HQ/Livros

Mulher-Maravilha | Frank Cho alega censura e deixa DC Comics

Ilustrador falou sobre a situação na editora
-

O polêmico Frank Cho deixou DC Comics alegando censura. O ilustrador, famoso por suas capas controversas, era um dos principais desenhistas da nova fase da Mulher-Maravilha na editora.

"Todo o problema está com Greg Rucka [roteirista da heroína]", disse Cho. "Ele tem tentado alterar a censurar meu trabalho desde o primeiro dia (...) Ele achou que a minha terceira capa [que está na galeria abaixo] era vulgar e tinha muita pele. Eu fiz tudo baseado em modelos e mostra o mesmo tanto que os desenhos de dentro mostram. E além do mais, a capa é variante e não deveria ter influência editorial - e ainda assim ele o faz. Como assim? (...) Eu tentei levar numa boa, mas a agenda política de Rucka faz o meu trabalho ser impossível. Mulher-Maravilha é o único motivo pelo qual eu vim para a DC", falou o desenhistas ao Bleeding Cool. Abaixo, confira as três primeiras capas variantes dele para a personagem - a versão final e a versão original.

A capa que teria sofrido censura, segundo Frank Cho
A capa que teria sofrido censura, segundo Frank Cho



Não é a primeira vez que Cho alega censura. O histórico dele na Marvel, por exemplo,  é extenso: sua primeira HQ na editora, justamente uma minissérie com Shanna, deveria sair pela linha adulta e trazer cenas com a personagem nua; a Marvel pediu para ele redesenhar em versão comportada. Desde então, capas com Mary Jane WatsonMulher-HulkFeiticeira Escarlate e até Megan Fox (esta fora da Marvel) já foram cobertas pelos censores.

Leia mais sobre Frank Cho

Você que é uma doente bitolada.

Por quê é tão sedutor reduzir as mulheres a um objeto cênico? Por quê Cho acha que está mudando o mundo ao reduzir as mulheres à sua fantasia sexual particular? Ou melhor: por quê é tão difícil para os homens criar personagens mulheres que independem de sua atração sexual por elas?. Diversas décadas de produção de quadrinhos dentro de um CLUBE DO BOLINHA, onde homens detinham as funções de criação na indústria e visavam o consumidor masculino, significou em termos de representação feminina uma ampla DISSEMINAÇÃO DE CARICATURAS nas quais o CORPO DA MULHER é USADO apenas para PRENDER o OLHAR e ser OBJETO DE DESEJO masculino. A discrepância de tratamento entre homens e mulheres nessa mídia é tão significativa que foi abordada pela Quadrinista Gail Simone em Mulheres nos Refrigeradores. O blog faz uma lista de todas as vezes em que super-heroínas ou perderam seus poderes, ou foram estupradas, ou cortadas e enfiadas dentro de refrigeradores, e olha só, em sua última atualização, a lista já contava com mais de 100 nomes de super-heroínas mutiladas. Mas agora as mulheres estão, continuamente, tomando de volta o direito sobre o seu próprio corpo, e tomando conta de ESPAÇOS MISÓGINOS que durante décadas EXCLUÍRAM a nossa existência para algo além da punheta alheia. Atitudes machistas como essas, tende a não passar mais despercebidos.

Pesquisei sobre o Ed Benes, e gostei. Valeu pela dica.

Mas aí é que tá, já deram cortada nele e ele insistiu, de birra. Essa afirmação dele de uma "agenda política" só retrata como ele já estava sendo contrariado no seu "querer" em desenhar a mulher maravilha. Na verdade, ele pode desenhar ela quantas vezes quiser, como quiser, só que DC tem um padrão editorial.

Sim, uma coisa ele querer, outra coisa é quem decide o que é e não é editado. A responsabilidade continua da edição.

logo depois do ovomaltino feito pela avó né kkk

Vocês merecem isso mesmo. Ficam bajulando feminismo de 3a onda e dá nisso.

seu imbecil, eu sou a favor do Cho, me amarrei no visual que ele deu, faltou a aula de interpretação de texto? O que eu disse é que ela tinha que parecer uma guerreira e não uma top model, - em momento nenhum eu disse que ela tinha de ser feia - e me fala, aonde que a Regina Casé parece uma guerreira? Seu animal, nem sabe formular um argumento. Sério, volta a assistir hentai volta ô geração p*nheta.

Dá uma olhada no novo poster do filme, mané. Muito mais legal que a MM do Frank Cho. Não é porque ela é amazona que precisa ser feia. Na sua opinião a MM poderia ser até a Regina Casé, não é mesmo? Para com esse moralismo babaca. Se ela é a Mulher MARAVILHA, então tem de ser maravilhosa em todos os sentidos. Você tá parecendo o idiota da DC que censurou o desenho do Cho.

Não precisa ter corpo de homem ô engolidor de espada de carne, mas desenha-lá como uma supermodelo franzina como a Gal Gadot é seguir a onda machista, sexualizar uma personagem que é uma amazona. Fazer ela magrinha é só pra satisfazer a tara de p*nheteiros como você.

Tá bom, cérebro de ameba, procura nos trabalhos de ilustradores antigos e veja se acha algum ilustrador que tenha feito a Mulher Maravilha com corpo de homem. Prefiro mil vezes a Gal Gadot! Já você prefere mulher com corpo de homem. Mas gosto não se discute...

Típico da DC

seu animal, ela é uma guerreira, já viu uma lutadora de UFC? Por acaso o corpo delas parece mais com essa do Frank Cho ou o filé de borboleta da Gal Gadot?

Censura à parte, o desenho deste ilustrador não é legal. A Mulher Maravilha tá com o corpo de homem no segundo e terceiro desenhos. Figura musculosa e atarracada, muito feia pra ser a MM.

E a hipocrisia e o pseudomoralismo imperam...

Pra mim também foi bem proveitosa essa troca de idéias. Hoje, na Internet, acho que falta um pouco disso. Obrigado por me entender.

Claro. Esse é um ponto de maturidade alcançado por você de excepcional valor e importância porque ao passo que você percebe que essa questão tão delicada é tratada de forma tão banalizada na atualidade e na contramão disso, você se percebe como alguém crítico, pensante e observador dessa problemática você está, de alguma forma e não menos importante como alguém que não está fazendo parte dessa banalização o que é extremamente importante e necessário nessa sociedade medíocre e manipulada que vivemos. Suas observações são absolutamente pertinentes e dignas de serem pensadas e trabalhadas como a questão do uso de banheiros públicos, como os transexuais terem direitos a documentos que os identifique com seu nome social afim de que constrangimentos não ocorram em bancos, aeroportos ou qualquer outro lugar público onde a auto identificação seja necessária e de fato se nós temos em mídia exemplos como de Thamy Gretchen ou a ex-BBB Ariadna estamos de certa forma nos referindo a exemplos "felizes" no sentido dessas pessoas de mídia não serem questionadas ou até desrespeitadas na sua condição mas isso realmente não reflete a realidade, há uma eminente necessidade de se criarem políticas públicas afim de assegurar que o respeito dispensado a Thamy faça parte da nossa sociedade como um direito natural a todos, é claro que há um longo caminho pra que a sociedade chegue a tal nível de maturidade. A ideia do comum é em sua forma mais tranquila construída pela constância em que algo se apresenta, é como dizer num exemplo muito lúdico que o surgimento de aviões cor de rosa voando nos céus é um acontecimento absolutamente raro que o qualifica como especial pela sua raridade e que passaria a ser comum se acaso pela constância, cotidianamente víssemos aviões cor de rosa sobrevoando os céus, o que a princípio causaria espanto e admiração nas pessoas, passaria ser lidado de forma comum, assim também seria, respeitando algumas particularidades o desenvolver de uma sociedade que estaria se educando pra respeitar a condição de gênero e isso acredito eu, ser um princípio ou um dos princípios base pra se aplicar também na questão da mulher, da criança e outros grupos onde se faça necessário intervenções afim de assegurar direitos . Observou bem você quando pontuou que estamos vivendo a era do conceito de que "tudo é normal" isso na verdade é muito perigoso porque a ampla aceitação de que tudo é normal pressupõe que suas ações e atitudes sejam elas boas ou mas são justificáveis sobre a alegação de que "tudo pode" porque "tudo é normal" e logicamente não é, essa ideia de que tudo é normal é um dos maiores combustíveis para mover a máquina da banalização como você bem observou. Dentro da transsexualidade só podemos considerar a condição como normal quando ela for de fato tratada e encarada pela sociedade como normal e pra isso no tempo que nos encontramos está claro que requer alguns ou muitos avanços sociais, enquanto houver resistência no reconhecimento desses direitos haverá conflito o que exigirá que essa questão continue sendo trabalhada e tratada pra que um dia se torne o que muitos qualificam como "normal", por fim Rodrigo quando você assume a sua falta de apoio e ausência de palmas pra questão aqui abordada, na verdade ao meu ver, sua postura se faz sensata uma vez que apesar de sua ausência de apoio você entende que é necessário haver respeito e na verdade acho que é isso que se faz necessário ; o respeito, ninguém precisar aplaudir um gay porque ele é gay ou aplaudir um transexual porque é transexual chega a ser um reconhecimento até inútil se não houver de fato o que faz a diferença de verdade que é o respeito, havendo isso é o que precisa. Eu sou extremamente fã de cultura pop por perceber que muito do universo lúdico das HQ's servem ricamente de exemplos pra uma abordagem de nossa realidade, quando eu vejo no caso dos desenhos e histórias do X-MEN a questão que há de conflitos sociais entre mutantes e não mutantes eu percebo o quanto essa questão tem haver conosco apesar de figurar sob um contexto diferente. Pra mim foi ótimo esse ciclo de debate.

Eu entendi seus exemplos e realmente é algo bastante complexo e que não dá para reduzir num simples "certo ou errado", até porque, isso é relativo quando discutimos a condição humana. Mas o que me incomoda, de verdade, é a banalização da questão.Casos como esses que vc citou em seus exemplos, acredito que sejam uma minoria das minorias, uma condição bastante particular. Hoje , o que vemos é uma banalização, quase uma propaganda sobre transexualidade e identidade de gêneros, como algo quase "da moda". O cerne da questão têm sido abordado de forma equivocada, acredito eu. É complicado, isso. Eu acho muito estranho, por exemplo, uma pessoa ainda fisiologicamente masculino frequentando o mesmo banheiro que mulheres em locais públicos porque diz possuir identidade de gênero feminina. Eu acho muito inseguro , em outro exemplo hipotético, a identificação oficial da pessoa seja para qual for a finalidade, quando nos deparamos com um homem e em seu RG é uma mulher, como no caso da Thammy Gretchen. Ela (ou ele), nós conhecemos porque sempre sai alguma coisa por aí, na mídia...mas e em casos de pessoas comuns, anônimas? É difícil não haver constrangimento. Onde está a segurança se eu sou um funcionário de um banco e preciso identificar a pessoa para fazer um pagamento, por exemplo? Hoje vivemos uma época onde o lema parece ser o "tudo é normal", mas algumas coisas eu não acho que são e esse é o ponto que me incomoda..o ter que aceitar coisas que eu não julgo corretas, me entende? Se a pessoa nasce achando que é um cachorro, isso decerto não será incentivado. Chegaremos à conclusão de que é um distúrbio e haverá tratamento para isso. Então, à exceção de casos muito, mas muito pontuais, não consigo enxergar como algo dentro da normalidade essa banalização de homem querer ser mulher e mulher querer ser homem. Como disse anteriormente, a homossexualidade é algo comum..o que eu não acho comum é a perda da identidade masculino/feminino. Não tenho nada com a vida de ninguém, eu respeito. Jamais, jamais mesmo, eu praticaria qualquer tipo de violência, seja ela física ou moral, contra quem quer que seja, por conta desse tipo de condição...mas não me peçam para apoiar e bater palmas, só isso.

Claro, você nunca desrespeita alguém por ter opiniões próprias quando feitas de forma respeitosa e até se faz melhor entendido quando se usa do respeito pra defender seus pontos de vista, não houve desrespeito em nenhum momento da sua parte. É de fato muito complexo entender ou poder supor que a transsexualidade poderia ser tratada e resolvida com um acompanhamento psicológico no formato convencional, a sexualidade de um modo geral como os casos de homossexualidade, bissexualidade e outras vertentes são tratadas e até "resolvidas" pela psicologia acompanhada porque muitos homossexuais ou outras condições de gênero tem por vezes dificuldades em lidar com as questões que os caracterizam como homossexuais como se sentir atraído sexualmente por outra pessoa do mesmo sexo por exemplo mas embora tais "conflitos" sejam reais eles não tem a rejeição pelo próprio corpo como ocorre nos casos trans, eles se aceitam e até se gostam sendo fisicamente homens ou mulheres a problemática nesses caso é estritamente de ordem psicológica e como tal oferece grandes chances de tratamento meramente psicológico. Os casos trans são imensamente mais complexos. Eu vou tentar Rodrigo te ilustrar por questionamento e exposição como tão complexa é essa condição, como eu disse um transexual nasce em discordâncias entre seu físico e interações psicológica ou seja são classicamente interações femininas absolutamente normais habitando um corpo masculino ou o contrario uma constituição psicológica absolutamente masculina habitando um corpo feminino e em qualquer dos casos essa condição digamos mental para o masculino ou feminino é absolutamente normal quanto a sua identidade de gênero e por ser assim comprovadamente normal não é passível de ser tratada unicamente pela psicologia porque não cabe tratamento nesse sentido, é o mesmo que eu dizer a você que você precisaria se tratar porque é heterossexual ou nos casos dos homossexuais que se aceitam, não cabe tratamento nesse sentido, mas nos casos trans sim porque imagine como seria um cérebro e psique feminino com todo um conjunto de sentimentos, aspirações, desejos e expectativas femininas dentro de um corpo masculino, você consegue perceber o quão dramático e conflituoso seria pra uma mulher não poder dar vazão a sua condição de mulher porque está aprisionada num corpo de homem ou vice versa é assim que uma pessoa transexual se sente, em muitos casos ela chega a ter nojo de seus órgãos genitais o que nos casos dos heterossexuais e dos homossexuais ter o corpo e órgãos sexuais em concordância corpo e mente faz ter de certa forma orgulho de seus genitais o que possibilita o prazer sexual isto não ocorre com os trans e quando ocorre nunca é em sua totalidade porque o corpo esta em discordância corpo e mente e o corpo nesses casos é um bloqueio, por isso há uma necessidade de uma transição assistida, que necessita ser feita em ambiente médico e profissional justamente para que não ocorra um erro, um equívoco pra que o paciente não venha se arrepender depois, uma transição só é feita quando há um profundo estudo dessa condição no paciente assistido e quando depois de uma longa maratona de tratamento e exames aponte pra essa mudança tendo que haver um consenso unânime dos profissionais envolvidos so assim, há casos sim de pessoas trans onde por haver um mínimo de discordancia durante o tratamento não é feita transição, nesses casos o acompanhamento toma outros caminhos que são igualmente tratados e assistidos com o mesmo rigor e profissionalismo. Por fim quando você diz e concorda haver a necessidade dessas pessoas serem tratadas e respeitadas porém talvez desnecessário haver "apoiadores" que no máximo faria essa "fantasia" tomar maiores proporções eu tenho sim Rodrigo um pensamento formado a esse respeito que procuro praticar sem esperar que o próximo faça o mesmo, claro vai de cada um. Mas eu entendo Rodrigo que a sociedade somos todos e realmente não é possível haver uma aceitação legitima de algo quando não nos solidarizamos com questões que nos diz respeito como sociedade, claro que depende do senso de cada pessoa, mas eu entendo que mesmo que haja garantias de que pessoas de um modo geral possam ser tratadas e corretamente assistidas e não possam contar com o respeito a não discriminação das pessoas não estará ocorrendo avanços como sociedade que somos, mesmo por aqueles que por suas razões não concordam ou aceitam essas diferenças mas no que depender de suas ações venham de fato assegurar tais direitos não permitindo que seus princípios se tornem injustos não concebendo os méritos a quem por direito os tem. Algo pode vir a contrariar os meus princípios amanhã mas se houver em mim senso de justiça de verdade, eu não posso negar um direito a alguém que os tem, caso eu fizesse eu estaria sendo movido pelo meu preconceito e não estaria sendo de fato justo. Eu acho isso ! Mas é claro que se você não concorda em tudo é um direito seu que se conserva a medida que você respeita de verdade aquilo que está fora de suas aceitações.

Entendi o ponto. Eu, de forma alguma, tenho intenção de desrespeitar alguém com meus pontos de vista. Mas são meus pontos de vista, felizmente ou infelizmente. Entendo que deve ser algo torturante pra uma pessoa que sente se de um jeito e o corpo é de outro mas aí entra uma questão que me incomoda... Não seria uma questão psicológica a ser tratada, simplesmente? Por mais que vc se esforce, não consigo conceber como algo dentro da normalidade a pessoa nascer de um jeito e transformar se em outra coisa, uma intervenção cirúrgica que muda completamente a forma como a pessoa nasceu. E se, depois da mudança, a pessoa se arrepender? Será que nunca aconteceu alguma coisa nesse sentido? Acho que a pessoa nessa situação merece todo o respeito e um tratamento para ajudá la, não uma legião de apoiadores que só vai dar mais corda pra essa fantasia. Perdoe me se pareço rude no desenrolar de minhas opiniões mas não consigo ser diferente para fazer me claro.

Não Rodrigo, não é uma questão de ser ou parecer uma pessoa horrível, não se trata disso mas sim entender que essa percepção que você tem é também a mesma percepção que a grande maioria das pessoas tem muito por culpa da ausência de informação até de certo modo científica pra poder melhor compreender todo esse processo da transsexualidade e ninguém é de fato má pessoa por não ter oportunidade de tomar consciência de como se origina o formar de muitas questões que são melhor encaradas como tabu. A transsexualidade é no que se refere a transformação corporal apenas um resultante de um processo mental, intelectual e metabólico muito maior e mais complexo que a transformação corporal propriamente dita, eu entendo que seja muito difícil compreender que existem pessoas que nascem certas em corpos errados, que sentem ter nascido em corpos trocados porque é assim que um transexual se sente e é um processo que não é determinado pelo livre arbítrio, ou seja pela vontade ou pelo querer, é toda uma complexidade tão profunda de carácter psicológico que envolve a fisiologia do individuo que o faz se sentir tão infeliz e tão incompleto no corpo que ele habita e em casos mais dramáticos rejeitarem seus corpos a tal ponto que só faz engrossar as tristes estatísticas de suicídio de gênero, isso ocorre muito em razão e reflexo de uma sociedade que não compreende seus dramas e os rejeitam. As pessoas acometidas dessa condição especial quando bem assistidas passam por um cuidadoso processo de transição que vai além da transformação corporal mas também passam por amparo psicológico afim de se tornarem preparadas e inteiras no momento da transição, esse processo quando corretamente coordenado demanda um tempo e uma constância pra ser elaborado e concluído e quando finalizado as pessoas trans que antes se sentiam "desencaixadas" em seus corpos e infelizes se tornam pessoas completas, felizes e produtivas pela convicção de que a transição a as colocou no lugar onde sempre deveriam estar e não somente pela interação sexual como muitos pensam, mas como pessoas que são, como gente mesmo. O ideal era que de fato essa transição fosse sim bem assistida conforme aqui eu descrevi, mas infelizmente são muito poucos que tem acesso a um amparo assim tão profissional e humanizado, visto que essa questão também é mal trabalhada na saúde pública que ainda não tem a absoluta percepção da necessidade de se criar dentro do ambiente de saúde pública as condições pra tratar de forma como se precisa a questão trans, não que a questão em si seja doença, mas sim porque a problemática envolve protocolos e procedimentos da medicina clássica como amparo psicológico e psiquiátrico quando necessários e intervenções cirúrgicas por isso a esfera da saúde é fundamental nessa questão. Embora o cenário ainda seja de um recorrente desamparo e falta de politica publica pra tratar a questão trans é muito bom saber que isso está de alguma forma começando a mudar, já ha dentro da saúde publica nichos que estão tratando a questão como deve ser ou seja como realidade social que precisa e merece atenção da saúde e da medicina como um todo e é muito bom saber que o berço dessas politicas publicas estão surgindo em boa parte dentro das universidades. Acho muito positivo que isso se torne crescente e ganhe espaço assim tornará cada vez menor os casos de transsexualidade e transição de gênero falsamente tratados nos rincões da clandestinidade o que tem gerado graves conseqüências de saúde e psicológica aos homens e mulheres que nasceram sob essa condição especial de gênero e que não merecem e nem podem ser negligenciados na sociedade. Espero ter trazido um pouquinho de informação consubstanciada que o ajude ter uma melhor compreensão da questão e que sem sobras de dúvidas o torna mais preparado para lidar com eventuais situações onde o normal é o equívoco,o preconceito , que se institui pela ignorância no sentido de falta de informação e conhecimento.

Eu te entendo, de verdade. É que eu tenho um posicionamento que para alguns pode ser um tanto quanto controverso em relação a questões como transgeneros e a tal identidade de gênero, tão discutida hoje em dia. Homossexualidade é algo, até certo ponto, normal. Até que ponto, em minha concepção? Até o ponto em que não se perde a identidade masculino /feminino com isso. O gay homem continua sendo homem e a gay mulher, continua sendo mulher. Agora, nascer num corpo perfeito de homem ou de mulher e querer mudar isso porque "não gosta", me desculpe. Pode parecer horrível isto que irei escrever mas é o que eu penso: não é o corpo que está errado ; é a cabeça que não está funcionando direito... E por isso que eu uso de ironia quando digo que não acho uma questão que mereça "menção honrosa". Desculpe se pareço uma pessoa horrível, hehehe

Então, pra você ver, como são as coisas !!!.

É, entendo que essa questão é de fato ainda muito inviável, mas ao meu ver, é inviável não porque não seria digna de ser pensada mas sim porque ainda temos uma sociedade muito imatura pra lidar com questões que são tituladas como tabus e não sei porque sinto não haver uma pré disposição geral de tirar essa questão do campo do tabu e traze-la para o campo da realidade como de fato é. É perfeitamente compreensível que se um dia o cinema ousar conceber um papel de tal importância a uma talentosa atriz transexual os protestos ocorrerão no mundo todo. Gal Gadot ao ter ganho o papel de Mulher Maravilha sofreu protestos por parte de muitos por causa de sua magreza, se acaso uma transexual ganhasse o papel de Mulher Maravilha ainda sim por mais linda, perfeita e talentosa que fosse sofreria protestos por uma questão de gênero o que de fato na prática nunca a impediria de atuar com maestria fazendo jus ao seu talento. A Mulher Maravilha de fato não é uma personagem transexual mas na prática é extremamente reverenciada pelas transexuais, é fácil constatar isso em manifestos de orgulho gay e encontros e conferências de cosplay então embora a personagem não seja transexual a transsexualidade é algo muito presente no universo da Mulher Maravilha, assim como alguns mitos de carácter sexual são de fato trazidos pro universo dos heróis como a suposta homossexualidade do Batman que tem pelo Robin uma paixão não declarada que por vezes o acomete com profundas crises existenciais por ele também não compreender direito qual sentimento que ele tem pela Mulher Gato dando indícios de um possível caso de bissexualidade a Bruce Wayne . Batwoman é uma personagem declaradamente lesbica assim como Xena também é em discretas aparições com sua parceira Gabriele. A sexualidade é uma questão real do nosso convívio social e como tal é interessante saber que essa questão já começou a ser abordada também nos quadrinhos, se não com a Mulher Maravilha será com outra heroína ou herói se não for na DC será no universo da Marvel que particularmente acredito ser o mais propenso a abordar a questão. Não sei se acaso o cinema concebesse papéis importantes a atores e atrizes transexuais ele estaria praticando com isso uma "menção honrosa" visto que pra mim isso não me parece uma homenagem, mas sim uma abordagem real sobre um tema delicado que a sociedade parece estar adiando e até evitando discutir, ao meu ver é claro. E lógico pessoas devem ser valorizadas pelo seu carácter e talento e não por suas especificações sexuais o curioso dessa fala é o quanto dela é de fato praticada por quem as profere visto que quantos transexuais são pessoas de carácter e talento e nem por isso são valorizadas e principalmente respeitadas pela questão de gênero, isso é uma verdade inegável e de fato a questão do comportamento sexual deveria sim ser encarado como algo de foro íntimo e pessoal mas isso é amplamente confundido principalmente na questão trans visto que a transexualidade como qualquer outra questão de genero ultrapassa o debate sobre comportamento sexual, é mais que isso, a questão trans não diz respeito somente as preferências sexuais de um indivíduo e sim envolve questões de cidadania, saúde, trabalho, educação e direitos . O que foi aqui exposto não é minha opinião pessoal e sim uma exposição de como a questão é de fato tratada no dia a dia, tentando respeitar a maneira como cada um lida com a questão.

Ué mas....o que exatamente foi censurado se tanto a capa colorida qto a capa em preto e branco estão iguais ???

É um mundinho muito, muito chato esse em que nós vivemos...

Concordo contigo na questão de que todos deveriam ser tratados dentro do conceito de igualdade e respeito, porém, certas questões eu acredito que não são viáveis. Uma pessoa trans interpretar um personagem trans eu acho mais do que justo desde que tenha talento para isso, logicamente. Mas pegar um personagem que não é e transforma lo num, não acho que ajude, pois me parece certa "forçação de barra". Sexualidade é uma questão complexa e bastante particular. Tenho meus conceitos a respeito de certas coisas, pode chamar me de preconceituoso caso queira, mas eu continuo achando que nem tudo é fato relevante ou merecedor de "menção honrosa". Acho que a pessoa deve ser valorizada por seu caráter e talento e não por certas especificidades de seu comportamento sexual, que não interessam a ninguém a não ser ela mesma.

Até parece que ninguém vai reclamar. Tão reclamando da mina estar um pouco encurvada e de saia. Como um amigo disse ali: "Se o cara for num jogo de vôlei feminino de quadra, verá mulheres atléticas em poses similares a primeira capa[...]". E com roupas similares também!

Eu acho que eu sempre aceitei a Mulher Maravilha independente de sua forma física, a aceitava simplesmente por ser ela e por ser fã dela, mas acho que eu venho de uma geração mais ingênua e menos critica onde a fantasia falava mais alto e um heroi valia pelos poderes que tinham a serviço dos valores que ele defendia como justiça, paz, amor igualmente etc e a forma física não menos importante ficava em segundo plano. Mas acho que talvez essa dita inversão de valores tão discutida nos dias de hoje tenha determinado os caminhos que estamos percorrendo e se a mulher submissa de ontem lutou pra se emancipar, conquistou mercado de trabalho e tornou-se independente podemos entender de certo modo que a mulher criou músculos e se masculinizou pra chegar lá, metaforicamente falando. O contrário também haveria de fatalmente acontecer, o que pro homem do passado era regra como ser básico, duro e sem "frescuras" haveria de transformar o homem de hoje da forma como o vemos ; metrossexual, vaidoso, cuidando do corpo e por sua vez criticando o corpo da mulher também, porque na cabeça do homem moderno se ele puxa ferro na academia, transpira e fica "gostoso" pra esposa ele vai cobrar que ela faça o mesmo por ele, mas é bom lembrar que entramos num tempo em que a mulher pede e quase exige que o homem se depile pra ela porque ela não quer e não gosta de pelos e se o homem moderno faz tudo isso ou tem que fazer pra corresponder o que hoje é cobrado ficará por sua vez quem ainda diz que os homens estão muito "afeminados" , agora depois de todas essas constatações e que ainda não é tudo , eu pergunto, porque será que eles estão assim ?. Se há outros motivos além do obvio aqui mencionado eu não sei !.

Na verdade eu coloquei no intuito de saber a opinião de todo e qualquer leitor que se sentisse a vontade de se manifestar como você fez e é bem vinda sua colocação no sentido de possibilitar uma discussão que não visa fazê-lo mudar de opinião mas sim com um humilde interesse em trazer a luz pontos que são por vezes negligenciados. Percebi que você entende que uma Mulher Maravilha negra seria um símbolo de representação étnica com todos os seus mérito e valores. Quando você questiona qual a representatividade que uma Mulher Maravilha trans teria no cinema eu teria que considerar que a questão da transexualidade é aceita ou ignorada de forma muito diferente de pessoa pra pessoa e nenhuma opinião é absoluta mas sempre relativa até a minha, mas na minha opinião eu diria pra você que uma Mulher Maravilha trans no cinema teria uma importante representatividade de gênero que apesar de se tratar de uma condição particular e especifica como você bem colocou é uma condição que acomete uma parcela bem significativa de pessoas em todo mundo dai eu acredito que se um dia o cinema se tornar ousado o bastante pra conceber papéis importantes a atrizes e atores transexuais estaríamos possibilitando uma discussão política e social de uma parcela negligenciada não somente no cinema mas no mercado de trabalho como um todo. Ha uma grande parcela de atores e atrizes transexuais extremamente competentes que estudaram e se profissionalizaram com muito esmero em seu oficio e que não atuam nem em papeis trans, ou seja até em personagem trans que são criados no cinema ou teatro são interpretados por atores heterossexuais, o que ao meu ver, mais que injusto é uma cegueira social. Minhas convicções apontam pra isso, ou seja a necessidade e legitimar não somente o que aqui oportunamente foi colocado a questão dos transexuais mas todas as classes da sociedade renegada por muitos de nós que finge que essas pessoas não existem. Mas é claro cada um tem sua opinião e cada um a forma com base em valores e conceitos que traz consigo os meus eu tento formar com base no respeito e na igualdade.

Pois é Brother, ainda sim ela é trilhões de vezes mais poderosa do que eu por exemplo, porque eu jamais me meteria a besta de colocar dois braceletes e ir pra frente de um banco que está sendo assaltado peita ladrão armado eu jamais teria reflexos de direção ultrarrápidos que ela tem pra direcionar os braceletes nos pontos certos pra broquear as balas, dizem que ela pega até algumas balas com a mão. Pelo que eu sei os braceletes fez parte de uma das provas de fogo que as amazonas tiveram que enfrentar afim de provarem valor e se dignificarem a honraria de ostentar a armadura forjada com o poder dos deuses que consagraria a campeã em Mulher Maravilha, essa prova de fogo recebeu o nome de duelo do trovão, o que eu não entendo é porque recentemente eles deram a ela espada e escudo , ela vai se defender de balas com escudo pra que se ela já tem os braceletes. O Super Homem não precisa de braceletes porque a pele dele é diferente ele é alienígena de Kripton mas é metido também...exibido !!!.

Permita que eu me intrometa só um pouquinho, mas acho duas coisas beeeem diferentes. Uma mulher Maravilha negra seria representativo em relação a uma etnia, em relação a todos que possuem essa genética, ou seja, algo intrínseco e geral. Uma Mulher Maravilha Trans seria o que? Primeiro que nem mulher eu tenho certeza se seria, segundo que trata-se de uma condição bastante particular e específica, e que nada teria a ver com a personagem, portanto não vejo necessidade de uma representatividade em relação a isso. Se formos nos deixar levar por essa onda de especificidades que pleiteiam representatividade em algum meio, poderemos estar dando asas , até certo ponto, a loucuras. Cada um, cada um, mas nem tudo eu acho que merece menção honrosa em algum lugar...

Uma boa pergunta pra se fazer. Quem sabe se eles pedirem a roupa do Homem - Aranha emprestada tirar as teias e decorar com algumas estrelas e vestir na Mulher Maravilha ela também vai poder abrir as pernas igual o Homem Aranha e ninguém vai reclamar. Dizem que tem um filme do Tarzan passando aí nos cinemas, eu ainda não vi, mas se na hora do Tarzan pegar o cipó e voar de uma árvore a outra e filmarem de baixo pra cima e aparecer o que eu não quero ver, eu vou estar aqui cobrando posicionamentos dos mesmos que acharam certo a censura das capas de Franck Cho.

Pois é, o povo reclama por reclamar, o importante é ser do contra. Acredito que seja esse o ponto que o amigo ali em cima mencionou sobre o fato de criar-se uma geração de afeminados, independente de serem ou não homossexuais, pois os homens hoje em dia estão mais chatos que as próprias mulheres em relação à aparência física própria ou de outrem e isso se reflete em tudo, inclusive nos mimimis sobre o corpo da Mulher da Maravilha, seja no cinema ou nas capas dos quadrinhos. Não é incomum vermos caras achando certas mulheres "gordas" unicamente por terem , de repente, coxas mais grossas ou quadris um pouco mais largos. Daí eu olho e não enxergo essa "gordice" que mencionaram, vejo é outro adjetivo nada pejorativo, mas deixa isso pra lá, hehehehe.Tipo, que raio de padrão alto é esse que o cara tem, né? Pra ele só serve modelo? Aquilo é irreal... Então, disso para chatices em relação a personagens de quadrinhos, é um pulinho..

As vezes eu me pergunto porque só a Mulher Maravilha é alvo dessas observações relacionada ao porte físico no universo das heroínas, ela parece estar fora da condição de trégua e ser pacificamente aceita seja qual for seu porte físico. É incrível como há um contingente enorme de fãs e leitores que reclamam curvas e feminilidade e do outro lado há um poderoso mercado editorial que insiste em retratá-la dando as reclamadas curvas porém formadas por poderosos músculos de uma amazona implacável. Está é uma batalha a mais que a heroína trava com seu público além daquelas travadas com os piores vilões. Eu gostei demais da feminilidade de Lynda Carter mas não reprovo a heroína ser retratada com um físico mais tonificado. Agora só não consigo dizer o que penso sobre Gal Gadot porque eu acho que ela não é nem uma coisa nem outra.

É verdade hoje tudo é mercado, mas baseado nessa certeza eu pergunto se tudo isso (ou só isso) seria facilmente resolvido se acaso ele perguntasse pra DC como eles gostariam que a Mulher Maravilha fosse retratada, isso também seria uma atitude de mercado, a fórmula é absolutamente simples e porque ninguém lançou mão dela ?.

Assim como já houve a intenção de criarem uma Mulher Maravilha negra para o cinema, como seria pra você se viesse uma noticia de Hollywood informando que o cinema iria lançar uma Mulher Maravilha trans ???.

Curioso esse pensamento, mas juro que não entendi o "link" entre a questão sexualidade aqui exposta com a dita censura de Franck Choo. É muito curioso como as pessoas associam a feminilidade presente no universo masculino como sendo quase uma sentença de morte exclusiva dos homossexuais mais confuso me vejo ao ver e saber que há muitos homossexuais que de afeminados não tem nada e paradoxalmente existem muitos heterossexuais absolutamente afeminados a ponto de ser confundidos. Não acredito que esteja havendo no mundo um movimento para tornar homens mais afeminados, mas se acaso isso estiver de fato acontecendo nos últimos anos, então pergunto, isso se deve a que ? . Eu não sei, não estou criticando só estou tentando entender.

Cirão, não é bem assim. Fale isso para o Edward Norton no "The Incredible Hulk de 2008" e sua insistente chatice em querer dizer como o filme seria editado (responsabilidade essa do "editor")!

A roupa que a mulher veste pode ser responsabilizada por apologia ao sexo? Eu tenho certeza que NÃO!!!! Nem a roupa da mulher na vida "REAL" nem a roupa da mulher na "vida" "FICTÍCIA" devem ser culpadas por isso!!!! Se houver censura de roupas na mulher "fictícia" logo logo as mulheres "reais" irão ter que parar de sair com shothinhos, vestidos curtos, decotes, etc. Logo, LOGO a mulher "real" será culpada por apologia ao sexo por usar determinados tipos de roupa! Isso é errado! Isso é um grave erro! Começam a censura nas HQs, em filmes, seriados e logo essa censura virá para o mundo "REAL"!

Daqui a pouco vão querer voltar com o "Comics Code Authority"..! :\

As vezes os caras só não gostaram do estilo. Na primeira ela dá uma pagada de calcinha, mais nas duas seguintes não tem nada demais.

Cara, é um mercado, você trabalha por encomenda, e o seus trabalhos são crivados. Se cada desenhista e teve seu trabalho revisado por editor fosse chorar pitangas na internet, era uma notícia dessa todo dia. E aí ele deve tá contando essa história pela metade, pq quem decide capa é editor e não roteirista.

Terrorismo, estupro, morte, beijo gay, heróis gays se atracando, e a Mulher maravilha de Cho censurada... está mais vestida que a Linda Carter nos anos 70 Isso é uma piada !

Mulher Maravilha ou o Conan ?!!?!

Da vontade de fazer aquele conhecido textão pra rebater mas dai vem a preguiça de lidar com um ser que comenta esse tipo de coisa...

Ele tá coberto de razão..não vejo problema nas capas!! Meu deus ..ele perto do que era a Maravilha do Deodato ..é um monge..não um desenhista...rs Tem todo direito de reclamar ..

Não entendi a última frase mas concordo com tudo o que veio antes...

Dr Hannibal com nojinho? Sério isso? Kkkkkkk

Brucutu onde, meu irmão? Maior mulherão...mulher guerreira seria isso mesmo, não dá pra ser pique modelo. Apesar de eu curtir a Gal Gadot no papel, nos cinemas, acho que se ela fosse mais encorpada ficaria melhor ainda...

"Durante anos o público alvo de quadrinhos foi aquele menino nerd punheteiro que não pega ninguém e é isolado socialmente." Pra quem está cobrando respeito, essa é uma forma bem preconceituosa de iniciar um argumento, não ? "Você gostaria de imaginar sua mãe, irmã ou filha nas imagens respeitosas do Alberto Vargas ou nessa pose de bundinha arrebitada da mulher maravilha mostrando a calcinha?... não é respeitoso.... assim como a maioria das mulheres também responderia que não." Sempre achei que feminismo representasse além da defesa pela igualdade de direitos, o respeito para com qualquer mulher sobre como ela decide viver a vida dela. " Na verdade, voltando ao seu intuito original de ser um ícone de empoderamento feminino, ao peitar o senso masculino de que deve existir eternamente de maiô cavado e mostrando as pernas com as costas levemente arqueadas para trás, ela se torna ainda mais maravilhosa, politicamente relevante e agrada aos leitores" Isso tudo é bem subjetivo e ao que parece segundo seu discurso, as feministas tem realmente uma séria dificuldade em respeitar mulheres que não se vestem "apropriadamente" ( maiô cavado e mostrando as pernas) ou tem postura "correta" (costas levemente arqueadas para trás) e que isso torna-se mais importante do que o que ela faz ou representa. Mas se um homem fala coisas desse tipo, automaticamente é tachado de machista... por uma feminista, lógico.

Quando eu digo que estão criando uma geração de afeminados dizem que sou louco. Não tenho nada contra homossexuais mas tenho tudo contra essa feminilização dos machos que vimos nos últimos anos. Bando de malakoi do hebraico.

Acho sacanagem o que estão fazendo com o Cho há algum tempo...

perto de muitos desenhos de personagens femininas essa MM até que tava comportada. O proprio Stan Lee declarou ha pouco tempo que muitas capas de HQs lembravam a revista Playboy. E pra quem ta dizendo que ela tava muito brucutu cuidado com o Movimento de Defesa das Mulheres Brucutu. Em tempos de politicamente correto qualquer coisa que vc fale vai acabar ofendendo alguem.

Em primeiro lugar moleque são os leitores que você está acostuma a lidar e a julgar pela forma infantilizada como você "se doi" pelos comentários que recebe, se ofende, ultraja e faz como a grande a maioria dos infantiloides que postam coisas sem o menor conteúdo, sempre em tom de provocaçõezinhas imbecis e depois o moleque aqui sou eu ? , ah vai crescer garota ! Se você se sente "stalkeada", não é problema meu e eu não tenho nada haver com isso, eu não posto o que penso aqui preocupado com o que você vai sentir o único critério que eu tenho comigo mesmo é comentar sem ofender o leitor por uma razão muito simples, o pensamento do leitor eu conheço pelo que ele posta aqui mas o leitor em si eu não conheço, então eu me restrinjo ao que está escrito, deveria fazer o mesmo. Quanto a achar que meu texto foi copiado e colado eu só tenho que tomar isso como elogio por ter consciência de que o texto foi redigido por mim mesmo baseado no que eu conheço acerca da personagem e se o texto pareceu proveniente de uma redação de jornalismo subentende-se que o texto está bem profissional o que pra mim é uma glória, quando eu postei o texto eu tive a intenção de talvez acrescentar alguma informação a mais além do que eu julguei que você não sabia, mas se você não o recebeu assim, lamento mas o problema é seu. Modéstias a parte eu me acho sim capacitado pra discutir qualquer coisa relacionado a cinema, até orçamento, elenco etc, mas por favor não subjugue minha inteligência porque no que se refere a história da personagem em si eu sei muito mais. Então "minha filha" vamos ficar combinado assim, você expõe a sua opinião e eu exponho a minha sob o acordo de que ambas não vão "se esbarrar" uma na outra, porque pelo menos da minha parte eu não estou aqui pra interagir com leitor (ou leitora) que encara tudo na vibe do "para que doeu em mim" eu gosto de interagir com gente critica, inteligente e que saiba separar as coisas e se for pra responder esse contato com grosseria não perca seu tempo porque eu é que não tenho tempo e muito menos saco pra truculência e ignorância e se vier qualquer coisa nesse sentido vai ficar no vácuo e durma com isso. Estamos entendidos ? Acho que sim né, você deve ser uma pessoa inteligente, agora se eu estiver errado e você fizer questão de deixar isso bem claro é só responder com um palavrão qualquer pra dizer quem você é mas como eu disse eu acho que eu vou ter uma preguiiiiça de retornar.

é um dilema, essa aparência de cavalona é fora do padrão das beldades mas funciona dá diversidade aos corpos femininos das personagens, tipo só a Mulher-maravilha e as grandonas ele desenha assim, as garotas o desing é outro mais pro teu gosto como a supergirl.

Isso daí tá mais para uma mulher maravilha trans, do que para uma beldade.

Já vai tarde. Uma MM brucutu ninguem merece.

Perderam um dos melhores desenhistas da atualidade, desenha mulher gostosa como só os brasileiros sabem, claro que no caso da mulher-maravilha ela tinha que ser mais musculosa afinal ela é uma amazona e tem que passar a imagem de força.

Cathy Lee Crosby uma ex tenista profissional foi a primeira a interpretar o papel num único longa metragem que por ter sido duramente criticado pela mídia especializada fez o projeto ser engavetado pelos estúdios da Warner, com um diferencial que chamou a atenção dos produtores; a alta audiência alcançada pelo longa. A Warner retomou o projeto Mulher Maravilha em 1974 abrindo testes para o papel da heroína, atrizes já conhecidas e outras que viriam a ser conhecidas na mesma época como Lyndsay Wagner a Mulher Biônica, Jaclyn Smith e Farrah Fawcett ambas do antigo seriado As Panteras também disputaram o papel sem êxito. Entre atrizes conhecidas e aspirantes ao papel houveram por volta de três mil candidatas, nenhuma delas satisfaziam o perfil desejado pelos produtores, a ponto de quase chegarem a encerrar o projeto, foi em meio ao desânimo que já acometia as seletivas que surgiu uma candidata que não trazia nenhum papel importante em seu currículo onde constara somente que a mesma já fora vocalista de uma banda local da cidade de Phoenix no Arizona e que a desconhecida banda já se apresentara viajando por alguns estados do território americano, constara também no currículo que a candidata já fora coroada Miss Mundo USA 1972 seu nome Lynda Jean Córdoba Carter, filha de mãe latina mexicana e pai anglo-americano. Douglas Cramer produtor executivo do projeto Mulher Maravilha foi imediatamente impactado ao ver as fotos da candidata Carter e prontamente tomou a decisão de contratá-la decisão essa que gerou profunda resistência por parte dos demais produtores do projeto por temerem em dar um papel de protagonista a uma aspirante que não era conhecida em Hollywood e pela dramaturgia americana de um modo geral, no entanto Douglas Cramer ameaçou abandonar o projeto caso a candidata Carter não fosse contratada, relutantes os demais produtores aceitaram. O curioso nessa decisão por parte de Douglas Cramer foi que ao ver as fotos da candidata Carter ele teve um choque seguido da certeza de que ela tinha nascido para o papel porque sua semelhança física com o que já havia sido publicado sobre a Mulher Maravilha desde o surgimento da heroína nos anos 40's era simplesmente impressionante e Cramer tinha plena convicção de que se o criador da Mulher Maravilha o psicanalista Dr William Moulton Marston tivesse vivo ali naquele momento ele também teria prontamente contratado Lynda Carter pro papel de sua lendária princesa amazona a Mulher Maravilha. O seriado foi um sucesso mundial e é lembrado até hoje.

Ainda bem que eu tenho minhas próprias convicções do é censura ou não é, pro meu ponto de vista que não precisa ser concordado por ninguém. O que estão aqui chamando de censura, eu estou chamando de frescura, agora se está havendo do ponto de vista de algum leitor a necessidade de se fazer entender a alguém que o ato de censura tem carácter permanente, então por favor vá dizer isso a quem precisa saber disso, porque no que se refere a minha opinião frescura e censura não são as mesmas coisas e eu acho que já deixei bem claro de que lado eu estou.

Censura é censura sempre, menina ignorante.

Controversas...não tem nada de mais na capa.

Essa imagem que você mandou fala tudo Tem tanta "pele" ali que nessa sim parece exagero As do Frank Cho perto dessa faz a Diana parece uma freira Não que alguma delas seja feia (pelo contrário), mas dentro do tópico é a comparação pelos trajes "comportados" das capas do Cho

Na Marvel ele realmente provocava os editores com nudez quase explicita. Agora... qual o motivo dessas censuras?? sinceramente, mancada da DC deixar isso acontecer.

Quanta asneira em um comentário só...

Os desenhos dele parece as tema dos jogos antigos do Street Fight, ainda bem que ele se demitiu sei lá, não gostei dos desenhos dele da mulher maravilha. É só comparar o nível do desenho da capa do primeiro Wonder Woman Rebyrth, com essa que dá pra ver o pq da reclamação da DC...

Lembro q assistia muita a serie com Linda Carter e os superamigos sem falar das coleçoes de desenhos q tenho da liga da justiça,os q vc gostaria mais de saber,sem falar da hq dela sobre a origem dela

Tipo qualquer coisa ??? Tem sim ..."Mulher Maravilha, tem novas imagens divulgadas" ...é só conferir ......http://br.ign.com/m/cinema/31788/news/filme-da-mulher-maravilha-tem-novas-imagens-divulgadas

Eu vejo o Homem-Aranha abrindo as pernas pros caras! http://www.cinemundo.net.br/wp-content/uploads/2015/02/wpid-wp-1423781083946.jpeg Abaixo a hipersexualização!!11!Onze

Acho que depende do ponto de vista de vista de cada um, talvez pra você que acha que o maior ícone feminino das HQ's ao ser retratada da forma como está por Franck Choo esteja se igualando a uma "striper" e a julgar por esse mérito considerou a postura da DC como "decisão editorial", mas como toda moeda tem dois lados, talvez pra ele o artista Franck Choo sendo quem é e tendo a bagagem que tem, tenha sim por sua vez se sentido censurado com a decisão da editora e embora não esteja claramente escrito na matéria como ele se sentiu eu particularmente acho que ele se sentiu no mínimo muito mal e de muito mal pra censurado, ambos pra mim estão plantados no mesmo terreno. Se eles não estão de fato querendo mais mostrar a Mulher Maravilha como fetiche sexual eu não sei, so acho que na minha modesta opinião coisa muito mais grave eles já fizeram desde o inicio deste projeto do longa pro cinema que foi ter transformado a Mulher Maravilha numa Xena versão much color, quer coisa mais grave que isso ????. E por favor preste bem atenção na palavra TALVEZ empregada aqui no texto, eu não estou afirmando nada em nome de ninguém, mas posso afirmar categoricamente o que EU penso, penso que isso tudo não foi censura e nem decisão editorial e sim uma grande frescura, quem prestou atenção la no início do meu comentário já se deu conta disso. Obrigado.

São coisas diferentes, eu jamais criticaria por exemplo a nudez , estupro e violencia de berserk pq é intrínseco a historia , faz parte do quadro montado pelo autor da obra para passar o contexto da historia, nesse caso do Cho não, ele é contratado , sabia da politica da empresa, ele tem que se adequar, se fosse uma obra dele, ou se no contexto da historia pedissem algo mais sensual ai está dado motivo dele se revoltar por uma decisão de censura, o que não é o caso.

Assim como o Manara os """"progressistas""""" odeiam Cho já que ele se recusa a entrar na onda de Autoritarismo deles, Assim como nos anos 50 Muita gente que teve que se mudar dos estados unidos por que a Direita na epoca criou o Sedução dos Inocentes , agora a esquerda usa os mesmos argumentos mais com palavras diferentes o que isso vai causar bem assista o video Sex and Comics: Seduction of the Innocent? meu não deixe os autoritarios tomarem a arte independente de ideologia politica de partido ou religião .

Assim como o Manara os """"progressistas""""" odeiam Cho já que ele se recusa a entrar na onda de Autoritarismo deles, Assim como nos anos 50 Muita gente que teve que se mudar dos estados unidos por que a Direita na epoca criou o Sedução dos Inocentes , agora a esquerda usa os mesmos argumentos mais com palavras diferentes o que isso vai causar bem assista o video Sex and Comics: Seduction of the Innocent? meu não deixe os autoritarios tomarem a arte independente de ideologia politica .

poxa dc... queremos femeas sexys, sem posições sexys

Como assim cara 300 de esparta já usavam espada e escudo.

Que nojo! Mulher- Esteroides.

Pra mim a bronca aí foi pessoal. Eu acho isso tudo uma frescura, censurar um trabalho com argumentos pseudomoralistas pra uma heroína que já chegou a estampar editoriais feministas em trajes até mais desnudos que esses , é pra mim, no mínimo, desculpinha de boy babe que não tem nada o que fazer. Eu já vi Mulher Maravilha sendo mostrada nas HQ's em formas e trajes que mais lembravam uma personagem de fanzine erótica e nem por isso foi censurada na época, então menos né com esse argumento de que ela está "orgânica" demais pra prosseguir assim , se a DC está levando tão a sério essa história de "dessexualizar" a Mulher Maravilha e fazendo disso sua nova política editorial ficará bem fácil entender porque contrataram Gal Gadot com toda sua magreza o que gerou protestos ferrenhos por parte de muitos reclamando curvas. Há muitas formas de tirar a sensualidade de uma heroína, eles podem fazer uma versão dela no mais alto estilo "Olivia Palito" ou continuar fazendo o que já vinham fazendo com a Mulher Maravilha , torna-la tão musculosa que faria até o Hulk correr dela, taí é só escolher!.

Não sei quem é esse não, amigo...

Pra artistas como este, a solução é migrar pra editoras menores tipo Dynamite ou IDW, ou partir pro indie

Realmente, já desenharam ela muito mais "panicat", por assim dizer https://uploads.disquscdn.com/images/d4638974d0425bd01ee9f8c152541f6b3852315767273d41cf8386b030ec5db4.jpg Pra mim isso não é problema. Sempre vi personagens de quadrinhos desenhados assim, e também de outras formas, em todas as editoras. DC, Marvel, Image, Top Cow, Heavy Metal... Todas tinham esse tipo de personagem, e especialmente a última tinha uma grande variedade em histórias curtas de títulos indie. Esse papo de "muita pele" é argumento de quem vive em lugares onde ser mulher é pecado, quase uma condenação

Também ele desenha uma mulher parecendo o arnol szwazzeneger.

Mulher maravilha ta mais pra epoca medieval do q nos dias atuais com espada e escudo,ta mais pra Red sonja

O mundo ta muito mimizento. Nao pode desenhar a mulher maravilha mostrando curvas mas balançar os peitos na rua com a marcha das vadias (q sao as mesmas q dizem q esse tipo de arte nao pode) aí ta liberado.

É, não parece em nada com a Gadot, então não serve pra representar a WW, mesmo que seja muito bem feita como representação de uma guerreira semideusa vinda de uma nação de amazonas... eita mundo.

Parecendo a mulher do Belo...kkkkkkkkk

Primeiramente não vi problema algum na imagem da MM (no máximo estranho... Mas não acho que chega ser ofensivo). Mas vamos ir de boa, pessoal? Vamos aprender que em tudo (principalmente na internet) há três versões: a minha, a sua e a verdade. Nós só vimos a versão dele. E outra: ele está trabalhando numa empresa com suas próprias políticas, ele assinou um contrato logo se submeteu à isso. A empresa tem direito de impôr políticas tanto quanto ele tem o direito de não gostar e fazer algo sobre. :/ E parem de banalizar a palavra 'censura' caralho. Uma coisa é o governo vir, impedir de publicar seu trabalho outra é uma pessoa fazer uma decisão EDITORIAL de acordo com políticas previas; o cara publicou a foto, falou sobre o ocorrido, isso realmente parece censura pra vocês? :/

Apesar de não ver nada demais nessa capa, acho que a DC tá querendo colocar menos quebra coluna na Mulher Maravilha e mais pose de guerreira. Mesmo que poses assim estejam no recheio, a capa é o que vende primeiro e não faz sentido uma nova fase da heroína mais feminista com sex apeal mais evidente, mesmo que seja algo que consideremos como irrelevante.

Certo a editora. Vai desenhar a Gullivera, oras.

Não vi nada demais para censurarem o cara, sinceramente...não ficou vulgar nem "mostra demais". Já vi ângulos muito mais ousados da Psylocke, na Marvel, por exemplo...

Acho uma babaquice descabida esse tipo de censura. O politicamente correto é a praga dos tempos modernos.

É certo que queriam que ele fizesse a MM de burca, graças a revolução mente aberta, vulgo feminista

Ironicamente a Mulher-Maravilha já teve umas capas com a parte de baixo tão cavada na virilha que era um milagre editorial não aparecer nada de mais. Essas capas até que tão comportadas comparadas com aquelas (e nem tem tanta pele assim). A Mulher-Maravilha parece uma guerreira pra mim nessas capas. E digo isso como mulher, então não tem mimimi por que não entendo ou estou sendo machista. A Mulher-Maravilha sempre foi um ideal de força e beleza, coragem e determinação, não uma bonequinha em que as roupas precisam ficar sendo pensadas antes das histórias.

Heroína com nome de Shanna, que ia aparecer nua?hehehe

Só sair, cara. Os tempos são outros.

Quando ele diz que foi censurado "por ter muita pele", dá a entender que é algo ligado ao feminismo e/ou ao politicamente correto. E se isso é verdade, então a hipocrisia do politicamente correto chegou a um ponto insuportável. Mas me parece que pode ter sidi tb uma briga entre ele e roteirista.

Muitos fizeram essa pergunta. Mas dizem que a reposta está nessa arte: http://static1.squarespace.com/static/51b3dc8ee4b051b96ceb10de/t/55230ac3e4b0c8f3afddaaf9/1428359882732/superman-and-wonder-woman-discuss-bullet-bouncing-in-humorous-comic

A chatice esta por toda parte! Salvem-se, corram por suas vidas!

Cara, o fato de ser essa a roupa da maravilha não justifica a hipersensualização da personagem, e de todas as outras personagens feminas na mesma situação. Até onde eu sei não estamos na década de 50, 60, etc. o mundo muda, a sociedade muda, conceitos mudam, preconceitos são quebrados, ou construídos, ou seja, não existe o "mas sempre foi assim", existe o até quando foi assim. E cara eu não To discordando de movimento feitos por personagens, o que eu To aqui discutindo é hipersensualização da personagen e poses ainda mais recrudescentes, ou você ver por aí batiam, homem aranha, por outro personagem masculino desviando de bala mostrando a cueca, levantando a coxona pra os adversários admirarem?? E cara, deixa de ser inocente, essa discursão é muito mais ampla do que esse caso, faça uma pesquisa nas diversas mídias e veja o quanto as mulheres praticamente são representaras de tal forma. Veja a EVO, streat fighter manda um abraço!!!

Verdade... Olha, te digo o seguinte, tem certas coisas que não se explica e fica por conta da lógica irreal dos personagens de HQs mesmo... por exemplo: já vi desenhos e Quadrinhos que ela leva socos traumáticos no rosto onde ela afunda a cabeça no chão e nada acontece se não um desmaio... mas quando se trata de dar socos em objetos sólidos, a própria MM tem a noção se vai se machucar ou não... mas na boa, o legal nas cenas de ação é não fazer tanto sentido, assim, nós, fãs, curtirmos a personagem demonstrando o seu poder, e quando mostrado de forma eloquente mais causa suspiros na gente... É tipo o Batman que mesmo sendo um homem sem poderes, salta e cai de lugares altos ao chão, some e aparece sem ninguém ver, enfim, melhor não explicar mesmo

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus