HQ/Livros

Morre o quadrinista Carmine Infantino, criador de Batgirl e do Flash moderno

Desenhista foi publisher da DC numa das piores épocas da editora
-
flash
flash

Carmine Infantino, o desenhista que colaborou na criação de Batgirl, do Flash contemporâneo, de Canário Negro e Alvo Humano, e que chegou a ter o maior cargo editorial na DC Comics, faleceu hoje segundo informações da própria DC. Tinha 87 anos.

Infantino começou a desenhar quadrinhos na década de 1940, colaborando com várias editoras e estúdios de quadrinhos da época. Sua primeira HQ saiu pela Timely (futura Marvel), mas ele ficou conhecido pelos trabalhos na DC, como a criação da personagem Canário Negro (com Robert Kanigher, em 1947) e histórias do Flash e Lanterna Verde originais, bem como da Sociedade da Justiça.

Em 1956, o editor Julius Schwartz armou uma reformulação dos personagens clássicos da DC, e contratou Kanigher e Infantino para reformular o Flash. Foi Infantino o criador do tradicional uniforme vermelho, considerado um dos melhores já criados no mundo dos super-heróis. A chegada do novo Flash também marcou o início da Era de Prata das HQs nos EUA.

Já na década de 60, Infantino ficou encarregado de mudar o visual do Batman. Introduziu a oval amarela com o morcego ao peito do personagem, característica do uniforme que se manteve até a década de 90. Em 1966, ele recebeu a tarefa de projetar todas as capas da editora, função que acabou levando-o ao cargo de diretor de arte da DC, depois diretor editorial e por fim, em 1971, ao cargo editorial máximo, o de publisher.

O período de Infantino como publisher foi marcado por queda nas vendas, devido a más decisões de mercado e competição acirrada da Marvel (por exemplo: as duas editoras combinavam aumentar o preço; a DC aumentou, a Marvel baixou). Entre as medidas do publisher na época, estiveram a demissão de artistas que queriam royalties e outros direitos - substituídos por quadrinistas filipinos que trabalhavam por menos. Quando a Warner comprou a DC em 1976, Infantino foi retirado do cargo.

O desenhista continuou prestando serviço para DC e Marvel - desenhou o gibi de Star Wars no auge do sucesso - até a década de 1990, quando se aposentou. Continuou participando de convenções de quadrinhos e colaborou em duas biografias, tendo entrado no Hall da Fama do Prêmio Eisner em 2000.

Leia mais sobre Carmine Infantino

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus