Cate Blanchett
Personalidades

Cate Blanchett

  • Nascimento: 14 de Maio de 1969 (Melbourne, Victoria, Australia)
  • Idade: 48
  • Atividades: Ator

Cate Blanchett (nascida em Melbourne, Austrália, em 14 de maio de 1969), é uma atriz e diretora teatral australiana.

Com uma carreira repleta de papéis de destaque no teatro australiano, após sua formatura no National Institute for Dramatic Art, ainda no início da década de noventa, Blanchett segue para as telas com participações em produções como, Police Rescue, 1989-1996; o longa Police Rescue, 1994; realiza sua primeira sequência consistente de trabalho quando integra o elenco da minissérie Heartland, 1994-; segue para uma rápida participação na novela G.P., 1989-1996; e mais uma boa sequência de episódios na minissérie Bordertown, 1995-; com Hugo Weaving.

A partir desse momento, sua carreira como atriz começa a se estabelecer graças a uma sucessão consistente de longas-metragens, iniciando com Parklands, 1996; Um Canto de Esperança (Paradise Road, 1997), Ainda Bem Que Ele Conheceu Lizzie (Thank God He Met Lizzie, 1997), Oscar e Lucinda (Oscar and Lucinda, 1997), com Ralph Fiennes e Tom Wilkinson, seguindo para o trabalho que a coloca em evidência Elizabeth (Elizabeth, 1998), com GeoffreyRush e VincentCassel, e também lhe rende a primeira indicação ao Oscar na categoria de Melhor Atriz e seu primeiro Globo de Ouro na categoria Melhor Atriz - Drama. Ainda antes do final da década de noventa, Blanchett participa deO Marido Ideal (An Ideal Husband, 1999), com JulianneMoore, Alto Controle (Pushing Tin, 1999), com John Cusack, Billy Bob Thornton e Angelina Jolie, e finaliza o período com a produção dirigida por Anthony Minghela, O Talentoso Ripley (The Talented Mr. Ripley, 1999), com Matt Damon, Gwyneth Paltrow, Philip Seymour Hoffman e Jude Law.

Seu primeiro projeto nos anos 2000 é Porque Choram os Homens (The Man Who Cried, 2000), com Johnny Depp, seguindo para O Dom da Premonição (The Gift, 2000), dirigido por Sam Raimi, com Katie Holmes e Keanu Reeves, participa da comédia Vida Bandida (Bandits, 2000), com Bruce Willis e, novamente, Billy Bob Thornton, que lhe rende uma indicação ao Globo de Ouro na categoria Melhor Atriz – Comédia ou Musical, e inicia sua participação na trilogia dirigida por Peter Jackson, O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel (The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring, 2001), O Senhor dos Anéis: As Duas Torres (The Lord of the Rings: The Two Towers, 2002) e O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei (The Lord of the Rings: The Return of the King, 2003), com Elijah Wood, Ian McKellen e Orlando Bloom.

Durante o período de lançamento dos filmes,Blanchettpermanece presente em outras produções cinematográficas como Charlotte Gray – Paixão sem Fronteiras (Charlotte Gray, 2001), Chegadas e Partidas (The Shipping News, 2001), com Kevin Spacey, Judi Dench e, novamente, Juliane Moore, Paraíso (Heaven, 2002), dá vida a mais um personagem marcante em O Custo da Coragem (Veronica Guerin, 2003), dirigido por Joel Schumacher, com Colin Farrell, que lhe rende mais uma indicação ao Globo de Ouro na categoria de Melhor Atriz – Drama, aparece em um dos segmentos da produção Sobre Café e Cigarros (Coffee and Cigarettes, 2002), e encerra o período contracenando com Tommy Lee Jones em Desaparecidas (The Missing, 2003), dirigido por Ron Howard, com Aaron Eckhart e Val Kilmer.

Após o lançamento da trilogia adaptada dos livros Senhor dos Anéis, ela segue para sua sucessão de trabalhos mais marcantes que a estabelecem como um nome conhecido e recohnhecido por público e crítica, iniciando com seu primeiro projeto dirigido por Wes Anderson, A Vida Aquática com Steve Zissou (The Life Aquatic with Steve Zissou, 2004), com Bill Murray, Owen Wilson e Seu Jorge, o longa dirigido por Martin Scorsese, O Aviador (The Aviator, 2004), com Leonardo DiCaprio e Alec Baldwin, trabalho que lhe rende uma indicação ao Globo de Ouro de Melhor Atriz Coadjuvante e o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante, retorna para a Austrália onde participa deSob o Efeito da Água (Little Fish, 2005), novamente com Hugo Weaving, segue para Babel (Babel, 2006), com Brad Pitt, Gael Garcia Bernaledirigido por Alejandro González Iñárritu, integra o elenco do longa dirigido por Steven Soderberg, O Segredo de Berlim (The Good German, 2006), com George Clooney e Tobey Maguire, chegando a mais uma atuação importante em sua carreira no longa, Notas Sobre um Escândalo (Notes on a Scandal, 2006), novamente com Judi Dench, trabalho que lhe rende mais uma indicação ao Oscar e ao Globo de Ouro.

Posteriormente, integra o elenco do filme no qual diversos atores dão vida as várias fases de Bob Dylan, Não Estou Lá (I'm Not There., 2007), com Christian Bale, Heath Ledger e Richard Gere, que lhe rende mais um Globo de Ouro e nova indicação ao Oscar, seguindo para reviver a rainha Elizabeth em Elizabeth: A Era de Ouro (Elizabeth: The Golden Age, 2007), com Clive Owen, Eddie Redmayne e, mais uma vez, Geoffrey Rush, projeto que também lhe rende indicações ao Globo de Ouro e ao Oscar. Seu trabalho seguinte é dirigido por Steven Spielberge e conta comHarrison Ford e Shia LaBeouf, Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal (Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull, 2008), segue para a dublagem de um personagem na versão em inglês da animação Ponyo - Uma Amizade que Veio do Mar (Gake no ue no Ponyo, 2008), e fecha a década ao viver um personagem no longa dirigido porDavid Fincher, O Curioso Caso de Benjamin Button (The Curious Case of Benjamin Button, 2008), com Brad Pitt.

Dois anos mais tarde, abre a segunda década dos anos 2000, integrando o elenco de Robin Hood (Robin Hood, 2010), dirigido por Ridley Scott, com Russel Crowe, participa de Hanna (Hanna, 2011), dirigido por Joe Wright, com Saoirse Ronan, e ingressa na segunda trilogia de filmes dirigidos por Peter Jackson, O Hobbit: Uma Jornada Inesperada (The Hobbit: An Unexpected Journey, 2012), O Hobbit: A Desolação de Smaug (The Hobbit: The Desolation of Smaug, 2013) e O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos (The Hobbit: The Battle of the Five Armies, 2014), com Martin Freeman, Richard Armitage e, novamente, Ian McKellen. Um detalhe interessante sobre esse projeto, Blanchett cumpriu toda a sua agenda de gravação em apenas oito dias.

Enquanto essa nova trilogia chega aos cinemas, a atrizse mantém em destaque, dando vida a personagens como no longa dirigido por Woody Allen, Blue Jasmine (Blue Jasmine, 2013), que lhe rende mais um Globo de Ouro e um Oscar de Melhor Atriz. Logo em seguida, integra o elenco de The Turning (The Turning, 2013), novamente com Hugo Weaving, O Caso Galápagos - Quando Satã Veio ao Paraíso (The Galapagos Affair: Satan Came to Eden, 2013), segue para a produção escrita e dirigida por George Clooney, Caçadores de Obras-Primas (The Monuments Men, 2014), com Matt Damone Bill Murray, dubla um personagem em Como Treinar seu Dragão 2 (How to Train Your Dragon 2, 2014), participa do longa Cavaleiro de Copas (Knight of Cups, 2015), dirigido por Terrence Malick, com Christian Bale, Natalie Portman e Freida Pinto, segue para a versão live action de Cinderela (Cinderella, 2015), com Helena Bonham Carter, e para mais um projeto reconhecido por público e crítica, Carol (Carol, 2015), que novamente lhe rende indicações ao Oscar e ao Globo de Ouro. Ainda no mesmo ano, Integra o elenco de Truth, 2015; com Robert Redford e Dennis Quaid, compõe o elenco de mais uma produção australiana, Manifesto, 2015; e inicia os trabalhos em Jungle Book: Origins, 2017; dirigido por Andy Serkis.

Curiosidades

Depois de completar seu trabalho na trilogia Senhor dos Anéis, Blanchettficou com sua prótese de orelha élfica e mandou banha-la em bronze.

Em uma entrevista concedida ao canal Fox ela admitiu que havia aceitado o papel de Galadriel, em O Senhor dos Anéis, porque ela sempre quis aparecer em um filme “usando” orelhas pontudas.

Originalmente, iria viver a personagem Ana no filme Closer – Perto Demais (Closer, 2004), mas, por causa da sua segunda gravidez, precisou deixar o projeto e Julia Roberts foi escalada em seu lugar.

Foi considerada para o papel de Jane Smith em Sr. & Sra. Smith (Mr. & Mrs. Smith, 2005).

Conseguiu o papel em O Curioso Caso de Benjamin Button depois que Rachel Weisz desistiu do papel por causa de conflitos de agenda.

Raspou a cabeça aos 15 anos e quase foi demitida de seu emprego de enfermeira.

Foi a primeira escolha de Ridley Scottpara o papel de Comandante Lewis em Perdido em Marte (The Martian, 2015), mas desistiu do projeto devido a conflito de agendas.

Se você sabe que vai falhar, então falhe gloriosamente!”.

Você nunca conhece realmente Woody Allen. Ele não é o tipo de pessoa qual você pode bater na porta e dizer: 'Eu tive essa ideia realmente interessante'. Você só pode ter esperança de que ele tenha o seu nome escrito em um papelzinho em algum lugar e um dia ele vai te ligar e dizer: 'Oi, eu tenho um roteiro, gostaria que você desse uma olhada'.

Sua personificação de Katharine Hepburn em O Aviador, lhe valeu reconhecimento por parte de público e crítica, inclusive um Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante, tornando-a a única atriz a ganhar um Oscar por interpretar outra vencedora do prêmio.