Stan Lee
Personalidades

Stan Lee

  • Nascimento: 28 de Dezembro de 1922 (Nova York, NY, EUA)
  • Idade: 94
  • Atividades: Ator, Produtor, Roteirista

Stan Lee (nascido em Nova York, em 28 de Dezembro de 1922) é um escritor, editor, publicitário, produtor e empresário norte-americano.

Lee iniciou sua carreira nos quadrinhos com apenas 17 anos, após passar por diversos empregos como escrever obituários, releases para o National Tuberculosis Center, entregar sanduíches, trabalhar como office-boy e vendedor de assinatura de jornal.

Seu primeiro trabalho no segmento das histórias em quadrinhos foi uma página publicada na revista “Foils the Traitor's Revenge" em Capitão América #3, em maio de 1941. Nesse momento, o quadrinista usou o nome Stan Lee, ao invés de seu nome verdadeiro, pois tinha o objetivo de “guardar” seu nome real para trabalhos mais literários, por isso, não queria ser ligado às histórias em quadrinhos.

O primeiro personagem que desenvolve para a Timely Comics – posteriormente Marvel Comics – é o Demolidor/Vingador (Destroyer), que tem sua primeira aparição na revista Mystic Comics #6 em agosto de 1941. No mesmo ano cria os personagens Jack Frost Father Time. A carreira de Lee tem uma guinada rápida a partir do momento em que, após disputas internas, ele é alçado ao cargo de editor interino, com apenas 19 anos. Em 1942, vai para o exército e trabalha no segmento de reparos de telégrafos e outros equipamentos de comunicação. Lee, durante o período, também escreveu manuais, filmes de treinamento e slogans.

Já na década de 50, Lee chega à presidência da companhia, agora conhecida como Atlas Comics, e escreve histórias para os mais variados gêneros: Western, romance, humor e até mesmo uma série baseada em uma comédia feita para o rádio: My Friend Irma.

No final da década, a DC Comics retorna com o personagem Flash e revive o arquétipo do super-herói, alcançando relativo sucesso nas bancas. Outra ideia que dá certo é a criação da Liga da Justiça das Américas (Justice League of America, 1959). Com essa nova aposta da concorrente, Lee recebe de seu chefe direto a missão de criar um novo time de super-heróis. À essa época, Lee pensava em mudar de ramo, mas sua esposa o incentivou a continuar no mercado e criar histórias da forma como gostaria que elas fossem. Logo, seus novos personagens tornaram-se mais humanos, com problemas pessoais, vaidade, brigam entre si e precisam se preocupar com as contas do final do mês ou com a necessidade de conquistar um amor.

Sua primeira criação com essa perspectiva é o Quarteto Fantástico (The Fantastic Four), desenvolvida em conjunto com o ilustrador Jack Kirby. A dupla, após o sucesso alcançado com a primeira criação, desenvolveu HulkThor e Homem de Ferro (Iron Man). Em parceria com outros ilustradores, Lee também criou os X-MenDemolidor (Daredevil), Dr. Estranho (Doctor Strange) e o personagem mais famoso da editora, o Homem-Aranha (Spider-Man) e uniu diversos deles em um novo time de heróis, Os Vingadores (The Avengers).

Durante a década de sessenta Lee foi responsável por criar roteiros, editar e ser o diretor de arte de quase todas as revistas da editora. Ele também usou um sistema de trabalho que tornou-se conhecido como o Método Marvel, no qual realizava, em conjunto com o quadrinista, um brainstorm, após isso redigia uma sinopse sobre o que deveria se tratar a HQ. A partir dessas informações, o artista desenhava as páginas com a história e Lee criava os diálogos.

Lee também, de forma indireta, auxiliou na reforma do Comics Code quando, a pedido do Departamento de Saúde americano, desenvolveu uma trama secundária em Homem-Aranha abordando o perigo do uso de drogas, na qual o melhor amigo de Peter Parker torna-se viciado em pílulas. O processo de reforma iniciou-se, pois Lee publica as histórias sem a anuência da Comic Code Authority, já que a entidade não autorizava a criação de histórias que envolvessem drogas, mesmo que o tema central fosse um alerta contrário ao uso. Porém, Lee, apostando na importância do tema, lança os HQ´s, mantém um bom número de vendas e ganha prêmios por abordar o tema, sequência de fatos que geram a revisão da proibição por parte da CCA.

Em 1972 Lee deixa de escrever quadrinhos mensais e assume o cargo principal na editora, suas últimas publicações periódicas são The Amazing Spider-Man #110 e Fantastic Four #125. Nos anos seguintes, torna-se o embaixador da Marvel e participa de diversos eventos sobre quadrinhos. Eventualmente, retorna aos quadrinhos com edições especiais de personagens consagrados. Em 1981 muda-se para Los Angeles com a intenção de desenvolver produtos Marvel para TV e cinema. Lee chegou a ser presidente da Marvel por um breve espaço de tempo, mas saiu do cargo alegando que o trabalho tratava-se mais de números do que do processo criativo.

No final da década de 90 inicia a produtora Stan Lee Media em parceria com o advogado e empresário Peter F. Paulo, que posteriormente é preso por manipulação de ações. Em 2000, realiza a sua primeira criação para a DC Comics com a série Just Imagine..., na qual recria personagens clássicos da editora como Superman, Batman, Mulher-Maravilha, Lanterna Verde, Flash entre outros.

Na primeira década de 2000 Lee iniciou uma nova produtora a POW! (Purveyors of Wonder) Entertainment, em parceria com Gill Champion e Arthur Lieberman. Em 2006, para comemorar os 65 anos de Lee com a Marvel, a editora lança uma série de quadrinhos na qual Stan Lee se encontra com algumas de suas criações: Homem-Aranha, Doutor Estranho, Coisa, Surfista Prateado, entre outros. Em 2007 Lee ganha seu próprio action-figure, no ano seguinte recebe a National Medal of Arts, honraria concedida pelo governo americano e também tem seu primeiro crédito como roteirista de Mangá, para a série Heroman. Em 2012 inicia seu canal no Youtube: Stan Lee's World of Heroes no qual lança diversas criações suas e de outros criadores como Mark Hamill, Peter David, entre outros.

Curiosidade

Lee aparece em pequenos papéis em todas as produções cinematográficas originadas de sua obra.