Música

Linkin Park - One More Light | Crítica

Grupo sai da zona de conforto e mostra sua faceta pop com elementos tropicais em novo disco
-

“Que c******s aconteceu com o Linkin Park?” Você deve estar se perguntando. Mas calma, não se desespere. Depois de mudanças radicais já tomadas anteriormente em A Thousand Suns ou em Collision Course, não deveria ser tão estranho ouvir a banda (que ficou famosa por sua raiva e angústia) fazendo música… pop.

Mas sim, não há como escapar. One More Light é um disco pop. Se para os fãs mais antigos isso pode soar como um pesadelo, para quem aceitou bem as mudanças dos últimos álbuns o choque não vai ser tão grande. E, justiça seja feita: é pop do bom! Se aqui a gente não escuta mais os vocais rasgados e carregados de "One Step Closer" (ou qualquer coisa do Hybrid Theory), é interessante ouvir que eles estão “em paz”.

Existe um clima quase tropical e ensolarado em algumas faixas e em dado momento você vai ouvir até um “na na na”, efeitos eletrônicos e programações de bateria dignas de pista de dança. Ouvindo a primeira faixa, "Nobody Can Save Me", há um temor iminente de pensar que o Linkin Park virou uma “boy band”, mas esse receio logo passa e a gente percebe que, apesar da roupagem pop, a essência da banda está lá e as boas sacadas melódicas permanecem intactas.

Onde em alguns artistas pop só existe produção e fachada, aqui existe raciocínio por trás da “casa” eletrônica. E se você imaginar uma guitarra pesada no lugar do teclado, é o Linkin Park de sempre. Eles só estão mais leves, e a leveza reflete no som.
"Sorry For Now" também pode causar um certo estranhamento inicial, mas o refrão é explosivo e traz um dos melhores arranjos vocais de todo o disco. "Talking to Myself" é o resquício de um Linkin Park dos velhos tempos e "Good Goodbye" resgata a agressividade característica da banda. Mas é meio que só. "Halfway Right" e "Battle Symphony" são a cara do novo Linkin Park, cheios de firulas de estúdio em busca de um hit para estourar no rádio.

A intenção de One More Light não fica exatamente clara: será que é apenas um reflexo da idade dos membros da banda? Agora estão na faixa dos 40 anos e querem que os fãs amadureçam junto? Ou será apenas estratégia de mercado? Seja como for, mudanças são sempre bem-vindas, ainda que distanciem a banda do metal alternativo que a consagrou há quase 20 anos.

One More Light tem seus pontos fracos, mas mostra uma coragem de mudar que pouquíssimas bandas têm. É um desafio provocador, de fato, mas o mérito de desafiar sua própria zona de conforto soa muito melhor do que qualquer repetição de fórmula poderia soar. Ouça o álbum.

Leia mais sobre Linnkin Park

Nota do crítico (Bom) críticas de Música

O Hunting Party foi meio que uma volta as origens e parece que ninguém deu a mínima, esse novo foi até mais bem recebido.

Se fosse ao contrário, a banda tivesse estourado com 2 CDs pop's e começasse uma transformação nu metal os fãs que hoje reclamam, estariam elogiando a capacidade da banda em mudar de genero de forma tão distinta. Aprendam a apreciar, música é arte! Seja rock, pop, samba o que for.

Houve momentos, durante o tempo que parei para ouvir o "album", que fiquei na dúvida se era o Linkin Park ali ou os BackStreetBoys... Esse album ta uma B****!!!

Ain para, são seus olhos...

Mudar ...nenhum problema .O problema é quando fica uma bosta ..e ficou uma bosta

O próprio Chester considera Numb e In the end pop, e eu não discordo totalmente. E desde o terceiro álbum eles vem seguindo esse rumo mais pop, o foda é toda vez que um álbum novo é lançado, ficam chorando pra eles fazerem metal. Fizeram The Hunting Party, que na minha opinião, eles tentam resgatar o LP original em alguns músicas bem metais, e sinceramente, acho THP o pior álbum, e adorei o álbum novo.

Galera, superem o HT os anos 2000 já passou. O álbum sempre vai estar disponível para vocês ouvirem. O LP continua o mesmo, mudando a cada álbum e fazendo boas músicas.

Discordo plenamente, se é para mudar completamente o estilo porque usar o nome que o consagrou como banda de ROCK? Não chamo de coragem, mas de burrice. Se quer ter uma nova identidade não se apoie nos fãs do estilo anterior. Desculpe aos fãs de pop, mas eu não sou capaz de ouvir isso.

RAF: http://www.altpress.com/news/entry/linkin_park_chester_bennington_sell_out_punch_you_in_mouth

rap tem em good goodbye chester tem em Talking to Myself gritos não mesmo mas o Living Things tbm não, e além do mais Blackout tem bastante gritos e é terrível. tá padrão pop sim, mas ainda sim tem "linkin park".

Então estão a caminho dos bilhões, duvido muito que façam somente porque gostam

"não existe genero" KKKK, só pode ser zoeira. a banda não é coerente com o som que faz. britney tem uma discografia mais coerente que o linkin pop por ex.

os caras nunca foram só gritos e rap, escuta todos os albums novamente e reveja essa ideia

concordo. muito bom o album bando de viuvetes

A ultima faixa mostra que LP se daria bem com country...rs Os caras tem talento, só não vê quem não quer, eles flutuam em ritmos e estilos diversos de maneira bem feita. O Album e diferente, como todos os outros foram, e ficou mais uma vez, muito bom.

Esqueceram de comentar que em algumas faixas temos a participação de ALVIN e os ESQUILOS bem como na última faixa a presença de VIOLÕES! No próximo disco teremos Link Park Country e Sertanejo kkkk

É incrível como boas bandas começam com excelentes álbuns e no decorrer de suas carreiras acabam se distanciando da sonoridade que lhes proporcionaram ótimos trabalhos e agrados aos fans, foi assim com Coldplay e agora com o Linkin Park, é importante uma banda inovar em sua sonoridade, mas o que me deixa triste é se levarem demais ao pop, sou tradicional e gosto de ouvir o baixo, os riffs de guitarra, as batidas da bateria, em fim, talvez vou me dar a chance de ouvir esse novo álbum um dia, vou ficar aguardando o novo álbum do The Killers que espero ter uma essência do rock e não com elementos pop.

O L.P. que eu achava interessante acabou em 2007.

Nem tanto, a banda sempre foi pop, mas tinha elementos de outros gêneros musicais agregados, em especial o metal e o hip-hop, que a tornavam muito bem diferenciada. Mas desta vez se focaram excessivamente no pop para atingir uma sonoridade mais "leve", e deu no que deu.

kkkkkkkkkkkkkk amei seu nominho do perfil kkkkkk

Boa crítica, eu acho a nota justa. De fato, é até louvável que Linkin POPark tenha essa imensa coragem de experimentar novas sonoridades, mas neste "One More Light" erraram bonito desta vez. Pelo menos só tem 10 músicas e dura uns 35 minutos.

Concordo 100% se nós criticarmos esse novo album,os fanboys ja vem atacar vc,é rídiculo,qual o problema de admitir q não combinou esse novo estilo?

Metal? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

vc ta de zueira que esse disco eh bom, fala serio cade as guitarras nao tem ao menos 2 musicas que vc possa dizer que eh rock ali se eles quiserem lançar musicas nesse estilo por que nao fizeram outro grupo LP parou depois do meteora eh fato

Eu não gosto, achei ruim, não respeito coisa ruim...foi mal, eh uma merda...indigno de respeito...

Desculpa, mas não tem como gostar das mudanças. Pode não ter se vendido ou qualquer coisa. Mas é triste ver isto. Albuns lendários como HT e Meteora. Porque se entregar ao POP ?! É um bom disco, como todos os trabalhos do LP, são ótimos músicos. Jamais entenderei essa mudança pra pior (ao meu ver). RIP LP. O legado foi deixado 1999 - 2006

Assim surgiu o U2²

Se é BAYER, é bom

DO cassete é o meu...

NOP, eu gosto daquilo, não gosto do que veio, sou a viúva...

ué, mas não sempre foi uma banda pop? confuso...

O fã vai criticar sim, o fanboy é quem vai calar e consentir. Desde que eu ouvi 'Heavy' pela primeira vez eu já sabia que seria um álbum que eu não iria gostar, mas eu não critico One more Light por ser pop, simplesmente parece algo genérico é inevitável a sensação de já ter ouvido isso em algum lugar. Tem algumas musicas boas como Battle Simphony, Nobody can Save me e Talking to Myself(até agora me parecem ser as únicas que se salvam). Não digo que ninguém pode gostar ou até achar que é muito bom mas até agora não consigo ver esse álbum de outra forma como se não o pior do LP disparado a maioria das músicas são bem fracas e outras horríveis como Heavy.

Engraçado que "Iridescent" não tem nada de "new metal" e mesmo assim está no filme do Michael Bay... nada a ver o seu comentário. Isso não serve de parâmetro! Evolução é você investir na versatilidade e não ficar preso no cabresto do "new metal", que aliás, já no começo da década de 2000 o Linkin Park não aceitava esse rótulo.

Então não ouve. Continue sendo viúva de Hybrid Theory e Meteora.

As pessoas precisam parar de ser viúvas dos dois primeiros álbuns e apreciar a arte! Quem conhece a história do Linkin Park sabe que antigamente a banda se chamava Hybrid Theory, ou seja, eles são um híbrido de diversos gêneros musicais! A ideia da banda SEMPRE foi essa! E isso é sensacional, como a própria crítica destacou, não é uma banda que fica na zona de conforto... eles exploram diversos estilos musicais, sem perdera qualidade! Saibam apreciar a versatilidade! Esses caras são gênios! Ainda acho que o melhor álbum do Linkin Park é o Minutes to Midnight, mas o One More Light é ótimo! Tenho certeza que se os outros 5 álbuns fossem no estilo dos dois primeiros, o mimimi seria de que a banda fica na mesmice e não se reinventa!

O Chester n tem nem voz mais pra ficar fazendo gritos filho (isso n e uma critica à sua voz, apenas um fato)

O outro álbum com elementos pop de Linkin Park não é Collsion Course, pois isso nem álbum é, é um EP que gravaram junto com Jay-Z. O certo seria ter colocado o Living Things, que é o álbum que sucedeu o A Thousand Suns, e que esse sim é o segundo mais pop atrás somente deste novo álbum.

Só que em todos os álbuns fora o One More Light, tinha algo de rap, tinha guitarra relativamente forte, tinha algum scream do Chester, tinha alguma mixagem típica da banda, nesse não tem nenhuma coisa relacionada a banda, até a voz do Chester ta bugada. O álbum é´bom para o padrão atual de POP que temos, mas não é Linkin Park

Acho que não é questão da mudança de estilo. Eu gosto muito de musicas Pop de outros discos, mas a qualidade da musica não agradou a todos.

Sou fã da banda e vou ouvir as músicas novas por algum tempo. Mas se alguém me perguntar, não terei dúvidas em dizer que é o pior álbum do Linkin Park. Não é por ser pop, pois mesmo com as mudanças de estilo, já fizeram muitas musicas boas, mas essas novas estão realmente ruins ao meu gosto. Ps. Gosto muito do A Thousand Suns hahaha

Faz sentido.

São todos MILIONÁRIOS

Quem é fan não vai criticar, o álbum tá do cassete... Gostei muito! Mas o povo só sabe reclamar, fica difícil

problema não é ser pop, problema é ser pop genérico.

Evolução é você pegar a característica da banda o que faz ela se destacar e descobrir maneiras de aprimorar, o que o LP tinha numetal/rap-rock, evolução seria investir nisso, as músicas do LP ficaram tão medianas (nada de especial) que o Michael Bay parou de usar em Transformers

Sim, muita gente esquece que o último álbum foi metal e que se esperava uma continuidade do trabalho

THP foi um ótimo álbum

Não tem como se esperar um álbum desse depois de voltar para as raízes com The Hunting Party. Esse álbum foi só os caras se vendendo. Músicas com um tom de pop (indie ((que não é gênero mas as pessoas insistem então...))) genérico.

Com o argumento do Coldplay, realmente me convenci que não da pra defender a banda :/

Podia ter um pouquinho mas de raiz :s .. choraria de felicidade...

O álbum não é ruim, mas realmente, é Pop DEMAIS para o Linkin Park que amamos. Simples!

Só leio besteiras, meu Deus do céu. "Linkin Park sempre foi banda de rock, hip hop e rap"; cara, sério? Você já ouviu a discografia inteira do Linkin Park? Hybrid Theory e Meteora são álbuns puxados sim pro Nu Metal. Os álbuns seguintes são puxados para o Alternativo da banda. Todos eles. The Hunting Party é o único álbum com uma sonoridade mais pesada do que os outros álbuns, desde então. Após o lançamento de THP, Mike dava uma entrevista a um site, e os entrevistadores o questionaram sobre qual seria a pegada do álbum seguinte. Ele respondeu que, dessa vez, eles buscariam algo mais focado nas letras. Se você LER o álbum, verá que é verdade. São músicas que podemos nos identificar, quando estamos em nossos piores momentos. Eu amo isso no Linkin Park. Antigamente, ouvir Iridescent me acalmava muito quando minha vida estava difícil. A banda continua fazendo o mesmo trabalho, apenas o estilo de tocar que mudou. De qualquer modo, qualquer comentário do tipo "Eles não fazem mais o mesmo tipo de música deve ser desconsiderada, já que eles, desde o início, são uma banda Nu Metal/Alternativa.

Tadinho, é retardado :/

Linkin Park = Nu Metal, Alternativo.

Repetitivo? Ouço LP há anos, nunca ouvi um álbum deles desse jeito. Eu gostei muito, e para mim é novidade. Não se apoie em argumentos desse gênero.

Faz parte.

Assim como sua opinião nada construtiva.

Meu Deus, não fale besteira

Kkkk, comentário sensacional, cara. É isso aí. Mais de 10 anos mudando; sempre mudaram e sempre mudarão. É chato pessoas que se dizem fãs não entenderem que um artista muda, que ele tem suas ideias, que ele gostaria muitas vezes de se RECRIAR ao invés de ficar na mesmice. Mesmice é muito, muito chato. Grupos grandes que ficaram na mesmice não atinge o interesse de um novo público, e sim fica preso ao mesmo público. É irritante, e me agrada MUITO o fato da minha banda favorita ser como eu: Misto, se tratando de gosto musical.

O problema é que pessoas como você não se informaram antes. Eles há mais de um ano falaram em várias entrevistas que iriam fazer um álbum mais voltado para as letras, ao invés do som, e que seria um álbum mais calmo. Mimimi em dó maior, e pouca pesquisa.

Não, isso definitivamente não é evolução.Tá mais pra mercantilização.

não há numetal no THP (2014), um rock alternativo ou um "rock eletrônico" como já li em alguns lugares, Living Things(2012) é a mesma pegada Pop Rock, Burn it Down e Lost in the Echoes são mais Pop Rock ou alterinativo do que nunca. ATS (2010) dnv nada de numetal, aliás é o album mais "estranho" e longe do NuMetal que o Linkin Park já fez! ouça The Catalyst, Waiting for the End. Ninguém deveria ter espectativas de algo como Meteora/HT há pelo uns 8 anos...

O álbum tá bacana; moderno e esguio com alguma identidade do grupo, prevenindo-se assim de se mesclar amorfamente no mercado. Fãs mente aberta e novos espectadores devem aproveitar. Já os xiitas irão se desprender - mas é engraçado ainda exigirem metal do Linkin Park, já que com exceção do Hunting Party, foram mais de 10 anos de transições sonoras longe das origens.

The hunting party, penúltimo álbum foi de metal se não me engano então me diga quais foram esses três álbuns?

Nego fala de evoluir... kkkkkkkkkk Já pensou Slipknot fazendo Pop? A marca registrada do cara era os gritos potentes e o outro o seu rap... Era a mescla perfeita. Nem todas as músicas desse disco são ruins, mas vc fica na expectativa de voltar as raízes e vem uma porra dessa. É chato de ouvir.

TUDO e TODOS evoluem, isso é certo, faz parte da vida. Você pode até não gostar desse "novo Linkin Park" mas respeite.

Sábias palavras!

A grande massa que nao entende muito de música, acha que tem que ficar na mesma.... Música evolui. Vocês viuvas de Hybrid Theory ou Meteora conseguem imaginar um album desses sendo lançado em 2017? São álbuns da época que foram lançados. Linkin Park desde sempre mostrou evolução/mudanças. A ausência de sons eletrônicos no Minutes to Midnight, a sonoridade totalmente diferente no A Thousand Suns, o retorno do eletrônico em Living Things e o peso do The Hunting Party. É isso que faz o Linkin Park ser o Linkin Park... Não existe gênero. Se você está preso a isso, lembre-se você tem o limp bizkit.

as características da banda já não são metal/numetal ou whatever que seja desde os ultimos três albuns! se VOCÊ espera algo metal/numetal está com espectativa errada sobre a banda.

eu acho que com o que eles já venderam e shows que fazem não precisam pagar as contas por um bom tempo! hahahahahahah

Os caras tem por volta de 40 anos e precisam pagar as contas. Normal.

RIP

Parece que a galera perdeu Hunting Party aqui.. para mim o melhor desde Meteora, porém gostei do novo e como o autor falou você sabe que é pop mas tem o tom de LP nas música.

Eu achei uma música que lembra Michael Jackson, uma ai lembra folk, e a outra é totalmente calma. Não é álbum Myler cirus

Pq os caras não vivem no automático, cada álbum tem suas singularidades. Independente de gênero. E sim, é pop do bom, até pq vc analisa, pelo menos eu, as letras, melodias existe em raras faixas. Agora se vc é "fã" da banda, sabe muito bem do que falei no começo, cada álbum é uma coisa, o anterior a esse, é o mais hardcore da banda e o anterior é o mais eletrônico, e o anterior o mais esquisito. E que porra que disseram que queriam voltar as rádios??? Quando Linkin Park não esteve em rádios???? Pra mim o álbum não é nenhuma maravilha, mas tb tem seus méritos, LP assumindo sua identidade de diversidade, fazendo sons diferentes para a banda, só depende de como vc interpreta

Me diga como é esperar isso a 13 anos?

Gostei desse novo trabalho deles.

kkkkkkkkkkkkk

eu prefiro um ao vivou ou remix do que esse novo álbum fala serio esse disco ta muito zuado

Sinceramente não gostei de nenhuma música do Albúm novo e nem é birra por ser pop,mas pq achei as músicas muito ruins.

Resumindo .. o album é uma bosta

Essa crítica foi meio piada, álbum repetitivo, sem inspiração e sim quem ouve a banda a mais tempo espera um álbum com características da banda e não pq tenho mente fechada é pelo simples motivo de que a fama do LP veio do Rap/Rock, não se ouve Coldplay e esperar por um álbum de metal

kkkkkkkkkkkkkk

kkkkkkkkkk que comparação ridícula... é a mesma coisa que dizer que se você comparar o Calypso com Guns n Roses e imaginar o Slash no lugar do Chimbinha, que ApoCalypso é ótimo!

Linkin Park acabou depois de Meteora... com 1 ou 2 músicas que salvam nos álbuns Minutes to Midnight e A Thousand Suns.

Cara, mas que merd4 de album..olha, eu gosto de heavy metal, country e blues me deparei com uma critica do novo album do harry styles(sim!!, conhecido pelo filme do nolan que vai lançar...) e fiquei de boca aberta, então fui conferir, e o cara soube fazer pop,mas q varias vezes remete a george harrison,bowie,elton jonh e tem uma lá, sings of não sei oq, q me lembra algo do phil colins,enfim pop não é desculpa pra fazer merd4 e falar q quem não gosta tem mente fechada ou "não é pra vc"...

NO GOD! NO GOD, PLEASE NO, NO, NO, NOOOOOOOOOOOOO

"esvaziou o autódromo" kkkkkkkkkkkkkkk

Tliste

Vão matar o Lock, deplimente

"É pop do bom!" Ok que é opinião do cara. Eu achei estivesse ouvindo um álbum do Chainsmokers feat. Chester & Mike. E o Collision Course ser mudança radical me parece forçado já que a banda sempre misturou rock com rap e hip hop. Acho que pior do que ter sido pop é que as melodias são pobres, parece que o álbum foi feito no automático. Eles afirmaram que iriam mais pro pop porque buscavam mais destaque em rádios. Parece até que precisa conquistar fanbase. "se você imaginar uma guitarra pesada no lugar do teclado, é o Linkin Park de sempre" Eu pensei isso enquanto ouvia o álbum e também pensei: será que não tinha como adicionar um pouco mais de peso e distorção nessas músicas?? Sempre fui fã da banda mas esse álbum eu tenho certeza que nunca mais ouvirei de novo.

O album tá ruim demais! Extremamente repetitivo. Apenas uma musica do álbum de salva.

Eu fiquei mó tempão lá na frente da grade esperando esvaziar pra conseguir sair. Nego só fala besteira hahaha

Nada a ver... o LP lotou o autódromo. Eu estava lá e lotou mesmo. Não fale asneiras.

Esvaziou mesmo, quando eles acabaram de tocar. Enquanto eles tocaram tava lotado...

Putz, q tentativa forçada de defender a banda.... "se você imaginar uma guitarra pesada no lugar do teclado, é o Linkin Park de sempre" Kkkkkkkkkk

o autor tentou ser legalzinho com a banda. talvez se fosse um review mais raivoso, iriam achar ruim..dizer que não foi imparcial e baboseiras similares.

Então eles obtiveram sucesso, pois isso é a característica principal da música pop descartável.

há 2 musicas que se parecem

"Good Goodbye resgata a agressividade característica da banda"... não foi bem o que eu ouvi.

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus