Hotel Transilvânia | Omelete Entrevista os Dubladores Originais

Andy Samberg, Selena Gomez, Fran Drescher e Molly Shannon falam sobre a animação

Hotel Transilvânia (Hotel Transilvanya) já foi exibido durante o último fim de semana em pré-estreias ao redor do país, mas chega ao circuito comercial nesta sexta. A animação tem vozes originais de Adam Sandler, que assina também a produção-executiva, Andy Samberg, Selena Gomez, Fran Drescher e Molly Shannon, entre outros. Durante o Festival de Cinema de Toronto, os atores conversaram com nosso correspondente em Hollywood, Steve Weintraub, e contaram como foi o processo de gravação, como se envolveram com a animação e seus futuros projetos. Confira:

Fran Drescher: Quem é Peter?

É uma camiseta que eu ganhei da série Fringe. É muito confortável.

Molly Shannon: Eu amei as suas pulseiras. As suas faixas.

Eu tenho que ser honesto: eu coloquei sópara você.

MS: Sério? Eu gostei delas!

Eu sou muito fã e eu decidi que as pulseiras iriam te impressionar.

MS: Você é bonitinho. Está funcionando!

A ideia é que assim nos tornemos melhores amigos.

MS: E vamos ver alguns filmes juntos.

Você vai me levar para comer algo.

MS: Vamos sair para jantar... Que bom! Que tipo de comida?

Eu ainda...

MS: Eu estava pensando em tailandesa.

Eu estava pensando que parece ótimo. Você viu? Eu aprendi. Como vocês estão hoje?

MS: Muito bem.

FD: Bem.

Nós estamos em Toronto agora, no festival de cinema. O que significa para vocês estar aqui, participando do festival? É algo de muito prestígio.

FD: Eu acho ótimo. A última vez que eu estive no Festival de Toronto, eu estava filmando um filme em Toronto, na verdade. Então, não estava muito por dentro. Eu fui a algumas festas, a algumas exibições, mas eu não tinha um filme no festival. E agora eu estou aqui, vendendo um filme. E é uma experiência diferente, e é muito divertido. Eu amo muito Toronto. Então, é sempre um prazer voltar aqui. E tem sido ótimo. E é sempre divertido promover algo que você realmente, de verdade, que você ama e ache que valha a pena vender.

MS: Sim. Eu amo. Eu amo vir para Toronto. O Festival não para de crescer. E tem tanta coisa nas ruas, no hotel e no lobby. É um lugar tão divertido de estar. E você consegue ver todos os seus amigos, porque tem muita gente vindo por causa dos filmes. Então, honestamente, parece uma grande festa. Como uma dessas grandes festas divertidas e promocionais. Então, eu me sinto muito orgulhosa de estar aqui, e com Hotel Transilvânia. Tem sido ótimo.

Andy Samberg: Eu amo festivais de filmes em geral. Eu fui um estudante de cinema. Eu fui ao Festival de Sundance antes mesmo de conseguir um emprego na indústria de entretenimento. Eu gosto do ambiente dos festivais. É empolgante estar aqui com este filme, e estou falando para todo mundo que, na minha opinião, o Oscar deste ano está entre dois filmes: nós, Hotel Transilvânia, e The Master. E eu acho que estamos com a vantagem.

Selena Gomez: Tenho certeza que temos a vantagem.

AS: Um pouco.

Eu também acho, mas talvez na categoria de animação.

SG: Não.

AS: Bom, isso seria…

Você está pensando nos dois...

AS: Isso seria realmente legal.

Sim, por que não?

SG: Finalmente o fizemos rir!

Quando vocês entraram para o projeto, foi algo que vocês foram atrás quando ficaram sabendo? Eles escolheram vocês? Como isso aconteceu para vocês dois?

SG: Ele tem a história mais legal.

AS: Adam Sandler me ligou e falou que eu ia fazer.

SG: Ele não teve escolha. Foi o mesmo para mim, de alguma forma. Eu pude escolher, mas eu estava empolgada. Eu fiquei honrada, então...

Muitas vezes, quando estão no processo de gravação, nestes tipos de filme, as coisas podem realmente mudar durante o processo. Às vezes, continua extamente igual. Como o roteiro mudou para os seus personagens no processo, enquanto estavam gravando?

AS: Não muito.

SG: Não.

AS: Eles estavam bem certos do que queriam, na verdade.

SG: Ele sabia o que queria.

AS: Ele revisou com Robert Smigle. E acabou ficando mais engraçado, pelo o que me contaram, em comparação com o orginial. Mas a única versão que eu cheguei a ver foi a que eles tinham preparado para a gravação.

MS: Meu personagem não mudou muito. Eu interpreto Wanda, a lobisomen, e meu personagem é muito meiga, tipo: "Gostaria que Martha estivesse aqui." Então, eu não recebi muita direção ou nada.

FD: Meu personagem, eu não sei... Eles me dirigiram muito. Eles tinham ideias bem específicas. Eu não acho... Eu acho que eles queriam que eu fosse mais dura do que estou acostumada. E, eu acho que enquanto estavam fazendo o filme, estavam mexendo nas coisas, e pedindo para eu voltar, para regravar algumas coisas e eles sempre arrumavam meu cabelo e me maquiavam para gravar vídeos de bastidores, e coisas assim. Então, eu nunca tinha visto os atores até este final de semana. Então, é legal se sentir parte de um elenco de grandes talentos. Porque, quando eu entrei, era só eu, o produtor e o diretor e a equipe de som.

Às vezes, quando se trabalha com animação, precisa-se de anos de antecêndia. Há quanto tempo vocês se envolveram no projeto? E quantas sessões vocês tiveram que fazer?

MS: Esta é uma boa pergunta. Eu fiz isso bem recentemente. Parece que foi há nove meses. Dez meses atrás. Alguma coisa assim. Então... Mas você está certo. Eu acho que muita coisa é feita antes das pessoas chegarem. Eles trabalham por anos, provavelmente. Eu imagino. Mas eu acho que a gravação das vozes é mais para o final. Eu não sei. É a minha primeira vez. Eu não fiz muitas animações.

FD: Eu não sei. Acho que provavelmente comecei há um ano, mas... Eu não sei porque foi espalhado ao longo do ano. Eles continuavam me chamando de volta. E mesmo recentemente, como um mês atrás, para fazer propagandas, e comerciais de rádio no meu personagem, para o lançamento do filme.

Fale um pouco sobre o processo de gravação. Vocês chegaram a gravar juntos? Ou cada um fazia a sua gravação separadamente?

MS: Eu gravei sozinha. Adam Sandler estava lá, na maioria das minhas gravações, para supervisionar e para ter certeza de que eu estava fazendo um bom trabalho. O que foi ótimo.

AS: E eu fiz algumas das gravações junto com Adam Sandler, o que foi legal. É a primeira vez que isso acontece comigo em uma animação, porque geralmente estou em Nova York. Então, normalmente eu interpreto sozinho. Como você fez.

SG: Sim.

AS: Sim, mas eu vou dizer: eu sempre fico fascinado com a forma que eles fazem a cena funcionar. Eles fazem você gravar vários takes diferentes com ênfases diferentes, com maneiras diferentes de reagir. E depois eles são muito meticulosos para juntar tudo de uma forma que pareça uma conversa natural.

Eu sempre me perguntei como eles faziam isso. Porque não dá para ver.

SG: Sim.

AS: Nós ficamos rindo depois. Eu falei: "Nossos personagens têm química. Isso é muito bom!"

SG: Pode acreditar: nunca nos encontramos.

Antes de acabar o meu tempo, eu quero fazer uma pergunta individual para cada um. Você estava na Inglaterra gravando algo que estou muito ansioso.

AS: Sim.

E você está filmando algo agora.

SG: Eu acabei de acabar.

Desculpa. Os dois poderiam falar sobre o que acabaram de filmar e como foi?

AS: Eu estava em Londres. Eu gravei um programa para BBC chamado Cuckoo. Eu interpreto um americano. Um cara "bem-louco", meio estranho e folgado, que conhece uma inglesa na Tailândia, e eles se casam espontâneamente, e se mudam para Inlgaterra, junto com a família dela. E eu sou meio idiota. E eu acho que todos me amam, mas todos me odeiam.

SG: Eu acabei de acabar um filme independente chamado Feed The Dog". Esse pode não ser o nome verdadeiro. É [um título] temporário. É um pouco ousado, um pouco obscuro. Eu ando dizendo que é uma comédia negra. É mais comédia, mas é um pouco... sensual também.

AS: Parece Jogue a Mamãe do Trem?

SG: [risos] Sim. Eu não sei como explicar. É bem difícil de explicar esse filme, na verdade. Eu já fiz entrevistas para o filme, e eu fico: "Eu não sei como explicar."

Eles estão tendo o mesmo problema com Seven Psychopaths.

AS: Isso é verdade?

Sim, está sendo bom difícil para eles.

AS: Verdade? O que eles falaram? É sobre sete psicopatas.

SG: E o meu é sobre dar comida para o seu cachorro?

AS: Sim, simplesmente dê comida.

SG: Alimente-o.

Mas eu tenho que ir, ou ela vai ficar brava comigo. Então, parabéns pelo filme e obrigado.

Na comédia, o Conde Drácula (voz de Adam Sandler) administra o hotel "cinco estacas" do título, um lugar onde monstros variados podem se hospedar sem preocupações, longe dos mortais. Tudo vai bem até que surge na Transilvânia um homem que abala o coração da filha de Drácula, Mavis (dublada por Selena Gomez).

Kevin James será Frank, enquanto Fran Drescher vive a noiva de Frank. David Spade fará Quasímodo, o Corcunda de Notre Dame, hoje um chef de cozinha. Já Steve Buscemi e Molly Shannon farão Wayne e Wanda, um casal lobisomem que se hospeda com sua prole no hotel. Cee Lo Green dubla a múmia Murray e Andy Samberg faz o jovem viajante Jonathan, o humano que chega ao local.

Genndy Tartakovsky, o cultuado criador de O Laboratório de Dexter, Samurai Jack e dos curtas de Star Wars: Guerras Clônicas, é o diretor. Hotel Transilvânia estreia em 5 de outubro no Brasil.

Leia mais sobre Hotel Transilvânia

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus