Filmes

Christopher Nolan responde a críticas sobre falta de emoção: "Pessoas já choraram nos meus filmes"

O diretor atualmente divulga o drama de guerra Dunkirk
-

Não há dúvidas quanto ao sucesso e à qualidade visual dos filmes de Christopher Nolan. No entanto, há uma crítica recorrente à obra do diretor britânico: falta emoção. Depois de anos ouvindo isso, ele finalmente respondeu aos comentários.

"Eu tento não ser óbvio, dou às pessoas mais liberdade para interpretar os filmes do jeito delas. Já escreveram que meus filmes não têm emoção, mas já os exibi para pessoas se debulharam em lágrimas no final", afirmou Nolan, em entrevista à Playboy. "É uma contradição impossível para um diretor resolver. Na realidade, é uma das coisas mais empolgantes de fazer filmes."

Novo longa de Nolan, Dunkirk é baseado na história da Operação Dínamo, que conseguiu resgatar mais de 330 mil homens da cidade que dá nome ao filme, durante a Segunda Guerra Mundial. A operação envolvia a retirada da Força Expedicionária Britânica e de outras tropas aliadas do porto de Dunquerque, cercado pelas forças nazistas, que naquele começo de guerra já invadia os Países Baixos e o Norte da França.  O elenco do filme tem nomes como Tom HardyCillian MurphyMark RylanceKenneth Branagh, entre outros.

Dunkirk tem estreia para prevista para 27 de julho.

Leia mais sobre Dunkirk

Galeria de imagens (64)

Quem diz que os filmes do mestre não tem emoção tá precisando levar uns tapas na cara para aprender a ser gente, quando eu lembro do Alfred na frente do "túmulo" do Bruce em TDKR chego arrepiar. A diferença é que os filmes do Nolan não são melodramáticos, é tudo muito contido, mas extremamente emocional. O problema é que hater é um bicho que nunca vai mudar.

O grande truque : quando um dos irmãos se sacrifica InceptioN : quando o Leo precisa despedir da mulher dele Dark knight :Quando a Rachel morre e ele ta no galpão cheio de cinzas Dark knight rise : Quando ele fala que ainda não deu tupo por Gothan Interstellar : no minimo umas 5 cenas Enfim acho que eles estão errados

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk boa mais não e culpa dele

Como ousam dizer isso depois de uma das cenas mais emocionantes da história do cinema, estou falando da morte de Tália no Cavaleiro das Trevas Ressurge.

Eu gosto muito dos filmes do Nolan mas acho ele um bostão que não não aguenta criticismo. Todo filme ele fica chorando por alguma coisa que a critica fala sobre ele.

Tá a cara do Rei do Camarote nessa foto, Kevin Feige! Rsrsrsrsrs.

Em inception, tirando o protagonista, nenhum personagem é desenvolvido, mas acho que nesse caso funciona, pois o foco é na trama de assalto e no arco do protagonista, os outro personagens são ferramentas de roteiro, sendo necessário assim apenas uma personalidade distinta para cada um deles e uma essencial participação na narrativa, o que acontece com todos. Tanto que em momento nenhum se importamos muito com a vida deles, a gente tem medo e torce pela missão, para que o protagonista volte para casa, assim o filme funciona da mesma forma para mim. Normalmente os filmes dele são focados mais em um cara, ou dois, normalmente um número reduzido, mas em TDK ele dá uma aula de construção de arco para cada personagem. A anarquia do Coringa, o Batman tentando se tornar um simbolo de heroísmo para inspirar a bondade na cidade(ele sacrifica a própria reputação para que ainda haja esperança em Gotham pela bondade), todo arco do duas caras, com o lema "ou você morre herói, ou vive o suficiente para se tornar um vilão" é fascinante. Além de outros personagens muito bem desenvolvidos, como o Gordon, o Alfred, o Fox e até a Rachel.

Eu vou falar uma coisa, eu nunca vi uma crítica negativa ao Nolan bem justificada. Tudo o que eu vejo por aí é hate gratuito.

haters hateando, simplesmente.

E tocando Bumbum Granada ao fundo!

O TDRKR só foi criticado por uma razao óbvia e injusta: não ter como superar o Coringa do Ledger, sobretudo com a imediata e chocante morte do ator. É um otimo filme.

cara aquela cena de intestellar e fenomenal...

A sua analise do Seven tá perfeita.... Só acrescento que é essa brilhante construção dos personagens, que faz com que o final seja tão impactante. Até a cena do jantar eu achava o personagem do Pitt um babac4 petulante. Depois desta cena eu vi que não, ele é somente um cara imaturo, ainda sem a sabedoria e bagagem de vida do detetive do Freeman. E a mulher dele é um doce de pessoa.... Tudo isso fez com que eu me importasse ainda mais com o destino chocante dos personagens. Recentemente vi o novo e decepcionante Alien, detestei justamente por causa da péssima construção dos personagens. É o grupo de exploradores mais burros da ficção cientifica. Torci para a morte de todos. Em alguns filmes do Nolan eu sinto falta dessa construção mais detalhada dos personagens. Principalmente dos coadjuvantes, que são os que mais evidenciam essa falha narrativa.

Bando de infiéis, como ousam blasfemar a obra de Deus Nolan? Arrependam-se agora, ou preparem-se para passar a eternidade assistindo a filmes da Xuxa, do Michael Bay e da Asylum amarrados a uma cadeira e com os olhos abertos à força, estilo Laranja Mecânica!

Uwe Boll kkkk, aí é sacanagem demais...

Eu vejo sim muita emoção nos filme de Nolan. Porém, não é aquela coisa explícita, "melosa". É muito mais contemplativa, nas entrelinhas, de modo que leva o telespectador a refletir sobre isso.

Concordo plenamente com o primeiro parágrafo, é uma das coisas mais fascinantes do filme, e as interpretações são excelentes. Agora acho que entendo o que você quer dizer. Você não fala de uma atuação com forte carga dramática, do tipo uma pessoa chorando, mas sim de qualquer atuação boa. Quando falei de emoção me referia ao primeiro tipo de emoção citado neste parágrafo, aquele de fazer chorar. Os filmes do Fincher tem grandes interpretações, grandes personagens, em Seven os dois protagonistas tem visões de mundo e personalidades opostas. Mas ainda assim acho um filme frio, frio no bom sentido, sombrio, pessimista, o personagem do Morgan Freeman perdeu a fé na humanidade e segue sua vida por inercia, o do Brad Pitt é mais otimista, mas não emite necessariamente um calor humano. São personagens diferentes, atuações tecnicamente brilhantes, que podem emocionar pelo seu brilhantismo, mas não se adequam ao significado estereotipado da palavra emoção(calor humano, choro). Realmente os críticos estão dizendo que o foco de Dunkirk não são os personagens, mas sim a experiência de estar num campo de batalha, e entre as várias primeira impressões que li, apenas um reclamou disso, os outros não viram isso como um defeito, pois aparentemente não é a proposta do filme. E sim, pode parecer um defeito óbvio você utilizar personagens sem personalidade, sem se aprofundar neles, mas por mais absurdo que isso seja, pode funcionar, só assistindo o filme para saber se funciona e como funciona, pois para a maioria dos que falaram alguma coisa do filme até agora, parece que funciona.

Meu pai amado, quando Bruce e Alfred conversam no terceiro filme, sem áudio algum...quando Alfred chora copiosamente pedindo perdão no túmulo de Thomas e Martha...em Interstellar quando o pai vê a filha adulta...como não chorar nesses filmes?

Mas parceiro, o Fincher cria dois personagens completamente diferentes um do outro. Existe um claro antagonismo de ideias e de gerações, brilhantemente interpretados pelo Freeman e pelo Pitt. Se vc não se emociona com uma grande interpretação, então realmente os atores e personagens não fazem nenhuma diferença. Segundo os críticos é isso que falta aos personagens do novo filme do Nolan, eles são todos parecidos emocionalmente.

Citaria tb o reencontro de Cobb com os filhos...

Sei como é, msm coisa foi com TDKR, quase não aguentei ate o final mas eu não queria sair de jeito nenhum kkkkkkkk

Feige V Nolan: Dawn of Justice

Nunca esqueço dessa cena, tbm me emocionou mto.

Cara.. Se o filme causa o "verfremdungseffekt" ou/e a "kátharsis" no telespectador, isso quer dizer que o diretor fez o papel dele, e o Nolan consegue causar esse(s) efeito(s) no telespectador.

emoção não envolve necessariamente choro, tem vários filmes melancólicos que perderam o Oscar.

Infelizmente é verdade, em partes.

Pois ele me emocionou com a trilogia do Batman, principalmente no último filme, mesmo muitos criticando. A luta contra o Bane e a sensação de que a "última esperança" estava morrendo me fez quase pular da cadeira quando o mesmo quebra a coluna dele. E no final, quando ele se "sacrifica" pela cidade, quando olhamos o Batman pela última vez... pqp, eu nunca imaginei que veria um tratamento corajoso como aquele para o meu personagem favorito(embora ele não tenha morrido mesmo rsrsrs, mas funcionou). A minha pessoa ele conseguiu emocionar e muito, e os filmes dele são no minímo bons.

Remontado ao mais recente filme dele já lançado, Interestellar por exemplo mostra uma relação cheia de emoção entre pai e filha, só estão tentando arrumar alguma crítica mesmo, porém essa nem tem muito fundamento. Na trilogia TDK também houve momentos de emoção, no segundo filme quando a Rachel morre fica o maior clima de tristeza e loucura no ar, o cavaleiro branco de Gothan despedaçado, Bruce despedaçado. Em TDKR a relação dele com Alfred também é mostrada com emoção.

De Dunkirk eu não sei, pois não vi o filme, quanto a emoção dos atores, como disse, isso é estilo, não é demérito, isso nunca atrapalhou minha experiência nos filmes do Nolan. Como Seven não se enquadra? O tipo de emoção que você está falando só acontece no final, onde é muito mais choque e fúria do que sentimentos sensíveis e arrebatadores.

tirando em Benjamin Button, nunca vi pessoas reclamando do fato dele ser frio, sempre vi pessoas falando de sua frieza como algo positivo.

como sempre nolan ensinado como se faz um filme de verdade.

Depende do que seria essa "falta de emoção".Acho que o que não rola nos filmes dele é choradeira barata.O Batman de Nolan,no fundo,quis honrar o legado do pai,que era salvar Gotham. Em O Grande Truque,dois ilusionistas procurando superar um ao outro,seja pelas intrigas,mas sobretudo pela arte.E dava uma dó danada do Cooper em Interestelar,que abriu mão de ficar perto dos filhos,pelo bem deles e da raça humana.Ele simplesmente engolia o choro e seguia em frente na missão.São personagens com força moral intensa que vão lá e fazem sempre o seu melhor,mesmo que para isso tenham que arcar com o peso da solidão

Tal julgamento não poderia ser mais impreciso. Grande parte de suas obras tem, em si, algum valor emocional: em Batman Begins (e nos que se sucederam), o protagonista é, por essência, melancólico, jamais conseguindo se desprender da memória amaldiçoada de seus pais; em O Grande Truque, existe o relacionamento de Alfred Borden (Christian Bale) e a sua filha, cuja paternidade ele disputa com seu grande antagonista (Hugh Jackman); em A Origem, existe o drama envolvendo a esposa de Cobb (Leonardo DiCaprio), ainda viva nos sonhos, e o fato de ele não poder ver os filhos; e em Interestelar, existem baldes de melodrama e esforço para fazer chorar, e ainda a história do "amor transcendental". Mesmo seus dois filmes mais frios, o excelente Amnésia e o ótimo Insônia, passam longe da mesquinhez, pois a apatia não é uma característica de seus personagens, muito menos de sua trama. O Leonard de Guy Pearce e o Will Dormer de Al Pacino são personalidades multifacetadas. O primeiro, motivado pela morte de sua esposa, vive em uma mentira que contou a si próprio para que tenha uma motivação para continuar vivendo; e o segundo se encontra obrigado a colaborar com o assassino que procura prender por algo que não sabe se fez com ou sem intenção. Além do mais, a frieza, quando elemento orgânico da narrativa, não pode ser avaliada como imperfeição, senão grandes cineastas, como David Fincher e, um caso mais recente, Yorgos Lanthimos, estariam ferrados. Às vezes, penso que o público procura emoções muito extremas em gêneros como drama ou comédia, ou mesmo o terror, e deixa de se importar com outros pontos importantes. "Que se dane as qualidades técnicas e narrativas, eu quero é chorar muito/rir descontroladamente/cagar de medo". Talvez por esse motivo existam tantos dramas desonestos em emocionar, comédias infantiloides e filmes de horror focados em sustinhos efêmeros por aí.

???????????????????????????????????????????????????????

Duas cenas vem à cabeça: 1) Alfred chorando a morte do Batman ("I failed you... you trusted me... and I failed you) 2) Mcgomery vendo todos os videos dos filhos em interestelar (táquiupariu..)

Eh bem emocionante aquele final...não conheço filme de super heróis assim um final perfeito

Interesstelar é carregado de momentos de emoção desde a parte que ele vai embora ao espaço e nos momentos que ele está no buraco negro.., embora os personagens do Nolan são sempre homens duroes como o Bruce Wayne de Bale, ou o Dom Cobb de DiCaprio ou mesmo o Cooper de Matthew Mcgoanhey, todos são durão, mas a essência do persona há elementos que na realidade eles estão escondendo, Wayne sofre com a morte dos país, Cobb sofre com a morte da esposa, Cooper sofre com a saudade dos filhos. O que mais gosto do filme de Nolan e que todos tem a temática família, sem dúvida esse novo dele vai ter algum tema relacionado a vida familiar.

Eu chorei 8 vezes em Interestelar... Tinha emoção até de mais. Crítica besta.

De filmes de heróis uma das cenas mais tocantes é quando o Peter Parker fala pra Tia May que ele foi o responsável pelo o que aconteceu com o Tio Ben em Homem Aranha 2. Simples, sútil, mas efetivo.

VC tirou os dois exemplos que eu ia citar...principalmente o final de TDKR, chorei no cinema

Parceiro... Seven não se enquadra na sua observação. A emoção referida é com relação a atuação dos atores, as criticas dizem que os personagens de Dunkirk, são de personalidade muito parecidas.

Gosto muito dos filmes do Nolan (existe alguém que não goste ou reconheça o cara?), mas de fato, os filmes dele carecem de desenvolvimento emocional. Um aprofundamento maior do que só "conhecer" as motivações das pessoas. Em Interestelar (o exemplo mais claro) não há como não sentir a dor do personagem ao ver a vida da filha passando longe dele em alguns minutos, porém não foi aprofundado mais do que isso. O restante foi só genialidade de roteiro e atuação, mas faltou esse elemento que fez a diferença naquele momento. Nesse quesito a falta de emoção não é um defeito, mas sim uma característica do diretor. Os filmes não sofrem deméritos por isso, mas perdem grandes oportunidades de explorar conectividade com o público.

Muito sério. É por isso que meus filmes fazem as pessoas chorarem de rir. Abraços.

Fincher é tão frio quanto e ninguém reclama. Isso não é limitação ou falta de qualidade, isso é estilo, o Nolan é um diretor racional, ele não faz dramas para pessoas chorarem, normalmente seus filmes são baseados em tramas complexos ou fortes dilemas morais, a graça do cinema é que ele é uma arte versátil, existe drama, comédia, suspense, romance, ação e etc. Ninguém reclama de falta de comédia num drama, ou falta de suspense numa comédia. Os filmes do Nolan são emocionantes a sua forma, como criar um clímax quase ininterrupto de uma hora e meia de duração, como ele fez em inception, não é emocionante?

estão explorando esse tema de guerra ao extremo..ja deu ne...

First Class filmaço, pena q o Singer voltou e afundou o que o Vaughn tava construindo ali

Essa cena do First Class é linda.

chorar de emoção nunca chorei mesmo, mas n vou mentir que me emocionei no final da TDKR( na primeira vez que assisti)

Resumindo o texto do Nolan..."foda-se"

tu é putinh@ do nolan, não conta

Se emoção significa apenas chorar, Interstelar parece o único que tem esse elemento. É difícil não chorar com o personagem de McConaughey conversando com os filhos já velhos. Mas os demais são emocionantes de outra maneira, principalmente TDKR, quando Alfred vê Wayne na Itália numa mesa com Selina Kyle, por exemplo, sintetizando a jornada do personagem em direção a uma vida mais calma.

A morte do Trevor é fod4, e a m4e do Quill morrendo em GoG

Reclamação de retardado, o Nolan oferece as pessoas algo diferente, com os quais eles podem pensar e também se divertir.

hahahahaha!

Quase todos os filmes dele tem uns momentos emocionantes. No filme Interstellar quando o Cooper ver os videos do filho e da filha dele na terra é bem emocionante.

Eu chorei no final de Interstellar: precisava mijar e ainda faltavam 50 minutos de filme.

Todo profissional tem prós e contras em suas habilidades. Essa questão do Nolan é só um pequeno detalhe num mar de proezas. Nas adaptações dos quadrinhos, não vi ainda uma cena mais emocionante do que a do Xavier mostrando ao Eric que ele conseguia aumentar seus poderes sem partir para a raiva no First Class.

Pode indicar qualquer filme, o único filme que eu chorei foi sempre ao seu lado, a lealdade do cachorro é de partir o coração.

Pode ser raiva de ter perdido o tempo, já que são filmes inferiores e medianos. Ou...você curte um drama de novela do tipo "A Usurpadora", aí quando você assiste vem à tona esse sentimento.

Esse negócio de chorar é muito relativo, muitas vezes tem pouco a ver com a qualidade da produção. Já fiquei sem derramar uma lágrima em filmaços de drama. Mas já chorei(e olha q n choro com facilidade) em filmes que achei inferiores e medianos.

Não cheguei a chorar, mas algumas cenas em 'Inception' onde o personagem do Leonardo DiCaprio interage com a esposa dele são bem emocionantes.

Gosto da cinegrafia do Nolan, mas quase chorei contendo o riso quando a Marion Cotillard morre no filme do Batman.

Sempre choro com o Cooper vendo os vídeos dos filhos em Interestellar, e com o Alfred enterrando o Bruce Wayne em TDKR.

Mal das pessoas é achar que todo drama tem que ser filme pra chorar e se adaptar aos formatos dramáticos repetitivos e melancólicos que sempre (e somente assim) vão ao Oscar.

Pior que analisando mesmo acho que não lembro de um filme dele que eu tenha chorado E isso não tira méritos dos filmes dele

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus