Filmes

Morre John G. Avildsen, diretor de Rocky e Karate Kid

Cineasta tinha 81 anos
-

John G. Avildsen, diretor de Rocky, Um Lutador (1976) e dos três filmes de Karate Kid, morreu em Los Angeles aos 81 anos. 

A notícia de sua morte foi anunciada pelo diretor Derek Wayne Johson, que retratou a trajetória de sucessos de Avildsen no documentário ainda inédito The King of Underdogs, no qual aborda sua maestria no retrato de esportes - leia mais sobre o filme
 
Ele começou a dirigir na televisão e alcançou fama no cinema ao rodar o drama político Sonhos do Passado (1973), pelo qual Jack Lemmon ganhou o Oscar de melhor ator.  O cineasta recebeu um Oscar de melhor direção por Rocky. 
 
"Avildsen sera um guerreiro que mudou nossa forma de entender a palavra perseverança nas telas", diz Derek ao Omelete.
Rocky: Um Lutador
(Rocky) Direção: John G. Avildsen Estreia em 07/01/77
sobre o filme

Sem precisar dos truques manjados dos filmes de ação de Hong Kong e dos efeitos especiais de última geração de Hollywood, John G. Avildsen conseguiu fazer em épocas diferentes mais do que ótimos filmes que misturam drama e ação como Rocky e Karatê Kid. Ele fez filmes que nos ensinam muito e mexem com nossas emoções.Pura arte e talento. Esse é um tipo de cineasta em extinção nos últimos tempos.

Muito obrigado, Luke BadAss. Espero agora uma continuação de Creed e, se possível, gostaria muito que Rocky ainda estivesse vivo por pelo menos mais um filme. Acho que ainda não estou pronto para ver o personagem morrer e também não sei se prefiro que a morte seja em tela ou não (já que somente Mick e Apollo morreram em tela, não duvido que Rocky morra entre Creed 1 e 2 ou Creed 2 e 3). De todo forma, espero que Creed continue honrando toda a sabedoria do passado e a levando até novas gerações.

Tanto Rocky como Karatê Kid, dois personagens fracassados, sob a mão de Avildsen, serviram de exemplo de como transformar através da perseverança, chega-se ao objetivo, a conquista. Bons exemplos que não vemos mais nos filmes atuais.

Uma das perdas que marcará esse ano, rio John G Avildsen

Um excelente diretor com clássicos que eternizaram seu nome no cinema. R.I.P. John G. Avildsen.

(estou com problema no meu teclado, desculpe os erros de portugues...) Ha alguns anos esse diretor esteve no Brasil anunciando que faria um filme da vida do Romario (jogador). Fiquei empolgado, mas nao saiu. Ele dirigiu um filme interessante sobre rodeio chamado 8 Segundos. Uma pena, mas ninguem 'e para sempre (ou melhor, McCleod e alguns politicos do Brasil)

o 5 é foda, a luta do Rocky e Tommy Gun está entre as melhores. " vc derrubou o Poly, agora tenta me derrubar" deu vontade de ver de novo agora fui vou la ver

um diretor de encomenda de estúdio. O cara teve seu maior momento com a obra-prima "rocky um lutador" e os bons "karate kid" e "Meu mestre minha vida". Nada mais...

Ótima análise, Rocky V é bom mas faltou mais profundidade de tudo...

Eu sou suspeito pra falar porque eu gosto de todos os filmes da franquia. Mas o 5 é realmente o mais fraquinho.

Um grande diretor e criou simplesmente os personagens mais humanos que já vi em telas e como subir na vida. Ironicamente, mesmo no meu período mais viciado nos supers, nunca deixei de rever e comprar os Blu-rays de Rocky e de Karatê Kid, descanse em paz.

Rapaz, eu sou extremamente fã de Rocky Balboa (não estou dizendo que sou mais fã que você ou qualquer outra pessoa, só dizendo que realmente amo essa franquia como se fosse a definitiva para mim) e também tenho problemas com o quinto filme. É um filme que dá para assistir e retrata uma situação comum, como a falência de um ícone depois de se tornar debilitado por um problema de saúde, a volta para as origens, etc. Talvez o grande problema seja todo o elenco "novato": o aprendiz traíra não empolga, você não se relaciona com ele ou com as realizações dele mesmo quando ele ainda era um jovem admirador de Rocky, a negligência de Rocky para com o filho (beleza que Rocky se sentia para baixo, mas ele sempre foi um cara que viveu pelos outros e nunca deixou a família de lado), as atuações tanto do aprendiz quanto de seu empresário são forçadas, os "efeitos" em que Rocky aparece com problemas na cabeça são toscos (enquanto todos os efeitos práticos dos filmes anteriores continuam perfeitos), a incoerência da idade do filho (a criança sempre foi um problema nos filmes, já que demoravam a ser feitos e era preciso mudar de ator. Até aí, tudo bem. O problema é que o V se passa imediatamente após o IV, com Rocky, Adrian e Paulie voltando para casa depois da luta na Rússia e o menino envelheceu 5 anos), a trilha sonora é extremamente fraca e tudo é resolvido em uma briga de rua em que Rocky apela para truques que não se usa no boxe. Como ele era o filme que deveria encerrar a franquia, deveria ter sido muito melhor. Acho que o maior mérito do V foi justificar o sexto filme e fazer com Rocky (e Stallone) um retorno aos dias de glória.

Umb baita Diretor...adorava os filmes dele!! Descanse em paz Avildsen

Que Avildsen descanse em paz. Além desses filmes mais conhecidos, vale a pena ver "Meu mestre, minha vida", com Morgan Freeman em ótima atuação.

E valeu também, Marcelo. Realmente, você apontou um bom ponto: os problemas dos protagonistas (medo, insegurança, desejos) os acompanham desde cedo (na infância). E obrigado por elogiar o meu comentário. Um abraço. Até mais.

E um pena que depois desses dois filmes nunca tenha feito mais nada muito bom. Tendo inclusive depois dirigido o pior filme da serie Rocky, o terrível Rocky V

Uma perda irreparável...Rocky é um dos maiores filmes de todos os tempos e Karatê Kid é simplesmente fenomenal...Descanse em paz mestre, que sua obra jamais será esquecida.

Putz,a há dois dias fiz uma maratona da franquia Rocky. Descanse em Paz.

Valeu Ninja!

Valeu Raposito. Na realidade ambos os filmes por ele dirigido e da forma como as personagens buscam a solução para seus dilemas e problemas impactaram desde quando era criança, começando a assistir os primeiros filmes em vida. Certamente é o que você também sabiamente relatou no seu comentário.

Diretor de filmes moralizadores e formadores de caráter. Descanse em Paz, e obrigado pelos clássicos! You're the best around, and gonna fly now!

Falou tudo cara. Esses filmes são ótimos exemplos de caráter e de perseverança. RIP John Avildsen

Excelente comentário, Marcelo. Excelente comentário...

Graças a esse diretor, o cinema foi agraciado com duas franquias que transcendem o tempo e ensinam valores que vão muito além do que somente lutas, mas uma evolução e superação de seus protagonistas. "Rocky" e "Karate Kid" fizeram parte da infância de muita gente (inclusive da minha). Descanse em paz, John G. Avildsen. Uma boa noite à todos. Até mais.

As duas gratas histórias que retratam o simples cotidiano de personagens que personificam em seu caminho, as adversidades que se erguem na vida de qualquer um de nós no plano real. Além disso, de maneira simples, porém, literalmente viável de se superar, quando se adota uma postura aplicada, perseverante e obstinada em se concretizar as metas que temos de traçar; sem puxar o tapete de ninguém, usufruir de atitudes deploráveis ou queimar etapas sem absorver o devido conhecimento para se permanecer de forma digna na batalha que é a vida. Sempre há quem possa nos instruir (Mick e Sr. Miag), e cabe a cada um diante de oportunidades, repassar o conhecimento. Essa premissa definitivamente (que é a da vida) foi o que proporcionou ambas as obras com uma boa direção e o carisma dos respectivos protagonistas terem se tornado filmes ícones de gerações e outras que virão. A forma como esse bom diretor levou às telas essas histórias assegurará isso com certeza.

Uma perda lamentável para o cinema. Dirigiu 2 clássicos.

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus