqui, o filme é fraco pra tentar passar uma mensagem contundente. Chuta o pau da barraca em algumas sugestões e, em outros aspectos, deixa o enredo com lacunas e brechas. Uma delas: por que um dos criadores da própria rede se tornou um sujeito apagado e inócuo dentro da mesma? Ninguém consegue entender ou criar uma empatia pela Mae, que cada hora quer uma coisa... e os discursos do Bailey são vagos. A crítica social do filme é rasa como um Pires. O diretor tinha tudo na mão pra fazer um filme foda, mas o roteiro matou com força.

Ah tá! Os dois abraçam vários projetos indies e só estão preocupados com dinheiro? Além do mais, ao contrário de Megan Fox, por exemplo, a qualidade da atuação de ambos NUNCA foi apontada como fator negativo em NENHUM dos projetos nos quais se engajaram pós Harry Potter.

Deveria ter lido essa crítica antes de ter perdido meu tempo vendo essa bomba.

Pelo menos,a Emma Watson continua linda!

Eu vou sim :)

Vá ver mesmo assim oras. Tire suas próprias conclusões.

Entendo, mas é que me incomoda essa arrogância. Querem pautar o mundo, te censuram publicamente e ainda te ofendem "em nome do politicamente correto". E olha que, no caso em tela, é só uma questão de enxergar uma atriz que a gente literalmente viu crescer! Como pode Emma Watson ter braços mais grossos quando era adolescente do que hoje em dia?

Mas o objetivo do filme talvez não seria esse, a heroína não se revolta nem questiona por estar impotente demais sobre isso?

Teoria do Azaghal não falha, no trailer tem cartaz do filme no final.

Ou seja, é apenas mais um <i>Rede Social</i>. E os reviews no Rottens endossam a crítica do Omelete https://www.rottentomatoes.com/m/the_circle_2017/

Assisti: Fraco, entediante e apelativo.

Esquenta não, é o mundo politicamente correto em q vivemos. Gordo obeso pesando 500 kilos, com diabetes, colesterol alto, doença cardíaca, dificuldade para respirar ou magra feito vareta, também cheio de problemas corporais é normal, é bonito. E ai de você se falar um "A".

tinha tudo pra dar certo até o Elenco foi uma boa escolha!

eu fiquei do mesmo jeito :(

Eita, tava super empolgada pra ver esse filme, expectativas lá no alto.. que pena :/

Sim eles precisam escolher melhor

Eles não são fracos, só fazem escolhas, digamos, duvidosas. Emma é chatona com roteiro, mas n sabe escolher tbm. Deu sorte com a "Bela e a Fera". Daniel faz qq coisa q aparece.

"Bela e a Fera" é Disney, né? Blockbuster. Ficaria em cartaz por meses. Ultrapassou 1 bilhão na bilheteria. Já o resto dos filmes indies dela...

O filme fica devendo em algumas coisas , mas não achei esta bomba toda . Leve dentro devim assunto pesado , mas da para ver de boa . Daria 3 ovos

Hahahahaha! Pede respeito e chama de nojento? Fugiu da aula de raciocínio lógico, né? OLHE com os olhos da sua cara e ENXERGUE as últimas fotos da gatora. Só um cego não VÊ que ela está subnutrida. Ah, só mais uma coisinha: VÁ DAR ORDENS PRA SUA VÓ!

Mais respeito pelas pessoas! Nojento!

Achei o climax do filme bem estupido . E o roteiro bastante confuso ,aparentando esta incompleto em várias partes. A Emma é uma ótima atriz ,o Tom Hanks tb, o problema foi esse filme msm ... apesar de que mantiveram suas boas atuações ,porém n da pra se destacar em um filme ruim .

Uma verdadeira lastima! Fui empolgado ver o filme, e saí me sentindo enganado O tema é muito interessante por isso a empolgação, mas pessimamente trabalhado.

Sim sim, afinal os filmes totalmente indies que o Radcliffe está fazendo dão uma porrada de dinheiro.... -_-

um dia eu vejo, é q como não gosto de musical eu prefiro nem ve do que ve e fala q não gostei, pq sei q foi elogiado

Mogli é legal, não é tão cantoria.

Cá entre nós, o trailer já evidencia que o filme não vai muito longe em sua abordagem. Aliás, os trailers de hoje funcionam mais como um resumo do filme. "Olha, esta é a versão curta, mas por XX Wesleys a gente te dá a versão de duas horas. Pipoca não incluída".

Tb, com essa menina que francamente é MUITO fraca como atriz! Credo! Que apática! Além da óbvia confusão do roteiro, poderiam ter achado uma protagonista mais talentosa... Diminuiria a ineficiência da trama.

é ruim mesmo fui ver hoje . Premissa fantástica e conseguiram desperdiça-la. Roteiro bagunçado também. Coisas que ficaram sem explicar, como o personagem Ty, que faz parte da empresa mas parece que quer sabotá-la e nao constrói muito bem o motivo dele querer isso. Esse filme nas mãos do Diretor Spike Jonze do excelente HER (2013) daria um resultado totalmente diferente.

Fui empolgado assistir, afinal Tom Hanks sempre foi algo legal de se ver, mas fiquei com a sensação de "fui tapeado" o filme tem boas ideias, mas falta um tempero a mais para dar aquele gosto de filmão. Não é tão ruim, mas dava pra fazer melhor. Pra quem quiser ler a minha resenha segue ai http://versusomundo.org/index.php/2017/06/21/estreia-da-semana-o-circulo-critica-sem-spoilers/

A mulher de preto foi muito bom tb

Com um diretor e um elenco desses, uma pena estarem considerando tão ruim. Mas, se fosse pelo que disseram, eu tinha achado Fragmentado excelente e Power Rangers um trash B.

Mogli é um filme muito bom.

Não são,eles são esforçados,a Emma mudou muito desde a Hermione e ela tava muito bem em As Vantagens de ser Invisivel e Regression. E o Daniel tem tentado construir uma carreira com filmes indies,alguns bons como Swiss Army Man.

É pq ele tem feito muitos filmes por ano,então é normal ter bombas

Nuss

Verdade amigo

Gostei muito do filme! Achei o tema extremamente atual.... acho que conseguiram colocar bem a questão da necessidade do reconhecimento/aprovação que muitas pessoas necessitam hoje, vivem mais para postar coisas no facebook para os outros verem e curtir do que realmente curtir a vida....enquanto os poderosos querem mais privacidade para eles..... muito bom o filme, vale a pena!

Ele até acerta, como o filme do capitão, Ponte dos Espiões e o último do Clint, mas se mete em várias bombas também.

Tom Hanks também não tá dando uma dentro... tá podendo fazer novela das 7 já.

tmb nao vi, não vi nem Mogli. Não gosto filme de cantoria, noa vo ve um filme desses pra fala mal depois, pq sei q não vo curti.

Não ta perdendo nada.

Eu já esperava pelo trailer, mas as esperança é a última que morre né... bom, ela morreu agora kkkkkkk. Espero o filme sair em Home Video e assisto.

Gosto muito do trabalho desse diretor, mas esse filme não tem nada a ver com o estilo dele, ele costuma fazer filmes indie, ao estilo festival de Sundance.

Emma tem talento, porem esta parecendo o Nicolas Cage, escolhe o filme sem ler o roteiro.

não adianta, eles não estão preocupados e fazer uma boa atuação e ser premiado e , ELES NÃO ESTÃO PREOCUPADOS EM SER RECONHECIDOS PELOS BONS FILMES, QUEREM SÓ GANHAR DINHEIRO!

Ja fui direto nos comentarios. Huahua!

Putz! Pelo jeito a Emma está precisando escolher melhor os filmes que anda fazendo. (E pensar menos no cachê) Já havia achado aquele "Regressão" literalmente uma regressão na carreira dela. E ela tem potencial pra participar de algo mais significativo (além de ser lembrada apenas como a Hermione do Harrie Potterson)

só acredito depois que eu ver rsrs não concordo com nada q a natália fala, imagina escrevendo rsrs, vou ver depois volto.

não da pra entender, a Emma mandou benzao em "as vantagens de ser invisível" e depois cabo, ta total no automático!

Por incrível que pareça, sim! Em alguns lugares ainda está em cartaz. Eu ainda não vi e continuo sem vontade de ver! Hahaha

mesmo assim é fraco, estão aproveitando a fama para ganhar dinheiro, E ESTÃO CORRETÍSSIMOS! eu faria o mesmo...

Emma Watson, Daniel Radcliffe só fizeram fama por conta da franquia do harry "potta" e a onda adolescente da época, MAS É VERDADE É UMA SÓ: ELES SÃO FRACOS!

Emma Watson precisa repensar sua dieta alimentar. faz tempo que ela está com a cara meio cadavérica, nariz afinando... Ou bota gordura e proteína para dentro desse corpinho ou começa a procurar papel em Walking Dead.

Acho que ela quis dizer que ao invés de mostrar uma heroína, eles tentam construir uma "artificialmente".

bela e a fera ficou uns 3 anos seguido no cinema kkkkk é capaz de ta passando ainda. Ela ta escolhendo super bem $$$ kkkk

Acho que iriam escrever: mas não constrói uma...

<i> E não há nada na construção da personagem que justifique a sua evolução de infeliz em um subemprego a porta-voz da transparência absoluta. O filme quer tratá-la como heroína, mas constrói uma</i> Constrói uma...? Faltou o resto do texto

Emma Watson precisa escolher melhor os filmes q ela anda fazendo !

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus