Música

Liniker faz show intimista e conta com animação do público no RJ

Após turnê pela Europa, Liniker retorna aos palcos do Brasil com uma série de shows a preços populares
-
Liniker e os Caramelows no Teatro SESI, no Rio de Janeiro

Liniker e os Caramelows, na última quarta-feira (12), levaram ao palco do Teatro SESI, uma apresentação animada com músicas do álbum Remonta. O show, que faz parte da turnê de mesmo nome, começou pouco depois das 19h30, horário marcado. Em meio às luzes baixas e muita fumaça, revelando apenas a silhueta da cantora, a voz de Liniker reverberava enquanto cantava a música título da turnê, deixando a todos em silêncio.

Logo após "Remonta", veio um dos singles do EP Cru, que há dois anos deu início à carreira da banda na Internet, “Louise do Brésil”. Liniker pulava e rodopiava loucamente, muito à vontade com os pés descalços, mostrando toda sua irreverência já conhecida. Junto à backing vocal Renata Éssis, a cantora rebolava até o chão, levando o público ao frisson. A plateia que iniciou o show sentada foi convidada a ficar de pé e respondeu prontamente indo para a frente do palco. Foi aí que o show ganhou ares bem mais intimistas.

Liniker e a fã Bia Guedes cantam juntos “Você Fez Merda”

A artista confessou que costuma ver covers que seus fãs publicam no YouTube, já que antes de ter uma banda, ela mesma era uma destas pessoas que publicavam seus covers na rede. Contou que certa vez lhe mandaram um link, e que gostou tanto do que ouviu que resolveu "stalkear" a cantora e, ao descobrir que era uma moradora da cidade do Rio, a convidou para cantar no show. A escolhida foi Bia Guedes, que fez uma participação tímida mas cheia de talento em "Você Fez Merda", com direito à dancinha e muitos abraços.

Liniker falou ainda sobre representatividade, e sobre a importância de ser uma travesti, negra e ter "voz" hoje em dia. Segundo ela, o mérito é de sua mãe, que "a criou para ser forte, mas deixando claro que, se quisesse ser fraca, também podia". Ela dedicou a próxima música, “Pra Ela”, à dona Ângela, sua mãe.

Neste clima de bate-papo, a artista lembrou um pouco de sua trajetória: começou a compor aos 16, reuniu-se com os Caramelows aos 19 e lançou seu primeiro EP aos 21. O álbum Remonta foi lançado com ajuda de crowdfunding, ela conta, ressaltando que ainda são uma banda independente, sem gravadora. E, já que estavam falando de primórdios da carreira, emendaram um dos maiores sucessos do grupo, seu segundo single de trabalho, "Zero", que foi acompanhada em coro pelos fãs.

Em uma apresentação cheia de energia, Liniker não consegue ficar parada

Animada com a resposta, Liniker decidiu se aproximar mais do público e andou pelo meio da plateia enquanto cantava "Sem Nome, Mas Com Endereço". Ela elogiou muito o comportamento dos fãs que a deixaram transitar sem tumulto, apenas cantando junto com olhares fascinados; disse que gosta quando o show acontece assim, "na humildade".

A cantora, sempre hiperativa em suas performances, tocou até chocalho e percussão durante "Ralador de Pia", e deixando completamente de lado o clima suave, convidou o público a fazer um "Soul Train", uma espécie de corredor em que os participantes tinham que desfilar dançando e dar um "close" (fazer uma pose). O agito tomou conta do andar térreo do teatro.

Quem não ficou muito feliz foi o público do balcão superior, que também queria participar da brincadeira. Liniker parecia querer encerrar o show com "Caeu", uma de suas faixas mais famosas, e fez o público delirar. Após deixar o palco, a banda reapareceu e anunciou como bis uma homenagem ao grupo carioca Black Rio, mas Liniker não havia voltado até então. Pouco depois, a cantora surgiu no balcão superior e fez a alegria dos fãs "do camarote", fazendo o tão aclamado "Soul Train" também no andar superior.

O show, lotado em plena quarta-feira, marca o caloroso retorno da banda ao Brasil após uma bem-sucedida passagem pela Europa, e deixa a expectativa para a apresentação do grupo no próximo Rock in Rio, em setembro deste ano.

Leia mais sobre Liniker

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus