HQ/Livros

Turma da Mônica | "Eu sempre oriento que evitem assuntos polêmicos e politicamente incorretos", diz Maurício de Sousa

Em entrevista ao Omelete, o criador da Turma da Mônica revisita o passado, discute o presente e prevê o futuro
-

Aos 82 anos recém-completados, Maurício de Sousa é considerado por muitos o Walt Disney brasileiro. Afastado da prancheta de desenho, hoje o ilustrador se dedica à administração de sua produtora, que mantém influência sobre a antiga legião de fãs e conquista admiradores que sequer existiam quando a dentuça mais famosa do país surgiu.

Entre Mônicas e Cebolinhas, são mais de 400 personagens criados e um bilhão de gibis vendidos. Números superlativos que, a seu ver, devem aumentar cada vez mais. Em entrevista ao Omelete, o criador da Turma da Mônica revisita o passado, discute o presente e prevê o futuro:

Omelete: Dentre os 400 personagens da Turma da Mônica, qual seria o seu melhor amigo?
Maurício de Sousa: O conversador em termos filosóficos é o Horácio. Ele é um filhote de Tiranossauro Rex, não obstante vegetariano, gentil e que prega a harmonia, bem parecido comigo. Suas tiradas filosóficas servem perfeitamente para falar sobre o mundo atual.

Até hoje, Horácio é o único personagem roteirizado e desenhado apenas por ti, certo?
Sim. Com o tempo, percebi que, se continuasse trabalhando sozinho, não conseguiria dar a arrancada necessária para enfrentar a concorrência. Então, consciente e lentamente, formei uma equipe. Com dor no coração, admito. Afinal, eram filhos que eu estava deixando para outras pessoas cuidarem.

Mas como você enxerga outras pessoas escrevendo e desenhando seus personagens?
Os artistas são fãs natos da Mônica. Reproduzem e criam gibis desde criança. Isso facilitou muito. Eu olho o que eles estão fazendo, de vez em quando dou um pitaco, sugiro correçõezinhas, mas aquela preocupação maior já deixou de existir. O estúdio amadureceu. Hoje, alguns deles já me ultrapassaram: desenham ou tratam de algum tema melhor do que eu.

Qual é o segredo para manter o sucesso conservado durante estes quase 50 anos?
Respeitar a realidade dos leitores. Os personagens têm que ser de hoje e de agora. Por isso, eu insisto que minha equipe seja composta de gente jovem, informada e curiosa. Eles precisam estar sempre atentos ao que está acontecendo ao redor e inserir os personagens no mundo de hoje. Apesar de que, obviamente, se você pegar uma revista da Mônica de 40 anos atrás, vai entendê-la perfeitamente. A essência permanece a mesma.

Inseri-los inclusive em situações polêmicas? Que envolvem sexualidade, por exemplo?
Eu sempre oriento que evitem assuntos polêmicos e politicamente incorretos. Não que eu adore o sistema de vigilância que existe atualmente, mas os costumes mudam, e os personagens têm que acompanhá-los. No entanto, não devemos levantar bandeiras. Temos que pegar a bandeira que está passando. Me cobram muito: onde estão os personagens gays? Eu respondo: estão esperando o momento em que serão vistos com naturalidade pela sociedade. Eu não quero me adiantar, mas também não quero perder o bonde.

Algum tempo atrás, a Mônica virou meme. Como é sua relação com a internet, com os blockbusters e best-sellers do momento?
Eu acompanho indiretamente. De vez em quando, convido meus filhos, netos e bisnetos para um um almoço e provoco conversação sobre assuntos do momento. Não dá para acompanhar tudo, mas eu não posso ficar completamente de fora.

Dentro do estúdio, cada vez mais estamos saindo do papel e migrando para a internet. No YouTube, temos o Mônica Toy, animações curtas que, por não terem um idioma, são entendidas por qualquer espectador ao redor do mundo. Cada semana está estourando em um país diferente e, antes do fim do ano, chega a três bilhões de visualizações.

Além do Mônica Toy, quais são as novidades da Maurício de Sousa Produções?
Recentemente, entramos no texto corrido com Turma da Mônica Jovem: Uma Viagem Inesperada [uma antologia de contos escritos por autoras e YouTubers juvenis]. Penso também em livros mais ambiciosos, com mais páginas.

Em entrevista à Veja, você comentou que pretende abrir uma empresa no exterior. Quais são os planos para o mercado internacional?
Com a explosão do Mônica Toy, nossa entrada em outros países foi apressada. Lançaremos produtos da Turma da Mônica no exterior, inclusive por meio de licenciamento, que eu sempre tive dificuldade em aceitar. Na América Latina, estamos sendo exibidos pelo Cartoon Network; no Japão, voltamos a ser publicados; na França, entramos com graphic novels. Os próximos passos serão alinhavados conforme os resultados. Não podemos fazer nada antes da hora.

Alguns leitores brincam que a Turma da Mônica é a Disney brasileira. Você concorda? Ou será que a Disney é mais uma concorrente?
Eu não considero a Disney concorrente, pois a realidade e as possibilidades deles são outras. Mas não deixa de ser uma grande vitrine para nos inspirarmos e ver o que dá para fazer por aqui. Mas muita coisa que a gente faz a Disney também faz, à moda deles.

No fim de setembro, foi revelado o elenco do primeiro live-action da Turma. Durante todas estas décadas, nunca passou pela sua cabeça fazer um filme desses?
Não. Eu não entendo de cinema. Sempre foi uma grande oportunidade, mas precisávamos estar com o pessoal da área. As produtoras que estão conosco são das melhores, e eu confio plenamente que vai sair um produto muito bom.

Com que proximidade você está acompanhando a produção?
Eles me mostram tudo que estão fazendo e, para variar, eu concordo. É o melhor que se pode fazer no cinema nacional e eu estou muito satisfeito.

Você já pensou em produzir algo fora da Turma da Mônica?
Não. A Turma da Mônica é apenas uma das famílias de personagens que eu criei. No mesmo estilo, agora vamos trabalhar as histórias das outras famílias. Espero ter uma saúde adequada para o que ainda quero fazer.

Leia mais sobre Turma da Mônica

Parabéns!

Usa a tua criatividade e coloca no GOOGLE: "Mensagens Subliminares nos quadrinhos da Turma da Mônica". No youtube, tem conteúdo que qualquer pessoa poderá encontrar, mesmo sem ser um expert em "pesquisa".

Se tivesse preguiça não teria respondido. Se estivesse por "toda a net" era fácil localizar e passar. Não é muito mais fácil admitir? Vc NÃO TEM NADA! Fim!

Será? Não precisa me desafiar, porque o que vc desafia a provar, está por toda a net e gavetas. É surreal como você depende de mim para te provar alguma coisa. Agora quem está com preguiça sou eu.

Block porque não tem condições de dar uma resposta digna a não ser esse mimimi de ideologia de gênero. Devia é tomar um processo na cara para ter que provar que alguém aqui defende pedofilia.

Olhe sua inbox.

Não esperava outra coisa de um covarde anônimo

Não querido, se eu quisesse me esconder não estaria em redes sociais ou usaria um perfil fake, como aliciadores usam. É localizar ID é tão fácil qt caracterizar ameaças. Não sei se vc sabe mas existe leis da internet hj em dia, talvez não,vc deve ter ficado preso naqueles golpes imaginarios.

Opa, olha eu de novo. Uma dica: excesso de exposição faz mal. Demorei 10s pra te achar na internet.

Estou esperando você resolver se é pra debater ou se é pra atacar. Você estava numa linha interessante de debate e de repente solta um "covarde". Não estou me escondendo, estou me preservando. Não vou sair expondo minha vida pessoal pra qualquer um. Não misturo o real com o virtual mas uso o virtual como ferramenta. Enfim, estou de saída. Se quiser discutir ideias estou à disposição. Se quer continuar na linha do "melhor defesa é o ataque" então lamento mas pra mim esgotou. Fique bem.

Se tivesse preguiça, não estava aqui te desafiando, mesmo sabendo que é perda de tempo pq vc não tem nada.

Olha que beleza, além de covarde deve ser meu parente, afinal sabe tanto da minha vida né? Muito bem, visto que qd o militarismo acabou eu estava entrando no Ensino Fundamental, apesar desse "golpe da educação" existiam bibliotecas e liberdade para ler e passar horas dentro de uma sala cercada de informação. Existiam escolas Padrão e professores maravilhosos, vai ver que dei sorte e esse "Golpe da grade curricular", não me impedia de ir atrás de informação. Entenda que a educação se inicia na escola mas se propaga na vida, o problema não é só a educação na escola pública, os pais querem que seus filhos não tenham acesso aquilo que eles discordam pq são incapazes de argumentar, pq terceirizam a sua educação para a TV e a Internet, mas não querem ser questionados e então vem a pérola, se a mídia fala de algo que não está dentro dos "Seus Padrões" a casa cai. Pessoas criadas com muita distração e pouca explicação, é disso que se trata, medo da realidade. Adoro debater ideias, mas só com quem não tem nada a esconder, anonimato pra mim sempre será coisa de gente covarde.

É preguiça de procurar, ou medo de encontrar? Usa tua internet cara!

Olha, vou te explicar porque estou de excelente humor e você foi de fato vítima dos militares. Na década de 60 (principalmente depois de 68), houve uma campanha velada pra sabotar a educação no país. Mudança de grade curricular, omissão proposital de fatos e mais um monte de coisas. Motivo? Evitar que se formassem opiniões, principalmente contrárias ao militarismo. Um exemplo clássico são as universidades federais. Alguns blocos até hoje preservam aqueles corredores estreitos que chegam a ser claustrofóbicos. O motivo? Evitar que os alunos se reunissem pra trocar ideias. Daí a democracia voltou mas a educação não melhorou. Aliás só foi ladeira abaixo, só que em um ritmo mais lento. Basta ver a escola pública, que em sua maioria não forma ninguém de fato. Daí acabaram com a reprovação entre outras medidas que beiram o ridículo. O resto vou apenas ignorar. Mesmo se eu te der telefone e endereço duvido muito receber uma visita sua pra tomar um café que seja. Muito menos debater ideias cara a cara. Então beijo e até mais.

Faz assim, qd vc virar homem, sair do anonimato e mostrar a cara eu volto a me dar ao trabalho, não suporto gente que se esconde atrás de algo que qd existia ainda cagava nas calças, a única referencia de militarismo que vc tem é o Bolsabosta, o mesmo que foi expulso e agora bate no peito dizendo que foi militar.

Só desconfiava mas agora tive certeza. É, os militares fizeram um trabalho excelente.

O que exatamente o Omelete não deixa postar? Mas ok, não enrole: passe logo as palavras chaves do que devo procurar para encontrar crianças praticando sexo em histórias infantis do Mauricio de Sousa.

Isso aí amigo, boiolas só na vida real, fique a vontade 😉

Com certeza seu argumento de Nárnia é melhor. Desculpe não conseguir ser coerente como alguém q frequenta Monstropolis. Mas não lembro de ter citado seu nome qd falei em sair do armário, enfim, aproveita a oportunidade 😉

Patrulha do mimimi: presente.

Nem vou perguntar quem você admira. Tenho medo da resposta.

"Falou, falou, falou e não disse nada." Quer que os outros tenham coerência (pelo que eu consegui entender do seu comentário) sendo que você não tem coerência de ideias pra escrever. E pode ter certeza que eu vou sair do armário. Quando eu voltar de Nárnia ou de Monstrópolis.

nada de boiola nos hqs

Procura no Google (tu não vai levar nem 15 segundos). É muito fácil de encontrar. No Omelete não tem a opção de postar.

Conclusão: sexo entre crianças em histórias infantis do Maurício de Sousa é coisa para quem tem minhocas na cabeça.

THE END Fechou com chave de Ouro!

Quem impõe visão é dono de jornal e professor esquerdista. Eu apenas estou comentando.

Mimimi... Block. Eu defendo que as crianças não sofram lavagem cerebral subliminar, mas você vem com conversinha mole. Block antes que comece a defender pedofilia!

Mimimi... Block. Desapareça antes que comece a defender pedofilia e seus aliados que inoculam perversidade nas crianças.

Se depender de mim, não mesmo! Sou direitista raiz, não essa turminha de liberais.

Entendi. E mais ou menos como se eu dissesse: "Gente, acabo de ver uma minhoca com cabeça e pernas!" E alguém respondesse: "Minhoca? Isso não tem nem pé nem cabeça! Quero ver. Onde está?" Então eu responderia: "Não tenho obrigação de comprovar nada, mas o alerta está dado".

Ele fala sobre evitar polêmica e politicamente incorreto, mas isso acontece direto nas hqs. Tem várias situações de politicamente incorreto, algumas até duvidosas, e também sugestões a causas sociais. A questão é: A sociedade vai mudando e os costumes tb (como afirmado na entrevista). O problema é o povo chato que reclama de tudo. Mas as hqs tão aí, sendo publicadas até hoje e o universo se expandindo cada vez mais. Nada vira grande polêmica pq as pessoas tem mais o que fazer da vida.

Após ler a biografia do Maurício cheguei a algumas impressões. É incontestável a importância dele para o quadrinho nacional e também sua proporção comercial. É um sucesso extraordinário. Acho que é justamente nesse âmbito comercial, a razão para o Maurício sempre passar esse fama de "isentão". Ele não vê potencial financeiro em questões polêmicas e por isso ele não as aborda. Ele deixa claro em sua biografia que o negócio dele sempre foi monetizar a Turma da Mônica de todas as maneiras possíveis. Me parece que ele não queria ruídos em sua empreitada e por isso nunca abraçou causas sociais (ao menos que dessem dinheiro) ou a causa dos ilustradores. Sua obra é magnífica e ele é um sucesso entre os fãs, mas acho que Mauricio nunca foi uma unanimidade, até mesmo como pessoa, entre os profissionais da sua área.

É muita falta do que fazer mesmo... entrar na discussao pra falar isso???

O MBL invade o Omelete;

Me falaram, mas eu só acreditei vendo.

Não tenho a obrigação de comprovar nada, apenas alertar, porque essa é uma obrigação moral. Mas vc é livre para aceitar ou discordar; ignorar ou ir a fundo nesse assunto, de forma imparcial.

O maior problema disso tudo, é o fato das crianças possuírem a mente suscetível ao controle externo. E quando se aplica mensagens subliminares, fica ainda mais fácil moldar alguma ideia na mente de alguém, imagina em crianças, que ainda não possuem desenvolvimento cerebral para saberem realmente quem são e o que querem ser. Se um adulto, seja ele, mulher ou homem, optar pela mudança de gênero, tudo bem; cada ser humano é livre e tem o direito de ser feliz como preferir. Porém, uma criança tem grandes chances de se confundir, quanto a sua sexualidade. Então vem alguém e diz a ela: vc é gay, ou vc é hétero. Pronto, ela vai aceitar, dificilmente irá argumentar. E fazer isso com uma criança é muita covardia. Se muitos adultos, muitas vezes, precisam recorrer a psicólogos para encontrarem o seu verdadeiro "eu", como uma criança terá a capacidade de saber o que quer pra si? Ou seja, o problema não é a orientação sexual (ser hétero ou gay), mas, sim, a indução sexual, como vc citou, veiculada nesse quadrinho.

Ver 'capeta' em tudo, e não ver 'capeta' em nada, são a mesma coisa. Neste caso nem é o capeta, é o desenhista mesmo.

O subconsciente entende e assimila. De fato, existem muitas pessoas neuróticas, que necessitam de ajuda. "A beleza está nos olhos de quem vê", esse raciocínio se aplica, muitas vezes, à maldade (malícia). Porém, nesse caso, existem imagens que comprovam essa ideia, que não é de minha autoria, ao contrário, é tema constante em diversos debates sobre pornografia infantil. A questão em si, não é discutir e nem combater a homossexualidade, sexualidade ou Maurício de Sousa, mas analisar o porquê (qual é a finalidade) dessas imagens (sutilmente colocadas no pano de fundo das cenas); a linguagem (de conotação sexual, mascarada no duplo sentido), tendo em vista, especifícamente, o público infantil.

Sabe o que é bom? Não sustentar traficantes e nem a tristeza oculta.

haja idiotas pra ver maldade ate no gibi da Monica. Pior que a maioria que critica, como esse Pedro abaixo, deve ficar o dia inteiro no xvideos vendo videos gays e fica aqui dando uma de moralista

Isso deve ter mexido muito com sua mente reprimida, ne? Solta a franga e seja feliz, pedrinha ,,, ainda da tempo

O bagulho que voce fumou deve ser bom mesmo

foda-se voce

Pedro adora segurar no cabo da galera do quartel e fica ai dando uma de machao...kkkk

Larga a mao de ser mentirosa.

Tá bom.

O que sei é que bati muita bronha prá Magali quando era criança. Prá Monica, não...tinha medo que os dentões dela esfolassem meu bilau.

Querido, vc tem mais de 7500 comentários, sério? Pq se isso não é doença é muita falta do que fazer mesmo kkkkkkkkkk ...... Se não resolver a terapia procure uma mulher, ou homem como preferir, enfim encontre uma companhia e nos poupe, se poupe.

Doutrinados? Realmente seu argumento é muito melhor não é? Deixa eu te contar um segredo, ninguém é obrigado a ler as histórinhas, mas é claro que pessoas hipócritas como vc vão ler para poder ter um sentido em suas vidas, que obviamente é cuidar do furico alheio. Querido, quem não gosta fica longe e não espiando pelo buraco da fechadura e se como uma pessoa vive, mesmo que não mude em nada a vida do outro te incomoda, então vc é doente sim.... Terapia amiguinho, vai se tratar vai, pq sua vida deve ser muito ruim para se preocupar com a de quem vc tanto critica ;)

Se te incomodou você simplesmente não deveria mais comprar nem ler, não precisa ficar achando que sua opinião é superior à dos outros e tentar impor essa visão .

Nossa, imagino como tudo isso deve ter sido traumático para sua frágil e confusa masculinidade.

Eram doutrinados nas escolas, universidades e mídia, mas a inclusão digital fez com que tivessem acesso à várias fontes de informação e hoje tem suas próprias ideias e tenham liberdade para criticar e serem criticadas.

Apareceu uma história na qual Papai Noel (!) crítica quem acha que existe brinquedos proprios para meninos e para meninas. Até aí OK, se o brinquedo em questão não fosse uma boneca a ser dada de presente para o Cebolinha!

A primeira historinha que me incomodou foi uma na qual as meninas chegaram no campinho de futebol e deram uma goleada no time do Cascão, sendo inclusive mostradas como fisicamente mais fortes do que eles: ideologia de gênero na veia, ignorando até a notória superioridade física do sexo masculino. Como se não bastasse, no final da historinha o Cascão vai brincar de casinha e bonecas para mostrar que consegue ser uma "menina" melhor do que as próprias. Outra história grotesca que vi foi uma na qual a Mônica amanheceu tendo um "pênis" (!!!!!) e ficou toda feliz com isso!

Quem se mete na vida dos outros são os doutrinadores e gente como você, que chama os outros de falsos moralistas e de doentes que precisam de algum tipo de tratamento porque não pensam igual aos doutrinados. Como não encontrei argumentos de sua parte, leve um block!

Sim, até porque a "violência cômica" deles era realmente cômica. Mas esse clichê copiado por outros autores em grande parte ficou ruim. Alguém acha engraçado os tapas da Dona Florinda? O próprio Bolaños em uma entrevista disse que se arrependeu de ter usado essa violência cômica em "Chaves", sendo que em alguns casos ela era até pesada. Os tapas do Moe não eram nada perto do combo triplo que o Chaves mandava na cara do Quico! =D

Na imagem de capa eu pensei que era o Michel Temer... Imaginei o que diabos ele estava fazendo ao lado da Monica

É tanto falso moralista com medo de Gays, que eu me pergunto ... Pessoas, tá na hora não de vcs sairem do armário? Ou vão se tratar minha gente, que mania de achar que o furico do vizinho vai interferir na sua vida. Façam o seguinte, não alfabetizem seus filhos e pronto, assim eles não vão ler nada, olha que beleza. Deixem que a rua ou alguém mal intencionado ensine td para eles, acredito que vai ser melhor mesmo, até pq esses pobres anjinhos não tem acesso a internet e jamais saberão o que acontece com seus corpos, somente com os corpos alheios, com um pouco de sorte eles encontram algum anônimo na internet que os ensinem, melhor do que leitura afinal.

Não sei qual a serventia de mensagens nas quais não conseguimos ver ou entender. Só gente neurótica mesmo, terapia neles kkkkk

Apoio, melhor comentário.

Três patetas é show.

Gente maluca: De onde vieram? Do que se alimentam? O que faziam antes da inclusão digital?

vide página do facebook "porra mauricio" kk

...tanto fazia se eram meninas ou meninos com "torneirinhas"... vocês ja viram esse quadrinho? Eis a resposta subliminar... Tem razão Léo!

Nós GOSTÁVAMOS dos gibis de Monica, Cebolinha e Magali, quando eram apenas desenhos engraçados com historinhas (ou estorinhas) ingênuas e muito bem humoradas, divertidas. Até que li quadrinhos em que a Monica perguntava sobre "torneirinhas" dos meninos. E tanto fazia se eram meninas ou meninos com "torneirinhas". Em outra o "papai noel" (letras minúsculas mesmo), mencionava que tanto faz meninos ganhar e brincar de bonecas e ninguém tinha nada com isso. Perdeu a pureza, entrou a ideologia de gênero e mensagens para torcer o pensamento das crianças. Esqueceu a ingenuidade e a pureza dos quadrinhos infantis. Entregou a produção para gente de pensamento tendencioso. Perdeu a originalidade. Infelizmente como tudo nesse país. Perdeu a pureza do simples ato de rir COM e PARA crianças. Perdeu o rumo. E é claro, tirou nossa confiança no belo, no ingênuo. Óbvio que perdeu nossa admiração e é certo que deixamos de consumir suas revistas, agora poluídas...

Que caralho é shushushus

A chamada para a matéria no site da uol está indecifrável. Apenas se compreende que se trata do Maurício de Souza. Não há revisão?

Já tivemos a honra de conversar pelo twitter, né Mauricio? E ambos estamos lado a lado com nossos desenhos no livro de caricaturas que foi dado de presente ao Papa Francisco. Uma grande honra pra mim. Estar ao lado deste grande artista e ter meu desenho no presente dado ao Papa!

Tempo bom era quando não tinha patrulha, como na mostra do Santander ou no MAM. IRONIC MODE ON

Sou do tempo que juntava tampinha de Coca-Cola pra trocar por um gibi da turma da Mônica, eita tempo bom. Obrigado por ter criado um belo universo infantil, Mauricio de Souza!

vê capeta em tudo ...

Mauricio de Souza empresário de inteligência !

Por que não mostra VOCÊ as suas pesquisas? Comprove aí o sexo ocorrendo entre as crianças "subliminarmente".

Não tenho nenhuma admiração por esse sujeito.

o cara é um mito..... vida longa longa Mauricio, vida longa Monteiro (à sua obra)

Para aqueles que não acreditam em mensagens subliminares, por favor, estudem bastante sobre o assunto. Quando criança, eu não percebia (obviamente), muitas dessas mensagens nos quadrinhos deste homem. Mas, recentemente, pude constatar, que o Maurício propagou ideias subliminares que remetem claramente ao sexo entre crianças. Pesquisem, pesquisem e reflitam. Politicamente incorreto? Cada mente com sua consciência. Prefiro ser careta, do que me dobrar à insanidade humana. Repito: PESQUISEM e tirem suas conclusões.

O cara evitou todas as polêmicas possíveis e, mesmo assim, a patrulha da moral e dos bons costumes já passou para choramingar. Que tempos difíceis para ser brasileiro...

Tecnicamente, na turma da Mônica já existe um personagem gay, o Caio Dossalto (um vilão). Lembro de uma historinha com ele no antigo Almanacão de Férias da editora Globo. Na estória, embora não fosse algo mencionado, os trejeitos dele deixavam a entender que fosse homossexual. http://pt-br.monica.wikia.com/wiki/Caio_Dossalto

Á partir do momento em que essas HQ começam á fazer apologia á homossexualismo, perderam o bonde pra literatura de minha família. Tome vergonhá, sr. Maurício. Velho gagá.

Fora a Mônica, que tem excesso clichês norte-americanos como a detestável "violência cômica" da escola dos "3 Patetas" (nunca gostei dessa tosquice, nem em "Chaves") e ser uma "tom-boy" à brasileira, no geral gosto da obra de Maurício de Souza. Entretanto, como ele mesmo admite, é nítido em algumas revistas que ele insere ideologia esquerdista em suas histórias, ainda que de forma bem sutil. Na "Turma da Mônica Jovem" a Mônica já soltou pérola feminazi, enquanto na "Turma da Mônica" já vi nitidamente ideologia de gênero sendo subliminarmente abordada, inclusive em revistas mais antigas. Situações cômicas para crianças, mas ideologicamente "carregadas" a olhos adultos. Obviamente, ele não é o único que se curva, até porque se não no fizesse seria relegado como outros artistas que ficaram no meio e foram atingidos, como cinicamente disse Ziraldo sobre Simonal.

shushsuhsuhus

Acho que não vou nem dormir....zzzzzzz

Você será massacrado, jovi, já vai se preparando shusuhushus Eu nem vou comentar nada, pq não vai faltar gente pra te repreender aqui. Boa sorte shusshusshus

Personagens gays? Como assim? Vamos deixar uma coisa bem claro aqui. Apesar de ser apreciadas por faixas etárias diferentes, "A Turma da Mônica" é uma HQ voltada para o público infantil!! Se quiser inserir personagens gays que faça na "Turma da Mônica Jovem". Não sei se é idéia do Maurício, ou dos novos desenhistas ou pedidos de alguns fãs. Mas isso é totalmente descabido! E isso não é discurso de ódio, é apenas usar de coerência, respeito e bom senso.

Aprendi a ler com 4 anos, graças a Turma da Mônica. Poucas coisas são tão unânimes quanto o orgulho em ter um brasileiro como ele no rol dos grandes quadrinistas mundiais. Vida longa ao Souza!

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus