Filmes

Shrek Para Sempre - Omelete Entrevista Antonio Banderas

Ator fala sobre a cinebiografia do Ayrton Senna, as piadas do Gato de Botas e o filme solo do felino
-

Antonio Banderas, que empresta sua voz (e seu sotaque espanhol) ao Gato de Botas na série Shrek, falou ao nosso correspondente em Hollywood, Steve Weintraub, editor do site parceiro Collider, sobre o filme do Ayrton Senna, as piadas do Gato de Botas e o filme solo do felino, que ele descreveu como "um filme épico no estilo de filmes feitos nos anos 60 por Sergio Leone ou Sam Peckinpah. Sabe, com telas divididas, zooms e coisas assim. Parece um filme do Quentin Tarantino, na verdade." Ok, agora ficamos um pouco empolgados com este projeto.

Assista abaixo à entrevista, ou então veja no nosso canal no YouTube. Se preferir, temos também a transcrição completa do bate-papo.

Estou cobrindo para o Omelete, que é um site do Brasil.

Antonio Banderas: Ok.

Então acho que minha primeira pergunta é: você já esteve no Brasil?

Sim. Fui ao Brasil duas vezes. Na primeira vez, eu estava vindo da filmagem de Evita, em Buenos Aires, e parei em São Paulo para visitar a família do Ayrton Senna. Porque naquela época havia um projeto sobre a vida dele. Ele tinha morrido recentemente, há alguns anos. Conheci a família dele: a mãe, o irmão Leonardo, a irmã Viviane, o pai e outros membros da família. Eles foram muito gentis comigo, mas o projeto nunca aconteceu. Na segunda vez, fui a Natal. Um lugar inacreditável. Queríamos organizar um lugar lá para que as pessoas tirassem férias e tal. Então nos encontramos com Lula e com a governadora de lá, chamada Wilma. Mas isso foi no momento em que a crise explodiu no mundo e o projeto todo desmoronou. Nas duas vezes que fui ao Brasil, fiquei muito impressionado.

Tenho certeza que eles ficarão felizes em ouvir isso. Agora, falando do filme. Eu o assisti ontem à noite e o Gato de Botas parecia ser o responsável por todas as grandes risadas. Elas sempre envolviam o seu personagem. Quando você estava fazendo a voz e quando assistiu ao filme, você percebeu que tinha umas ótimas piadas?

Você nunca sabe. Eu dou muita risada quando estou dublando. Eu gosto dele e, de algum jeito estranho, consigo ser um espectador de mim mesmo quando faço esse tipo de trabalho. Então nós nos divertimos muito quando estamos gravando o Gato. Quando faço a voz, fico pensando no que vai acontecer quando animarem, e isso me faz rir. Mas você nunca sabe quando vai funcionar e quando não vai, até que o filme esteja finalizado.

Estou muito empolgado em ver o Gato de Botas estrelar seu próprio filme. Você mencionou antes que já começou a gravar os diálogos. O que você pode contar para as pessoas sobre o filme do Gato de Botas?

Muito pouco, até agora. Temos um belo roteiro, que provavelmente vai mudar no processo. Isso é certeza, porque sempre aconteceu com Shrek. É uma entidade viva e tudo começa a mudar pela influência de muitas pessoas criativas diferentes - cartunistas, atores, o diretor - até que o roteiro ganhe vida no filme que vamos fazer. Mas é um épico, e se inspira no estilo de filmes feitos nos anos 60 por Sergio Leone ou Sam Peckinpah. Sabe, com telas divididas, zooms e coisas assim. Parece um filme do Quentin Tarantino, na verdade.

Estou muito curioso. Se passa no reino de Tão Tão Distante, ou tem seu mundo próprio?

Cria seu próprio universo, mas vai a lugares que conhecemos. Usa um conto de fadas, novamente, mas o resto é em um mundo indeterminado, que você não sabe bem onde eles estão. Parece que é na Espanha, por causa de alguns nomes que estamos usando para o orfanato e outros lugares. São nomes espanhóis como Ricardo e coisas assim, mas é muito indeterminado.

Ok. Minha última pergunta para você, sei que tenho que encerrar em breve. Você esteve Knockout, do Soderbergh. E você teve um ano muito corrido, olhei no IMDb e você fez muitos projetos.

Certo.

Como foi esse último ano para você, com todos esses filmes diferentes em que estava envolvido?

Eu fiz dois trabalhos pequenos com dois grandes diretores. Fiz um pequeno personagem com Woody Allen, que foi apresentado em Cannes. E outro pequeno trabalho com outro grande diretor, Steven Soderbergh. Fiz porque queria trabalhar com esses monstros do cinema. E fico muito feliz de ter feito estes trabalhos. Só de ver como eles são de perto já foi ótimo.

Legal. Muito obrigado e parabéns pelo filme.

Shrek para Sempre já está em cartaz, em cópias 2-D e 3-D.

Gato de Botas
(Puss in Boots) Direção: Chris Miller Estreia em 09/12/11
sobre o filme
Galeria de imagens (36)

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus