HQ/Livros

Valerian | Como o quadrinho francês influenciou Star Wars

HQ foi lançada dez anos antes do longa e autores veem semelhanças entre as obras
-

Star Wars é uma das maiores ficções cientificas da história. O longa de 1977 deu origem a uma das franquias mais rentáveis de todos os tempos, somando fãs e apresentando o gênero para futuros cineastas até os dias de hoje. Elogiado pela originalidade, poucos sabem que muito do mundo de George Lucas foi fortemente influenciado por um quadrinho francês lançado dez anos antes: Valerian.

Em meados dos anos 60, os jovens quadrinistas Pierre Christin Jean-Claude Mézières decidiram passar um período nos EUA e, quando voltaram para França, eles chegaram com a ideia de criar uma história de Velho Oeste. Contudo, o gênero estava sendo explorado no país com o clássico Lucky Luke e, por conta disso, Christin teve a ideia de criar uma ficção cientifica – um formato que acreditava ser pouco explorado na época.

A dupla, então, criou o mundo de Valerian, uma ópera espacial que misturaria ação, humor e apresentaria um universo repleto de novas criaturas, naves espaciais e aventuras pelo desconhecido. Imediatamente um sucesso na França, as HQs rapidamente tornaram-se clássicos do gênero e virariam referência ao redor do mundo. 

Lucas nunca falou abertamente sobre a importância do quadrinho em sua obra, mas é difícil ignorar as semelhanças. Muito do que foi construído na HQ aparece no mundo de Star Wars, desde as roupas dos heróis, passando pela construção do universo, as criaturas espaciais até as características dos personagens principais. Em muito dos filmes é possível perceber que Lucas “emprestou” muita coisa da história criada pelos franceses.


Um dos maiores exemplos está no Episódio V, O Império Contra-Ataca. Na HQ Império de Milhares de Planetas, de 1971, Valerian fica preso em um líquido plástico muito semelhante ao Carbonite que Han Solo é aprisionado por Darth Vader na produção lançada nos anos 80. 

“O corte de cabelo de Han Solo e de Valerian é praticamente o mesmo. Acima disso, nossos personagens e os de Star Wars compartilham o mesmo tipo de humor. Quando alguma coisa dá errado, eles conseguem lidar com o ridículo no momento. Não são os típicos heróis que aparecerão com soluções para todos os problemas”, afirmou Christin em entrevista ao jornal alemão Die Welt (Via Europe Comics). “A relação do casal – Valerian e Laureline vs Han Solo e Leia – reforça os elementos de humor. Homens e mulheres se provocando sempre fica divertido. Isso foi completamente inédito para ficção cientifica – seja em quadrinhos ou em filmes”, explicou.

Christin assistiu ao Episódio IV pela primeira vez em 77 em um pequeno cinema e, imediatamente, viu as semelhanças entre os dois mundos. Na França, seu país natal, o público ficou convencido de que os autores haviam sido plagiados. Tanto é que a dupla de quadrinistas publicou uma pequena tira na revista Pilote onde os heróis Valerian e Laureline estão sentados em um bar espacial com Luke Skywalker e Leia e provocam: “Frequentamos esse lugar há algum tempo”.


O sucesso do longa obrigou a dupla a mudar a abordagem das histórias. Depois de passar uma década mostrando aliens, culturas exóticas e forças do mal eles precisaram mudar suas aventuras pois o universo de Lucas havia absorvido todos esses elementos. “Desenvolvemos uma história onde nossos heróis são mandados para Terra no tempo presente. Então, podemos dizer que Star Wars também teve uma influência em nós”, completou.

Christin, contudo, garante que não guarda ressentimentos de Lucas e garante que assistir ao filme foi a realização de um antigo sonho de criança. “Eu fiquei animado. Star Wars era a ficção cientifica que eu estava esperando assistir há anos. Com poucas exceções, os outros filmes do gênero eram no máximo medíocres”.

O quadrinho influenciou gerações e sua importância é inegável. Luc Besson lança nesta semana no Brasil a versão cinematográfica da história, mas a história é tão importante para o cineasta que ele chegou a trabalhar com Mézières no clássico O Quinto Elementocom o desenhista supervisionando o mundo do filme e assumidamente emprestando elementos da história. “Uma vez, Luc nos disse que ele aprendeu a ler com Valerian. Ele tinha dez anos na época”, afirmou. 

O quadrinho revolucionou o gênero de ficção cientifica e até hoje conta com fãs ao redor do mundo. Apesar de não admitir, muito do que foi visto em Star Wars pode ser visto em Valerian. 

Leia mais sobre Valerian
Leia mais sobre Star Wars

Star Wars: Episódio IV - Uma Nova Esperança
(Star Wars: Episode IV - A New Hope) Direção: George Lucas Estreia em 18/11/77
sobre o filme

Pra mim, a maior referência de Star Wars é Duna, de Frank Herbert. Existem tantas e tantos paralelos que se pode fazer...

Isabella, desculpe estar respondendo só 11 dias depois. Estava com problemas com a minha internet. Rsrsrsrs Você disse tudo! Aliás, além desses filmes, podemos citar também nada mais nada menos que o clássico "Blade Runner". Lembrando que o filme foi um fracasso comercial na época do lançamento (1982), ganhando o status de "cult" com o passar dos anos. Uma boa noite. Até mais.

E Incal por sua vez foi em parte inspirado no filme de Duna que o Jodorowski estava preparando junto com o Moebius mas que acabou sendo cancelado.

Flash Gordon não é space opera, ou melhor, não no começo, era romance planetário e espada e planeta, como John Carter, uma vez que surgiu de um projeto de tira do mesmo, embora esses subgêneros não são tão populares, um exemplo recente vai ser o filme Thor: Ragnarok, que em tese é um filme de Planeta Hulk. Existem fases do Flash Gordon mais space opera, onde ele era uma espécie de astronauta, no seriado de Tv dos anos 50 e numa época dos quadrinhos, muitos anos após o falecimento do criador.

Isabela, se quiser acrescentar algo junto com Quiof Thrul..respondi o comentário dele.

Conheço os sub gêneros da FC, e Star Wars não se enquadra em nenhum deles. Star Wars nem é uma Space Opera, mesmo que tenha se inspirado em muitas delas, e tenho muitos elementos delas. Mas Star Wars é na verdade uma fantasia espacial. Porque não seria? Você citou Flash Gordon, e este sim é uma FC Space Opera, já que se passa em nossa realidade(eles são terrestres) e possue um minimo de plausabilidade cientifica(que Star Wars não tem). Veja que não tenho problema com a Força em Star Wars, se fosse só isso. Mas todo pano de fundo de Star Wars é fantasioso. Todo ele! Sobre o link do Octavio Aragão, concordo com quase todo que ele disse, e os argumentos dele em nada contradizem os meus. Veja que os filmes que ele citeu, que podem ser transgressores para o gênero, se passam todos em nossa realidade: ("Uma grupo de caçadores neolíticos", "é o projeto de um produtor de TV", "No ano 922", "Nos últimos anos do século 19", "metade do século 20 e a atriz nascida no século 19". Cara, esse é um fundamento do gênero.

Entendo seu ponto, quanto tentam explicar, tem coisas como midichlorians ou parsecs como unidade velocidade e não de distância (embora já tenha visto umas teorias de fãs sobre o assunto), Perry Rhodan, algumas vezes é hard, mas é space opera pura, inclusive com entidades cósmicas, imortalidade, etc... George Lucas se inspirou em Flash Gordon, tinha cidade nas nuvens, raio da morte, planeta errante em rota de colisão com a Terra, só que mesmo assim, é considerado fc, só que existem subgêneros, o soft, o hard, o cyberpunk, etc... Tem um podcast com o escritor Octavio Aragão que ele fala sobre os elementos de fc http://www.terrazero.com.br/2016/07/comicpod-148-quadrinhos-nacionais-de-ficcao-cientifica/ No blog dele, ele relacionou filmes que muitos não consideram fc, mas são http://octavioaragao.blogspot.com.br/2017/01/cinco-filmes-de-ficcao-cientifica-que.html

O que torna Star Wars mais próximo do gênero de fantasia do que de FC é que ele, diferente de todos esses que vc citou, e de outros clássicos da FC como Duna e Fundação, é que Star Wars não se passa em nosso mundo. Tanto Valerian, Babylon 5, Star Trek, Perry Rhodan se passam em nossa realidade, mesmo que em tempos relativos. Já Star Wars, não! Ele não se passa no futuro ou num presente alternativo. A realidade de Star Wars está para nossa realidade tanto quanto Senhor dos Aneis, entende? A realidade de Star Wars não foi modificada pela tecnologia e ciência de nossa realidade. Estou errado? Veja que todos esses FC que vc citou possuem um explicação cientifica, mesmo que muitas vezes fictícias , mas com base em nossa realidade.. elas se explicam com base científica da nossa realidade. Star Wars, não! Não é um mundo de relatividade, física quântica, computadores binarios, Terra, Via Láctea , e etc, é sim um mundo que não exige um explicação cientifica para o que acontece, assim como as histórias de fantasia. E esses dois pontos que citei como argumentos são a base de toda história desse gênero que amamos. Eu amo Star Wars, mas não posso considera-lo o que ele não é.

mercenários da galáxia que o diga kkk

Star Wars nasceu de uma mescla de dezenas de referencias existentes; alem de Valerian, podemos citar obviamente Flash Gordon e Akira Kurosawa (dos quais Lucas era fã assumido); o primeiro rascunho do filme era uma copia total de A Fortaleza Escondida de Kurosawa. até mesmo 2001 foi uma fonte que Lucas bebeu, e inegavel que o resultado ficou muito bom, mas nao tira nem um pouco o brilho de suas fontes (assim como O Quinto Elemento não tira o brilho de sua inspiração, a HQ Incal, de Moebius e Jodorowski)

sim, o correto seria fantasia espacial (ou space opera)

Blasfêmia

kkkkkkkkkkkkkk sério que eu li isso?

O próprio George Lucas já disse que se inspirou em dezenas de fontes diferentes pra criar o universo SW. Mas como já foi dito nos comentários, SW nem ficção científica é.

Tem coisas que não tem muito sentido se dizer que é plágio. Por exemplo: o corte de cabelo. O corte de cabelo dos personagens era moda tanto no final dos anos 1960 quando foi lançado Valerian, quanto no final dos anos 1970 quando foi lançado SW. Isso claramente influenciou o designer de ambas obras.

Plagio ou não star é dez vezes melhor do que Val

"Star Wars é uma das maiores ficções cientificas da história"..... star wars não é ficção científica.

Sim e em monges católicos e budistas.

Um outro texto que achei bem interessante http://www.ficcoeshumanas.com/debates/a-space-opera

Os Meta Heroes vieram na esteira de Star Wars, pouco antes, o Ishonomori fez Message from Space, como costumo comentar, os japoneses pegam e remixam de forma bem particular, foi assim com a space opera, o cyberpunk, os mechas, com o RPG de mesa e os videogames, a ponto de praticamente ter se tornando um nicho, o group SNE além de Lodoss War, fez um jogo exclusivo de Shadowrun pra Sega CD, trabalharam com material oficial para GURPS, AD&D, MechWarrior, Warhammer e até Fighting Fantasy (a série de livro-jogo que aqui chamaram de Aventuras Fantásticas), eles atuam até os dias de hoje.

Na verdade, o direitor nunca admitiu publicamente, mas é admitido, sim, que desenvolveram o design final do Robocop em heróis japoneses na época. Nisso, as pesquisas de design mostram que é clara a inspiração no design de metla heroes como Gavan ou Jaspion. Como não temos realmente provas, fica como especulação (FORTE) e nada mais.

Sobre o Jaspion e Spielvan terem sido um fracasso ou não é muito debatido e questionado por muitos sites, fãs e afins...mas o fato é que após a trilogia dos Xerifes Espaciais (Gavan, Sharivan, Sheider), o gênero Metal Hero sofreu um declínio devido ao desgaste da fórmula ..e resultado Jaspion e Spielvan foram vítimas disso...tanto que depois tivemos o Jiraya (com os conceitos de Ninja e família), Jiban (com destruição da natureza, fraternidade e outros) a trilogia Rescue Police (Winspector (cujos crimes eram causados pelo empobrecimento espiritual (já ouviu falar no monólogo do Ryuma no início do 1º episódio?), Solbrain (salvar os corações dos criminosos, Exceedraft (?), Janperson ( um robo com sentimentos humanos) e outros....Off.: E uma curiosidade se o Jaspion tivesse sido um fracasso como Metalder, por exemplo, por que ele apareceria mais de uma vez ou seria citado pelo Gavan original e pelo Doggy Krueger/Dekamaster no filme Gavan Vs Dekarangers, bem como a Hellvira/Herbaira em Girls in Trouble (prólogo do Gavan Vs Dekarangers)?

Igual John Carter, embora não seja space opera, mas sim romance planetário e espada e planeta, curiosamente, a Marvel/Disney vai lançar um filme nesses subgêneros, Thor: Ragnarok, inspirado em Planeta Hulk.

Tropas Estelares é de um derivado da space opera, a ficção científica militar, por vezes chamada de space opera militar, o pesquisador e escritor Roberto de Sousa Causo tem um vídeo bem informativo https://www.youtube.com/watch?v=PxumyCgP_Zo

Olá, Isabella. Não conheço a obra mencionada por você, mas com certeza tomarei conhecimento. Sei o quanto Rowling bebeu da fonte de Gaiman por conhecer ambas as obras. Gosto muito da série HP e a palavra que a define, como você disse, é cativante. Também acho ambas as séries, Harry Potter e Star Wars, derivativas. Ao que parece a da Rowling muito mais graças a sua informação. As referências, se assim posso dizer, são tão claras em ambas que penso que os autores nem precisam mencionar suas inspirações. Acho melhor que assim permaneçam para evitar imbróglios.

Os universos Marvel e DC são science fantasy, até por misturem diversos gêneros de ficção, são uma extensão do que se via nos pulps, usasse o termo ficção especulativa para englobar ficção científica, fantasia e o terror, aqui no Brasil, o termo literatura fantástica tem sido usado para o mesmo fim. Há algum tempo, postei sobre gárgulas, que assim como Shadowrun, misturava fantasia com fc. http://quadripop.blogspot.com/2016/04/gargulas-serie-de-super-herois-da-disney.html

Obrigada, falou tudo. Eu ia tentar comentar algo do tipo mas não precisei. O gênero de space opera (que por acaso é um dos meus mais preferidos gêneros da ficção especulativa) realmente frequentemente acaba caindo para o lado da fantasia. A famosa série de space opera Ciclo Hainish da escritora Ursula K. Le Guin, por exemplo, começou praticamente no gênero da fantasia e da science fantasy com o livro Rocannon's World que apresentava feudos, castelos, espadas e alienígenas que parecem fadas, anões e elfos em um cenário supostamente de ficção científica. Outras science fantasies que eu mencionaria seriam a excelente série de quadrinhos do Brian K. Vaughan Saga (ela própria inspirada em Star Wars e frequentemente chamada de "Star Wars encontra Game of Thrones" e até de "Star Wars para pervertidos") e os trabalhos da grande Anne McCaffrey, principalmente a série Dragonriders of Pern.

Mesmo se o filme for um fracasso talvez nas décadas seguintes ele possa acabar se tornando um clássico cult, que nem filmes como Labirinto, Waterworld e Strange Days.

E em relação a série Terramar da Ursula K. Le Guin (ela praticamente plagiou metade de O Feiticeiro de Terramar para escrever A Pedra Filosofal). O pior da Rowling é que, enquanto que a obra-prima dela é muito boa e cativante ela também é extremamente derivativa, mas diferente de muitos outros escritores ela nunca confessou as suas inspirações e sempre deu a impressão de ter pensado em tudo sozinha.

Engraçado que sempre disseram que o Jaspion era um fracasso, agora ele e Spielvan aparecem ou então seus vilões, aqui os gibis da Abril e da EBAL tinham crossovers, essa foi uma outra investigação do meu blog, foi minha postagem inauguram em maio de 2014, mas sempre que posso, atualizo ou conserto algo http://quadripop.blogspot.com/2014/05/historias-em-quadrinhos-baseadas-em.html

A partir do filme Gavan Vs Gokaiger, a Toei estabeleceu que as Super Sentais (com exceção de Kyurangers) e Metal Heroes compartilham o mesmo universo, coisa que há tempos muitos fãs do gênero já suspeitavam que guerreiros como Jaspion/Juspion e Changeman teriam se encontrado, Spielvan e Flashman, e outros Off.: certas Sentais, Metal Heroes e KRs tinham conhecimento sobre seus antecessores...vide o caso do filme Gavan Vs Dekarangers, onde o DekaMaster está lutando contra o Mad Gallant II e diz que ouviu histórias sobre o Jaspion e o Mad Gallant original...Off.: Outra coisa: KRs são de um universo alternativo isto é citado quando Decade se encontra com Shinkenger...espero poder ver a sequência de Gavan Vs Dekarangers e outros filmes relacionados a Metal Heroes,Sentais e afins...

Obrigado, vou dar uma olhada, fiquei sabendo dessa participação do Jiraiya, inclusive o outro Jiraiya do Kakuranger, estabelecendo que os dois coexistem no Toeiverse.

Valerian é bem desconhecido na época , então só houve semelhanças no meu ver . ele foi ganhar destaque agora com adaptação dos quadrinhos

Na verdade Star Wars está mais para Flash Gordon, uma vez que a maior inspiração para o George Lucas é admitidamente o seriado clássico juntamente com A Fortaleza Escondida, filme japonês lançado em 1958 por Akira Kurosawa.

Interessante.Gostei do seu blog...achei interessante seu artigo sobre o 8 Man...Off.: Li em alguns sites estrangeiros que Winspector vai ganhar sequência (parece que na Coréia do Sul), onde Ryuma Kagawa vai ser o novo Inspetor-Chefe, o ex -Chefe Masaki vai ser o Embaixador japonês naquele país...não se sabe o Ryuma vai voltar a ser o Fire ou Knight Fire, ou se Daichi/Solbraver, Biker, Walther/Highter, Soldozer e outros irão aparecer...e outra como a Toei pretende reviver os Metal Heroes como foi mostrado nos filmes Girls in Trouble e Gavan Vs Dekarangers, onde Jaspion, Gavan, Jiban, DraftRedder, Janperson aparecem e em vários episódios de Ninninger onde Toha Yamashi é citado e aparece como Jiraya...isso fora as influências em certos KRs como G3-X, Drive (em que uma das sequências chega a lembrar a transformação de Ryuma em Fire (WSP)

Na verdade, a ideia do Lucas era dirigir Flash Gordon, ele descobriu que o Dino De Laurentiis estava com direitos e foi tentar se candidatar, o produtor italiano recusou, foi quando ele resolveu criar The Star Wars, no meio da pesquisa, descobriu que haviam dois personagens anteriores ao Flash Gordon que lutavam com espadas no espaço, John Carter do Edgar Rice Burroughs e Gullivar Jones do Edwin Lester Arnold, ambos aparecem juntos na série da Dynamite na Liga Extraordinária do Moore.

Nero, eu falei disso, essa do Gavan é lenda, o diretor citou o Juiz Dredd http://quadripop.blogspot.com/2016/08/o-oitavo-homem.html

Nunca ouvi falar...mas pela foto que você postou o design parece ser interessante...Off.: Da mesma forma que uns não admitem que armadura do Robocop tenha se inspirado Xerife Espacial Gavan ou de que o Robocop teria se inspirado no 8 Man que serviu de base pro saudoso Policial de Aço Jiban...

Assim como o próprio Star Wars influenciou vários filmes...Nada de cria...

Acho que Flash Gordon também influenciou Star Wars.

Olha tem semelhanças, mas há outras obras que comparam dentro dos Estados Unidos, que ambos beberam na mesma fonte, a FC dos pulps.

Antes do Hakaider tinha o vilão The Lighting do seriado The Fighting Devil Dogs de 1938, mas uma vez, Lucas nunca confirmou ou desmentiu http://216.75.63.68/space/serial/serials2/lig_1.jpg

Nas telas sim, mas os sabres apareciam na literatura, até mesmo em Lucky Starr do Asimov.

É space opera e science fantasy

Star Wars é ficção científica e science fantasy, acontece que muita gente tem a ideia de FC como histórias com rigor científico, isso é um subgênero chamado hard science fiction, Star Wars é space opera, tal como Perry Rhodan, Valérian e Babylon 5, Star Trek tem elementos de hard, mas também é space opera deixo esse artigo http://maxiverso.com.br/blog/2016/01/26/star-wars-e-ficcao-cientifica-sim/

Jedis sao inspirados em elites de guerreiros como as ordens de cavalaria medievais e os samurais. Espadas energéticas existem antes de sw tbm

Sérgio?

Canal você sabia fez primeiro

Crítica sobre "Valerian e a cidade dos mil planetas": https://cinematographecinemafilmes.wordpress.com/2017/08/09/valerian-e-a-cidade-dos-mil-planetas-2017/

"Christin assistiu ao Episódio IV pela primeira vez em 77 em um pequeno cinema e, imediatamente, viu as semelhanças entre os dois mundos. Na França, seu país natal, o público ficou convencido de que os autores haviam sido plagiados. Tanto é que a dupla de quadrinistas publicou uma pequena tira na revista Pilote onde os heróis Valerian e Laureline estão sentados em um bar espacial com Luke Skywalker e Leia e provocam: “Frequentamos esse lugar há algum tempo”." Deu a entender que a tira foi feita logo depois do lançamento do Episódio IV, mas, se a imagem seguinte a esse parágrafo for a tira, então ela foi lançada na época ou após o Episódio VI...

O ocorre deveria ser Space Opera, e não fantasia.

Interessante...Off.: Isso quer dizer que SW é uma mistura (Valerian + Kikaider/ Hakaider (inspiração de Darth Vader) + misticismo) e outros...

É crime.

Realmente, não sei porque as pessoas em geral classificam SW como FC. Ficção Científica = filmes que tem um pé no chão, mesmo que futuristas. Fantasia = se baseiam em "magia", como por exemplo, a "Força", o poder do Anel. Exemplos de ficção: "Contato", "Interstellar", "2001", etc. SW é fantasia.

Star Wars não é ficção científica, mas sim fantasia!!

Pena que o filme foi desprezado na bilheteria americana.

A únicas coisas que são originais em Star Wars são os lances dos Jedis e os sabres.porque de resto já se via tudo.

Star Wars é praticamente uma coletânea de varias obras scifi, de Flash Gordon a Duna.

Ótima matéria! Aliás, independente de qual seja a bilheteria de Valerian nos cinemas, torço para que seja um excelente filme. E para que tenha uma ótima bilheteria, afinal, embora reconheça que as chances não sejam tão favoráveis assim. Luc Besson é um excelente diretor, e essa HQ é um marco da ficção científica. Uma boa noite à todos. Até mais.

Tanto potencial desperdiçado no Valerian...

Faaala aí galera!!! Já assistiram Planeta dos Macacos a Gerra?? Fiz uma crítica sobre no meu canal. Da uma conferida lá e se puderem dar aquela força se inscrevam no canal :D Descubra se o filme encerrou de maneira honrosa a trilogia, bom vídeo!!!!! https://www.youtube.com/watch?v=3ICVxhPqAFw

valerian o agente espaço temporal foi a minha primeira experiencia com quadrinhos europeus,a tira era publicado o globinho supercolorido o suplemento infatil do jornal o globo em 1985,não sabia dessa ligação com saga de george lucas.

Revisar texto não é pratica do omelete.

O.o ...

"Valerian fica preso em um plástico Valerian fica preso em um líquido plástico muito semelhante ao Carbonite" Cadê a revisão de texto,gente?

"Lucas nunca falou abertamente sobre a importância da HQ em sua obra..." E não é preciso. Assim como J. K. Rowling em relação a Os Livros Da Magia. Acho até melhor que os dois fiquem calados.

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus