Música

Rock in Rio | Instrumental, Aerosmith faz show arisco

Banda privilegia o hard rock em uma apresentação sem concessões
-

Com a popularização do Aerosmith na MTV e nas rádios a partir dos anos 1990, seria de esperar que a banda de Steven Tyler viesse de forma previsível ao Rock in Rio, como o headliner da primeira noite roqueira. O que os fãs viram, porém, foi um resgate de raízes de hard rock, sem muitas concessões ao pop. O Aerosmith tocou alguns hits de forma literal, próxima ao do registro de álbum, mas o show ficou marcado pelo peso instrumental, às vezes em franca jam session, com que algumas faixas se estendiam. Ficou marcado também pela postura arisca de Tyler.

Se uma banda abre seu show tocando "Carmina Burana" enquanto repassa sua discografia, é porque ela leva a sério suas pretensões. E se em seguida a banda começa com uma música que pede para "deixar a música falar por si", então o recado fica mais evidente; foi o que fez o Aerosmith, e "Let the Music do the Talking" se alonga bastante no instrumental antes que Tyler comece a soltar a voz. Não que o Aerosmith chegue todo imprevisível (demora só duas músicas para Joe Perry desgrudar em "Love in an Elevator" e partir para o canto do palco levando o holofote, enquanto Tyler rodopia) mas esse começo de show realmente traz suas surpresas.

Tyler não poupa sua voz, inclusive canta versos uma nota acima, que saem quase gritados, como em "Love in an Elevator", e depois faz tanto a primeira quanto a segunda voz, em "Living on the Edge". Essa disposição cobra seu preço depois, quando a voz do vocalista começa a ratear, e já no final de "Crazy" e ao longo de "Eat the Rich" Tyler está economizando nos berros. O público compensa: em "Crying" assistimos ao primeiro grande coro deste Rock in Rio, daqueles capazes de rivalizar com o som. No geral Tyler se mostra arredio, chega na ponta do palco mas tampa o rosto e fica de lado, em "Living on the Edge", ou então desafia o público nas suas interações: "fiquem calmos", "não venham ficar quietos agora", diz, antes de arriscar uma frase em português que ninguém entende.

Enquanto o som do lado direito do palco dá umas vaciladas, percebe-se no blues de Joe Perry, o bronzeado, que a banda está tocando por prazer, para si. A escolha de faixas menos conhecidas, como a própria "Eat the Rich" (que foi tirada de Get a Grip enquanto "Amazing", do mesmo álbum, foi ignorada), é um atestado de que o Aerosmith, nesse crepúsculo de carreira, tenta tornar as coisas minimamente frescas para a banda. Se alguém deu pela falta de faixas mais pop e recentes como "Pink" e "Jaded", no lugar ouviu uma banda mais setentista, densa mesmo (o que não deixa de ser uma nostalgia também).

Leia mais sobre o Rock in Rio

Mil perdões, mestre de todos os mestres! Não sabia que estava diante do guardião de todo conhecimento, detentor da sabedoria universal, baluarte de todas as esferas do conhecimento. Me recolho à minha insignificância, todo-poderoso mestre. Reconheço que nada sou diante da sua sabedoria infinita.* *Só com ironia para lidar com quem se acha melhor que todo mundo.

Animal burro do caralho, vai fazer um curso de inglês, Pesquisa aí a tradução de Rock, não sabe inglês não tenta pagar de esperto.

Se refere ao gênero do pagode, espertão? Ou será ao gênero do jazz? Talvez se refira ao gênero do axé. Não, acho que se refere ao gênero do funk. Ao gênero do forró, com certeza.

"que o Aerosmith, nesse crepúsculo de carreira" CARAJO, que drama porque os caras são mais velhos ¬¬

Ferinha, cantar usando falsete não é demérito nenhum. O que importa é fazer direito e o resultado final. Com isso, Steven Tyler é um dos maiores cantores e frontmen do rock desde "Rock Around the Clock", mesmo que já esteja bem longe de seu auge.

TEM GENTE CURIOSA NÉ ??KKKKK

KKKKKKK

Foi fantástico... Estar na multidão e cantar Cry'n ñ tem preço. Os caras estavam sse divertindo no palco e vê-los assim ja valeu o ingresso. E sim, houve muito auto afirmação da banda. Pink e Jaded ñ fizeram falta. A banda tava soltinha

Aline Diniz Apareceu no Jornal hoje da Globo Cantando com microfone da globo e tudo o show do aerosmith....rrsrsrsr

Depende de onde tu esteja procurando críticas sobre o show, música nunca foi o forte do Omelete.

Aerosmith é foooooooooodddaa, simples assim...!Mil vezes melhor que musicas de hoje em dia....tem muitos ai que não servem nem pra limpar os chinelos de Steven Tyler,que nem vou citar,mas você que esta lendo,com certeza pensou ai.!

Rock é cultura e bem presente. O RiR tem trazido Fallout Boy, The Offspring, Hollywood Vampires, 30 secs to Mars, Coldplay, Foo Fighters, Bon Jovi, Nickelback, Rob Thomas... Agora eu acho uma honra e um privilégio conseguirem trazer as bandas que estiveram no crescimento desse estilo/genero desde a essência e que provavelmente em pouco tempo pararão de tocar. Tem que ter pouca perspectiva pra não perceber como isso é foda!

Pode até ter rolado alguma faixas dos anos 70 mas faltou muitas também. Toys in the attic Back in the saddle Mama kin Entre outras. É de doer escutar a musiquinha do armagedon sabendo que não vão tocar Mama Kin.

Acabei não vendo, vou procurar no youtube

Eu q tenho q me informar?! Ok RIR coloca Scalene e são zoados. Coloca Gloria e sao vaiados. Coloca Ghost e são vaiados.coheed and cambria, vaiados. E é o RIR q nao da espaço??

Sim, mas pelo menos eu uso cueca! Não preciso lavá-las porque sou da Elite opressora e tenho alguém a quem dei emprego e que nos ajuda nos afazeres domésticos. Você deve usar calcinha com estampa de onça.

Hum... Nã nã... Por culpa de festivais flácidos como o RIR, a falta de espaços para shows de bandas iniciantes e a falta de espaço nos canais e mídias dominados por meia dúzia de conglomerados. Há coisa muito boa sempre, sempre...Mas com estes fatores e outros mais fica cada vez mais difícil um novo Jack White se estabelecer por exemplo. Aliás...Bem que o Micareta In Rio poderia arriscar mais. Sempre houve "excentricidades" e lugares comuns mas também sempre havia algo fora do habitual. O nível desse ano... Recomendo você procurar se informar melhor da próxima vez

Sim, inegável q é uma situação complicada, é isso q to falando! Minha cidade tb é dominada por sertanojo/funk/axé. Mas tem pubs (pequenos) q colocam bandas autorais e ninguém comparece! Só querem ouvir cover, e cover das bandas de sempre (e ainda assim, tem q ser as músicas de sempre, não pode ser uma música mais desconhecida). O problema é q a galera se acomodou com os dinossauros (q tb curto) e passou a ignorar qquer banda nova, sequer dão chance, daí estagnou e nguem investe em novidade... sacou meu ponto de vista?

O show em BH foi incrível! A química entre eles e o público tirou o fôlego de muita gente... Showaço pra fã de boa música!

Não é o mesmo, mas faz o mesmo

Vc esqceu q rock tb já foi modinha, tanto q existem fãs q até hj estão apegados somente nas mesmas q ficaram no mainstream. "O que é bom mesmo não precisa ser procurado , chega até a gente" - isso não se aplica ao rock, q sempre foi e sempre será underground. Provavelmente na sua cidade tem alguma banda boa tentando se firmar, mas ninguém vai ao shows, pq só gostam dos mesmos dinossauros de sempre.

Setentista? A maior parte do repertório foram músicas do final de 80 e início de 90! Se o repertório fosse voltado aos anos iniciais da banda teriam mandado Back in the Saddle, Toys in The Attic, Mama Kim. De qualquer forma, foi um mega show que só o Aerosmith pode proporcionar. Outra coisa... Eat the Rich menos conhecida?

Infelizmente eles nunca tocam Amazing nos shows...agora Eat the Rich menos conhecida? kkkkkk

Seu animal o Rock de Rock in Rio, não se refere ao Gênero do rock n’ roll.

Tem muita banda boa por aí, mas vcs só consomem o q está no mainstream. Não é culpa das bandas, e sim de vcs q não gostam de procurar, tem q ser servidos, e ainda assim reclamam, pq "não é como antigamente"...

o cu da sua mamae

Ia falar exatamente isso parabéns kkkkkkk

Não tem espaço pela qualidade das próprias bandas.

Teu cu

Comecei a assistir e não conseguir ficar até o fim, ruim demais! Pelo visto a única coisa que vai prestar nesse "Rock" in Rio e´o The Who. Rock in Rio velho encarquilhado!

Banda ja decadente. Rock morreu faz tempo, temo só esses fantasmas que insistem em ficar por ai..e tem mais fantasmas por vir como é o caso do The Who

eh sempre beeem peculiar omelete falando de música

na verdade steve tyler nenhuma vez alcançou notas altas, ou era no famoso falsete ou era o tecladista que ajudava.

Se joga, sua louca

O loco bixo, bolsominion tentando ofender com ataquezinho homofobico, um classico!

Sobrou pra mídia fazer uma crítica morna do, até então, melhor show do RiR

valeu boladão, lava nem a própria cueca

bolsominion!

Lacrou, mona

Para de frescura sua mariposa afrescalhada.

Por culpa de pessoas como vc não ha espaco p as bandas de hj se tornarem os dinossauros de amanhã

Você claramente não entendeu a critica e já se acha cheio de certezas rs

O do Alice Cooper foi bom pra caramba também

Chora a vontade bolsominion, ofensa é unico recurso argumentativo da tua laia.

"Bolsomonion" é só mais um termo criado pela mentalidade retardada de corja mimimi.

Dialogar com alguém que veio reclamar de maneira jocosa de algo que nem existiu?! Dialoga você champs, devem ser da mesma opinião, abraço.

"Eat The rich" foi Single e é até bem conhecida. De certa forma, o setlist não tem muitas variações (Esse já é o 5o show deles que eu vou e o que acaba rolando é variação de posição nas músicas), mas até que eles colocaram algumas pinceladas de músicas mais obscuras, como "Monkey on my Back" e "Mother popcorn". A Jam quie rolou não foi tão no improviso assim, já que seguia o complemento que antes fazia parte de "Toys in the Attic". Vale ressaltar que a banda ignorou completamente os dois últimos CDs de inéditas, "Just Push Play" e "Music From Another Dimension". Em resumo, não teve nada muito diferente do que eles já tem feito nos últimos 10 anos, mas foi um bom show.

Quem não sabe dialogar sempre parte pra chamar os outros "bolsominion" ou "fascista". Impressionante.

Não à toa os Dinossauros dominaram o mundo por muito tempo. Isso sim é Rock!

Calma bolsominion, deixa pra atacar o ativismo, seja social ou ambiental quando o mesmo existir, ta espiado hein!

Finalmente um show bom nesse RiR

'Eat the Rich' eles sempre vem tocando. Show no brasil em 2013 já vinham tocando, não é uma surpresa e nem algo diferente. "Let the music do the talking" é outra lado B mas que eles tocam sempre, mas não foi mencionado aqui. Foi um show nota 10

Apesar de ter alguns ótimos discos e outros nem tanto, o Aerosmith ao vivo não decepciona. Que bom q eles deram preferencia a hits setentistas do q as porcarias dos anos 90. Nesse RiR até agora talvez tenha sido a melhor apresentação.

Não é impressão. É fato.

Oh!

Não aconteceu. Só sobrou pra você comentar o “faltou”

Só não digo que não foi um T Rex pq não foi o T Rex

Inocência achar que teve 1 segundo de jam session ali

Colocaram no bolso qualquer apresentação dessa edição até agora, o Aerosmith no palco deixou todos os demais parecendo bandas amadoras....

Pode-se dizer que o Rock começou verdadeiramente hoje no Rock in Rio.

Ou então uma bostejada contra algum grupo de pessoas para a população geral endeusar como mais um fodão que fala o que pensa

Não sou fã da banda mas...putz, mandaram bem demais!!! É impressão ou basta apenas um brontossaurinho dar sacodidas para pôr a esmagadora maioria dos nomes dos ultimos 20 anos do rock, hard, heavy,pop, eletrônico blá, blá, blá...no chinelo quando se trata de shows?

Faltou aquela lacração básica e ativismo ambiental pra mídia brasileira elogiar

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus