Séries e TV

O Senhor dos Anéis | Os desafios de adaptar a obra de Tolkien para a TV

Amazon confirmou vários projetos que mostrarão os eventos antes de Frodo e cia.
-

Remakes são comuns em Hollywood. Isso acontece o tempo todo com super-heróis, grandes franquias e adaptações de livros, que eventualmente voltam às telas de formas diferentes. Logo, não é tão surpreendente o anúncio da Amazon de investir em séries do universo de Tolkien, mostrando os acontecimentos antes de A Sociedade do Anel.

Mas existe - ou existia - algo diferente em O Senhor dos Anéis: Christopher Tolkien, terceiro filho do autor. Christopher editou e publicou vários livros do universo da Terra-média, sempre utilizando como base as anotações e informações deixadas pelo pai, que morreu em 1973. Mas ele sempre teve uma postura considerada “protecionista” em relação ao legado deixado pelo autor. Muitas vezes negou adaptações e produtos relacionados com O Senhor dos Anéis e é abertamente crítico às duas trilogias comandadas por Peter Jackson

Inclusive, os filmes só foram realizados por conta do produtor Saul Zaentz. Em 1969, Tolkien vendeu os direitos de adaptações cinematográficas de O HobbitO Senhor dos Anéis para a United Artists. Posteriormente, Zaentz comprou esses direitos e os cedeu à New Line em 1997. O filho de Tolkien não poderia fazer nada para impedir.

Porém, em agosto deste ano, Christopher deixou o comando do patrimônio do pai. A família Tolkien ainda está presente nos negócios através dos netos e de Priscilla Tolkien, outra filha do autor, mas todos eles são mais abertos para adaptações. O caminho da Amazon está livre e as possibilidades são imensas, mas tudo isso também chega com grandes desafios.

Alinhamento de planetas

A trilogia de O Senhor dos Anéis foi feita de uma forma que foge dos padrões de Hollywood até hoje. A produção começou em 1999, na Nova Zelândia, e os três filmes foram rodados de uma vez. Essa característica foi importante para o resultado nas telas, que mostrou consistência, um grande entrosamento de elenco e, de um modo geral, transmitiu aos fãs a magia que J.R.R. Tolkien colocou em mais de mil páginas de livro.

Peter Jackson e o elenco de O Senhor dos Anéis
Peter Jackson e o elenco de O Senhor dos Anéis

Para uma série de TV ambientada na Terra-média funcionar, é preciso que a equipe tenha a paciência necessária para colocar os detalhes desse universo, uma das características que tornou a primeira trilogia tão rica.

Peter Jackson tinha o apoio necessário da New Line para fazer seu trabalho e adaptou o roteiro de forma interessante - a sequência da aranha gigante Laracna, por exemplo, acontece no segundo livro, mas aumentou com sucesso o clímax de O Retorno do Rei. Tudo convergiu para a trilogia dar certo e ela deu. O primeiro filme arrecadou US$ 871 milhões, o segundo, US$ 926 milhões e o terceiro teve bilheteria de US$ 1,1 bilhão. Os longas também foram premiados no Oscar, sendo que o encerramento da trilogia levou 11 estatuetas. É uma trajetória de sucesso que precisa de muito trabalho para ser repetida nas séries de TV.

Dinheiro e estúdios

Uma das grandes questões para a Amazon é o orçamento. Para conseguir efeitos que são pouco datados até hoje e um design de produção primoroso, O Senhor dos Anéis teve a participação ativa da Weta Workshop.

Comandada por Richard Taylor, a empresa fez desde efeitos visuais, até armaduras, cotas de malha, espadas, etc., tudo o que tornou a criação da Terra-média possível.

Claro que ela não é a única empresa de efeitos do mundo, e existem muitos especialistas em armaduras para filmes, mas havia uma paixão a mais em levar o mundo de Tolkien para as telas pela primeira vez. Se a Weta estiver envolvida novamente, é um alívio para os fãs.

Por enquanto, a Amazon parece disposta a desembolsar o que for necessário. Segundo o Hollywood Reporter, o projeto inteiro de cinco temporadas pode custar US$ 1 bilhão, valor inédito para a TV. Para comparação, a sexta temporada de Game of Thrones, que teve o episódio da Batalha dos Bastardos, custou US$ 100 milhões ao todo.

Em relação às histórias, há muito material que pode ser aproveitado - saiba mais. Como foi dito que as produções serão situadas antes dos eventos de A Sociedade do Anel, há O Silmarillion, que conta as origens da Terra-média, dos anéis de poder e a ascensão de Melkor, o senhor da escuridão antes de Sauron.

Há também a história de amor de Beren e Lúthien, o mortal e a elfa que se apaixonaram e viveram as mesmas dificuldades de Arwen e Aragorn. Existem ainda várias histórias sobre o passado dos elfos, homens, anões e hobbits da Terra-média. Todas as possibilidades pedem produções grandiosas.

Sobre a volta da equipe dos filmes, é improvável que isso aconteça e também não deve ser um medidor de qualidade. Sean Astin (Sam) e John Rhys-Davies (Gimli) já indicaram que não pensam em reprisar seus papéis na Terra-média. Peter Jackson tem em mãos atualmente um novo projeto, a produção de Mortal Engines.

J.R.R. Tolkien
J.R.R. Tolkien

Porém, de todas as coisas que tornaram os filmes de O Senhor dos Anéis sucesso, a maior delas é o amor pela obra de Tolkien. Jackson e Weta voltaram para a trilogia de O Hobbit e, apesar de seus pontos positivos, ela passou longe do grande sucesso dos primeiros longas. Havia interesse demais do estúdio em aumentar a história, fazer mais filmes e conseguir reviver algo sem ter suas próprias qualidades. A alma da Terra-média ficou em segundo plano.

John Ronald Reuel Tolkien participou da Primeira Guerra Mundial e vivenciou a Segunda ao ver seus filhos lutarem nela. Ele presenciou os maiores horrores causados pelo homem, mas conseguiu tirar disso um mundo incrível de fantasia, onde amizade, honra, amor e lealdade são mais importantes do que poder. Para a Amazon, que tem agora a oportunidade de mostrar tudo isso para um público novo e vasto, resta a responsabilidade de honrar tudo o que esse homem representa para a cultura pop e para o mundo.

Leia mais sobre O Senhor dos Anéis

O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel
(Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring) Direção: Peter Jackson
sobre o filme

Percebi mesmo...

o problema é que eles não ligam mais pra isso. se vc prestar atenção nas matérias vai sentir falta de um revisor de texto.

Se a trilogia ganhou 17 Oscar, qual o proposito de citar só os "11 de encerramento"?.No texto eles dizem: "...o encerramento da trilogia..." e não "o filme que encerra a trilogia" Pra quem sabe, ok, mas n é todos q sabem. Materias importantes de cunho informativo n tem q "presumir" q todos saberão ou entenderão, ainda mais uma materia publicada pela "instituição" responsável pela CCXP no Brasil...

Se for bem-feito e bem planejado podem fazer uma porrada de série baseada na Terra-Média que verei tudo sem piscar.

Orçamento agora sim é de uma serie desse tamanho, mas como não conheço as historias paralelas, fica dificil, achar que terão personagens tão cativantes qt a primeira trilogia.......O hobbit foi uma demonstração disso, nenhum personagem deixou saudade naquilo.

Provavelmente pegará os órfãos de Game of Thrones. Pelo menos é o que eu espero!

Caso não tenha lido a notícia, se trata de 1 bilhão de dólares.

Adaptem o Silmarilion pelo amor de Djah!!!!! A obra é grandiosa, absurdamente épica e conta uma verdadeira epopeia que narra praticamente tudo: dos eventos da criação do mundo aos eventos que antecedem o Senhor dos Anéis.

Para mim há espaço para melhorar o que foi apresentado nos filmes do Jackson sim. Ainda mais com mais tempo. Mas é um enorme desafio, porque apesar do roteiro ser meio falho em alguns aspectos, os efeitos e as interpretações são excelentes. Andy Serkis FAZ toda diferença. Ian Mckelen nasceu pra fazer o Gandalf. Os time de atores dos hobbits era excelente. Sem falar de Gimili, e cia. Realmente vai ser difícil. Se eles forem espertos vão focar na primeira era mesmo, e deixar o senhor dos anéis pra quinta temporada em diante :P

Uma preocupação era o orçamento, mas se eles tem um bilhão de Trumps pra 5 temporadas ... OMG, isso pode dar certo.

As obras de Tolkien são melhores do que a de Martinn,portanto se bem produzido é sucesso certo

A trilogia O Hobbit tem muitos pontos positivos. Os dois primeiros filmes são muito bons. Já o terceiro ficou aquém das expectativas, talvez porque os acontecimentos mais interessantes do filme(uma batalha mágica e a morte de você sabe quem) foram justamente no início. A batalha dos cinco exércitos em si não foi muito legal.

falou tudo! dalhe akallabêth! não é uma historia tão longa , so espero que o um silmarilliona nao fosse igual a um "dez mandamentos( muita encheção de linguiça)"

A warner porque se ela faz parte de um grupo que é da at&t? Seria a at&t não?

Hj não tem porra quase nenhuma. tem um monte de anime, mas sem legenda br. E o futebol americano ao vivo nas quintas a noite.

A primeira vc achou ruim assim que destruiu?

Vc acha que a séria tão ruim assim? acha que não valeu a pena?

Cara, esse povo posta coisa sem ter lido é ok. Mas será que no omelete ninguém leu pra revisar.? Beren e Lúthien saiu sozinho, mas é Silmarillion. Se eu fosse a Amazon, contaria a primeira queda de Sauron, e se desse audiência. Faria a segunda Série com nome de SIlmarinion, que daria várias temporadas, ou chamaria de Gêneses Silmarillion, sei lá, e iria até um ponto contando de toda a criação mesmo. E depois uma terceira fora o começo e Sauron de alguma coisa mais curta.

eles estavam falando só do ultimo

Belo texto, salvo apenas que a trilogia LOTR não arrecadou 11 estatuetas do Oscar, mas sim 17, 4 da Sociedade do Anel, 2 da As duas Torres e 11 de o Retorno do Rei.. Se atentem Omelete...

É difícil, mas se estão dispostos a abrir a mão para produzir e se forem fiéis a obra original, respeitando sua essência, tudo dará certo. E o mais importante para Amazon: dará lucro. Público não vai faltar, pois as histórias em O Silmarilion são incríveis e superam até mesmo LoTR. Mas não me apareçam com efeitos a lá American Gods se não eu mesmo mato eles! hahaha!

A Tolkien State aprovou o projeto e está supervisionando, ela é extremamente rígida com os derivados de Tolkien (eu fiquei sabendo disso pela Tolkien Talk no YouTube). Então dá pra ter pelo menos um voto de confiança por enquanto!

mesmo assim. Bons jornalistas ( que não é o caso de Sites ), iriam atrás de noticias interessantes. Trariam coisas novas para o publico. Há muito acontecendo por ai, mas é mais fácil apenas esperar noticias populares e depois ficar remoendo. Viva a preguiça

Só de lembrar de Game of Thrones me dá tristeza. Pra que rebaixar o melhor livro já escrito a isso se já existem três filmaços???

Hollywood continua sua odisseia para destruir as obras de Tolkien. Deixem os livros em paz. Vão criar suas próprias historias.

Com essa série do Universo Tolkien, eu com certeza assinarei Amazon Prime

Não é notícia, é um artigo. Obviamente, um artigo pautado no que ja foi dito. Caso contrário seria especulação.

o problema todo é o dinheiro, essas series serão muito caras, se estiverem dispostos a investir, com certeza terão um ótimo publico, para apreciar o resultado.

Depois de O Hobbit, nem perderei meu tempo. Mentira, curti O Hobbit.

Como a Warner deve co-financiar esse projeto então eu acho que a WETA pode voltar

Muito bom o texto. Parabéns. Estou muito na torcida para que dê certo essas séries.

Noticia mais que repetida. Cade as novidades ?

Meu to velho pra caramba pior que tenho 23 anos mais ainda sinto que tenho rugas

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus