Sherlock
Séries e TV - Action & Adventure, Drama
Sherlock (2010)
(Sherlock)
  • País: Reino Unido
  • Classificação: livre
  • Estreia: 25 de Julho de 2010
  • Duração: 90 min.

Sherlock - 4ª temporada | Crítica

Série decepciona, mas confessa seus erros

[Cuidado, possíveis spoilers abaixo!]

A conclusão de Sherlock é uma confissão. Nos segundos finais, Mark Gatiss e Steven Moffat deixam subentendido o seu fracasso em manter a qualidade estabelecida nas duas primeiras temporadas, atestando as idas e vindas emocionais da série como uma tentativa vã de levar seus personagens a um lugar onde jamais iriam. Sherlock Holmes (Benedict Cumberbatch), afinal, “é o viciado que resolve crimes para ter um barato” e Watson (Martin Freeman) “é o médico que nunca voltou da guerra”. Fim.

O que os criadores da série não entenderam antes é que o que fazia a sua reinvenção do clássico personagem de Arthur Conan Doyle especial não era a possível evolução emocional de um sociopata altamente funcional, mas a fidelidade com que a personalidade criada em 1887 foi levada para os anos 2010. Sherlock Holmes, assim como Batman ou James Bond, precisa ser o caráter imutável que percorre diferentes histórias, não o contrário. É a sua distância do leitor, ou do espectador, que torna a sua visão interessante. Qualquer tentativa de mudança excessiva, de humanização demasiada, encerra o conflito. E sem conflito não há história.

Esse desvio narrativo começou na metade da terceira temporada. Mary (Amanda Abbington) seria a antagonista natural para o “bromance” de Holmes e Watson, mas a personagem foi atualizada como um clichê por Gatiss e Moffat. Não bastava ser uma mulher forte, ela era uma espiã, inteligente e destemida o suficiente para que Sherlock a aceitasse. A relação do detetive com Watson, que servia de ponte entre esse ser fantástico e o mundo comum, começou a perder a força. Mary, por sua vez, ganhou um espaço desnecessário nos episódios.

A prova está no desfecho da personagem no fraco “The Six Thatchers” (um amontoado de reviravoltas em uma montagem enfadonha) e na consequente melhora de qualidade do episódio seguinte, “The Lying Detective”, quando a loucura de Sherlock, a sua relação com Watson e um mistério voltam a ser o centro das atenções. Mary, porém, continuaria a rondar a temporada até o instante final, determinado o que precisava ser feito e dito, como uma cola preguiçosa descoberta pelos roteiristas.

Outro erro foi sugerir o retorno de Jim Moriarty. Por mais que Andrew Scott seja magnético em cada aparição afetada do vilão, a sua ligação com a atual temporada foi forçada e desimportante. A obsessão que deveria despertar em Sherlock não se concretizou, resumindo-se a algumas palavras. Sua ligação com “The Final Problem”, o derradeiro episódio, não passou de um easter egg, mais um subterfúgio usado por Gatiss e Moffat para criar a ilusão de uma série muito mais planejada e inteligente do que realmente era.

Assim é a última questão a ser resolvida pelo maior detetive do mundo. A série estabelece um conflito de intelectos do clã dos Holmes que pode enganar o público como A Roupa Nova do Rei - apontar que Sherlock era uma boa ideia que se esgotou parece uma gafe, uma declaração de ignorância e de falta de apreço pelo trabalho de Cumberbatch e Freeman. Acontece que Mark Gatiss e Steven Moffat deixaram várias pistas ao longo do último ano para levar a uma única dedução: a série precisava acabar pois não havia mais nada a ser contado. “Tudo se resume à lenda. As histórias, as aventuras” é a conclusão da onisciente Mary e é isso que fica. Os bons episódios em que Sherlock Holmes e John Watson mostravam que a possibilidade mais simples é sempre a verdadeira.

Nota do crítico (Regular) críticas de Séries e TV
 

Mais uma temporada perfeita! Não concordo com a crítica de Natália. Li várias críticas e em muitos outros sites é só elogios para essa temporada. Sherlock é sempre perfeito!

Vc falou tudo cara!

kkkkkkkkkkkk Mitou!

Concordo com a Elba... Hoje em dia se tem mais do mesmo... Sherlock se destaca por ser realmente diferente. Às vezes erra como todas, mas ainda assim, mantém o fascínio de seus fãs. Os dois atores principais são monstros. O ultimo episódio apelou um pouco, mas o resto foi muito considerável. Não podemos medir uma série por um episódio, e sim pelo seu todo. O todo de Sherlock Season 4, colocado numa balança, não foi decepcionante. Sigo sendo fã. Amo demais!

André vc usa LSD? ta viajando messsssssssssssssmo

concordo muito ruim, perdi tempo

Desapontador! Infelizmente. O grande fascínio dos Cães de Baskerville era parecer sobrenatural, sem ser. Assim foram os livros e contos de Homes. Mas nessa última temporada, onde Homes se transforma em um vidente, e pior, no último episódio, com alguém com o poder de controlar a mente... talvez seja pouco dizer "desapontador".

O seriado era tão bom até partir para essas tramas estúpidas e exageradas. Aquele Moriarty já tinha dado no saco há muito tempo. A esposa Super Agente secreta do Watson. E culminando na irmã com super poderes do Sherlock... 5 minutos para controle mental, uma hora no Twitter para prever terroristas, pff, parece piada. Sem contar o fato do Sherlock, baita detetive observador, não conseguir notar que ESTÁ FALTANDO UM VIDRO NA FRENTE DELE. Não só piada como de mal gosto. Realmente acho curioso ler os comentários positivos sobre o último episódio. Na boa, ele é completamente indefensável. A premissa por si só é estúpida e o desenvolver é ainda pior. O desfecho então, nossa senhora. Era uma série fantástica quando apenas adaptava os contos, aí virou essa paspalhada aí. Sir Athur Conan Doyle deve estar se revirando no túmulo após esse final. E a crítica da Natalia Bridi está certeira como sempre.

Perfeita crítica. Aborda exatamente a questão da diminuição da qualidade das temporadas. O que interessava e era o mais atraente da era a sociopatia de Sherlock e sua amizade com Watson. Com a decorrente "humanização" dos personagens, o que é algo recorrentevem séries de TV, o que era o grande charme do seriado dilui-se.

O ultimo episodio, apesar de ter sido muito teatral e ter diminuído características marcantes do Sherlock, gosto de ver o episodio como uma tentativa de criar, recriar a imagem dos holmes, e valorizar a história (como Mary também disse). Porque devemos nos prender a imagens do personagem (shelock) sempre? nem sempre somos o que somos, ou como watson disse, "é o que é" acho q tentaram mostrar os múltiplos lados da racionalidade e irracionalidade, dentro de cada personagem. Sim, pode ter sido mal implementada essa ideia, parecendo um roteiro meio supérfluo, mas esses valores me chamaram a atenção e a série não merece ser desmerecida por poucos episódios "ruins". Daria 4 ovos, 3 pelo menos.

Sinceramente, eu concordo com a crítica ! Essa quarta temporada foi um emaranhado de nós desnecessários, começando é claro pela "ressurreição" de Moriarty. Fazer uma conexão entre o vilão e a irmã de Sherlock para mim foi apenas mais uma tentativa de mostrar para o expectador que tudo está interligado, tudo tem um plano maior, mesmo que isso acabe soando demasiadamente forçado. Dá pra engolir que Eurus consegue manipular as pessoas à sua própria vontade, mas aceitar que 5 minutos de conversa com um gênio do crime completamente egocêntrico foram o suficiente para criar toda uma trama de atentados e planos que envolveriam várias outras pessoas e variáveis, num espaço de 5 anos, para que no final de tudo as coisas se resolvessem apenas com um abraço ?? Decepcionante ! O melhor episódio com certeza foi o segundo, muito pela loucura de Sherlock e todo o seu devaneio (que também caiu muito bem no especial exibido em 2015). Achei a trama forçada, amarrada quase que as pressas. Se este foi mesmo a series finale, foi MUITO abaixo do que toda a série foi, o que é uma pena, de verdade !

Como fiel leitor, infelizmente a crítica acima nada condiz com o brilhantismo da série e que me fez lembrar cada conto de conan de maneira fresca e muito inteligente... Sherlock não era só apenas um poço de pensamentos, sherlock amava whatson. Amava seu amigo de quarto a ponto de se importar com a vida dele. E sim... Sherlock foi quebrado em cada conto... E no final já não era mais o mesmo... Essa evolução foi muito bem exposta. Logico que foi um infortúnio muito louco a mary, porém me apaixonei pela personagem, apesar dela ser realmente uma apêndice. Todavia... Confesso que o segundo episódio foi muito muito muito bom... Foi a primeira vez que a televisão conseguiu de maneira eficiente expressar quase que perfeito, o estar na cabeça de holmes. Os pensamentos longos, tortuosos, em uma simbiótica orquestrada e que se torna uma linda sinfonia no final, e apenas no final. Então querida Natália, leia todos os livros... Eu disse todos... Pra depois dar uma opinião sobre Sherlock.

Achei essa temporada maravilhosa =)

eu não gostei de nenhum dos dois eu acho que a série perdeu um pouco o ritmo e assim como aconteceu doctor who, moffat/gattiss ta cagando com sherlock

verdade, assassins creed ficou com uma nota muito baixa se sherlock ficou com dois ovos

o primeiro episódio dessa temporada com o Sherlock no 'passado' foi extraordionário, mas concordo que o restante da temporada não faz juz as duas primeiras,Gatiss e Moffat sempre foram assim, quando escrevem para Doctor Who é a mesma coisa passam do espetacular ao desnecessário em segundos.

Concordo com a sua opinião , Natália. Achei esta temporada decepcionante, principalmente pq pode ser a última. A sensação que ficou é que a quarta temporada foi uma obrigação "contratual" e que de fato nada havia mais para se contar...

1h30 não sustenta uma série de 4h30.

achei essa temporada excelente, mas se comparar com as anteriores ela é só boa, é bem melhor do que a terceira temporada, comparando com outras series seu nível é elevado, ate mesmo o mais fraco que foi o primeiro episodio ainda é um ótimo episodio. ainda espero uma quinta temporada que se passe anos depois e que apareça um caso completamente não solucionável e que os 3 episódios seja só sobre ele, mas ai já é sonhar de mais, sherlock é uma das três melhores serie que já assisti.

O Problema é que a BBC não patrocina eles, então eles não enfeitam pra o conteúdo cheirar gostoso, Já Universal, Paramount, Warner, Disney, Sony..., bem vocês já sabem!

Eu também daria 3, mas entendo de onde esse 2 veio.

Sherlock dois ovos e Assassins Creed três. Blz omelete!!!!!

Desculpe por demorar a resposta. Um de meus principais problemas com a quarta temporada foi esse: o fan service. Teve demais. Nunca o produtor/diretor deve ficar seguindo o que os fãs falam. Nunca deve ser dado exatamente o que os fãs querem. Nunca. Sempre mude, sempre traga algo novo. Mas traga algo novo e bem feito, não a irmã mal explicada de Sherlock. Não mate a Mary só porque os fãs não gostam dela. E não dê um " Miss me " demore 3 anos para responder, e de quebra, responda de um jeito tão desrespeitoso como foi feito na série. Sou a favor de Sherlock não ser só sobre o " caso da semana " afinal, com 3 episódios por temporada, nem dá para fazer isso direito. Foi mal, fiquei analisando essa temporada um pouco, e ela não tem nem de longe a qualidade das duas primeiras temporadas. Pronto, terminei

não confunda sociopata com misantropia. os dois são anti-sociais. mas o sociopata aquele cara controlador , quando se sente ameaçado mata, não tem sentimentos. misantropia , o cara faz de tudo para afastar os outros , possui apenas um amigo e o maior passatempo é fazer quebra-cabeças.

"IDRIS ELBA RAMALHO"! AHAHAHAHAHAHHA

Concordo completamente. Primeiro episódio fraco, segundo excepcional, e o terceiro ia muito bem até a conclusão. Uma pena.

Lembrando que a 5ª temporada é confirmada já. A série não acabou ainda

"O que os criadores da série não entenderam antes é que o que fazia a sua reinvenção do clássico personagem de Arthur Conan Doyle especial não era a possível evolução emocional de um sociopata altamente funcional, mas a fidelidade com que a personalidade criada em 1887 foi levada para os anos 2010." Como é que é? A FIDELIDADE??? Só esse trecho já deixa claro que a Natalia jamais deve ter lido um livro sequer de Sherlock Holmes! O Sherlock de Conan Doyle não era um "sociopata altamente funcional", portanto, jamais houve essa alegada "fidelidade ao personagem original'. Contudo, foi uma reinvenção genial trazida para as telas pelo criadores. Para essa temporada, eu daria uma nota 8.

sim, e se a nota fosse pra primeira temporada tava td ok, mas a nota 5/5 é para especial de natal.

Eu teria dado um ovo a mais, mas entendo ela ter dado só dois. Se comparada a outras séries, a quarta temporada de Sherlock ainda é muito superior. Mesmo com todos os defeitos no roteiro e "revelações desnecessárias", em minha opinião, Sherlock ainda ficou muito acima do que a primeira parte da atual temporada de The Walking Dead (não que as duas séries tenham algo em comum, estou falando apenas de qualidade). Ainda bem que a própria Natália falou o quão desnecessário foi esse background que deram pra Mary, pq como sou homem era capaz de me crucificarem. Sherlock e Watson são mais do que suficientes pra sustentar a série. Além dessa coisa completamente desnecessária com Mary, ainda tivemos a pior representação de Mycroft desde sempre. O cara é um monstro de tão inteligente e nada mais foi durante essa temporada do que um pato. Sendo enganado e manipulado por todo mundo, sem contar que ele deveria ser ainda mais desligado na humanidade do que o Sherlock e no entanto em alguns momentos ele parece mais humano do que o seu irmão mais novo. Uma lástima, realmente. A primeira, a segunda e até a terceira temporadas foram muito superiores. Pior ainda foi a expectativa criada depois do especial de Natal, o chamado episódio 0 da quarta temporada. Quem me dera os outros três episódios tivessem mantido a qualidade daquele especial... Um fim melancólico para uma série tão boa =/

Regular??? Com certeza não assistimos a mesma serie.Não foi a melhor temporada de todas, mas no minimo seria um 3 ovos ( ou na minha opinião um 4 ovos).

Eu costumo ser critico de algumas criticas da Natalia Bridi, mas aqui eu concordo com ela 100%. Essa temporada foi fraca em comparação com as anteriores, e o uso do personagem Moriarty foi perfeitamente definido por ela: easter egg. Os rumos tomados foram fracos e o final, decepcionante.

"Regular" AUSHUHSUHASUHAUHSUHAUHSUAHSUHAUHSUHAUH Teve o melhor episódio da série toda e ganha regular.

credo 5/5 pra SENSE8???

O primeiro episódio dá 4 temporada foi bem fraco, mas o segundo episódio foi ótimo, e o terceiro foi muito bom, daria pelo menos 3 ovos, concerteza essa foi a temporada mas fraca dá série, mas espero q tenha uma quinta temporada, dá pra contar muita história ainda

Pior temporada Sim ou Claro

Critica emotiva, assim como SENSE8 especial de natal. No episodio de sense8 o omelete deu uma nota 5/5 sendo que o episodio não foi nada de grande e sim enjoativo, Sherlock n foi sensacional mas foi BOM merecia 4/5 mas não, criticas emotivas atrapalharam de novo.

Na verdade nos contos há um pouco de humanização sim, tendo inclusive um dos contos onde o Dr. Watson é ferido e Sherlock diz: "Ah meu amigo, daria minha vida para que você ficasse bem" (ou algo nesse sentido). E a parte do drogado em recuperação é o que mais há nos contos (principalmente nas histórias após o retorno do Sherlock) onde o Dr. Watson tenta a todo custo retirá-lo do vício da cocaína, inclusive tentando trocar pelo consumo de rapé. Infelizmente no Brasil alguns livros tiveram partes sobre o consumo de drogas censuradas (em Portugal isso tbm ocorreu e muitas traduções aqui foram adaptadas de lá), então grandes partes que tratavam do consumo de drogas foram retirados (inclusive edições mais antigas do "Signo dos Quatros" são totalmente diferentes das edições atuais, onde o inicio do livro foi totalmente modificado). Moffat e o Gatiss são grandes fãs do COnan Doyle e criticas sobre eles aumentarem o que esta no cânone não podem ser feitas, ao contra´rio (tirando a personagem Mary) essa versão da BBC foi uma das mais fiéis aos originais de Conan Doyle.

Quando que chega na Netflix?

Achei ótima a crítica. Colocou em palavras o que estava me incomodando. Fui um grande fã das duas primeiras temporadas, mas essa humanização exagerada realmente descaracterizou o personagem. Nos livros nunca existiu esses viés de drogado em recuperação, amigo em conflito com os sentimentos, etc. O personagem é sempre seguro de si, preciso, raramente erra seja na redução seja em seu comportamento. Como a hit-girl do primeiro kick-ass, é um personagem fantástico entre pessoas comuns. Esse cara do final desta série era o filho mais burro da família, e se inspirou na irmã que matou o melhor amigo pra ficar inteligente (!?). Nem entrar bom mérito de como zoaram o Mycroft.

Eu gostei pra caramba do segundo e do terceiro episódios. Essa temporada não foi das melhores, ok, mas não é pra tanto, não decepcionou em nada. Também acho que a Mary ganhou um destaque desnecessário, mesmo depois da morte dela, o lance da Eurus com o Moriarty foi incrível, aquela cena dele descendo do helicóptero ao som de Queen foi sensacional e me fez ter aquele flashback do que pra mim, foi o melhor personagem da série. Enfim, uma 5° temporada está bem longe, porém nada que Benedict, Martin, Gatiss e Moffat não possam resolver. Nota da temporada : 8/10

Desculpa a demora para responder. Concordo com tudo .É basicamente a mesma opinião. Quando eu vi a primeira temp me senti dentro dos livros, achei q tinha toda alma de Sir Arthur Conan Doyle ali. A segunda temp foi mais fantástica pq comecei a ver como um universo próprio e com suas possibilidades n só como adaptação mas cmo história. Eu via a série ser algo próprio sendo ainda fiel a obra original. A 3 temp eu gostei muito boa, mas achei ela mais distante , gostei de quase tudo, mas achei q teve umas inconsistências. Achei q o Sherlock ficou mais caricato,ele me pareceu muito diferente das outras temporadas. Mas mesmo assim gosto muito.A Marry é uma das minhas personagens favoritas dos livros.Acho um dos melhores livros o que ela aparece como cliente.E na série ela tbm foi ótima.Mas essa 4 temp foi apressada, perdeu a atmosfera a 3 temp tinha criado o q pensei q seria interessante mas senti muita falta. Ela n teve uma identidade, ela tinha os personagens de Sherlock, mas n parecia Sherlock por si só. Mas eu senti muito a atmosfera dos livros algo q eu gosto muito.Tinha muito muito fan service. Eu gostei, mas foi apressada. Primeira:5 ovos Segunda: 5 ovos Terceira:4 ovos( mas cmo vc disse 3 ovos e 3/4) e a Quarta:4 ovos (mas honestamente 3 ovos e 1/4)

Acho que deveria haver um agrupamento das críticas tbm por quem as escreve, pra poder haver uma comparação e ver se a pessoa está sendo imparcial ou colocando muito da decepção naquilo que critica. Ou sendo muito "otimista" na avaliação. Mataria um pouco da curiosidade e da chateação de alguns. Muitos acompanham mais ativamente as críticas por aqui e por isso já devem ter uma noção. Mas outros não. Por exemplo, vi agora a avaliação de The OA. É da Natália tbm. 3 omeletes. Alguém que assistiu essa (not me) e viu a 4ª de Sherlock concorda com a diferença? Gostaria de ter essa informação. E claro seria bom ter alguma base nessa concordância/discordância.

O primeiro foi fraco, o segundo sensacional, e o terceiro foi bem bacana. Apesar de não ser a melhor temporada, é muito melhor de que a maioria das séries atualmente. A humanização do personagem sempre esteve lá, sutil, até mesmos nos livros. Nos livros Holmes finge a morte pra também proteger Watson, despista Watson para que ele não se prejudique em seu embate final com Moriarty, e etc. Em todos os episódios finais o personagem é levado a seu limite. E dessa vez ele foi levado a seu extremo: torturado emocionalmente, depois de tanto tempo bloqueando suas emoções. Os escritores e produtores realmente conhecem o personagem. Foi um excelente trabalho.

Como sao so 3 episodios por temporada, logo eu inicio.. Ainda mais agora q as séries q eu assisto estão diminuindo, ou encerrando, ou hiato ou vão entrar fim de temporada..

Entendi, assim como tudo no mundo existem aqueles que gostam e os que nao gostam, nada é unanime o importante é respeitar sempre

É a bazingaria tomando conta.

Sei la, se eu falei inteligente, era outra coisa.. Quase toda serie tem q ser inteligente, isto e', historia bem construida, coesa e que as coisas façam sentido.. Eu nao suporto inconsistência, nem estou falando q nesta tem!! Eu meio q me referia a possíveis conveniências de roteiro ou tentar enganar o público com pseudo complexidade em td. Eu nao comecei a assistir por N motivos, citei 1 e aí veio o Erivelton (em tentativa de ganhar likes) falando um monte como se eu fosse obrigado a assistir.. Fora q eu nao fiz critica nenhuma, so atentei um fato pessoal me baseando um pouco na crítica do omelete q dizia basicamente q a serie devia ter finalizado.. Sei la, eu nao gosto do ator principal, o Cumberbatch, apesar dele ser muito bom. E eu estava e estou acompanhando outras séries, nao da para assistir td.. Eu nem me baseio tanto em críticas e avaliações da imprensa, eu vejo bem mais a sinopse, os atores, ambientação e se eu gostar eu assisto o piloto e vejo se gosto.. Como vc esta falando bem, qualquer hora eu dou uma olhada..

2 estrelas?! Achei pesado, merecia somente 3, essa temporada foi a pior de todas mas tbm n foi gororoba toda q a Natália escreveu não

Nao é uma serie "inteligente", é uma serie de investigação com bons,ótimos e nao tao bons casos. o Charme dela são seus personagens,afinal a mitologia do Sherlock Holmes é muito boa e transcede o tempo. A serie tem só 4 temporadas por causa da agenda dos atores principais e a meticulosidade dos produtores de tentar fazer o melhor. Eu nao sei da onde vc baseia ou ve as criticas. Mas quando eu começei a assistir a serie eu vi que no consenso geral, ela é muito bem avaliada, por diversos veiculos de imprensa. e isso me instigou a começa-la a assistir.

As similaridades entre as duas séries são mesmo muitas, o que leva a crer que a série House foi inspirada em Sherlock Holmes.

[SP0ILERS ABAIXO] O primeiro episódio foi péssimo, talvez o pior da série. O segundo já foi um dos melhores, simplesmente sensacional (só por ele a nota da temporada já deveria ser 3/5). O último episódio foi bom, mas não como deveria ser. Ele começou extremamente bem, Euros e seu jogo psicológico talvez foram a melhor coisa da série depois de Moriarty (falando nele, não achei a participação de fato ruim, a série já deixou bem claro no final do episódio dois que era um jogo psicológico da irmã. Mas sim, tinha potencial pra ser melhor). Foi bom saber mais da infância do personagem, o relacionamento com a irmã dele no final foi deveras bonito, mas o terceiro ato foi, no geral, péssimo. Tive a impressão de que foi tudo mal feito e jogado pra ser de qualquer modo. O desenrolar do problema final (da canção) não foi satisfatório, a criança estar dentro da cabeça de Euros não fez muito sentido, muito menos ela ter mudado completamente quando abriu os olhos (??). Fora a descaracterização de alguns personagens, Sherlock emotivo e Watson com desejos de trair a mulher foram desnecessário e péssimo (respectivamente). Mary no final foi a pior coisa do episódio. Enfim, todas as temporadas anteriores seguiram uma "fórmula", primeiro e terceiro episódios eram magníficos, o do meio sempre regular. Essa temporada teve um caminho inverso... Nota 3,6/5

Ela não gosta da série, isso ficou bem óbvio.

E tu acha que leu?

Luke Cage ficou abaixo das expectativas, ainda mais se compararmos com Demolidor e Jessica Jones.

Não. Não tem nenhuma confirmação.

E quem disse que a série acabou? Nem os produtores confirmaram isso. É fácil ficar só especulando.

8 e pelo jeito estou entendendo mais que alguns.

Com exceção de Homem de Ferro 3, que não entregou um Mandarim pra valer. Lembrei muito do filme enquanto assistia este episódio. Em minha opinião, dois ovos para esta série é muito pouco!

De fato, a expectativa criada e não cumprida até remeteu ao Mandarim fake do Homem de Ferro 3. Ainda assim o episódio foi (em minha opinião) genial, bem como o seriado como um todo, muito acima do que se tem de séries por aí.

É triste saber que existe gente sem opinião própria que deixa de assistir algo bom por causa de críticas/opiniões assim... Acho que foi um ótimo desfecho de temporada!

viés bem pessoal mesmo, parece aqueles adolescentes que vão no cinema e saem criticando o filme porque não entendeu nada pois passou a maioria do tempo mexendo no celular.

Concordo plenamente, foi um dos melhores senão o melhor final de série que já vi!!! E é um ABSURDO mesmo. rs

hou? a serie chegou no fim?

parabéns à Natália pelo texto coeso, realmente o tratamento do personagem de Sherlock Holmes é muito diferente das outras temporadas e denota-se como isso prejudicou a narrativa e a atração pela série. Infelizmente Moriarty é realmente mal aproveitado, apesar da ótima cena do helicóptero, ele se torna só um peão na trama.

Eu sempre levei a sério as críticas do Omelete (mais de 10 anos lendo...). Porém, dar 2 "ovos" para o Sherlock enquanto Luke Cage ganha 5? https://omelete.uol.com.br/series-tv/luke-cage/criticas/?key=115659 Achei pouco forçado. A crítica realmente ficou com um tom de "opinião", como muitos falaram. Confesso que esperava mais da temporada mas avaliar todo o trabalho do Gatiss (como ator e escritor), Cumberbatch, Freeman, a fotografia da série, a infeliz (todavia linda) humanização do Sherlock Holmes como míseros 2/5?! Por favor Natália, assista a temporada só mais uma vez. Que fique claro: eu não sou um hater. Eu realmente aprecio o trabalho de vocês.

Parece que ela não leu os livros. :(

Sempre achei superestimado e nunca vi a maravilha toda que me venderam. É uma pena. Poderia ter conteúdo bacana de Sherlock Holmes por aí (além dos livros).

Tanto que teve a pior audiencia né?

lamentável essa '' critica''

Só vim ler aqui por indicação, omelete é uma bosta em crítica hein hahahaha

o irônico é que o desnecessário foi necessário para seu argumento.

Se alguém ainda não viu a série, uma dica: Não leve a sério esta "crítica".

fraquinha a análise.... mas era de se esperar para quem acha "Zootopia é maravilhoso"... "Assim, lebres, tartarugas e raposas sempre têm valiosas lições a ensinar"...rssrs

Sherlock acabaou no final da 2a temporada. Como sempre tudo que o Moffat põe a mão ele destrói (bastar ver a droga que ficou Doctor Who). Parabéns pra crítica da Natalia, ficou alinhada com o que muitos veículos de respeito lá fora falaram (The Guardian por exemplo).

Mais uma crítica extremamente tendenciosa e mal feita da Natalia. Fala muito, mas no final não fala nada.

Uh? Onde você viu engajamento ideológico no seriado?

Imagina amigo, foi ótimo trocar uma ideia contigo, não me alonguei mais pois não pude no momento, vou falar um pouquinho agora kkkkkkk, bom, a primeira temporada de Sherlock tem alguns problemas de leve ( o que foi aquele interesse romântico de Watson mesmo? Pra quê aquilo ? ) E, embora eu acho que na época nem os produtores soubessem, Moriarty era uma jóia rara da série, e merecia mais tempo na tela, e, sejamos honestos, o Problema Final sem Moriarty simplesmente não é o problema final. A segunda é o ápice sem dúvida, todos os episódios são excelentes, até o segundo q tm alguns probleminhas e acaba ficando quase " não acreditável " demais. Irene Adler merecia mais um tempinho de tela, gostaria de tela visto na quarta temp, mas pelo menos mencionam ela... A terceira temporada, embora tenha um primeiro episódio meio fraco, tem um vilão excelente no Magnussen. A quarta... Eurus me decepcionou, acabou sendo derrotada de um jeito muito fácil, Moriarty naquela telinha, como uma gravação foi algo simplesmente ridículo para mim. Há outra coisa, a amizade do Watson e do Sherlock voltou de forma muito rápida, se lembra de House, quando a Amber morre? Wilson fica devastado ( as similaridades das duas séries são insanas ) e demora 5 episódios para os dois voltarem a ser amigos, isso não parece muito, mas são 200 minutos de House tentando recuperar a amizade de Wilson, enquanto que em Sherlock, em menos de 90 minutos a situação é resolvida. Mas, me senti um Xeroque Rolmes da vida quando desvendei que " E " realmente se chamava Eurus, logo no primeiro episódio da quarta temp, e era irmã de Sherlock ( muita pesquisa em frases antigas da série e significados de palavras em outras línguas, até línguas mortas ) pronto, chega, kkkkkkk Olhando para tudo que a série já foi, fica assim para mim: Primeira temporada: 5 ovos Segunda temporada: 5 ovos Terceira temporada: 4 ovos ( 3 ovos e 3/4 honestamente ) Quarta temporada: 3 ovos Terminei meu raciocínio, finalmente

É algum complicado. Pois existem dois ângulos de analisar uma série. Aqueles que possuem um conhecimento da obra de Conan Doyle de forma mais "acadêmica"(usando esse termo por n encontrar melhor), tende ver diferente a série daqueles q veem a série como simplesmente uma série. Achei q na criticá dela, o imaginário individual sobre o universo contaminou muito a OPINIÃO. Faltando comentários mais técnicos envolvendo não só os aspectos de contradições, mas tbm de como os episódios e narrativa foi contada.

Sinceramente é uma questão muito complexa.Existem muitos ângulos e detalhes para ser observado. Se eu assistisse essa temporada sem fazer comparação alguma com as outras é 4 ovos. Eu vi Sir Arthur Conan Doyle nessa temporada, eu gostei da forma q a história foi contada. Muito das críticas q tenho são elementos relativos, situacionais e se referem a mim.No entanto acho por conta de todo Universo estabelecido e o caminho q parecia apontar essa temporada deixou um pouco a desejar. Por isso os 3 ovos é o melhor resultado. Desculpa ter me alongado.Estava esperando alguém sensato para desabafar.

Kkkkkk admito que pensei em dar quatro ovos também, mas algumas escolhas no terceiro episódio realmente me decepcionaram, e não sei, a amizade de Watson e Sherlock voltou rápido demais para mim, então, três ovos mesmo Em 17 de jan de 2017 2:39 AM, "Disqus" <notifications@disqus.net> escreveu:

Os episódios de forma individual foram bons. Eu sinceramente ouso dar um 4 ovos,mas sou eu. O correto por termo técnicos,falhas, super expectativa e escolhas de trma duvidosas é um 3 ovos

Sério? Acho que o maios problema foi a expectativa criada em torno do Moriarty . Esse foi o grande problema. No entanto os dois últimos episódios foram o bons .O termo adequado para essa temporada é de foi bom mas insatisfatório. As pessoas criaram visões e mentalidades sobre esses personagens e seu universo que divergem do pensamento dos criadores. Se vc olhar os fandons eles estão revoltados com o descaso da construção dos outros personagens como Molly e Lestrade ou por n ter seguido nenhuma das teorias montadas a partir das "pistas". Eu particularmente como leitor Conan Doyle e analista literário senti muito da essência do verdadeiro Holmes nesta ultima temporada, as referencias aos livros me deliciaram. Foi muito mais nítido do que na temporada anterior. Sempre acompanhei as entrevistas do Moffat e do Gatiss e já imaginava q o final seguiria essa linha. O problema que particularmente ,culpo muito os hiatos,apesar de gostar e n serem os únicos responsáveis, é que as pessoas romantizam a série e criam em suas mentes sua própria versão do personagem e universo q n é de fato o presente na mente dos roteiristas. Eu particularmente gostei muito dessa temporada, teria seguido caminhos diferentes. O maior erro para mim foi como a Natália mencionou foi a expectativa do Moriarty,esperava algo bem maior da parte dele.Acredito que eles tinham medo de criar algo ligando a duas temporadas inteiras atrás e pensar q n acompanharia e criaram um plot mais simples e inesperado. Gostei da Euros o plot foi interessante,estudiosos de Conan Doyle já comentavam a existência de um terceiro irmão,mas acho q Moriarty merecia um destaque maior ,um desfecho mais digno do grande vilão que ele é, algo mais arrasador. Resumindo o maior problema de Sherlock foi n entregar o que estava no imaginário do publico. Por isso Harry Potter, Senhor dos Anéis, Friends, filmes da Marvel fazem tanto sucesso, eles entregam o que o publico espera.O polêmico tbm é bom, mas esse Sherlock nem isso chegou realmente a ser.Eu em minha opinião individual gostei demais do episodio , esperava um pouco mais, queria outro rumo, mas foi uma grande história. Eu Chandriano daria 4 ovos, pois vi algo que só Sherlock é, compartilho muito dessa visão do Gatiss e Moffat sobre o personagem e seu universo. Mas acho q pelo efeito do imaginário do público 3 ovos é o justo,os roteiristas pensaram mais na obra do q no público o q para mim é o certo mas quando se coloca algo no publico vc n pode pensar em si.

MORIARTY forçado e desimportante? que?

Esperando pacientemente sair na Netflix.

O ruim e' que o Plano Crítico nao e' confiavel. Ele coloca censura nos comentarios, tem q ter aprovacao em todos.. Se vc nao fala o que ele quer ouvir, ele nao aprova.. Se vc avisa q ele escreveu algo errado, ele retruca, omite os seus comentários (nao aprovando e deletando) e inventa mil desculpas.. Aconteceu comigo em relação a um easter egg do Dr Estranho, o cara do plano crítico parece uma criança birrenta, contrária mil vezes um fato concreto.. Era sobre um diálogo do filme, o cara diz claramente " I've got a 35 year old Air Force colonel. Crushed his lower spine" ( matei a duvida conferindo em um legenda americana também).. O cara do plano critico insiste 1000 vezes q e' Marinha (Marine)..

Onde eu escrevi que nao iria assistir por causa do omelete? Eu disse q ainda bem q eu nao comecei a assistir.. Para sua informação, essa e' uma série antiga ja, tem uns 8 anos.. So teve 3 temporadas e meio q esta se arrastando.. E', eu sou sem opinião, mas pq vc nao falou isso diretamente para mim e sim para o Erivelton. Quem nao teria opiniao, ja q vc esta indo pela dele q era totalmente jogada ao vento.. Nao seria melhor um dos dois perguntar de um jeito educado: "Olha, por que vc acha isso?" .. Eu iria falar exatamente o que disse acima e mais motivos... Tem q ter um mínimo de bons modos ne!

Essa série já e' antiga, e' de 2010.. Eu disse q deixei de assistir, pois imaginei q nao seria boa. Eu falei q iria assistir?! Eu assisto outras séries e a gente tem q tomar cuidado em como gasta o seu tempo livre e a sua percepção e pesquisa (aconteceu comigo neste caso) te indicam o que assistir ou nao.. Ainda mais essa serie q aparenta estar se arrastando, quase 8 anos e 3 temporadas so.. Se vc assiste td q aparece para vc, isto sem olhar, parabéns!!

gente sem opinião

Vai deixar de assistir por causa de uma crítica do Omelete? pqp...

Meu caro, é triste notar os dois pesos e duas medidas nas críticas daqui. Você viu aquele veredito absurso de Assassin's Creed? Crítica de verdade é aquilo que o canal "os meus 2 centavos" no YouTube faz. Esse site aqui, só serve pra notícias atualmente. Mas fique aí acreditando nas críticas do omelete kkk

Então quer dizer que Sherlock está no mesmo nível de Eu Fico Loko!? hahaha (https://omelete.uol.com.br/filmes/criticas/eu-fico-loko/)

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

o Cumberbatch da um show de atuação no ep 2

O último episódio foi PERFEITO,uma das melhores coisas q eu já vi na TV

Cara no ep 2 o Cumberbatch da um show espetacular de atuação e esse último episódio,como ja falei la em cima,é uma das melhores coisas que ja vi em toda minha vida!

infelizmente eu n duvido dessa tendencia a uma nota boa em Assasin's porque de fato eles tão fazendo jabá do filme em tudo que é canto :/ Se bem que, de fato o Omelete é bem inconstante nas criticas então uma nota assim pra esse filme é normal aqui

HAHAHA 2 OVOS é um ABSURDO!!! O último episodio é facilmente um dos melhores episódios já visto na televisão,se td as temporadas das séries que eu assisto tivesse a qualidade da 4a de Sherlock eu iria ficar bem feliz!

@augusto_cezar_gerber:disqus Exemplo de comentário desnecessário número 3

@augusto_cezar_gerber:disqus Exemplo de comentário desnecessário número 2

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus