Música

The 1975 faz show intimista, pede música sem celular e ganha público da Lolla Party

Grupo mostrou todos os elementos que o colocou como destaque do novo rock britânico
-
The 1975 em apresentação realizada na Audio em São Paulo
Foto: Giovanna Parise

The 1975 é uma banda inglesa de rock alternativo formada em 2004 enquanto seus integrantes ainda estavam na escola. Durante seus anos iniciais eles passaram por vários nomes, foram de Big Sleep, Talkhouse, The Slowdown, Drive Like I Do até o atual.

A banda, que já havia ganhado o público brasileiro quando subiu ao palco do Lollapalooza no sábado (25), repetiu o feito na segunda-feira (27) quando começou seu show solo na Audio Club, em São Paulo, exatamente às 23 horas, ao som da música “The 1975”.

Com 3 retângulos (o símbolo da banda) no topo do palco que mudavam de cor e “dançavam” com as músicas, um jogo de luzes impecável que ia desde o vermelho intenso, em alguns momentos, até o rosa, cor tema do último álbum de estúdio, I Like It When You Sleep, for You Are So Beautiful yet So Unaware of It, não tinha como o caldo entornar. E claro, tudo isso em conjunto com o carisma de Matty Healy  que conversou com o público e destacou, “enfim chegamos no Brasil”, em referência ao cancelamento de um show agendado para setembro do ano passado.

A apresentação foi eletrizante do começo ao fim, composta por músicas mais agitadas e dançantes como a grande favorita da noite, "Sex", que levou o público à loucura, até as mais lentas como "A Change of Heart", que ganhou o comentário de Healy, “essa é uma música romântica” que em seguida pegou uma bandeira do Brasil e deixou o público ainda mais vidrado em sua performance. O show também foi mais intimista do que as últimas apresentações dos ingleses pelo mundo, “Faz muito tempo que não fazemos shows assim, é muito bom porque conseguimos ver o rosto de todos vocês”, confessou Matty.

Além da banda cantar seus maiores sucessos como “Love Me”, “Somebody Else”, “Chocolate” e “Girls”, o setlist foi um pouco diferente da apresentação realizada no Lollapalooza Brasil, com a adição de músicas como “Robbers” e “Fallingforyou”, muito bem recebidas pelo público que em nenhum momento deixou a desejar, cantando todas as faixas.

O momento especial da noite veio no meio do show, quando o vocalista pediu para que, apenas por essa música, ninguém usasse o celular, e garantiu “A memória dos próximos 3 minutos vai ser melhor que o vídeo no seu celular”, e assim seguiu com a faixa "Me" em conjunto com o palco iluminado em perfeita sincronia de vermelho e azul.

O fim da noite chegou com a dançante “The Sound”, que fez a Audio Club pular. Com um show de 1 hora e meia, a apresentação termina do jeito que começou, 3 retângulos no palco, dessa vez apagados, mas com sorrisos acessos e visíveis no rosto dos fãs, graças ao The 1975 que não deixou a desejar.

Leia mais sobre The 1975

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus