Jessica Jones
Séries e TV - Drama, Crime, Action
Jessica Jones (2015)
(Jessica Jones)
  • País: EUA
  • Classificação: livre
  • Estreia: None
  • Duração: indisponível

Jessica Jones - 1ª Temporada | Crítica

Série adiciona o suspense psicológico ao panteão das séries da Marvel

Jessica Jones é um dos primeiros produtos desta nova fase da Marvel no cinema e na TV a explorar a fundo a psicopatia de heróis e vilões. Ambientada nas mesmas ruas de Demolidor, outra produção da Netflix, o seriado situa o espectador nas entranhas de uma Nova York abalada pelo surgimento de seres com poderes e cheia de pessoas atormentadas por acontecimentos vistos em Vingadores e Era de Ultron. Para se diferenciar dos demais, a série não só mostra um lado mais sombrio e adulto da Casa das Ideias, como apresenta um thriller psicológico que vai além das histórias publicadas nos quadrinhos.

A mulher super-poderosa (Kristen Ritter) das HQs da Marvel continua forte, curiosa e desbocada. Por outro lado, os tormentos causados pelo seu passado, o alcolismo e todas as escolhas erradas que Jones fez compõem o fio-condutor de toda a narrativa desta primeira temporada com mais força do que nas páginas de qualquer gibi da personagem - mesmo no selo Max. Essa abordagem dá certo, principalmente, pela presença de David Tennant como Kilgrave, o Homem-Púrpura. Sarcástico e com presença maléfica imponente, o vilão é o componente que faz a série superar seus próprios defeitos, se tornando uma das melhores empreitadas da Marvel na TV/streaming até hoje.

Uma detetive em crise e o melhor vilão da Marvel?

O roteiro de Jessica Jones segue uma linha do tempo não-linear, assim como Demolidor. Ao mesmo tempo que ela luta contra Kilgrave, flashbacks contam sobre sua origem e outros acontecimentos importantes situados no passado - desde a sua adoção até o relacionamento com Luke Cage (Mike Colter). Assim como nos quadrinhos, o trauma causado pelo tempo em que passou controlada pelo vilão é o que a persegue. A diferença é que aqui um lado mais frágil da personagem é mostrado. Ela sempre lamenta, sofre e se arrepende de muitas atitudes. Kristen Ritter traz uma Jessica amargurada e até frágil demais, ainda que com uma frase de efeito diferente para cada ocasião.

A comparação com o Demolidor de Charlie Cox aqui cabe bem novamente, pois a Marvel parece querer contar origens sem mostrar o real motivo dos poderes de cada herói. A ideia é compôr o caráter dos personagens a partir dos primeiros dilemas que eles enfrentam na carreira. Matt Murdock confronta a máfia, Jessica Jones um psicopata. Ser ou não ser um super-herói não é a primeira dúvida de ambos. O problema aqui é entender se eles são mesmo pessoas boas e o que vão fazer com seus poderes. Estes embates pessoais funcionam melhor quando há um antagonista forte o suficiente para tornar aquele questionamento crível - e é por isso que Kilgrave sustenta os 13 episódios da série como nenhum outro vilão da Marvel.

Os primeiros capítulos mostram o vilão apenas como uma presença, uma força de pura maldade que faz pessoas cometerem atos bárbaros. Quando David Tennant aparece com seu terno roxo e um sorriso sarcástico, a impressão é que a magia vilanesca se transformará em algo mais caricato, como a maioria dos bandidos da Marvel. Isso não acontece. Tennant equilibra de forma magistral o humor ácido de Kilgrave com seus acessos de pura loucura. O ator escocês escapa dos diálogos óbvios com um timing perfeito para alternar entre o psicopata apaixonado e o vilão de planos mirabolantes.

O roteiro é cheio de conversas mal escritas e piadas recorrentes, mas acerta ao retratar o poder de Kilgrave pelos efeitos colaterais. Mais do que mostrar a força do controle mental, a série expõe quão problemático é viver depois de ser controlado. Muitos personagens questionam a razão verdadeira de terem feito tal ato e começam a duvidar da própria sanidade, mesmo longe do Homem-Púrpura. Enquanto constrói esse ambiente de alucinações e paranóia, Jessica Jones está um nível acima da média para qualquer série de TV.

As piadas, Luke Cage e os Defensores

O escorregão maior do seriado é a pobreza de produção em cenas de ação e a falta de inspiração nos diálogos entre os quatro principais personagens: Jessica, Cage, Trish e Kilgrave. Há química entre todos, o casting foi bem feito, mas não há um episódio sequer em que alguém não precise soltar um bordão. Jones o faz ao menos duas vezes por episódio. Isso não constrói o personagem, apenas cria uma aura mais irreal para uma série que tenta toda hora manter os pés na realidade. Jones age, muitas vezes, como Tony Stark (Robert Downey Jr) em Era de Ultron - na primeira oportunidade, faz piada ou desdenha de alguém. Até a terceira vez é interessante, daí em diante se torna cansativo.

Os combates são outro defeito evidente. Jessica não sabe lutar, por isso é justificável não termos lutas coregrafadas. O que não se engole são as cenas mal filmadas e os efeitos pobres para mostrar a força dela e de Luke Cage. Cortes secos e ângulos extremamente fechados não dão a noção das lutas que ocorrem na tela. E diferente de Demolidor, que tinha cenas de ação bem compostas, Jessica Jones passará longe de ser lembrada por isso, apesar de ter muitas sequências do tipo ao longo de 13 horas de conteúdo. 

Esta é uma série que comprova mais uma vez a necessidade de existerem dois universos diferentes no universo cinemático da Marvel. Os deuses e super-heróis lidam com as coisas de grandes escala, com os problemas mundiais. Os 'dotados' precisam conviver com os efeitos que estas mudanças trouxeram às cidades, enquanto se descobrem e procuram uma vocação justa para aqueles poderes. Aqui, a Netflix e a Marvel fazem essa conexão com os filmes e outras séries de forma sutil, sem jogar desculpas aleatoriamente para agradar aos fãs.

Entre altos e baixos, Jessica Jones é o melhor exemplo de série de super-herói desta safra mais recente. Mesmo com um roteiro falho e cenas de ação pouco inspiradas, toda a batalha psicológica entre Jessica e Kilgrave, onde reside o coração da trama, é bem desenvolvida. Há uma clara evolução de escolha de elenco e na composição narrativa. Os núcleos se encaixam bem e os ganchos são interessantes o suficiente para desejarmos uma nova temporada. Não há dúvida que a Marvel encontrou o caminho para mostrar seu lado mais adulto.

Leia mais sobre Jessica Jones

Nota do crítico (Bom) críticas de Séries e TV
 

so concordo msm com as criticas em relacao as cenas de luta. e ate a forca dela foi mal explorada, fora isso a serie é perfeita, tem uma narrativa empolgante faz o espectador dividir o drama e o medo que a jessica sente do kilgrave. chato esses caras q pensam q uma critica so e boa se falar mal de algum aspecto Nao vi nenhuma situacao caricata nos dialogos Jessica n e imbecil ela sente medo de ficar sob o controle do vilao por isso ela e vacilante no tocante a ele, mas fodona p os demais Incrivel q muita gente n entendeu que ela entendia ahope pq passou pela msm coisa e por isso n admitia q a garota ficasse presa por causa do kilgrave. alem do medo que ja sentia ela tb teria q conviver com mais essa derrota Tanto que somente apos o sacifico de hope Jessica finalmente aceitou que deveria matar o vilao

Putz... A JJ é uma imbecil. A cada episódio se confirma isso. Chegou uma hora q eu jah estava mesmo é torcendo pro Killgrave.

Foi difícil assistir JJ até o fim e como tive o esforço posso afirmar que achei a série bem ruim! Marcada por uma sequencia de situações incoerentes e pra lá de forçadas. Alguns clichês exagerados que nem tornaram a trama mais caricata, apenas contribuem pra que o interesse escorra pelo ralo junto com a credibilidade da produção. Das 4 adaptações de quadrinhos da Marvel produzidas pela Netflix já achava antes de ver que esta era uma série desnecessária, depois de conseguir ir até o fim penso que seja inapropriada. Acho que O Demolidor ainda tenha sido a melhor produzida, e o Punho de Ferro apesar de ser uma personagem muito bom também ficou lamentavelmente patético.

De louco controlador que odiava herois que a torturava por prazer de vela sofre para um maníaco que a ama e de lascar em. Enquanto na HQ ele não da escolha alguma a ela aqui ele quer pagar de apaixonado. Uma bosta.

Gostei muito.A personagem da serie é muito mais interessante do que a das hq's. Não vi problemas com os roteiro, mas concordo com a critica sobre as cenas de ação e tanbém achei a trilha sonora pobre. 4 OVOS(MINHA OPNIÃO)

Excelente a série, não tá mal de roteiro não, elenco afiadíssimo, me surpreendeu; comecei a assistir sem muita expectativa e quando vi já tava na metade da temporada. O pessoal gosta de ver chifre em cabeça de boi, nunca tá satisfeito ou vem cheio de ressalva. A protagonista tá ótima também, não tive problema algum com o sarcasmo e o humor negro, achei bem apropriado; o excelente vilão não sustenta sozinho a temporada.

Pior série, pior personagem e pior atriz de todos os tempos.....não me lembro de ter visto uma série tão ruim nessa vida...

punisher é mt bom tbm

Ela se matou exatamente para não ser mais o empecilho que evitava Jessica de matar Kilgrave, para só assim ela desistir de expô-lo e matar o cara. Foi arrastado, mas entendo a ideia dos roteiristas.

gostei muito de Jessica Jones principalmente por causa de de Kilgrave, me diverti muito com ele a ponto de torcer por ele em alguns momentos.

Heroína ela não é mesmo no seriado, ela matou premeditadamente o vilão (coisa que só anti-heróis fazem). Na HQ ela se manteve heroína (pois não mata ninguém).

Resumo do seriado: Jessica Jones feminista vs Homem-Púrpura do Patriarcado.

"Dou dois ovos e meios com salmonella." kkkkkk .... Resumo do seriado Jessica Jones feminista vs Homem-Púrpura do Patriarcado.

ALERTA DE SPOILERS, SE NÃO ASSISTIU O SERIADO, NÃO LEIA ! Mas cara, isto é o clichê básico do herói de HQ : Não matar premeditadamente ninguém. Se eu seguir essa sua linha, nunca mais leria o Batman, pois o Coringa mata a granel e o Batman nunca o mata (prender o Coringa de nada adianta como bem sabemos). Se o Batman matasse o Coringa, Charada, Pinguim, etc, quantas vidas não salvaria ? (pense a mesma coisa do Capitão América, Demolidor, Homem-Aranha, o quanto de dor eles evitariam se matassem seus oponentes mais mortíferos). Mas sabemos que esse papo de ser herói e não matar o vilão é desculpa para lucrar com o vilão vivo (mate o Coringa em definitivo que os fãs do Batman enlouquecem e a DC terá perdas de lucros). O Herói não deve matar premeditadamente, a morte do oponente só pode ocorrer por acidente, por acaso, ou numa situação extrema de vida ou morte. A Jéssica mata o Homem-Púrpura, ela torna-se neste momento uma anti-heroína, pois ela o matou premeditadamente, foi um assassinato (sim, ela demora para mata-ló, mas isto faz parte do conflito moral e ético dela no decorrer do seriado todo). Herói é uma coisa, anti-Herói já é outra coisa.

Sim, uma completa imbecilidade.

O que presta na série mesmo é o kilgrave, personagem bem elaborado e interpretado, seu lado maníaco acende a adrenalina em ver os episódios. Mas por outro lado nos deparamos com as viadagens sem precedentes de Jessica Jones, quando deixa as pessoas a sua volta serem manipuladas, abusadas, e mortas, só para alimentar seu senso(loucura) de justiça, mas não percebe que enquanto isso, randons estão morrendo e o kilgrave está lá vivão. Sob essa perspectiva ela é tão maníaca quanto kilgrave, porque inconscientemente ela tem concordado com todas essas mortes quando não escolhe matá-lo, sabe ficou novelizado isso ai, de todos morrerem e ele continuar vivo, isso cansa o enredo, força demais as expectativas, se não melhorar isso ai, não dá pra continuar vendo.

Essa série só vale a pena pelo Kilgrave e pela atuação do David Tennant. O resto é descartável. Ai vem o pessoal com o papo "Jessica Jones traz o drama, medo psicológico, estupro, etc". Sim, mas a série é uma bosta. Dou dois ovos e meios com salmonella.

Depois de tantos vilões fracos e ridículos no universo Marvel (exceto Loki e o Fisk), finalmente aparece um pra chutar a porta e mostrar o que é um vilão de verdade, que não precisa querer dominar o mundo, para se tornar uma grande ameaça. Os produtores resolveram matar ele, pois sabem que o carisma e atuação impecável do Tennant, fariam com que os fãs peçam a aparição dele no universo do cinema, que apesar das citações, obviamente não vão se misturar com o da Netflix.

quanto a Hope, a motivação da Jéssica é bem clara: ela não queria que a menina perdesse a vida dela por conta do Killgrave, como ela perdeu. A série é toda construído em cima do relacionamento abusivo que ela passou, sem esse viés, não dá pra entender claramente as mensagens da séries.

Minha opinião das séries Marvel indo da melhor para pior. Demolidor / Ótima série. impecável. Só peca nas cenas de luta longas demais. Jessica Jones / Serie boa começou com gás mas Jessica precisa usar mais o que sabe. As cenas de luta lembram a série do hulk de antigamente. Assim não dá. Viver jogando os caras a série inteira na parede. Agents of Shit / Longa, chata e interminável. São 23 episódios que não conseguem entregar nem a metade da qualidade de Demolidor e Jessica Jones. Agent carter/ Sem apelo algum exceto a protagonista linda. A série é chata também e até mosca voando tira a atenção quando estamos vendo o programa. Deveria acabar. Nem o link com o passado histórico da Marvel ajuda.

Kilgrave é o centro da série, o fio-condutor e o melhor personagem ! A série é bacana, mas ficou bem abaixo de Demolidor (que inclusive, pussou altas expectativas sobre a 2ª temporada).

Minha opinião... Eu gostei da série, concordo quase que 100% com a crítica do Thiago (alias muito boa), concordo mais sobre as cenas de ação pobres e efeitos pobres. Nos primeiros episódios há uma cena de alguém que tenta fugir da Jéssica Jones num carro, e quando a pessoa vai acelerar ela levanta o veículo que não sai do lugar, mas na cena a imagem fica bem fechada e da pra perceber que levantaram o carro com um macaco fora da tela ou etc. O pior da série são as cenas de combate pobres demais, ela só sabe dar empurrões, não consegue dar nenhum golpe nem dominar ninguém. Mas amei a história, gostei dos personagens principalmente da Jessica e do Cage, emfim, vale conferir a segunda temporada. Mas da pra melhorarem muito, pra se nivelar a Agents of SHIELD.

Acho absurdo o Thiago dar 3 ovos pra essa serie. É menos que Agents of SHIELD minha gente, nao tem logica.

...........e a série continua uma merda. Aceita que doi menos.

Morra de oxiurese.

Concordo que pro "padrão Netflix" a série deixou muito a desejar... mas se for comparar com as outras séries do gênero exceto Demolidor, a série tá no topo rs. E não achei o Luke Cage tão chato, foi mais pelo fato dele ser personagem secundário na própria trama, já que a série era da Jessica. Mas que Kilgrave foi a melhor coisa da série é indiscutível, apesar de umas escolhas que ele faz como a da casa da Jessica em que ele praticamente pediu pra ser preso por ela.

Aff.... "Tem super força e não sabe brigar", qual a relação ? Ter super força substitui anos de estudo e treino de artes marciais? Depois diz que no final a "imbecil (da menina na cadeia se mata) se mata". A imbecil que forçou o aborto de um bebê (gerado por um estupro) do mesmo cara que a induziu à matar seus pais a sangue frio e causava outros danos psicológicos pelo seu controle. Neste contexto, o suicidio seria uma imbecilidade? Agora, omelete, 3 ovos? Confesso que a série tem alguns problemas, algo que me incomoda é como constrói a dualidade do sentimento de justiça x vinganca da Jessica em relação ao Kilgrave. É meio arrastado e não combina com a personalidade da própria personagem. Mas a angústia, a acidez e o Tennant fritam 4 ovos, mexidos e sem sal.

Boa noite pessoal, Minha opinião é a seguinte, a série tem tudo para ser boa (pelo menos tinha na primeira temporada), KilGrave foi muito bem interpretado pelo ator, um ótimo vilão (que realmente demonstrou o significado de se ter superpoderes e ser muito cruel através deles). Já a protagonista atuou bem no papel, porém, o script para as ações e reações da ficaram uma verdadeira porcaria (conveniente e sem lógicas óbvias), dilemas, crises pessoais e de personalidade são uma coisa, não revidar com força (literalmente necessária) é outra coisa completamente diferente, ela foi mais do que uma covarde fraca e sem salvação (porém sortuda!), para alguém que atua com o trabalho dela (Detetive particular nos EUA do mundo Marvel e possuindo Super-força! o_O), por varias vezes ela deveria ter arremessado tampas de boeiro nele, quebrado as pernas e braços ou feito coisas bem piores para mante-lo incapacitado, e afirmar que foi devido a insegurança dela contra os poderes dele não colou, pois por muitas vezes ela se aproximou dele inconsequentemente sem ter certeza do por que os poderes dele não estavam funcionando contra ela como nos demais (se você quer acabar com um controlador de mentes psicopata e cruel, você não dá ouvidos a ele se oferecendo como arma, você o quebra completamente e somente conversa depois, se possível, como tentou o policial agente secreto), outro fator muito mal desenvolvido para justificar de maneira fraca o motivo dela ter agido como uma idiota, isso durante toda a primeira temporada enquanto tentava convencer o megalomaníaco há confessar seus crimes (brincadeira né!), foi o de libertar a garota das acusações homicídio, isso por que? Após o suicídio da garota, ela demonstrou como as motivações da dela foram mal inseridas na série, como tudo foi sem sentido, até mesmo pela atuação sem remorso da atriz ( ou seja, tudo bem lúcifer, mate quantas pessoas você quiser até que esteja satisfeito para se confessar e libertar a minha pobre menina da prisão!) Aaaa meeeu deeeuss ela morreu! Que ódio! Vou arrancar a garganta dele! (Por favor né!).... Isso dentre muitas outras falhas durante as cenas de combate para personagens que possuem super resistência, recuperação alígera e principalmente "Super Força", assim como alguns já criticaram anteriormente. Mas por fim, eu ainda tenho esperanças que eles consertem a personagem e o desenvolvimento de cada cena pobre para a segunda temporada.

Amigo, os Defensores já estão confirmados para estar nos Vingadores 3, partes 01 e 02. Reza a lenda que terão um papel de aglutinação importante.

Apesar do enredo fantástico de superpoderes, a série trata nitidamente de modo realístico dos dramas e patologias humanas da emoção e do psiquismo fragilizado pela culpa, medo, depressão e alcoolismo, apesar do suspense com a intencional confusão das memórias da Jessica Jones, é um drama psicológico que só pecou por ter sido estendido e não intercalar o drama da Jessica com lapsos ou ensaios de reação e superação e também pela ausência de ação diálogos mais lineares e coerentes, até para orientar o publico de percepção mais limitada, de cognição menos apurada que deseja e se guia mais pela adrenalina e emoção, por isso a decepção e o tédio de alguns ao acompanhar a série... Tirando a pirotecnia, o clichê do jogo de gato e rato, superpoderes, é um padrão da Marvel, expor além dos superpoderes o drama pessoal dos seus heróis, e isso para quem estuda o comportamento humano é estimulante e interessante de se observar os conflitos psicológicos ou falhas de comportamento como o narcisismo e arrogância do Homem de Ferro, a culpa do Homem Aranha, a raiva do Demolidor... Para quem deseja uma série completa que trata a origem de heróis e vilões com ação, suspense, humor negro, planos mirabolantes de mentes criminosas, sarcasmo, inteligência, desvios de personalidade, drama, comédia, romance... insanidade, moralidade e até reflexões filosóficas assista: GOTHAM...

Que decepção. Fiquei super empolgado no começo, mais depois foi batendo um sono ... Cara a mulher tem super força mais nao sabe brigar? so sabe dar empurraão! criança que faz isto! a mulher me deixa ser derrubada por uma menininha ? AFF desse esse super poder para alguém que realmente saiba utilizar. Personagens horríveis, excessão apenas pelo KilGrave. Luke Cage o cara coloca uma serra na barriga para mostrar ser fodão, alguns episódios na frente ele aparece sangrando, pq brigou com uns carinha na rua ? Ela fica a serie toda tentando tirar uma menina imbecil da cadeia, muitas pessoas morrem por isto para no final a IMBECILLLLLLLLL se mataaa !!! ARRRRG !! Desculpem, desculpem os erros de ortografia estou indignado com a serie para me dedicar hahahahha. Longe longe de Demolidor. Valeu!

Eu adorei a série , finalmente uma heroína sem vaidade ou peito de fora , e um mau humor latente ...confesso me acho parecida com ela em certas ocasiões ...

Assisti 3 episódios e ainda não consigo lidar com Tennant vilão..... ainda mais sendo o Killgrave..... :/

Uma pergunta . Luke Cage vai ter uma serie só pra ele pra em um determinado momento ser formado "Os defensores" . Mas sera que o negao vai ter carisma pra segurar uma serie sozinho da Netflix? Eu sinceramente achei fraquíssima atuação do luke cage, sem carisma nenhuma

Motivo para eu acompanhar a serie ate o final: KILGRAVE Impossível achar Jessica Jones uma serie boa com as historias secundarias que acontecem. Como e chato ver a Jessica Jones em conflito com ela mesmo ou no bromance com o CHATISSIMO LUKE CAGE Diferentemente do demolidor onde a serie é sensacional porque só foca ali no Rei do Crime, já em JJ fica aquela enrolação de oportunidades de matar o Kilgrave que é chata pra caramba Eu só assisti porque o David Tennant ta SENSACIONAL como Kilgrave, que e a melhor coisa da serie, e você acaba torcendo muito, mais muito por ele. Entao so assisti pra saber o final, que eu já esperava mas não daquele jeito toscoooooooooooooooo,,,, Ele merecia um final melhor por ter carregado a serie sozinho #TeamKilGrave

Achei a serie muito boa!! Realmente um suspense bem legal, expandiu bastante o q o controle de mentes significa(ria). Sem duvida a escolha da K. Ritter se baseou na natural cara de mal humorada dela kkkkk E na boa, quer ver mais Demolidor, aguarda a proxima temporada (tb sensacional)! Mas cada personagem deve ter seu tom proprio (assim como sera c Justiceiro)

Só três palavras: Dungeons and Dragons.

Bom texto, bem escrito e bem equilibrado. Só discordo um pouco da opinião dominante dentro do Omelete sobre a interação entre os dois universos. Acredito que há um ponto de equilíbrio aqui que pode ser explorado. Não vejo problemas nisso. Não vejo problemas, por exemplo, nos Defensores estarem se virando em Hell's Kitchen quando o Thanos estiver quebrando geral dentro do contexto do próximo filme dos Vingadores. Não é necessário, óbvio, que os personagens da série sejam convocados para se tornarem vingadores, mas isso não significa que eles não possam participar dos eventos maiores. Até porque esses 3 personagens tem habilidades tão fortes ou até maiores que que muitos dos Vingadores. Sinceramente, espero que haja mais interações nesse sentido para além de meros easter-eggs ou citações. O universo Marvel está sendo construído com muito cuidado e, se esses pontos de intersecção forem bem estruturados, não vejo problemas.

Assisti a série com muita dificuldade, apesar de não conseguir largar eu queria muito saber a conclusão de toda aquela trama arrastada. Nada contra a atriz, mas achei os objetivos da Jessica muito fracos, e francamente seus atos meio estupidos, até ela perceber, só no final o que tinha de fazer. Killgrave gera ódio e realmente você torce para que ele morra, mas é fato que ele foi o destaque da primeira temporada. Luke Cage é um ótimo personagem, eu queria ter visto mais dele e não do relacionamento com a Jessica que foi desde o 1 episódio, achei que demoraria mais. Até a Trish rouba a cena ás vezes superando a própria Jessica, no fim, pra mim, os personagens coadjuvantes tiveram mais importância e mais destaque.

Acho que o virus só fica "alojado" nas pessoas. É como se estivessem dentro dá area de atuação/efeito dos poderes dele mas ainda assim precisa ouvir a ordem. Só apontar com o dedo não vai funcionar. É por isso que a Tish não estava sob o controle dele; mesmo na área de alcance ela não poderia ouvir as ordem com o fone de ouvido. E nos quadrinhos tem a ver com os feromonios mesmo, então é uma combinação de olfato/tato(pele) pra ficar sob a ação deles (mesmo ambiente) e audição para ouvir as ordem e obedecer

Estou fazendo um esforço para gostar dessa série. Já estou no terceiro episódio e, por enquanto, está servindo como um bom sonífero. Não chega nem perto do Demolidor.

Eu gostei da série, gostei da crítica, acho super válida, e apoio o surgimento de mídias que levantem discussões sociais, como a série fez com o machismo e o abuso sexual. No entanto, os furos de roteiro são tantos que chateia ver uma série com tanta importância ter um roteiro preguiçoso.

Eu entendo que a ordem dada depende da contaminação, e a contaminação depende da ordem. Tanto o é que por telefone (não contaminando), a ordem não funciona, e contaminando, mas sem a pessoa ouvir a ordem (como no caso da Trish com o fone) também não funciona. Ou seja, os poderes do Kilgrave depende das duas coisas.

Verdade! Aí na série falam de vírus e tal, mas que diabos de vírus não ataca se estiver de fone!?

SPOILER !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Funciona sim. O Kilgrave dá a ordem para todos se matarem e ela não vai. Ela vai tentar ajudar à separar o pessoal e então ela perde o fone, esse momento inclusive é bem enfatizado, daí em diante é que ela passa à seguir as ordens dele.

SPOILER !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Não, man. Vc está enganado, tem que ouvir sim. Isso ficou bem claro no último ep. da série. Ele dá a ordem para todos se matarem e a Trish, com o fone, fica de boa, o problema começa quando ela vai tentar ajudar à separar o pessoal e o fone cai, dão até um close no fone para enfatizar isso. A partir daí ela começa à seguir as ordens do Kilgrave. Eu gostei da série, mas achei esse furo de roteiro bem estúpido.

A serie e boa sim apesar de alguns furos no roteiro e de momentos bem desnecessarios. A historia foi convincente e os personagens foram bem desenvolvidos com exceçao do Luke Cage mas ele vai ganhar a sua propria serie. Eu tbm n acho q a falta de açao foi um problema como muitos aqui estao dizendo. A Jessica nem msm sabe lutar ela so tem super força

Essa serie é muito fraca.. totalmente previsível e o pior te tudo é chata.. até mesma pra quem gosta de drama.. diálogos com o luke não levam a lugar algum e assim vai. e o vilão carregando a serie nas costas

Pensei que eu era o único que pensava assim, porque pros fãs da Marvel é tudo uma maravilha.

Demolidor lembra Gotham sombria mas sem apelação.

Desisti no 2º episódio, essa Krysten Ritter fica melhor fazendo aquelas personagens de série de dramas feminino, porque como heroína não dar, as dois episódios e só imaginando a Tatiana Maslany como Jessica, Demolidor >>>>>> Jessica Jones a começar pelo tema de abertura.

série mediocre, ainda mais se comparada ao Demolidor

Ao contrário dos quadrinhos, onde ela já foi parte dos Vingadores, na série ela não faz nada... Ela descobre que tem poderes e ajuda pessoas na rua quando encontra. Ela não trabalha e não quer trabalhar o lado heróico dela até a menina ser presa por matar os pais. Aí ela se lembra do quanto sofreu na pele dela e resolve mudar as coisas.

O poder dele tem a ver com feromônios, não é questão de ouvir ou não... Acho que se você estiver perto e for surdo, ele pode apontar pra você pular do prédio, por exemplo, que acho que ainda rola.

Terminei de ver ontem. Série sensacional, com um conteúdo bem mais denso do que estamos acostumados nessas adaptações de super-herois. Criou até um novo desafio para a Marvel porque Jessica Jones com ceretza chamou a atenção do público mais adulto que agora está se peguntando se o resto das adaptações não ficaria melhor com essa toada. Concordo com o Romariz sobre a deficiência nos efeitos especiais, isso é um desafio para futuras adaptações nesse modelo Marvel/Netflix. Já sobre os diálogos, acho que é mais questão de gosto mesmo, para mim não causaram nenhum transtorno. E, claro, David Tennant arrasa numa atuação impecável.

Não deu pra ter certeza se ela mostrou rosto porque ele mandou até porque ele chamou por Jessica, mas pelo que o pai a beira da morte falou, deu a entender que ele estava tão poderoso que não podia se quer olhar para ele.

Senti isso tb em relação aos diálogos entre a Claire, Jessica e Malcom... Mas não me incomodou muito... Bem, o motivo por eu não ter ligado muito foi porque eu já esperava que a Claire se identificaria com eles, devido ao histórico com o Matt e tb senti que a Jessica percebeu que a Claire gosta de ajudar as pessoas, tem uma parte da conversa onde ela faz um pedido pra ela que ela deixa claro isso. De qualquer maneira, vai do ponto de vista de cada um.

Tb não me convenceu aqueles planejamento pra capturar o Killgrave... E comigo foi o contrário nos últimos episódios. Os dois últimos foram os melhores para mim. A entrada da personagem de demolidor foi exelente e como eu gostei muito dela no Demolidor, nesse curti muito tb. Eu esperava mais da série, cheguei a ter fortes sentimentos de decepção durante boa parte da série, mas no final diminuiu e renovou minha expectativa para a junção deles em uma série só... Tomara que peguem esses tropeços em Jessica Jones pra não se repetir nos próximos.

Verdade, ela é uma bosta de heroína mesmo e ela sabe disso, mas uma hora ela chega lá assim como o demolidor...

Ok, mas pow, achei que ela poderia bancar mais a pertubada rs

Ué, você queria que tudo no plano dela desse certo? Pois ai que achei maneiro, as pessoas por mais que tenham boas intenções, elas podem falhar. O plano dela falhou, o que deixou mais realista.

Esse pessoal que reclamou da ação acha que estão assistindo aos vingadores ou agentes da shield.

Faz um favor, cresce! Essa série não é para fãns de capitão américa.

Os caras vão lutar com o Tanos e vc tá pensando em homem purpura, faça-me um favor...

Gostei da série! E sobre as cenas de lutas, Jessica não teve nenhum "treinador", só usa mesmo seus poderes, força e pontapés de forma desengonçada. Não é igual a outros herois que tiveram um treinamento.

A gota da água foi terem matado o home purpura o cara podia ser um dos viloes no guerra do ifinito

Uma bosta na minha opniao, ela fez muita gente morrer só pra salvar uma pessoa e essa pessoa vai e se mata. Uma bosta, de heroica ela nao tem nada só se morte for heroismo agora.

Só sei que eles tentando pegar o kilgrave parecem os trapalhões! Gostei da série, mas os últimos episódios me decepcionaram. A heroína tb não tem nada de heróico, se resume a força acima do normal, pois a personalidade dela achei bem fraca. Pontos positivos da série: killgrave, trish, luke, e o policial que participa da queda de murdock; negativos: cenas de luta fracas (a jessica só fica jogando as pessoas de um lado para o outro, habilidade zero) jessica e suas trapalhadas e alcoolismo. Enfim, a série vale pelos personagens de apoio e antagoninsta, a protagonista achei fraquinha

Série ótima! Achei melhor que Demolidor. Muito suspense desde o início. Pra mim só deixou a desejar nos últimos 3 episódios, mais especificamente depois que a maioria dos personagens do elenco vão parar naquela sala em que o Kilgrave estava preso e resulta naquela bagunça toda. E no último episódio me irritou o fato de todos ficarem de papo com a médica do Demolidor como se ela já fosse conhecida na série. Tanto é que a Jessica mal a conhece e já pede ajuda para levar o Luke para sua casa, e até o Malcom fica de papo com ela. Parecia que ela já estava na série desde o início, ou que os roteiristas procuraram desesperadamente inseri-la como participação especial sem mais nem menos. Acho que a maioria dos comentários negativos se da pelo fato desse publico da Marvel esperar mais ação. Para mim isso não é um problema, já que a maior parte da série entrega uma grande dose de tensão e suspense, incluindo uma atmosfera um tanto quanto noir.

eu assisti ao primeiro episódio e não me empolguei muito... o segundo nem consegui terminar de ver...

pelo que me lembro ele manda ela mostrar o rosto e ela mostra

Mas ela não consegue ser dominada por ele enquanto estava usando o fone. Se bem que ela usava o fone e também estava com os olhos abaixados.

Série maravilhosa. Entregou muita tensão, emoção, risadas até. Kristen tá excelente de Jessica e Tennant excelente de Kilgrave. Coisa q o Demolidor n me fez. Só me entregou sono. Tão tal que parei no ep 9 e n sei se volto

Eles também copiaram várias características da Lisbeth Salander da trilogia Millennium e colaram na Jessica Jones, que falta de criatividade... SPOILER: O roteiro deixa muito a desejar, pois ela quer que o Killgrave pare de matar e manipular as pessoas mas não mata ele quando tem chance, pois ela quer que ele confesse que usou seus poderes na Hope que matou seus pais e encontra-se presa, quer que ela seja libertada, no entanto, o cara mata paneladas de pessoas e só quando a Hope morre é que ela decide que quer matar ele, achei a razão muito besta, pois a ligação que ela tinha com a Hope nem era forte assim... se a história não é boa e convincente pra mim foi tempo perdido assistindo... ¬¬

Eu acho que você não entendeu a crítica do Romariz. Ele não quis dizer que parecia que ela gostava, como se isso fosse uma coisa boa. Ele quis dizer que a série falhou e foi incoerente para mostrar que ela não gostava. Todo aquele momento dela na casa em que ela cresceu, com ela tentando usar os poderes dele para o bem, é justamente jogar fora todo esse debate feminista que você tanto louvou agora. Não fez sentido nenhum, pegou uma personagem que até o momento estava sendo uma forte representante das mulheres e transformou ela na menina boba que pensa que pode mudar um mal caráter. Da mesma forma o próprio Kilgrave é mal utilizado e vai contra esses princípios feministas que você ta falando. Eles podiam ter feito o cara mais escroto da face da terra, porque ele pode fazer o que quiser, como é o Purple Man dos quadrinhos, mas não, fizeram um bobão apaixonado. Eles até tentam fazer você simpatizar com ele, ter pena. Parece que a série não sabe o que quer. Jessica Jones tinha sim o potencial de abordar todos esses temas importantes que você falou, mas só os menciona falhando miseravelmente em desenvolvê-los.

Ela quer matar a Jessica porque a mãe dela morreu na batalha de Nova York no primeiro Vingadores, daí ela criou raiva de todas as pessoas superpoderosas e achou que seria uma boa ideia tentar matar uma delas. Completamente idiota não?

Pois é, se não fosse por ele a série seria bem ruim mesmo, eu tinha raiva de todos personagens kk

a Trish no último episódio usa um fone de ouvido e não funciona

FICA NA LUA QUE E MEHOR PRA VOCE!!!

Demolidor a arrastado mas te deixa querendo saber o q vai acontecer com os caras em JJ isso non excixte vc so quer que eles morram

DEAL WHIT IT!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

O problema e que tudo no MCu e conectado O pior e que eu sou literalmente obrigado a assistir series medianas(JJ) e bostas(agentes of B.O.S.T.A) pra enteneder referencias

tem ate uma referencia ao coringa do Legeder na serie

Nao cometa a heresia de comparar Sev7en com essa serie mediana!

Não sei se melhor que Demolidor. Mas, sem dúvida teve um excelente tom de filme de terror psicológico. Deu pra sentir completamente como os personagens ficavam acuados como ratos em uma gaiola. Não dava para a série ter lutas sensacionais, pois se formos ver não tem lutadores sensacionais. A Jessica é só uma mulher forte e os soldados do Kilgrave são pessoas comuns. As lutas não podiam ser bem coreografadas mesmo. Sem falar que a série teve um ponto fortíssimo: o próprio Kilgrave. Melhor vilão da Marvel até agora. Um vilão completamente ruim. Ao longo da história vemos que ele é pura maldade sem razão alguma, o cara é completamente perverso. Discordo do artigo falando que ele é risível perto do Thor ou Capitão América. Imagina um cara desses controlando o Stark, a Viúva Negra, talvez alguns vilões. É um vilão de muito potencial se não tiver morrido de vez, o que me pareceu bem provável. Enfim, estou gostando muito dessas séries da Netflix. Estão bem melhores que os filmes (pelo menos que os do Thor e este segundo dos Vingadores, que foi uma bosta, estão muito melhores).

Discordo de muita coisa. Mas hei de concordar que algumas situações são completamente jogadas e só fazem sentido episódios e episódios depois. De qualquer forma, não entendi qual relação aquela mulher que tenta matar a Jessica faz com o resto do ''universo'' (até porque eu não dou a mínima pro universo, mas whatever). De onde ela surgiu e que relação ela faz?

No meu caso eu nunca assisti esse seriado com expectativa de pancadaria, pois sei que isto não combina com a JJ, porém muitas da cenas de ação foram mal feitas, isto é inegável. P.S : Apesar dos pesares, gostei do seriado, dou nota boa para ele.

Nem acreditei naquele final!

ele seria um vilao a altura dos defensores mas a netfilx decide matar ele......

Terminou de uma forma bem paiazinha por sinal. Tomara que a netfilix mande dem com a S2 de Demolidor

3 ovos merecidos(mais por parte do Tennat que foi monstruoso como antagonista).

Mas de verdade? Bastava apenas um bom protetor auricular que resolvia a questão do Kilgrave hahaah Mas a atuação do cara segura a cena.

Tá de sacanagem. Essa série é horrível.

O fato dela não ter ressaca é que ela msm diz que possui um fator cura

Acho que foi certo matá-lo, o cara se tornou uma ameaça a Nova York, bom, pelo menos que foi mostrado na série que ele conseguiu controlar uma boate que cabe 600 pessoas e um departamento da polícia, imagine o que ele poderia fazer se conseguisse manipular a população de NY ? Eu fiquei imaginando se ele conseguisse controlar os Vingadores kkkk

Demolidor conseguiu passar uma atmosfera Dark sem utilizar muito de cenas de sexo e violencia(que eu gosto muito mas na serie teve momentos muito grauitos que so ta la pra satisfazer fanboy) exagerada.

marveletes n aceitam q nem sempre a marvel acerta como foi Demolidor(a melhor serie de super-herois ate o momento).

Netfilix consegue dar uma dramaciade excelente ao homeme purpura(que carregou a serie nas costas pelo carisa do Tennat) o tornando o segundo melhor antagonista do MCU. E me olha o que eles fazem SPOILERS MATAM ELE!! PORQUE MARVEL!! NAO FEZ SENTIDO

Fraca é apelido..Meu irmão que sofrencia pra terminar de ver esta tal de série. ..luto contra o tédio. .to assistindo ai paah dou um pause vou beber água, procuro algo pra beliscar na geladeira...vou na janela ver o movimento da rua ai depois volto a assistir so pela necessidade insana e curiosidade moor pra saber como termina esta coisa!

Como está no subtítulo "Série adiciona o suspense psicológico ao panteão das séries da Marvel" por favor parem de julgar a série pelas cenas de ação que vocês estão acostumados a ver em tudo que é produzido pela Marvel, porque não é série de ação. bjos e um grande abraço.

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus