Filmes

Doces PEZ vão ganhar longa-metragem animado

Cameron Fay será o responsável pelo roteiro
-

A Envision Media Arts entrou em acordo com a PEZ Candy Inc. para produzir um longa de animação baseado nos porta-balas de doces. As informações são do Deadline.

Cameron Fay será o responsável pelo roteiro. Lee Nelson e David Buelow serão os produtores. "Os doces PEZ são amados por adultos e crianças. Com Cameron Fay, nós criamos um mundo único para PEZ e uma história que irá tocar o coração de muitos", disse Nelson, CEO e fundador da EMA. Mais informações sobre a produção não foram revelados.

Criado há 88 anos na Áustria, os doces estão disponíveis em mais de 80 países; Somente nos EUA, 3 bilhões de balas PEZ são consumidas anualmente. Os porta-balas com rostos de marcas e personagens famosos são colecionáveis e fazem parte da cultura pop estadunidense a mais de 50 anos.

E nem é uma ideia ruim.

WTF O QUE QUE É ISSO Tanta gente com ideia boa, não falta roteirista e argumentos pra financiar, e tão financiando esta MERDA? Sério!?

vão ser os novos minions

Porra,tá acabando a criatividade mesmo pra fazer filme

Cadê a criatividade dos escritores em Hollywood? Tem tanta coisa para inventar, várias histórias em fatos reais, livros sensacionais, agora doces PEZ E emojis???PQP

que drogas o povo em hollywood tá usando? quero um pouco...

Pelo menos é possível fazer algo com isso, pois existem vários "personagens", agora, tenta explicar Banco Imobiliário?

Emojis, Doces PEZ... O próximo filme que inventarão de fazer será dos M&M's, notem aí.

Tá né? O.O

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus