HQ/Livros

Marvel afasta desenhista que incluiu mensagem política em HQ dos X-Men

Ardian Syaf diz que arca com as consequência e que sua carreira está "encerrada"
-

A Marvel Comics anunciou que está encerrando o seu contrato com o desenhista indonésio Ardian Syaf, depois que leitores identificaram nos últimos dias mensagens políticas na primeira edição de X-Men: Gold, um dos novos títulos dos X-Men após Inhumans vs X-Men. A decisão tem "efeito imediato", segundo a editora, mas a arte do indonésio ainda será vista nas edições 2 e 3, já impressas.

As mensagens apareceram numa camiseta vestida por Colossus, com a inscrição "QS 5:51", e depois em uma fachada de loja, com o número 212. O primeiro se refere a um verso do Alcorão que pede que muçulmanos não tomem judeus e cristãos como aliados e que diz que "Alá não guia pessoas de má fé". O verso tem sido repetido em protestos políticos na capital da Indonésia, Jacarta, contra o governo de Basuki Tjahaja Purnama, cristão. "212" cita um protesto ocorrido em 2 de dezembro de 2016 em que 200 mil pessoas marcharam contra Purnama depois que o governador supostamente blasfemou contra o Alcorão durante um discurso.

A religião predominante na Indonésia é a muçulmana. No seu Facebook, Syaf escreveu que "sua carreira terminou". "Isso é consequência do que eu fiz, e aceito. Por favor, parem com a chacota, a discussão e o ódio. Espero que todos fiquem em paz."

Segundo o desenhista, o verso em questão "é o número da justiça. É o número do amor. Meu amor ao sagrado Alcorão, meu amor ao último profeta, o mensageiro... Meu amor a Alá, o Único Deus".

R.B. Silva assume os desenhos das edições 4 (que originalmente ficaria com Syaf), 5 e 6. Já Ken Lashley desenha as três edições seguintes. O plano original da editora era ter Syaf como titular da série e colocar Silva e Lashley na rotação dos artistas secundários.

Leia mais sobre X-Men

Galeria de imagens (20)

Não distorci não. Eu li o que escreveu e respondi. Considero um monte de absurdos. O que acontece é que você tem uma lacuna de conhecimento (ou um limbo). Para você as ações de outros profetas (não islâmicos) praticadas e okay. E as ações do profeta Muhammad (saws) mesmo sendo as mesmas, é um crime. São dois pesos e duas medidas, eu entendi isso. Voce já leu o Alcorão?! Você pode citar onde no Alcorão se valida a pedofilia?! Assassinato?! Um pedido: você pode citar e comparar esses versículos (do Alcorão) com a sua Bíblia?! Você deve ter lido os dois livros (eu li). E na Bíblia, Deus é chamado de "Senhor das Guerras" diversas vezes. E se quiser lhe digo onde e quando são citados concubinato, assassinato, infanticidio, etc. na sua Bíblia. E digo que cristãos praticam ao pé da letra a Bíblia em diversos cantos do planeta. Quando citei que muçulmanos são os bonzinhos?! No máximo posso ser justo te respondendo, dizendo que você beira o absurdo da desinformação sobre o tema. PS. O Islam e a maior religião do planeta, e é a que mais cresce atualmente.

Brother, você não sabe interpretar texto ou esta distorcendo minhas palavras propositalmente? Primeiro: Maomé: Assassino, pedofilo, genocida, chefe de cartel, monopolista, etc. Segundo: O que coroneis, reis, etc fizeram é taonexcuso quanto, MAS eles fazem porque são canalhas, não porque estão seguindo uma religião ou ideologia. Já bilhões de muçulmanos seguem um livro que valida pedofilia, assassinato, etc. E eles só não deixaram o mundo no chão porque não são maioria. E não me venha com essa de muçulmano bonzinho, porque isso não existe.

Rapaz, quer pais com mais conceitos pre definidos que o nosso?! Visitei todos os estados desse lugar trabalhando/tocando, e vou te dizer que aqui cada lugar é um pequeno país. Passe 20 dias no Maranhão, ou qualquer lugar da Catinga, em qualquer cidade do interior. Você vai achar a África linda, te garanto. É pobreza de cinema, ao vivo, muito diferente da TV e te dizer que você sai uma pessoa diferente de um lugar desses. E em sua maioria são cristãos fervorosos, tanto o opressor quanto o oprimido. Aqui mesmo no nosso país os direitos, que nem digo serem humanos, mas direitos que podem dizer e definir que alguém é uma pessoa, fere a dignidade. Um cara acabou de escrever que se uma dúzia de coronéis cometerem um crime contra crianças e mulheres, e mais aceitável do que se fossem islâmicos. Isso é apavorante e pavoroso. Penso ser extremamente proveitosa sua experiência em Israel. Mas veja de um prisma diferente, tente ver como o outro lado do muro enxerga e é enxergado. Eu vivi recebendo islâmicos e refugiados mesmo não islâmicos de vários lugares do mundo, incluindo Israel. Recebi professores e historiadores africanos, que vivem o problema. Ninguém merece ser agredido ou oprimido. Sejam muçulmanos, cristãos ou judeus. Ninguém deveria se sentir com medo de visitar um país e ter alguém armado. Se um muçulmano um dia aqui dentro de qualquer lugar maltratar alguém, não é um muçulmano. É só mais um filho da put@ tentando oprimir e aterrorizar alguém através do medo.

Verdade. O que fizeram foi distorcer o Comunismo em nome de uma ideologia.

Os muçulmanos querem viver num estado islâmico, nos moldes de país defendido pelo grupo terrorista? - Os muçulmanos querem um estado justo. Tanto é que muitos foram morar na Europa ou nos EUA porque lá os direitos eram garantidos. O lugar que me respeita é o lugar onde eu quero viver. Os muçulmanos querem ter justiça, como qualquer um. Do que adianta viver numa nação onde a religião é pregada, mas o governo é ditatorial? A aplicação da legislação islâmica é a aplicação da justiça, não a definição do horário que a população tem que rezar. Deus colocou que não pode haver imposição da religião. (Xeque Jihad Hassam Hammadeh) http://istoe.com.br/esta-dificil-ser-muculmano-aonde-voce-vai-vira-alvo/

Vc acha que conhece o mundo, mas nunca passou 20 dias em um país muçulmano.

Maomé nao existe. Você sabe a diferença entre cultura e religião. Você ainda não disse qual o crime que o Profeta Muhammad (saws) cometeu. As ações dele foram as mesmas que diversos outros profetas. Os profetas não islâmicos são inocentes e o islâmico e culpado nesse caso?! Qual é o crime dele?! Quais bilhões?! Olha se todos os islâmicos resolvessem atentar algo contra alguém nao sobra pedra sobre pedra. E a maior maior religião do mundo, e a Europa vai ser um continente islâmico, através dos filhos dos filhos de islâmicos que vivem ali. E não é do seu querer, ou do meu, é realidade e é fato. "É diferente uma dúzia de coronéis cometerem atos torpes, e bilhões de religiosos fazerem a mesma coisa justificando como religião." Eu sinto vergonha alhei de você. Um crime é um crime querido, não se justifica o coronelismo ou um fundamentalista. Nessa ideia de fela da put@, estupro coletivo cristão pode porque são cristãos, pedófilia pode, infanticidio pode, porque é uma dúzia e não são islâmicos. Mas se fossem islâmicos isso é o terror. Ideia de cusão essa hein.

Meu e mail fyadub@yahoo.com.br.

O referendo foi agora nego... AGORA. Você não acha que a luta e milenar! Volta para o planeta chamado terra. "O desentendimento são das correntes da doutrina." Isso é sério?! Essa é a maior saída pela tangente que eu li aqui. Mas foi boa. Cristãos não saem na mão?!... Você nasceu em que ano?! Nos anos 80 era atentado à bomba na Irlanda numa guerra insana. Até Pablo Escobar era um cristão fervoroso e explodiu avião e prédio. Estados Unidos que é um país predominantemente cristão que joga mais bombas em casas, do que adolescente se masturba. Você sabia que a maior parte dos atentados ditos jihadistas são de cristãos, que se dizem convertidos. Não ao islam, mas se converteram ao EI e aos interesses deles. Não existem atentados dos países de maioria islâmica, o que existe é inglês, francês se explodindo e atropelando seus conterrâneos. Bitolagem!? Você não tem argumento nenhum para contradizer nada filho. Voce foi para Belém e ainda tem essa ideia de jéca?! Você precisa ler mais, menos achismo e ir para Belém sozinho sem segurança. . Ps. Trabalhei do lado da Hebraica na Higienópolis em SP, talvez por mais tempo que você tem de vida. Tive Dois patrões judeus (melhores gestores que já tive) que são meus amigos até hoje. Convivo com irmãos islâmicos sunis e shias, e ainda tenho uma família predominantemente cristã (incluindo minha esposa). E torço para os jovens da minha família não terem esse conceito pre definido como o seu, sem fundamento nenhum. Fica tranquilo que vou sim para Belém, sem segurança.

Citando exemplos para justificar os atos de Maomé? Que diversas pessoas fizeram e fazem isso eu sei, só que nenhum deles é seguido fielmente por bilhões de pessoas como código de conduta. E eu particularmente não quero isso para o Brasil, na verdade para nenhum lugar. É diferente uma dúzia de coronéis cometerem atos torpes, e bilhões de religiosos fazerem a mesma coisa justificando como religião.

Rapaz nao e fácil ler essa mescla de português e inglês traduzido do Google. Está confuso e o pecado da preguiça me impede de focar para ler essa bagunça. Se puder dar o link com a fonte das informações eu respondo tranquilamente.

-A Escócia teve um referendo e o povo NÃO quis independência. E não acho que é milenar a "luta" lá não viu. (927). - O desentendimento são das correntes da doutrina. Cristãos não saem na porrada HOJE mas antigamente saiam e se matavam muito. Só que a cultura Ocidental passou dessa fase triste, a do Oriente Médio não. O resto que falou é bitolagem sua. Faz assim, vá em Belém sozinho.

Eu queria te responder mas o omelete está censurando. não sei qual é a palavra. e Te digo o que penso, porque já fui em israel, em ramalá, em belém, e na turquia. Mas infelizmente não vai ter como. Não aqui no omelete. Fui até seu perfil para achar outro site que vc postou e não achei, mas fazer o que, é a vida né.

Vamos la novamente, que apagaram meu post. Rapaz leia mais, não seja bitolado. Não são apenas países predominantemente de muçulmanos que tem conflito. - Ja é quase milenar a luta da Escócia pela independência total. E hoje quer ser independe da Inglaterra (um dos países mais opressores da História). - Diversos países da África pedem reparação pelo roubo e genocidio causado por países como França, Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal. - Leia sobre o IRA, FARC e MR8. Você vai entender que religião não é estopim para conflito. - Se o oriente médio em sua maioria é islâmico, qual desentendimento iria ocorrer se não fosse político. Quando dois cristãos um da universal e outro da pentecostal sai no braço e guerra religiosa?! Um diz que Yeshua era Nazareno e o outro diz que ele era Cristão. Verifique a raiz de conflitos e vai entender o critério econômico-político de cada um. - Na história recente a Itália invadiu a Etiópia em um conflito chamado de a 'Batalha de Adwa'. A Europa e os EUA ainda metem i bedelho em muitos lugares por interesse proprio. Conflitos armados geram dinheiro, cada bala tem preço. Livros querido, pare de ser um alienado religioso e leia mais. Compartilho nomes de ótimos escritores não muçulmanos para você entender os conflitos e o porquê usam religião como cortina.

Mas que contraditório. Fale mais sobre esse mundo real. Faria diferença um crime contra alguém se ela fosse de "direitinha"?!

Veja se veja melhorou para você conseguir ler querido.

Devem ter sentido medo de você também, andando com um cara armado pronto para atirar caso se sentisse ameaçado. Muitos (extrema maioria) não tem culpa de nada. Infantil demais o comentário.

Formatação é possível editar. Imbecilidade não. Se esforça um pouco, o,que está escrito e menos bagunçado que suas ideias.

Sinto lhe informar mas essa pessoa que conversou não é um islâmico. E um criminoso. Sentir medo em Israel é normal, penso eu. Lugar em conflito, cheio de treta. É meio que entrar num vagão de metrô com a camisa da Gaviões da Fiel lotado de torcedores da Mancha Verde. Um vai sentir medo de tanta gente vestindo verde, e a multidão vai sentir medo de um doido sozinho com a camisa da maior rival. Só ter bom senso, que vai entender que palestinos devem sentir medos de israelenses também. "Os atentados terroristas prejudicam o mundo." A única coisa que falou que é óbvia.

Oh querido. Vamos lá. Moisés - Se fosse hoje seria considerado um criminoso/terrorista, provocando atentados contra o Egito, incluindo crime hediondo a humanidade, como envenenamento de rios e infanticidio, dentre outros. Rei Davi - Foi um genocida e adúltero. Mandou um exército ser massacrado para se casar com a esposa de um soldado. Rei Salomão - Teve um dos maiores concubinatos da História, com meninas a partir dos nove anos. Ainda foi um idolatra, e daria sentenças impensáveis se fosse nos dias de hoje. Profeta Jeremias - também seria um terrorista por atacar cidades como Sodoma e Gomorra, e a Babilônia. Yeshua - seria um líder terrorista, fundamentalista com anseio de acabar com a doutrina judia. Sobre casamentos com meninas/mulheres a partir de 9 anos. Voce sabia que essa pratica não é apenas do Profeta Muhammad (saws), mas de uma imensidão no mundo. É isso era comum também na Europa, e também aqui no Brasil?! Você sabia que a pratica de casamentos arranjados com meninas no Nordeste existem até hoje através do coronelismo?! Quer mais exemplos?!... Volta para o mundo real, leia sobre seu próprio país e para de pensar que santo é aquele que só você acredita. Tire e exemplos e só pratique o que o bem, sem prejudicar ninguém.

Já conversei com um, e houvi que o holocausto foi falso, e que atentados terroristas na palestina são válidos. Um ofendeu a mim, nos atentados a civis, e sofri quando fui em israel., senti medo lá. Os atentados terroristas prejudicam o mundo.

Fui. Quando fui em Israel. Quando fui no lado palestino senti muito medo, tivemos que ter um segurança armado, e toda hora ele nos apressava e dizia pra não olhar muito para as pessoas. Eu não tinha culpa ali de nada mas senti medo.

E aprenda outra, formatação não aparece nos comentários/resposta. Só fica uma bagunça. Aprende a usar o Disqus também.

http://www.giromarilia.com.br/noticia/internacional/terrorismo-na-africa-e-o-que-mata-mais-no-mundo/3796 Só te falo isso seu fanático, vê a verdade. Eles é que mais se matam. E os desentendimentos, Síria/Turquia/Arábia/ETC é tudo político né? Sei. Viva no seu mundo então, que eu vivo aqui no real. Os próprios islã são quem mais sofrem com terrorismo e "guerras frias" entre os países devido as orientações religiosas.

Serve pedofilia, genocídio, assassinato, cartel criminoso, ou precisa de mais?

Vamos mudar da argumentacao do Mundo de Alice, para comparar Cristo (Yeshua) com "Maomé", que eu não conheço. Penso que está falando do Profeta Muhammad (saws). Muhammad é um nome próprio, e não se altera independe da línguagem. Yeshua (saws) foi julgado e condenado por não aceitar o status quo do cerne religioso, político da época, os chamados gentios. Cristo foi crucificado por um atentado ao maior templo religioso. Ele [b]DESTRUIU[/b]um templo. Disse que para chegar a Allah, era preciso chegar até ele; "Eu sou o caminho, a verdade e a vida, e ninguém vem ao Pai senão por Mim" João 14 - Vers 7. Agora talvez uma novidade, Ele nasceu próximo a África, na região onde hoje é o Paquistão, nunca foi Cristão e pertencia a uma ordem chamada de Essenios, onde estudou boa parte de sua vida. Yeshua (saws) foi condenado a morte por pessoas que o viam como uma ameaça. E caminhou com prostitutas, bandidos, doentes e mendigos. E se perguntar se nos islâmicos acreditamos em Yeshua (saws) como filho de Deus, e nasceu por um milagre a resposta é sim. Agora posso atribuir violência ao Apóstolo Paulo, era judeu, matava seguidores do ensinamento de Yeshua (saws), a partir disso matava Romanos, por terem acatado a Sua condenação. Virou amigo dos Romanos, fundou o catolicismo e começaram a matar judeus, e muçulmanos pelos séculos que se seguiram através das Cruzadas, Inquisição, Holocausto, etc. Agora qual a violência que é atribuída ao Profeta (saws)?! Qual crime ele cometeu?! Ter participado de guerras (Todos os profetas participaram)?! Ter tido a revelação do Islam assim como Moisés, Davi, Salomão, Apóstolo Paulo?! Ter praticado o concubinato?! Ter se casado com uma viúva?! Ter fugido para não ter toda família assassinada?! Ter sido comerciante?! Qual o crime cometido por Muhammad?! Não ter sido cristão?! Seus argumentos são extremamente rasos.

Talvez seja a única coisa que o Marx disse que não seja uma defecação intelectual: Culpe o homem e não a religião, vc não consegue atribuir nenhuma violência à Cristo, agora, pode dizer o mesmo de Maomé?

Querida esquerdinha, vem para o mundo real onde homossexuais e mulheres estao sendo assassinados diariamente e pare de consumir conteúdo comunista de pragmatismo político e derivados... Aqui vai uma dose de realidade pra você: http://heavy.com/news/2015/08/new-isis-islamic-state-video-but-who-is-better-than-god-in-judgment-establishing-a-limit-upon-the-people-homs-syria-gay-homosexual-man-executed-executed-uncensored-full-youtube-video/amp/

Você desrespeitou o momento da oração, do seu país de maioria cristã - que na verdade é um estado laico (dá um Google se não souber o que é um estado laico), então quer dizer que alguém te agrediu?! Te ofendeu?!Qual Mesquita?! Eu nunca fui numa igreja cristã desrespeitar o horário do culto (nesse caso você é um idiota por fazer isso), falta um pouco de inteligência né querido. E eu acho que quem se fodeu foi você, por não respeitar as pessoas e o local delas. Me diga qual a mesquita, que vou perguntar se agrediram ou ofenderam algum retardado que foi causar na frente da mesquita.

O que você vê?! Onde?! Que objeto?!... Acho que você não viu nada com os próprios olhos, é só ouviu o papagaio do pirata reverberando algo.

Rapaz, que pais ou mundo você vive?! Porque é um mundo lindo. Mas penso que sua resposta você meio alienado - se estiver falando sério. O Brasil é um dos países mais intolerantes a religiões não cristãs. Vide agressão a diversas religiões afro-brasileiras. A igreja universal e uma das maiores agressoras a símbolos religiosos dentro de suas igrejas, quebrou mais imagens que o ISIS nos últimos 20 anos. Eu estou longe de ser a favor dessa propaganda homossexualista, mas meu velho, mataram um homossexual argentino no RJ, você não lê e não vê nenhum jornal?! Nesse assassinato inclui um pagodeiro que cambou para o exterior. Fora diversos casos em SP de homicídio, mesmo tendo aquela passeata gay anual. A pedófilia no Brasil ainda acontece de uma ponta à outra, propagado inclui-se por políticos cristãos presos por pedófilia e prostituição. Novamente, você não lê ou vê jornal?!... Fora o número de casos de abuso infantil que acontecem absurdamente principalmente no Nordeste, predominantemente cristão/católico. Teve um jogador que fez algo com uma mulher, que não se sabe o que, sumiu com o corpo dela, e não precisou queimar. Esse papa comuna já é odiado, por reconhecer a lavagem de dinheiro, pedófilia, homossexualismo, adultério e diversos outros pontos que a igreja católica negava de pé junto que aconteciam. Existe um comunista famoso, chamado Karl Marx (não sei se conhece), ele tem uma frase ótima: "A religião não faz o homem, o homem faz a religião." Vai ler um jornal, volta para o mundo normal e desce do "mundo de Alice".

Cristão destratando homossexual? Que é isso, hein? http://www.midiamax.com.br/brasil/video-mostra-travesti-dandara-espera-socorro-ser-morta-333617 http://www.pragmatismopolitico.com.br/2014/09/ritual-de-purificacao-de-gays-queima-jovem-vivo-em-mg.html http://ladobi.uol.com.br/2014/02/pai-matou-filho-de-8-anos-porque-preferia-que-ele-fosse-hetero-ou-porque-gay-se-conserta-na-porrada/

E precisa? A menos que tudo o que se vê mundo afora onde eles pisam, inclusive o objeto dessa notícia, seja um grande e elaborado hoax, não, não precisa.

Informação Sobre o Islã: Uma das coisas que temos vindo a reparar na forma como pessoas com certas ideologias debatem é a da sua necessidade de controlar a quantidade de informação que chega às pessoas. Dito por outras palavras, parece haver certas formas de pensar na sociedade ocidental que só avançam se só soubermos parte da informação. A partir do momento que temos mais informação sobre um determinado tópico, as hipóteses de subscrevermos a posição que nos é apresentada diminui consideravelmente. Alguma da informação que é retida do público em relação à religião islâmica vai ser aludida neste post. Muhammad o "profeta" do Islã. Depois de ter capitulado para o ateísmo e para o evolucionismo, a Europa ocidental parece estar em vias de capitular perante outra ideologia falsa: o Islão. Durante as próximas linhas vamos vê alguns dos fatos sobre o 'profeta' do Islã. 1. Segundo os textos que os muçulmanos consideram autoritários, Muhammad casou-se com Aisha quando esta tinha 6/7 anos, e consumou o 'casamento" quando esta tinha 9 anos. Sahih Muslim, Book 008, Number 3311: 'A'isha (Allah be pleased with her) reported that Allah's Apostle (may peace be upon him) married her when she was seven years old, and she was taken to his house as a bride when she was nine, and her dolls were with her; and when he (the Holy Prophet) died she was eighteen years old. Sahih Bukhari, Volume 7, Book 62, Number 88: Narrated 'Ursa: The Prophet wrote the (marriage contract) with 'Aisha while she was six years old and consummated his marriage with her while she was nine years old and she remained with him for nine years (i.e. till his death). Sahih Bukhari, Volume 8, Book 73, Number 151: Narrated 'Aisha: I used to play with the dolls in the presence of the Prophet, and my girl friends also used to play with me. When Allah's Apostle used to enter (my dwelling place) they used to hide themselves, but the Prophet would call them to join and play with me. (The playing with the dolls and similar images is forbidden, but it was allowed for 'Aisha at that time, as she was a little girl, wo had not yet reached the age of puberty.) (Fateh-al-Bari page 143, Vol.13) 2. Muhammad torturou um judeu como forma deste lhe revelar one tinha escondido ouro. "Kinana b. al-Rabi`, who had the custody of the treasure of B. al-Nadir, was brought to the apostle who asked him about it. He denied that he knew where it was. A Jew came (T. was brought) to the apostle [Muhammad] and said that he had seen Kinana going round a certain ruin every morning early. When the apostle [Muhammad] said to Kinana, "Do you know that if we find you have it I shall kill you?" he said "Yes". The apostle [Muhammad] gave orders that the ruin was to be excavated and some of the treasure was found. When he asked him about the rest he refused to produce it, so the apostle [Muhammad] gave orders to al-Zubayr b. `Al-Awwam, "Torture him until you extract what he has," so he kindled a fire with flint and steel on his chest until he was nearly dead. Then the apostle [Muhammad] delivered him to Muhammad b. Maslama and he struck off his head, in revenge for his brother Mahmud." 3. Muhammad recitou versos que ele mesmo afirmou terem sido revelados por Satanás. "That evening Gabriel came to him and reviewed the surah with him, and when he reached the two phrases which Satan had cast upon his tongue he said, "I did not bring you these two." Then the messenger of God [Muhammad] said, "I have fabricated things against God and have imputed to him words which He has not spoken." 4. A forma como Muhammad recebia as "revelações" eram diferentes da forma como os profetas Bíblicos recebiam revelações da Parte do Verdadeiro Deus. "Once his leg fell upon mine, and, by Allah, there is no such heavy leg as was that of the Apostle of Allah....As often as the Prophet received inspiration, it seemed as if his soul was being taken from him, for he had always a kind of swoon and looked like one intoxicated." (Insanu'l Uyun as quoted in Mizanu'l Haqq, page 346)." "The Apostle of Allah said (to Aisha Ayshah) 'Sometimes it comes to me like the ringing of a bell and that is the most troublesome to me....sometimes the angel assumes the form of a man for me and talks with me and I retain in memory what he says! Aisha Ayshah reported 'And indeed I saw him while the revelation descended upon him on an intensely cold day; then it left him while his brow steamed with sweat.' "(Mishkat IV, page 360). 5. Muhammad oferecia aos seus opositores duas saídas: conversão ou morte! "(I have been ordered (by Allah) to fight the people until they proclaim, `None has the right to be worshipped but Allah'. Whoever said it, then he will save his life and property from me, except for cases of the law, and their account will be with Allah.)" Por outras palavras, o profeta do islão recebeu ordens para lutar contra os não muçulmanos até que nós o aceitemos como profeta do seu deus Allah. Ao cristãos e judeus havia mais uma opção: pagamento do "jiziyah" como forma de "proteção". É basicamente a mesma coisa que a máfia pede às pessoas: dinheiro de "proteção". 6. Muhammad enriqueceu devido às suas conquistas, o que contradiz a crença entre alguns muçulmanos que afirmam que ele pobre. "When Allah made the Prophet wealthy through conquests, he said, "I am more rightful than other believers to be the guardian of the believers, so if a Muslim dies while in debt, I am responsible for the repayment of his debt, and whoever leaves wealth (after his death) it will belong to his heirs."

Alcorão é a violência! Sempre que recebem informação de que um grupo islâmico levou a cabo mais um ato de violência, os muçulmanos ocidentalizados dirão que esses atos não representam o verdadeiro islã, e que esses homens não são muçulmanos genuínos. Eles responderão que as raízes da sua fé são inteiramente pacíficas, e que a sua religião - o islão - é inteiramente pacífico. Obviamente que isto logicamente levanta a questão do porquê tantos maometanos estarem a matar pessoas, e a alegar que o Alcorão apoia os seus atos. Eu proponho que eles têm razão no que dizem, e que o Alcorão de facto prescreve o assassinato daqueles que eles consideram como "infiéis". Eis aqui 5 ayahs que promovem a violência: 1 – “E quando vos enfrentardes com os incrédulos, (em batalha), golpeai-lhes os pescoços, até que os tenhais dominado, e tomai (os sobreviventes) como prisioneiros.” - Alcorão 47:4 Os estudiosos liberais frequentemente dirão aos seus estudantes que a palavra " decapitam" não aparece nesta passagem, e eles têm razão. Em vez da palavra "decapitem" o Alcorão (isto é, Maomé) disse aos maometanos para golpear os pescoços dos incrédulos até que tenha infligido matança. 2 – "Matai-os onde quer se os encontreis e expulsai-os de onde vos expulsaram, porque a perseguição é mais grave do que o homicídio. ... E combatei-os até terminar a perseguição e prevalecer a religião de Deus. Porém, se desistirem, não haverá mais hostilidades, senão contra os iníquos." - Alcorão 2:191,193 O contexto histórico desta passagem não é uma guerra defensiva. Os maometanos tinham acabado de chegar a Medina e não estavam a ser atacados. Maomé não está a ordenar aos seus seguidores que tomam ações contra os inimigos que os estão a perseguir, mas sim a ordenar os seus fiéis a subjugar as povoações dos infiéis e matá-los. 3 – "Também vos está vedado desposar as mulheres casadas, salvo as que tendes à mão. Tal é a lei que Deus vos impõe." - Alcorão 2:24 Quando o Alcorão fala sobre "as que tendes à mão", ele refere-se àquelas que estão na sua posse - propriedade sua. No contexto da surah 4, o Alcorão fala das mulheres que eles capturaram em guerra. Aquelas mulheres que foram capturadas como reféns numa guerra são aquelas que "tendes à mão". Maomé sancionou o abuso sexual destas mulheres capturadas em guerra. Alguns maometanos interpretam este verso como sendo um que dá permissão aos maometanos que tenham relações com múltiplas esposas, mas o versículo claramente faz distinção entre as esposas que aquelas que "tendes à mão". 4 – "Infundiremos terror nos corações dos incrédulos, por terem atribuído parceiros a Deus, sem que Ele lhes tivesse conferido autoridade alguma para isso." - Alcorão 3:151 Quando o versículo diz "por terem atribuído parceiros a Deus", refere-se a idolatria; politeísmo. Uma vez que alguns maometanos acreditam que o conceito Cristão de Cristo é politeísmo, esta ayah também se refere a eles. 5 – "Está-vos prescrita a luta (pela causa de Deus), embora o repudieis. É possível que repudieis algo que seja um bem para vós e, quiçá, gosteis de algo que vos seja prejudicial" - Alcorão 2:216 Sabemos a partir da Tradição islâmica (Hadeeth) que o contexto desta passagem não é uma guerra defensiva. Maomé narra esta ayah como forma de motivar e encorajar os seus discípulos a atacar as caravanas dos mercadores de Meca. Ele diz-lhes que embora eles odeiam combater, qualificando isso de imoral, isso é uma ordem a qual eles, como maometanos, estão obrigados a seguir! FONTE: http://www.ibeipr.com.br/ibei.php?path=alcorao

Pergunta pra um cristão num país de maioria muçulmana regida pela SHARIA, ai faz uma outra comparação pergunta pro muçulmano (que tem seus direitos garantidos por uma constituição democrática Ocidental) quantas vezes ele foi agredido por um cristão ou não-muçulmano e se quando agredido ele foi ajudado por outros e teve apoio das autoridades legais!

E um MITO que Maomé viveu em paz com os Judeus! Os versos 5:45-48 do Alcorão afirmam a regra da Bíblia Hebraica onde se lê "olho por olho, dente por dente" (DEUTERONÔMIO 19:21) ao mesmo que acrescenta o princípio Cristão do perdão ser mais nobre que a retaliação. No entanto, se precisássemos de evidências que estas palavras não se aplicam à forma como os maometanos tratam os não-muçulmanos, bastava analisar a conduta de Maomé em relação aos judeus em geral - a tribo de Qurayza em particular. Maomé e o seu bando de imigrantes chegaram a Medina no ano de 622. Durante algum tempo os maometanos encontraram-se numa posição de dependência completa da hospitalidade dos judeus locais, principalmente das 3 tribos que já lá viviam lado a lado com os árabes. Em menos de 2 anos, e mal Maomé e os maometanos ficaram suficientemente poderosos, duas das tribos judaicas que haviam recebido Maomé, Banu Qaynuqa e Banu Nadir, foram expulsas das suas terras e os seus bens confiscados e acrescentados à riqueza dos muçulmanos. Maomé levou isto a cabo explorando as divisões que havia entre as tribos, e escolhendo a ordem de ataque às tribos de forma cuidadosa. Ele sabia que as outras duas tribos não viriam em assistência da primeira visto que haviam estado recentemente envolvidas num conflito. Paralelamente a isto, ele sabia que a terceira tribo não viria em socorro da segundo devido a uma disputa existente entre ambas em torno de "dinheiro de sangue". A última tribo a sobreviver foi a tribo Banu Qurayza. Tal como as outras duas tribos judaicas a quem Maomé atacou e roubou as possessões, os Qurayza eram uma comunidade de agricultores e mercadores que mais tarde, e sem resistência, se renderam aos exército de Maomé. Embora Maomé tivesse sido suficientemente sábio ao não ordenar a matança geral das duas primeiras tribos - o que, sem dúvida, tornaria a resistência dos Qurayza maior - não havia qualquer tipo de motivo prático para Maomé reprimir os seus impulsos genocidas mal a última tribo tivesse rendido as suas posses e poder. Demonstrando mais uma vez o quão nobre e exemplar era, Maomé mandou que mais de 800 homens e rapazes judeus (e pelo menos uma mulher) fossem decapitados de forma sistemática, num evento que até hoje é um embaraço para os apologistas islâmicos. Não só este episódio está em clara oposição à noção do islão ser uma religião pacífica, como também se encontra em oposição directa à noção do islão ser uma continuação lógica do Cristianismo. Mesmo os críticos mais acérrimos do Cristianismo teriam dificuldades em harmonizar um evento desta brutalidade com a Mensagem de paz que o Senhor Jesus e os Seus Discípulos anunciaram na Terra de Israel e no mundo greco-romano. O embaraço islâmico em torno deste evento tem sido trazido a luz nos dias atuais à medida que o islão se encontra em posição de competição com outras religiões. Devido ao debate aberto que o ocidente defende, esta história de massacre e intolerância tornou-se controversa entre os maometanos. Por motivos de conveniência, alguns negam de todo que este episódio alguma vez tenha ocorrido. Outros encontram-se totalmente ignorantes do evento. Mas os maometanos não têm muita margem de manobra no que toca a historicidade do evento, visto que não só o mesmo está bem suportado nas biografias do "profeta", como há até uma referência ao mesmo no Alcorão (33:26). Uma vez que o islão não esconde este evento de forma alguma, especialmente as coisas que Maomé fez pessoalmente, os muçulmanos contemporâneos tentam-se convencer de que as vítimas "mereciam" o destino que lhes calhou. Infelizmente para os muçulmanos, a descrição do que ocorreu aos judeus desta tribo, tal como reportado pelos historiadores maometanos a partir de alegadas testemunhas oculares, não suporta os atuais revisionismos históricos. De facto, foram os judeus de Qurayza que se depararam com uma situação impossível: dum lado tinha os muçulmanos e do outro tinham os adversários de Meca. . . . Pouco depois de ter chegado a Medina no ano AD de 622, e aparentemente seguindo ordens do espírito que ele erradamente identificou como o anjo Gabriel, Maomé deu início a ataques organizados às caravanas comerciais dos habitantes de Meca. Ele roubava as mercadorias e matava quem quer que as defendia (Ibn Ishaq/Hisham 424-425). Os judeus de Qurayza não tinham nada a ver com estes eventos. Eles, tal como os habitantes de Meca, eram também comerciantes e, como tal, valorizavam a segurança aquando das transações comerciais. De maneira nenhuma eles encorajaram ou tomaram parte dos saques que Maomé levou a cabo contra as caravanas de Meca. Após alguns anos, os habitantes de Meca aperceberam-se que eles teriam que tentar capturar Medina visto a mesma estar a ser usada como base de operação por parte de Maomé e dos seus piratas do deserto. No ano de 627 os habitantes de Meca enviaram um exército para as zonas circundantes da cidade num gesto que demonstrava intenção de conquistar a mesma. A batalha que se seguiu ficou conhecida como a Batalha da Trincheira devido ao facto dos maometanos, e devido à exposição destas áreas, terem cavado uma vala na zona norte e na zona oeste da cidade. A tribo Qurayza, que vivia na parte Este da cidade de Medina, foi portanto encurralada numa péssima situação. Sem serem responsáveis pelos furtos levados a cabo por Maomé, os judeus viram-se envolvidos no conflito, especialmente quando contactados por um dos líderes de Meca. Este enviado pediu-lhes que não assistissem Maomé durante o cerco à cidade. Até essa altura, os judeus haviam ajudado os maometanos fornecendo-lhes utensílios de escavação mas não lhes tinham fornecido qualquer tipo de ajuda militar ativa. O líder do agrupamento de Qurayza nem sequer queria receber os enviados de Meca, mas ele foi enganado e forçado a aceitar os enviados na sua casa (Ishaq/Hisham 674). Mal se encontrou dentro das suas instalações, o enviado de Meca começou a alegar que a batalha contra Maomé seria vitoriosa e que havia já sinais da sua eminente queda. A angustia sentida pelo líder dos Qurayza foi tanta que até os historiadores muçulmanos a registaram: Quando Ka'b ouviu que Huyayy [enviado de Meca] estava a chegar, fechou a porta do forte na sua cara. Quando este pediu permissão para entrar, Ka'b recusou-se a vê-lo, acusando-o de ser um homem com mau presságio. Foi então que Huyayy acusou-o de não ser hospitaleiro. Ka'b ficou tão enervado com isto que abriu a porta. Huyayy disse então: "Céus, Ka'b, trago-te fama imortal e um grande exército. Eles fizeram um acordo firme comigo e comprometeram-se a não partir enquanto não tivermos destruído Maomé e os seus homens." Ka'b respondeu: "Por Alá, trouxeste-me vergonha imortal, uma nuvem vazia enquanto troveja, e trovões sem nada neles. Ai de ti, Huyayy, deixa-me em paz." (Ishaq/Hisham 674) No entanto, e depois de muita adulação por parte dos enviados de Meca, o líder dos Qurayza finalmente cedeu e concordou em permanecer-se neutral durante o conflito. Ele não iria contribuir com tropas para a defesa da cidade e nem para a sua eminente captura por parte dum exército em maior número. Os maometanos teriam, portanto, que lidar sozinhos com o conflito que eles mesmos haviam dado início contra os habitantes de Meca. A "batalha" Para além de algumas trocas de flechas através das valas cavadas previamente, os primeiros 20 dias passaram-se "sem qualquer tipo de conflito" (Ibn Ishaq/Hisham 676). Um esforço tímido durante o 20º dia provou-se fatal para o exército de Meca, demonstrando que eles não poderiam vencer a batalha sem o apoio dos Qurayza do outro lado da cidade. No entanto, os Qurayza recusaram-se a entrar na guerra, o que causou a que o exército de Meca abandonasse o cerco. Cerca de seis maometanos foram mortos durante esta "batalha" e os seus nomes foram cuidadosamente registados (Ibn Ishaq/Hisham 699). Nenhuma destas mortes entre os muçulmanos foi causada directa ou indiretamente por algo que a tribo Qurayza havia feito. Isto é muito importante visto que demonstra o carácter (ou a falta dele) do "profeta" Maomé. Com a batalha terminada, o líder dos muçulmanos surpreendeu-os voltando o exército contra a fortaleza dos Qurayza, alegando que a sua neutralidade havia sido uma "violação" da constituição que o próprio Maomé havia estabelecido 5 anos antes. O conteúdo original deste "tratado" é, no entanto, desconhecido. Aquilo que apologistas posteriores afirmam ter estado presente nesta "constituição" parece ser algo artificialmente criado tendo em vista um propósito apologético. É muito pouco provável, por exemplo, que as tribos de Medina conferissem aos muçulmanos o "direito" de os matar só por estes falarem mal de Maomé. Alguns líderes judeus haviam sido já assassinados por Maomé antes do incidente de Qurayza. Pelo menos um mercador inocente foi assassinado pelo seu sócio de negócios depois de Maomé dar a ordem “matem qualquer judeu que esteja sob o vosso poder” (al-Tabari 7:97). Para além disso, Maomé havia já atacado duas outras tribos judaicas (1 , 2) - assinantes do mesmo "tratado" - e ficado com as suas posses depois destas terem sido expulsas das suas terras. Não há muitas dúvidas que os problemas que Maomé trouxe a Medina, através da sua atitude genocida contra os judeus e através do seu apego pelas mercadorias dos habitantes de Meca, fizeram parte das negociações entre Ka'b e os enviados de Meca - para além da ameaça de destruição se o exército de Meca vencesse a guerra. Segundo o ponto de vista dos judeus de Qurayza, era só uma questão de tempo até Maomé arranjar uma desculpa para atacar a tribo e ficar com as suas posses - tal como havia feito com sucesso com as outras duas tribos judaicas. Ao contrário do que erradamente se pensa hoje em dia, os Qurayza não atacaram os maometanos. Se os judeus tivessem de facto atacado Maomé e o seu bando de piratas do deserto, isto significaria o fim do exército muçulmano visto o sul da cidade estar totalmente exposto. Numa ironia terrível, foi a decisão de não dar início a atos de violência que selou o destino dos judeus de Medina. Estes judeus foram os primeiros numa longa linha de vítimas que sobrestimou o valor que os adoradores de Alá, o deus árabe, dão à vida dos não-maometanos. O fim dos Qurayza. Segundo Maomé, o "anjo Gabriel" (visto apenas por Maomé, claro) ordenou-o que sitiasse os Qurayza. Passados que estavam 20 dias, os judeus renderam-se ao "profeta" do islão. Como reportado por Ibn Ishaq/Hisham eles "submeteram-se ao julgamento do apóstolo" (Ishaq/Hisham 688). Outra má concepção ocorre quando se julga que Maomé não emitiu a sentença de morte contra os Qurayza e como tal, não foi responsável por ela. Há um cerne de verdade nesta declaração uma vez Maomé claramente tentou descarregar sobre outro esta responsabilidade. No entanto, e após análise à narrativa, podemos constatar que Maomé claramente apoiou o massacre subsequente - facto verificado pela escolha do "arbitrador" e pela sua (Maomé) reação. Primeiro, o "profeta" enganou os Qurayza ao fazê-los concordar que a sentença fosse dada por "um deles". Na verdade, o homem que "era um deles", era um judeu que havia convertido ao islamismo e havia combatido na batalha Batalha da Trincheira. O que os Qurayza não sabiam é que Sa’d bin Muadh havia sido também um dos poucos muçulmanos fatalmente feridos na batalha (Ishaq/Hisham 689). Isto, obviamente, influenciou o seu julgamento. Segundo as Hadith, ele estava desejoso de continuar a matar os "descrentes" mesmo enquanto se encontrava a morrer na sua tenda (Bukhari 59:448). Segundo, quando Sa’d decretou que os homens da tribo Qurayza fossem mortos e as suas mulheres e crianças tomados como escravos, Maomé não expressou qualquer tipo de desaprovação. Pior, Maomé confirmou esta sentença bárbara afirmando que a mesma era um "julgamento de Alá" (Bukhari 58:148). Lembrem-se que esta matança foi levada a cabo contra uma tribo que nada havia feito contra Maomé. Contraponham o que os registos islâmicos nos dizem sobre Maomé com o que os maometanos contemporâneos nos dizem sobre o mesmo. É-nos dito que Maomé era um "homem de paz". Tendo em conta que os Qurayza não haviam morto nenhum muçulmano, não seria de esperar que um genuíno homem pacífico buscasse formas de dialogar com eles de modo a chegarem a um consenso? Em vez disso, Maomé, o último e mais exaltado profeta de Deus e o exemplo para toda a humanidade, ordenou que os homens fossem todos amarrados. Depois disto, cavou calas e deu início à decapitação sistemática dos judeus. Numa cena que certamente possui semelhanças com os esquadrões da morte da nacional-socialista alemã, pequenos grupos de judeus que não haviam feito qualquer tipo de mal a Maomé foram trazidos a ele e forçados a ajoelhar. Olhando para os corpos de judeus já decapitados, estes pobres judeus submeteram-se eles mesmos à decapitação antes de serem empurrados para a vala onde já se encontravam muitos dos seus familiares. Tudo isto com a aprovação de Maomé. Não há forma de negar que Maomé sentiu algum tipo de satisfação com a matança de judeus, particularmente depois de ter tomado posse duma bonita rapariga judia "recentemente enviuvada" e, portanto, disponível para ser a sua serva sexual (Ishaq/Hisham 693). Outras mulheres não se submeteram de forma tão complacente. "Historiadores" muçulmanos registam a reação duma mulher que perdeu a sua sanidade mental quando a sua família foi morta. Os executores aparentemente encontraram-na a rir-se de um modo descontrolado e enervante e como tal, decapitaram-na também. Como regista Aisha: Nunca mais me esqueço que ela se ria de uma forma extrema embora soubesse que seria morta. (Abu Dawud 2665) (Pode-se perdoar a obtusidade de Aisha visto que, na altura em que o seu marido Maomé levava a cabo a matança dos judeus, ela tinha só 12 anos). Rapazes com idades iguais ou superiores a 13/14 anos foram também executados se se confirmasse terem atingido a puberdade. Os muçulmanos ordenaram que os rapazes baixassem as calças; aqueles que possuíssem pelos púbicos tiveram os seus pescoços cortados (Abu Dawud 4390). Não havia necessidade de se determinar quem é que tinha ou não combatido visto que NINGUÉM tinha combatido. Maomé matou-os a todos, mesmo verificando-se o caso de nenhum deles ter sido uma ameaça para si. Depois de ter saciado o seu desejo de morte, Maomé dividiu as viúvas e as crianças e entregou-os aos seus homens como servas sexuais e escravos. A riqueza acumulada pelos Qurayza foi também dividida. Uma vez que os Qurayza eram uma tribo pacífica que se dedicava à agricultura e ao comércio, não havia armas e cavalos suficientes para o gosto de Maomé. Como tal, ele obteve armas e cavalos vendendo as mulheres Qurayza num distante mercado (Ishaq 693). Contradições morais internas. Embora o Alcorão diga que ninguém pode carregar os fardos de outro (53:38), todos os homens da tribo foram mortos devido à decisão que foi forçada a um dos membros. E que dizer das partes que ordenam o término da violência se o adversário parar de lutar? Os Qurayza nunca haviam iniciado qualquer tipo de luta contra Maomé. . . . Embora os apologistas islâmicos se encontrem literalmente num nó cego quando se trata de justificar este massacre, este incidente foi apenas o primeiro de muitos massacres levados a cabo pelos escravos de Alá. Quer sejam os 4,000 Judeus de Granada em 1066, os 100,000 Hindus num único dia de 1399, ou o milhão de Armênios Cristãos no início do século 20, a verdade dos factos é que muitos milhões foram mortos nas execuções em massa levadas a cabo pelos discípulos de Maomé. No entanto, apesar deste registo histórico horrível, nenhum membro da religião islâmica alguma vez emitiu ou emitirá um pedido de desculpas pelos massacres levados pelos muçulmanos visto que os mesmos apenas seguiam o padrão e o exemplo deixado por Maomé aquando da matança dos Qurayza. http://www.thereligionofpeace.com/pages/muhammad/qurayza.aspx

Discurso de ódio isso sim, o que ele fez foi uma mensagem anti-semita e anti-cristã, além de exaltar ódio e violência para com esses dois grupos! Desenhista muçulmano coloca mensagens anti-semita e anti-cristã na revista X-MEN GOLD #1: O desenhista indonésio Ardian Syaf, responsável pela arte de X-Men Gold #1, colocou várias mensagens anti-semitas na revista. Ardian Syaf fez isso como uma forma de protesto contra o atual governador de Jacarta, capital do seu país. A resposta negativa dos fãs foi avassaladora. Então, a Marvel divulgou uma declaração oficial sobre o fato, e removeu as artes de futuras reimpressões da edição. Além disso, a editora cancelou o contrato com o artista em questão (Ardian Syaf) que não deverá desenhar mais nada dentro da editora. Syaf assumiu a culpa em um post deletado na sua página do Facebook, explicou que sua carreira acabou e disse que nada mais poderia ser feito! Na cena desenhada o mutante russo Colossus está usando uma camiseta com o “código” QS 5:51. Seria uma referência ao capítulo 5, verso 51 do Alcorão: o “Q” seria Quran (Alcorão em inglês) e o “S” seria a Sura ou Surata, como são chamados os capítulos (Surah em inglês). Em uma das versões online do livro sagrado dos muçulmanos, eis o trecho a que se refere a camiseta: "Ó fiéis, não tomeis por confidentes os judeus nem os cristãos; que sejam confidentes entre si. Porém, quem dentre vós os tomar por confidentes, certamente será um deles; e Deus não encaminha os iníquos." Ou seja, mensagem que reflete sua religião e não opinião política!

Então amigo, você ve cristão queimando gente na fogueira hoje em dia? Vê eles queimando "bruxas" ou destratando homossexuais? Pois é, diferente do islã, o cristianismo está se reformando perante as eras, é só ver esse novo papa (que infelizmente é comuna) lida com as questões mais polêmicas. Agora, veja se o islã mudou uma vírgula há centenas de anos? Nada. Mulheres ainda são apedrejadas, tratadas como objetos, homossexuais arremessados de prédios, casamento com meninas de 9 anos, entre outras barbáries.

Isso ai... Tem muito desenhista bom escondido ai... Não sei o q a Marvel pensa colocando desenhista mediano em títulos grandes...

Alex Maleev nunca deveria ter saído do demolidor, Esad Ribic sumiu tbm, teve leonardo manco que só vi na hq war machine.

O Problema não é a religião em si,mas se a forma como determinadas pessoas lidam com ela. Existem Muçulmanos que praticam os Islamismo e não andam por ai querendo assassinar inocentes,se existem pessoas assim não é culpa da Religião e sim da falta de Carater. Ou tu acha que o ISIS matar pessoas apenas por serem cristãos ou Judeus?Não,eles fazem isso pra obter poder.

Desnecessário fazer isso numa HQ.

Além de ter a oportunidade de trabalhar em uma das maiores editoras, coisa que poucos conseguem, tem talento. Mas desperdiça fazendo besteira.

Interessante ressaltar que durante sua vida o profeta Muhammad casou-se com uma mulher de nome Safyia que era de uma tribo Judia, apesar de terem lutado um contra o outro durante um tempo e a tribo se rendeu depois de ter sido sitiada, ele para demonstrar que não tinha nada contra o povo Judeu propôs matrimônio para esta mulher, que era filha do líder desta tribo, que o descrevia como um marido justo e carinho. Bem pelo menos é isso que conta a história.

Sim, ja por não respeitar o momento de oração no meu pais de maioria cristã.passando do lado de uma mesquita, se fode ae politicamente correto

A Marvel fica escondendo seus grandes desenhistas... Opena, Coipel, McNiver, Alan Davis, Arthur Adams, Imonen e outros... Nenhum deles desenha revista mensal. Uma das críticas dos revendedores foi essa, falta de grandes desenhistas nos grandes títulos!

Esse extremista pode ser um pastor da pentecostal, um torcedor de algum time, tantos exemplos. São pessoas ruins, de coração ruim. Infelizmente algumas pessoas generalizam.

O filho fala isso nao. Já pensou eu ficar aqui citando absolutamente (quase) tudo que cristãos fizeram?! Genocidio indigena, missionários assassinos na África, a implantação do terrorismo na Europa, a pedófilia papal e pastoral. Lavagem de dinheiro nas igrejas. Cristãos mataram mais mulheres e homossexuais do que qualquer outra religião, vide a inquisição. Aliás, enforcaram o Sadam sem julgamento. Pode isso Arnaldo?! O problema não é a religião, e a deturpação que uma pessoa faz com a religião. Quando alguém maltrata uma mulher não se trata de um muçulmano, cristão ou judeu, se trata de uma pessoa que está cometendo um crime. Agora desde quando se trata mulher bem onde a maioria é cristã?! Aqui no Brasil se trata bem a mulher?! Homossexuais não reclamam nada?! Conversa fiada essa sua hein.

Religião nada mais é do que uma forma de controle, como tantas outras.

Por um mulçumano você não será julgado, agredido, ofendido...agora, por um extremista, radical, fundamentalista, com certeza será. Essa é a questão, não se esta generalizando, acho que ficou bem claro que a atitude da Marvel foi contra a visão fundamentalista do desenhista.

Amigo tudo isso eu sei, em como salvaram escritos clássicos antigos, como eles por anos foram guardiões de vários conhecimentos que seriam considerados heresias pelos ocidentais, como mutazilites estavam bem a frente do seu tempo, preconizando o que aconteceria com iluminismo no ocidente, mas aconteceu o mesmo problema que aconteceu com a China, outra grande nação na antiguidade , detentora de varias descobertas , de vários conhecimentos, eles não passaram pelo seu próprio iluminismo, não passaram pelo humanismo, então seus lideres em determinado momento obrigarem o fechamento da sua cultura, aboliram costumes, conhecimentos, tecnologias que muitas vezes eles mesmos criaram, nesse ponto de inflexão da historia o ocidente tomou a dianteira.

Jerome Opena virou um monstro nos desenhos, o cara faz cada pagina, cada angulo com uma qualidade abissal.

Radicais muçulmanos nutrem um profundo ódio contra judeus, cristãos, budistas, mulheres, homossexuais, a civilização ocidental como um todo e a Democracia. Extremistas muçulmanos não aceitam e tão pouco respeitam outras religiões ou povos com cultura diferente da Islâmica. .A Marvel tomou a atitude certa ao demití-lo. Ardian Syaf com esse seu discurso retrógrado e radical parece um militante do grupo terrorista Estado Islãmico. #StopRadicalIslam #StopIslamicExtremism

To bem em dúvida se é trollada ou se você não tomou seu remedinho ontem hahaha.

Não, só estava me referindo á demissão mesmo.

Filhão, é só ver como tratam mulheres e homossexuais em países onde eles são maioria. Não é preciso vir um aqui me decepar por eu ser cristão, para eu saber que esse povo tribal tem que ser contido.

Procure uma mesquita e procure o Iman para saber mais sobre o Islam, e a diferença entre o que é o Islam é porque existe um conflito político. Peça ao Iman se for de interesse, fatos e registros. Procure ao menos 15 livros que conflite ideias entre si para tirar uma conclusão. Livros de história sobre a mesopotâmia ajudam principalmente. Vai abrir o seu conhecimento dos conflitos que são milenares naquela região. Ali, além do petróleo, tem absolutamente todo o princípio da civilização atual, através dos registros sumérios. E conhecimento é poder. O principal preconceito e discriminação, vem por causa das lacunas de conhecimento.

Perguntando a todos que tem esse preconceito ou discriminação contra muçulmanos: Você alguma vez foi agredido por um islâmico?! Algum muçulmano já ofendeu você ou alguém que você conhece?! Você alguma vez já conversou com algum muçulmano?! Já visitou uma mesquita?! Algum muçulmano que você conheça já fez algo que prejudicasse você ou outra pessoa?!

- Diogo noob: Então o povo se matando lá na africa é o que. A Africa e um continente gigantesco e é necessário ser mais específico para saber quem é onde estão "se matando". No mais o termo correto a ser utilizado é TRIBALISMO. Já que a maioria dos conflitos são por parte de regimes políticos e por territórios, e não são religiosos. - Diogo noob: O isis lá ta matando quem? Pessoas contrárias ao regime totalitário do ISIS. Isso inclui muçulmanos (sunis) sunitas e (shias) xiitas. - Diogo noob: Sadam matava quem? Sadam era um político totalitário, sunita e guerreava (através da política) com todos os povos vizinhos ao Iraque (incluindo os shias, seus principais opositores). O Iraque se situa onde era a antiga Babilônia, a região da Suméria - berço da civilização. Lá conflitos são históricos desde Alexandre 'O Grande' até o regime Otomano, que dominou o território da mesopotâmia por mais de 4 séculos. Sadam foi um genocida, não um homicida, até porque não conseguiram provar que ele mesmo cometeu crime passional contra algué. Os crimes que tentaram julgar Sadam foram crimes de guerra. Precisa estudar mais filho.

Você alguma vez foi agredido por um islâmico?! Algum muçulmano já ofendeu você ou alguém que você conhece?! Você alguma vez já conversou com algum muçulmano?! Já visitou uma mesquita?! Algum muçulmano que você conheça já fez algo que prejudicasse você ou outra pessoa?!

Se não tivessem mencionado isso, teria passado batido. Ou seja, nem reparo nesses detalhes ou deixo queto. Dar ibope pra essas Shit , nem a pau .

Até que enfim uma atitude decente da Marvel.

Syaf acaba de se tornar o melhor porta bandeira pra todos aqueles intolerantes que acham islamismo incompatível com liberdades e direitos, triste isso.

Cara ele admitiu que fez, mas não que o que fez foi um erro.

Diga ai onde é o estudo???? onde tem cursos e o conhecimento profundo e escondido que revela a verdade? não me passe videozinhos do youtube, na internet dá pra pegar qualquer porqueira, desde terra plana ao mundo oco e povo topeira,

Comunismo nunca matou ninguém, nunca nem existiu socialismo comunista( que são duas coisas diferentes) de verdade, o que existiu foi tiranias como sempre existiram pelo mundo, em nome de ideologias e ismos.

Peraí, a marvel não é aquela empresa que foi comprada pela disney??? cujo o dono fundador foi um notório anti-semita????

Ahahahahahha, vai pro history, lá tem caçando aliens

Mas onde eu disse que a religião foi o que mais matou pessoas? Não, leia de novo meu comentário e reflita, vou até me parafrasear usando Capslock aonde eu acho que você não entendeu: "UMA DAS PIORES coisa já inventadas pelo homem." Talvez não seja eu que precise estudar, mas sim você a interpretar.

Tudo desinformação : 1º- Não existe nenhum verso no alcorão original que fala para que muçulmanos não sejam amigos de judeus e cristãos. O “verso” em questão foi falsamente traduzido para “confidentes ou amigos” porém a tradução correta é “não passe informações sigilosas dos eventos ocorridos (no presente, que na época era século VII) aos judeus de Medina e aos nazarenos locais(no caso nem a palavra cristão aparece em árabe)” sendo algo que as pessoas de eventos da arábia pré muçulmana. O alcorão é muito claro quando fala de cristão e judeus, ele fala bem : (Alcorão 2:62) “ Os crentes, os judeus, os cristãos, e os sabeus, enfim todos os que acreditam em Deus, no Dia do Juízo Final, e praticam o bem, receberão a sua recompensa do seu Senhor e não serão presas do temor, nem se atribuirão.” (Alcorão 2:62) 2º - Esse cidadão nunca foi muçulmano, a mídia costuma inventar muçulmanos que não existem, além dos já conhecidos Black#OPS da CIA e do MOSSAD que realizam false flags que justificam várias guerras para rou#bar petróleo. Muçulmano é uma religião e não uma etnia. A indonésia é um país de maioria muçulmana porém lá dentro tem quase 40 milhões de pessoas que não são muçulmanas, assim como no oriente médio tem quase 10 milhões de pessoas que não são muçulmanas, todas essas pessoas tem nomes árabes, rostos semitas, muitas se vestem com os costumes locais porém não acreditam no islam mas são descritos como muçulmanos pela mídia. Esse cara plantou isso de propósito e vou explicar abaixo o motivo. 3º - Os EUA já fizeram + de 160 guerras em 225 anos mata#ndo milhões de inocentes nessas guerras inclusive com ata#ques nucle#ares. Depois de destruir a Líbia, o Iraque, o Afeganistão, a Iuguslávia, o Vietnã, agora é a vez da Síria. Semana passada o “Trump” bombardeou a Síria numa tentativa de depor o governo local que é contra os EUA/Israel. Para justificar essa ação , a CIA e o MOSSAD fizeram uma operação de false flag que foi amplamente denunciada inclusive pelo presidente Russo Vladimir Putin que disse : “ Idlib Was A ‘False Flag’ Attack” traduzido é : “O ataque (quím#ico) de Idlib(Síria) foi uma bandeira falsa” isso já está em toda mídia Russa. Acessem o PRAVDA(www.pravdareport.com ) pois a mídia controlada daqui não vai mostrar isso. Para saber o que é false flag acesse https://pt.wikipedia.org/wi... 4º - O mundo condenou o ataque de Trump, então a CIA precisa ganhar apoio popular para a guerra, principalmente dentro dos EUA. Daí, é só ver que desde o bombardeio para cá começou um monte de histórias associadas a muçulmanos para que as massas cristãs apoiem através de uma histeria islamofobica a guerra do Pentágono, da CIA e do governo Trump contra Síria(país muçulmano). Eles querem gerar uma comoção islamofóbica como a CIA e MOSSAD fizeram no false flag 11 de setembro que com aviões teleguiados eles justificaram a queda de quase 20 governos pelo mundo e o roubo de trilhões em petróleo. 5º - Esse “artista” já foi denunciado por vários sites como um cara plantado, será que ele não sabia que uma hora descobririam e que isso geraria um ódio islamofóbico e acabaria com sua carreira ? Ou ele sabia ? E os milhares de revisores de quadrinhos que existem, ninguém conseguiu achar ? Um usuário abaixo disse que não foi revisado de “boa fé” ora isso não existe pois a revisão de quadrinhos busca ERROS ORTOGRÁFICOS E DE CONCORDÂNCIA e nesta revisão descobririam. O objetivo foi justamente esse(gerra islamofobia) e foram todos muito bem pagos para fazer isso. Vejam que a “notícia” é descoberta logo na sequência do bombardeio a Síria(que coincidência não é mesmo?) e muitas outras notícias como essas vão se espalhar de agora em diante, muçulmanos aparecerão na mídia acusados de envenenar comida, de urinar na água e etc, antes disso “a Marvel” tinha dito que a personagem muçulmana Kamala Khan era a culpada pela queda das vendas, risos. É a mesma propaganda de guerra americana usada na guerra fria , guerra do golfo e guerra do Iraque de 2003. O Goebbels(propaganda na#zis#ta) foi quem inventou muitas dessas técnicas de manipulação em massa e veja que funciona pois é só olhar nos comentários abaixo que vemos rapidamente um ódio islamofóbico sem ninguém raciocinar em cima do que realmente pode estar por detrás. Essas notícias também justificarão apoio popular para o muro de Trump

Esse sujeito é ruim de doer. A arte dele em Green Lantern Corps é de fazer chorar de tão modorrenta.

Eu não disse que ateu nem ninguém é do mal, o que eu disse em outras vezes neste debate é que essa história como outras são plantada para gerar ódio islamofóbico e gerar apoio para Israel/EUA nas guerras do oriente médio.Os revisores do quadrinho sabiam da mensagem, isso foi plantado para gerar um tumulto no futuro, foi isso. Ex: o ISIS é uma organização BLACKOPS de fachada da CIA e MOSSAD. Deixo abaixo um vídeo vazado pela inteligência russa que mostra como muitos dos vídeos do ISIS , divulgados pela mídia global, são até cenográficos. Entre no link abaixo e vai ver a gravação de um desses vídeos com atores, câmeras de última geração e um deserto fictício. https://www.youtube.com/watch?v=rqE396Uk6ZY É tudo mentira, tudo propaganda de guerra americana israelense.

Sei. Então o povo se matando lá na africa é o que. O isis lá ta matando quem? Sadam matava quem? Vai estudar vc por defender esses países atrasados.

RAPAZ ESSES "GRUPOS" como ISIS("estado islamico") SÃO BLACK OPS de fachada DA CIA E DO MOSSAD criados a poucos anos atrás, ISSO É FATO PROVADO e ATÉ O PUTIN JÁ ASSUME ISSO . O FATO do "muçulmano" POSTAR ISSO É MAIS UMA PROVA QUE ELE É UM CARA PLANTADO para gerar islamofobia e mudar a opinião pública para pró trump COMO VÁRIOS SITES ESTÃO DENUNCIANDO. Se você quer provas do que eu estou te falando que esses grupos são BLACK OPS da CIA e MOSSAD, deixo abaixo um vídeo vazado pela inteligência russa que mostra como muitos dos vídeos do ISIS , divulgados pela mídia global, são até cenográficos. Entre no link abaixo e vai ver a gravação de um desses vídeos com atores, câmeras de última geração e um deserto fictício. https://www.youtube.com/watch?v=rqE396Uk6ZY O ISIS É uma organização 100% de fachada feita por mercenários internacionais junto de apoio militar e de mídia dos EUA / Israel para justificar a invasão de países ricos em petróleo , na sua maioria países muçulmanos . Bashar al Assad (presidente da síria) e Putin(da Russia) já denunciaram isto várias vezes. O 11 de setembro foi uma operação de false flag.

Mas ele se manifestou de forma comunista? Tá mais para uma visão de ateu. E mesmo se for um ateu não quer dizer que os ateus são do mal.

não sei se a pior , mas vem de casa tb

Isso é propaganda de guerra vai estudar , igual disseram que os índios e os astecas se mataram , isso é mentira. Igual os na#zis#tas disseram que as pessoas se auto matavam nos campos, deixa de ser manipulado.

Isso é uma historia plantada para gerar islamofobia e ganhar apoio para o governo Trump. Os revisores de quadrinhos sabiam das mensagens . A marvel é uma editora de judeus sionistas , o Stan lee é ju#deu , o Avi arad é ju#deu, judeus sio#nis#tas controlam a midia e a cultura POP mas querem nos fazer acreditar que são muçulmanos que o fazem. NUNCA que ju#deus sionistas sequer contratariam um muçulmano, esse cara não é muçulmano isso é mentira, ele é da indonésia como o Te#mer é do Brasil mas não é cris#tão. Igual aquela história do prefeito muçulmano de lon#dres, aquele cara nunca foi muçulmano. Isso é mais um complô israelense sio#nis#ta como tantos outros foram para gerar apoio para Is#rael no oriente médio no governo Tru#mp.

Creio que esta precisando estudar um pouco pois só o comunismo matou mais de 400 milhões de pessoas em 75 anos.O comunismo sozinho matou mais que todas as religiões somadas em 5000 anos conforme pesquisa de vários pesquisadores.

Omelete, se o significado das mensagens do cara são esses mesmo, de fato não é mensagem política. É discurso de ódio. Mensagem política sempre fez parte das HQ's, principalmente dos X-Men, que desde sempre tem uma baita mensagem contra preconceito. Atitude corretíssima da Marvel. Discurso desse tipo não deve ter lugar na arte não.

em qual país?

Eles se mataram muito mais e ficam de mimimi.

Religião é uma das piores coisas já inventadas pelo homem. O Bem que ela fez não é um décimo do mal que já causou na humanidade.

A pior doutrinação já vem de casa na verdade, doutrinação não só politica como religiosa.

O cara faz parte de uma organização islâmica que é quase um grupo terrorista acabou de postar uma foto no FB sorrindo junto com o líder dela, Rizieq Shihab, depois apagou a postagem. Islamic Defenders Front (FPI) defende a imposição da Sharia na Indonésia, entre outras coisas, eles perseguem cristãos, queimam igrejas, perseguem judeus e matam homosexuais. Até a Lady Gaga eles ameaçaram de morte. Eles também apedrejam mulheres. Esse desenhista é um potencial terrorista. Ele tinha uma página no FB chamada Comics of the New Era, com mensagens desse tipo, foi apagada. Que vá desenhar para o estado islâmico,

Não vi nada de mais nisso aí...

Prega aonde isso filho?!

SURATA 5 "AL-MAIDA" - ( A MESA SERVIDA ) - 69. Os fiéis, os judeus, os sabeus e os cristãos, que crêem em Deus, no Dia do Juízo Final e praticam o bem, não serão presas do temor, nem se atribularão. (Ameem) Esta escrito poucos versículos abaixo do que o salafy citou. Maldito o homem seja muçulmano, cristão ou judeu que rouba a verdade e picota o livro por mera vaidade e ceticismo, que causa o ódio e discórdia entre as pessoas. Se salaam e paz, shalom e paz e saleem e paz. Porque tanto ódio entre todos. O maior pagão é aquele que é usado pelo pai da mentira.

Bom, eu nunca fui muito com os desenhos desse cara... Que a Marvel coloque o Jerome Opena no lugar dele!

Você deve estar se referindo aos videos feitos pela CIA e MOSSAD com mercenários para gerar islamofobia. Não se você sabe, porém quase 40 milhões de muçulmanos foram assassinados desde 1948(criação de israel) pra cá em várias partes do mundo. Os muçulmanos são a religião que teve mais assassinados por rivais no mundo.

O extremismo dele foi uma mensagem sublimar, que 2/3 desse planeta terra sequer leu o alcorão? A ignorância é a praga da humanidade.

Pela primeira vez, a cabeça que rolou foi a do muçulmano. Quanta ironia.

Que idiota...

Invejo esses caras que estão ganhando muita grana em cima do idiota do Syaf. Um muçulmano fazendo a alegria do capitalismo.

Não acho que foi justo, mas também não foi muito feliz. Às vezes as pessoas públicas precisam se policiar na hora de abrir a boca porque pesa bem mais.

Cometeu o ódio mais medíocre que pode ter: O ódio covarde. Cara que não tem coragem de dar a cara a tapa pra dar opiniões e teve a carreira enterrada.

Piores são os professores nas áreas de comunicação social defendendo doutrinas de esquerda em plena sala de aula , falta de profissionalismo total , ele tem que ser imparcial, a visão dele ele escreve um livro se quiser mostrar , mas não em sala de aula

Perfeitamente justo, ele pôs sua ideia idiota junto ao trabalho de uma editora que repudia isso. Mas, quem se lembra de Allan Goldman, aquilo foi justo?

parte do principio de boa fé, o editor é americano e não teria como supor que colocariam mensagens codificadas em sua obra

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus