As Aventuras de Pi | Crítica

Ang Lee cria uma adaptação de visual incrível para uma história cheia de simbolismos

Marcelo Forlani
20 de Dezembro de 2012

As Aventuras de Pi

As Aventuras de Pi

The Life of Pi
Yann Martel
EUA , 2012 - 127 min.
Aventura / Drama

Direção:
Ang Lee

Roteiro:
David Magee

Elenco:
Suraj Sharma, Irrfan Khan, Tabu, Adil Hussain, Gerard Depardieu, Rafe Spall

Ótimo
as aventuras de pi
as aventuras de pi
as aventuras de pi

A Vida de Pi (The Life of Pi), de Yann Martel, é um daqueles livros que você começa a ler e é sugado para dentro da história. Cada detalhe da saga do menino Piscine Molitor "Pi" Patel é descrito nos mínimos detalhes. Há dois narradores, o próprio Pi (que explica a origem de seu nome, inspirada em uma luxuosa piscina pública francesa e o apelido que ele tanto lutou para "pegar") e um escritor, que fica sabendo da saga deste menino que se mudava de navio da Índia para o Canadá quando uma tempestade afunda a embarcação, deixando-o à deriva em um bote, com uma zebra, uma hiena, um orangotango e Richard Parker, um tigre de bengala.

Por anos, Hollywood vinha tentando adaptar a obra para as telonas. O cineasta M. Night Shyamalan, também de ascendência indiana, foi o primeiro cotado para assumir a direção, mas decidiu se afastar do projeto justamente por saber que o seu envolvimento repercutiria muito no desfecho da obra. Em seguida surgiu o nome do mexicano Alfonso Cuarón, que acabou trocando a aventura em alto mar pelo futuro apocalíptico de Filhos da Esperança. Outro que passou muito tempo trabalhando no projeto foi o francês Jean-Pierre Jeunet (O Fabuloso Destino de Amelie Poulin), que acabou abandonando o barco em 2006, depois de muitos meses de pesquisa e até mesmo uma data para iniciar as filmagens.

Coube então ao chinês Ang Lee o trabalho de criar para as telonas os cenários fantásticos descritos pelo protagonista ao curioso e incrédulo escritor. Peixes voadores e ilhas desertas servem para recarregar, de tempos em tempos, a esperança de quem está em algum ponto qualquer do Oceano Pacifico acompanhado pelo tal felino de belas listras e dentes afiados.

Quase que inteiramente rodado dentro de um estúdio, que possibilita a criação de um mar infinito e que, por inúmeras vezes, se confunde com o céu, o filme é de uma beleza ímpar. Ang Lee, que já nós fez acreditar em lutadores que voam sobre bambus e criou uma história em quadrinhos do Hulk no cinema, mostra aqui novamente a sensibilidade de quem encantou o mundo com a história de amor entre dois cowboys americanos em O Segredo de Brokeback Mountain.

A relação de Pi com Richard Parker, que envolve respeito, medo e companheirismo, não para de evoluir e é difícil imaginar como ela vai acabar. Sobre o tigre, é preciso dizer também que é impressionante o grau de realismo do animal, que foi recriado digitalmente em quase todo o filme. É um trabalho de captura de performance e estudo da movimentação do animal tão real quanto o conseguido em O Planeta dos Macacos - A Origem, fruto do trabalho da Rhythm & Hues Studios, a mesma que criou o leão de Nárnia.

Todo este esmero digital e a boa utilização do 3D levam a uma imersão completa também nos cinemas. O final, porém, me pareceu simplista demais em comparação ao livro. Em ambos a temática religiosa explicitada no início da história é trazida de volta, mas enquanto o livro aponta de forma bastante gráfica uma inesperada mudança de rumos, o filme prefere manter isso apenas no diálogo, enfraquecendo a moral da história.

Leia mais sobe As Aventuras de Pi

As Aventuras de Pi | Cinemas e horários



Comentários (282)

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar.
Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

sem avatar Sérgio (03/12/2013 04:12:18)   4 1
Prezados,

sugiro a seguinte crítica de "As aventuras de Pi":

http://cinematographecinemafilmes.wordpress.com/2012/12/31/as-aventuras-de-pi-2012/

Abraços



sem avatar Moon (10/10/2013 17:12:44)   -10 1
Fabuloso e emociante esse filme! A fotografia é belíssima, e o que dizer dos efeitos visuais? Eu passei quase a metade do filme achando que o tigre fosse mesmo real. Aliás, tudo no filme é muito realístico. A história então é genial, acho que merecia cinco ovos com toda certeza.



Rodolfo Rodolfo (25/09/2013 17:56:28)   351 1
Quase nunca um filme adaptado acaba sendo melhor que seu material de origem, e aqui é mais um caso. Concordo plenamente com o que o Forlani colocou na crítica sobre o final mas acrescento que durante todo o livro o medo e angústia de Pi em relação ao tigre e a evolução desses sentimentos em algo divino é também melhor explorada, obviamente.
Daria 4 ovos como filme, e 3 como filme adaptado e comparado ao livro.



Cezar Cezar (02/07/2013 00:43:33)   309 -1
Porque se chama " as aventuras de pi " si ele só vive uma aventura no filme ?


sem avatar MARCOS (15/07/2013 19:38:43)   4 1
porque os tradutores não viram o filme e muito menos o nome em inglês (The Life of Pi)!!!!!!

Jota Jota (15/07/2013 23:08:52)   290 3
Ou porque dentro dessa única aventura, ele tenha vivido várias "sub-aventuras" (e isso é verdade)!

Mas tb não sei porque não poderia ser simples a "A Vida de Pi", como acertadamente fizeram na tradução do libro!




curisco curisco (23/05/2013 10:42:55)   666 1
Terminei de ler o livro semana passada. O filme é mais bem estruturado que o livro.

E o filme traz sólidas questões teológicos.

O livro tem uma primeira parte onde ele faz suas argumentações sobre zoologia, algo sobre teologia e na parte final um bocado sobre sobrevivência e naufrágio.


curisco curisco (23/05/2013 10:44:56)   666 1
Sou mais o filme.

Obs.: Uma amiga minha leu o tal livro do Cony, que teria sido plagiado. Ela falou que tem pouca coisa em comum na história. no máximo a alegoria do barco para a vida do personagem.

Coisa que o Hemingway fez de maneira brilhante em 'o velho e o mar'.


Jorge Luís Jorge Luís (30/04/2013 14:43:12)   76 1
Passaporte mágico para um mundo que fascina o olhos e aquece a alma!

Todos os filmes deveriam ter alguma coisa da magia de Pi!



sem avatar Marcio (24/04/2013 08:55:11)   -8 1
Nunca pensei que o cinema ia chegar a tal ponto. Este filme realiza imagens de uma beleza inigualável. Apesar de conseguir por causa do desenvolvimento da tecnologia, o filme tem conteúdo e é mais um bom trabalho na carreira de Ang Lee.
Pi é um garoto que junto da família tem que sair da Índia para tentar ganhar a vida no Canadá. Sua família tinha um zoológico e quando saem da Índia levam os animais em um navio. Porém essa viagem tem um desfecho ruim e Pi tem que lutar para sobreviver. Essa história é contada através de Pi já adulto. Ele conta para um escritor, que se interessou pela história de vida dele, após conversar com seu “tio”. Daí em diante, adentramos em uma história bonita e que aborda o sincretismo religioso.
Quando o filme entrou em cartaz não acreditei em seu potencial principalmente por achar que imagens geradas por tecnologia não estariam à altura das captadas apenas com uma câmera. Ele ganhar o Oscar de melhor fotografia também me fez contestar. Como poderiam ter dado o prêmio para um filme que era realizado através da computação? Ledo engano. Realmente as imagens são belíssimas. Em minha opinião, nunca conseguiram chegar a essas imagens na história do cinema. Cada plano no mar impressiona. Vê-lo em 3D realmente deve ser uma boa experiência que um dia ainda vou desfrutar.
É interessante como Ang Lee filma. Logo no começo vemos o tigre de bengala, Richard Parker, refletido na água. Uma imagem que diz muito para o que vai vir depois. O copo d’água na igreja também é interessante já que isso seria imprescindível em alto mar. Ang Lee respeita também os pontos de vista e coloca a câmera sempre respeitando para onde os olhares dos atores estão direcionados. No barco ele focaliza sempre o interior, já que estamos lidando, em minha opinião, com o interior de nosso protagonista. O diretor também opta pela mudança de razão de aspecto (pelo menos no blu-ray que assisti isso aconteceu). Por exemplo, quando os peixes voadores aparecem e é o momento em que ele ganha espaço em relação a Richard Parker, o plano é filmado em uma razão maior do que vinha antes (de 1.85:1 para 2.35:1). Logo após a cena voltamos a razão padrão do filme. Isso aconteceu também na cena em que Pi tenta contato com um navio, só que ao contrário( de 1.85:1 para 1.33:1). O mundo dele fica pequeno, restrito e por isso o plano é mais fechado.
Uma cor é predominante no filme. A cor verde está o tempo todo nos planos. Um verde intenso. Isso se refere à natureza(interior), a descoberta que Pi fará em relação a sua religiosidade. Quando ele diz que aos 12 anos conheceu Cristo é focalizado uma montanha com um verde intenso.Em um momento Pi diz que foi salvo e que cor é o local? Extremamente verde (sem contar que a imagem é do deus Vishnu). O peixe que é “servido” a Richard Parker, para que ele não comece a se interessar por Pi é verde e quando morre deixa de ter essa cor. Verde é a cor escolhida para representar vida. Até o interior da casa de Pi adulto é pintado com essa cor.
Varias metáforas podem ser tiradas desse filme. Usar um tigre de bengala para associarmos a Pi também quer nos dizer algo. Da mesma maneira que essa raça de tigre está em extinção, Pi também corre esse risco. Outra coisa é que o tigre surge de dentro do barco (lê-se interior de Pi) em um momento que nosso protagonista está com uma raiva, eu diria animal. Na mesa, em conversa com seus pais, Pi diz que quer ser batizado. Realmente isso vem a acontecer.
Um filme que tem muito a nos dizer sobre religiões. O roteiro é muito bom. Os planos são lindos (o filme até tem umas falhas visuais, porém nada que comprometa o filme). Um filme reflexivo e que a interpretação vai de cada um.

http://embriagadospeloci nema.blogspot.com.br/2013/04/critica-as-aventuras-de-pi.html



Pedro Pedro (22/04/2013 10:55:59)   56 1
A Vida de Pi era um filme que todo mundo recomendava e eu pensava "esse deve ser o tipo de filme pipoca que eu vou odiar ou achar mais ou menos". Como estava enganado!!! O filme é excelente, os efeitos são impressionantes, uma fábula moderna que não perde o respeito pela tradição religiosa e inúmeros cultos populares à que faz referência. O final é digno (não li o livro, não tenho como comparar), e respeita a inteligência da audiência, seja você um crédulo ou ateu. Recomendadíssimo.



Marcos Marcos (22/04/2013 10:21:55)   170 1
O melhor filme que assisti em tempos e desse ano sem dúvida nenhuma.

A sensação de perca e solidão que se passa no filme é impressionante, O ator Suraj Sharma, Faz a gente sofrer e sentir como se nós estivessemos no lugar dele.É um excelente ator muito bom.

E as imagens da natureza em estado pleno filmaço.Merecia não...Merece 5 ovos.



sem avatar VITOR (21/04/2013 12:11:52)   2 2
Filme maravilhoso! O melhor dentre os que disputavam o Oscar, na minha humilde opinião, e até o momento. Lamento não tê-lo visto no cinema. Vou ver os outros que estavam na disputa pra ver se ele continua como o melhor!! A crítica tá ótima, mas na minha opinião merecia os cinco ovos.



Publicidade
Felipe Felipe (19/04/2013 19:49:36)   5 2
O filme tem uma história linda, efeitos maravilhosos e um dos filmes mais lindos visto em 3D. Acontece que como não tem nada pulando na direção da platéia ou explosões e nenhuma porrada... O filme é taxado como "fraco", com "efeitos de 3D horríveis" e por aí vai... Estamos esquecendo o que é cinema de verdade. #ficaadica


sem avatar VITOR (21/04/2013 12:08:40)   2 0
Infelizmente, eu concordo plenamente! Estamos esquecendo o que é cinema de verdade!

sem avatar MARCOS (15/07/2013 07:24:58)   4 1
Então o que é cinema de verdade? Existe uma definição certa pra isso? Existe filme de ação, drama, suspense, terror, infantil e outros gêneros. Cada um com seu público-alvo. Qual a verdade nesses filmes? Só de história real e documentários!!! O filme é muito bom merece 5 ovos


Jefferson José Jefferson José (25/03/2013 19:22:52)   1525 4
Transcendental!

A pureza da fé, do companheirismo e da sobrevivência em contraste com a beleza da tecnologia.

Artista, arte, animal... e Deus.


OOOOo



Luh Luh (23/03/2013 10:43:15)   -10 -1
Eu vi esse filme hoje '-'
até que é legal... mentira n é legal é ÓTIMO, mas na minha opinião é só legal e acabo u_u
eu n me empolguei n sabe, e terminei o filme confuso... talvez eu tenha comessado um filme com expectativas demais... ou talvez o filme n tenha sido feito para pessoas como eu, em vista do fato que a tematica religiosa é predominante nele, enquanto a minha tia gritava FOI JEOVÁ QUE SALVOU A VIDA DELE depois da cena da tempestade, eu estava revirando os olhos... enfim.



Malenna Malenna (09/03/2013 15:19:13)   1045 1
não consigo descrever o que senti com esse filme, sem palavras, incrível demais.. tirando os 30 primeiros minutos que são muito chatos.


curisco curisco (17/04/2013 11:49:13)   666 0
pois é. os 30 primeiros minutos são chatos, Mas necessários para se entender quem é o Pi.

sem avatar Moon (10/10/2013 16:57:06)   -10 1
Hoje em dia, se não tiver uma cena de explosão, pancadaria ou de sexo a cada 10 minutos, o filme já é chamado de "chato", "monótono" isso e aquilo. As pessoas parecem que se tornaram incapazes de apreciar um bom diálogo, uma cena bem construída e etc por si só.


sem avatar Gian (02/03/2013 15:33:13)   -11 2
filmaço excelente fotografia ,efeitos especiais e principalmente história (coisa rara nos filmes de hoje em que a maioria são uma sequencia de acontecimentos ao esmo),pra não gostar só sendo muito burro pois o filme é mastigadinho até demais. Pra quem gosta de ver arte é um deleite.



Leandro Leandro (28/02/2013 13:08:36)   -4 -2
A Vida de PI (que é a tradução correta, pois nada de aventura tem o filme.) O filme seria maravilhoso se não mata-se qualquer um de tédio nos primeiros 30 minutos.



Maldi♱☯ Kakar☯♱♱☯ Maldi♱☯ Kakar☯♱♱☯ (25/02/2013 21:02:57)   1222 -1
POW. O NOME DO CARA ERA PISCINE???? EU PENSEI Q SÓ BRASILEIRO BOTAVA NOME RIDÍCULO EM SEUS FILHOS.
CONHEÇO UM CARA AQUI NA MINHA CIDADE Q SE CHAMA STALINGRADO. Q Q A MÃE DELE DEVE TER FUMADO?

AINDA PENSO Q VOU ENCONTRAR UM "WINDOWS" QUALQUER DIA DESSES.



Jáilon Jáilon (13/02/2013 20:58:36)   78 0
Pra quem tá aí achando a história do filme super original e coisa e tal, recomendo que assistam esse vídeo.

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=jIQitu5oYWw

Prova de que a literatura brasileira não é realmente valorizada.

Um ABSURDO!


curisco curisco (14/02/2013 16:43:59)   666 0
Pelo que vi, o que foi copiado foi a premissa de um homem, um barco, um bicho. E a partir daí uma série de dilemas.

Mas enquanto que um puxa para política, outro puxa para espiritualidade.

O Martel foi safadinho porque não deu o crédito da premissa. Mas ele explorou de maneira original.

A despeito de ser religioso, e não ter o mesmo ponto de vista do filme a respeito de fé, creio que 'Pi' aborda de maneira soberba a questão de Deus, fé, etc... Ele deixa perguntas realmente interessantes. E sem dúvida é fruto de um texto muito bem escrito.

Não me incomodo com quem questiona a fé. O que me incomoda é quando usa-se aqueles argumentos simplórios.



Joker Flash Joker Flash (10/02/2013 17:47:11)   1127 0
As Aventuras de Pi - ★★★

Depois de assitir O Hobbit (5 RISES), As Aventuras de Pi era o filme que eu mais queria ver

Me encantei com o trailer, e fui para o cinema com expectativas muito altas. Conta um canadense na Índia atrás de uma história para escrever um livro. E Pi lhe dá um conto que o fará acreditar em Deus. Mostra sua infância no zoológico na Índia, sua paquera, e seu interesse por religiões. O filme toca bastante no tema, por sinal. E daí a mudança da família e do zoo para o Canadá, o naufrágio do navio, e a sobrevivência de Pi com os animais e a natureza. Devo dizer que o filme é muito bonito (realmente, que nem Avatar para a beleza) e a história interessante. Só que não é que nem o trailer (http://youtube.com/watch?v=dF-MF4pk3mM). A trama é mais mastigada, e a lição de moral no final não foi muito forte

Daria 3 RISES. Mas talvez eu desse mais, se minhas expectativas não fossem tão altas - pro meu pai, filme excelente. Recomendo se estiverem cansados, e queiram apenas paz, e uma ótima arte visual



sem avatar Rodrigo (05/02/2013 12:06:47)   0 0
Alguém pode indicar um cinema em São Paulo que tenha assistido a esse filme em 3D e o 3D realmente tenha funcionado?

Por que já percebi que para o mesmo filme tem alguns cinemas que vendem o 3D e não entregam em 3D, e outros realmente funcionam.

Obrigado,



Publicidade
Tony Tony (25/01/2013 02:00:21)   21 0
Só para deixar claro, o 3D desse filme é muito, muito, extremamente FRACO!!.
Apenas uma cena, logo no inicio, um beija-flor voando. O resto pode assistir tranquilamente em 2D sem prejuizo nenhum.

E olhe, vi resvistas como exemplo a Época comparando o 3D desse filme com excelentes 3D como Avatar e Hugo.
Decepção...
fiquem alertas.


Jota Jota (15/07/2013 23:14:58)   290 0
Nenhum filme supera o impressionante 3D de Avatar!

Realmente concordo que, em PI, fora o beija flor uma ou outra cena tem algum efeito interessante!

Mas eu pulei no sofá de casa quando o tigre salta de dentro da lona pela primeira vez! :)


sem avatar Sérgio (22/01/2013 23:29:09)   4 0
Prezados,

sugiro a seguinte crítica de "As aventuras de Pi":

http://cinematographecinemafilmes.wordpress.com/2012/12/31/as-aventuras-de-pi-2012/

Abraços



sem avatar Marcelo (22/01/2013 22:00:10)   0 0
Assisti o filme, mais ainda não compreendi o final. Qual história é a verdadeira?


curisco curisco (14/02/2013 17:01:10)   666 1
SPOILER
.
.
.
.

Não é apenas uma questão de qual história é a verdadeira.

Se for para simplificar, é a segunda, a mais trágica.

Mas a questão que permeia todo o filme é fé, razão, etc... Enfim.

Te digo que pessoas religiosas como eu viram Deus na história. Pessoas que não são, não viram. E esta é a riqueza do filme.

sem avatar Peter (24/02/2013 13:27:34)   0 0
A segunda , o tigre é o PI é o lado humano ''primitivo'' que precisa matar para sobreviver o lado cruel ao que a religião a educação nos ensina a domar esse lado tanto é que ele mesmo fala que sem ele , ele não sobreviveria , no mundo civilizado o tigre se esconde , pois ele não precisa mais deste lado ''cruel''. A principal mensagem e que Deus ama não importa a religião e voce acredita naquilo que te conforta que te faz bem...acho que é isso !

MR.CHARADA MR.CHARADA (01/04/2013 20:57:54)   584 0
A primeira ele conta a segunda apenas para os 2 caras acreditarem.


sem avatar Ronay (22/01/2013 16:24:10)   -1 0
SPOILER
Cara Liz, só fui ver o filme, pois não tinha muitas opções e pensei: vou ver esse filme de crianças e para minha surpresa, assisti a um filme fantástico: Liz, vc tocou em pontos que não tinha percebido, como a relação entre a zebra não poder ser a mãe de PI e toda a questão filosófica e religiosa. Eu tb sou partidário da segunda história, mas respeito os que preferem a primeira, pois como vc mesmo disse, não há como ter certezas absolutas, mas é muito bom ter um "tigre" poderoso por perto, nos fazendo companhia e respeitando nossas escolhas. Grande abraço Liz e um 2013 repleto de bons filmes.


curisco curisco (17/04/2013 11:52:58)   666 0
Só vi o filme porque meu irmão estava na sala ao lado e iria ver Hobbit. Assim, assisti para esperar por ele.

Extraordinário! Vi 3 vezes no cinema. Sempre encantado.

Estou na metade do livro. o livro é legal, mas estou achando o filme melhor e a história mais concisa e amarrada.


sem avatar Rodrigo (21/01/2013 10:55:23)   1 0
Bom dia galera... postei no meu blog uma crítica a respeito deste bom filme de Ang Lee!
abaixo segue o link do post. Espero que gostem
http://vinumfilme.blogspot.com.br/2013/01/as-aventuras-de-pi.html
Abraços!



sem avatar Clovis (20/01/2013 16:53:42)   2 2
Boa tarde a todos:
Assisti ao filme ontem e ainda estou com aquela sensação estranha de que falta algo a entender. Para mim a história com os humanos é a verdadeira e a utilização dos animais é tipo uma válvula de escape. Digo isso pq tem um momento em que o protagonista lê naquele manual de sobrevivência que é preciso ter a mente ocupada para "não enlouquecer". Na verdade eu acredito que o tigre é uma vertente da personalidade do garoto. Não sei pq mas a parte que eu acho mais importante é quando o tigre se vai sem ao menos olhar para trás. Sei lá as vezes acho que o colega Rômulo está correto (post acima) mas tb fico pensando que a ida do tigre é a partida da crença de pi em Deus. Pois bem gostaria de saber oque acham?
P.S. Sou estreante nesse fórum, então, desculpem algum erro.


Darkseid Darkseid (21/01/2013 10:57:56)   2405 1
Visão interessante essa sua... até agora eu não tinha imaginado a partida do tigre sob esse ângulo...

Pode ser que naquele momento Pi tenha perdido a crença em Deus, mas ele deve tê-la recuperado com o passar dos anos, isso é claramente perceptível durante a narrativa que Pi faz ao escritor durante o filme (como quando ele parou para rezar antes de se alimentar, ou quando ele deixou claro que continuava seguindo três religiões e toda a importância que a crença em Deus pode proporcionar, etc, etc).

sem avatar Peter (24/02/2013 13:29:14)   0 0
O tigre representa o lado violento , o lado que precisa matar para sobreviver, sendo ele vegetariano , o tigre ''parte'' pois no mundo civilizado esse lado não precisa vir a tona...


Samael Samael (18/01/2013 12:47:21)   65 1
Adorei a crítica e muito mais ainda o filme. Ang Lee = Mestre.

Vou só comentar a parte em que discordo do Forlani: "...mas enquanto o livro aponta de forma bastante gráfica uma inesperada mudança de rumos, o filme prefere manter isso apenas no diálogo, enfraquecendo a moral da história."

Acontece que o impacto tem que ser na pergunta feito pelo indiano para o jornalista. É a resposta a essa pergunta que gera o "impacto" final. Deste modo, mostrar a história quase onírica que o Pi contra e fazê-la contracenar com uma descrição fria de um segunda história, sem imagem, sem sonho, apenas um relato duro, é muito, mas muito superior para criar a diferença entre as duas histórias e a partir daí extrair a sua moral.

O livro não tinha como usar esse recurso, mas Ang Lee se aproveitou muito bem disso numa mídia onde você não tem que imagionar, mas sim VER o que está acontecendo.



Liz Liz (18/01/2013 03:12:49)   358 4
ALERTA DE SPOILER
Eu resumiria esse filme como sendo aparentemente simples, mas realmente profundo e genial!
Primeiro falarei a respeito dos aspectos mais técnicos!
O filme é muito bem filmado e estaticamente maravilhoso!
A cena do navio afundando é muito boa! Achei o leão muito bem feito! Sonoplastia muito boa também!
Agora quanto a história do filme!
Para mim o filme não necessariamente é uma discussão religiosa mas sim filosófica! Já que é aplicável a tudo! O filem usou a fé em Deus para usar como uma analogia! Mas na verdade a ideia é universal!
Ele nos induz a refletir sobre a realidade, a verdade e o poder de se acreditar em algo, fazendo uma analogia a se acreditar ou não em Deus!
Mas a mesma reflexão vale para tudo, não somente para Deus!
Porque nem sempre a "verdade" é a melhor saída! Além do mais a verdade é relativa!
E quando não se pode saber a verdade com absoluta certeza, o que é melhor? (perdão pela redundância)
Acreditar em algo triste, trágico, e sem beleza alguma ou acreditar em algo belo, bonito e alegre?
Já que não existe provas de que Deus existe e de que Deus não existe, no que você prefere acreditar? Pensar que Deus existe te conforta? Te dá forças? Então acredite! Não acreditar em Deus é algo que te acalma? Que de deixa com os pés no chão? É como você vê o mundo? Então não acredite!
E no filme .. o que é melhor? Qual das duas hitórias é a real? O que é verdade? Pergunto o que é verdade porque
também na segunda versão que o Pi dá sobre a história tbm tem furos que indicam que talvez ela tbm não seja uma história verdadeira!
Como que a mãe dele sobreviveu ou naufrágio se ela estava lá no quarto dormindo? Quando o Pi abriu a porta do quarto já estava tudo inundado!
E como ela veio flutuando em bananas se bananas não flutuam??
Eu entendo que o filme deixa propositalmente em aberto para gerar reflexão! Mas no final os peritos do seguro preferem a primeira versão como a versão oficial! Eu achei isso como um "grand finale" pro filme! Pra fixar melhor a ideia do filme!
Mas se eu tivesse que chutar eu tbm diria que a primeira versão é que a a verdadeira .. Rsrs ;)
Adorei! 5 ovos!


Darkseid Darkseid (21/01/2013 10:41:26)   2405 1
Excelente comentário!!!

A questão das bananas eu não sei se é bem um furo, pois em ambas as histórias alguém se aproxima do bote flutuando em bananas - o orantoganto na 1ª história, e a mãe de Pi na 2ª. Eu não sei se bananas flutuam ou não, pois eu nunca fiz esse teste e nunca vi ninguém fazendo...

Quanto a mãe de Pi dormindo no navio, por um tempo eu pensava que a zebra que passou nadando por Pi quando ele mergulhou para tentar salvar a família pudesse ser a mãe dele, mas depois eu lembrei que a zebra na segunda história era o budista feliz por comer arroz com molho, e portanto não poderia ser a mãe dele. Além disso, se eu não me engano, o único naquela família que sabia nadar era Pi (que aprendeu a nadar com o seu Mamaji, que tinha ombros largos), o que torna a narrativa da sobrevivência da mãe dele na segunda história ainda mais duvidosa...

Douglas Douglas (24/02/2013 15:16:14)   0 0
Excelente! Comentário! Mas! Só! Uma! Dica! Use! Menos! Interrogação! Isso! Torna! O texto! Cansativo! De se ler!


sem avatar Breno (17/01/2013 10:09:15)   3 3
As críticas do Forlani são tão tangenciais. Ele conta com as dificuldades para a produção do filme, dos diretores que passaram pelo projeto, do livro... e do filme em si não diz quase nada, apenas sobre o grau de realismo dos efeitos digitais do tigre e compara o fim do filme com o do livro (!). Nem considero isso uma crítica.


Liz Liz (18/01/2013 03:39:59)   358 2
Infelizmente ainda temos críticas que esquecem de falar do filme! Tudo bem que curiosidades dos bastidores são as vezes interessantes! Mas isso não pode ser mais importante que o próprio filme, né?


Henrique Henrique (13/01/2013 22:47:44)   98 3
Finalmente uma interação entre live action e digital que se elevou ao patamar de Avatar e, de brinde, uma bela e deliciosa história, contada com paciência e didatismo, como um bom conto da "hora de ir pra cama".

A concepção é belíssima e muito bem executada, os atores muito bem elencados e carismáticos, o roteiro fechadinho. A câmera balança perfeitamente, com as ondas do mar, e com a linha narrativa.

O melhor filme de Ang Lee até então. Praticamente não tem o que tirar nem pôr nesta obra... Ok, sendo muito "cri cri": não gostei muito do ator que faz as vezes do espectador (o ouvinte da história), e tiraria algumas das falas explicativas, deixando o espectador arrematar por si próprio algumas das mensagens, aliás, belas e importantes mensagens.

Com toda certeza integrará minha iniciante coleção de blu-rays 3D.



Publicidade
Marco Aurélio Marco Aurélio (11/01/2013 22:33:18)   -4 1
Fala galera!!! Se tiverem a fim também tenho um blog de cinema para darem uma olhada!

http://www.cinemarcocriticas.blogspot.com.br/



Darkseid Darkseid (11/01/2013 19:04:32)   2405 2
Cara... Eu fui assistir essa filme com as expectativas lá embaixo, não esperava muito dele e achava que seria mais um filme medíocre e decepcionante, principalmente nos primeiros 15/20min de exibição.

Mas depois do naufrágio a narrativa dá um salto tremendo que me surpreendeu muito positivamente.

Acho que foi o filme mais belo que eu já vi até hoje, não só visualmente (que é o principal destaque do filme), mas a própria história e as mensagens que a mesma transmite além de muitos outros detalhes que tornam esse filme uma experiência única, maravilhosa. Sinceramente, esse foi o melhor filme de 2012 (que eu só vim assistir em 2013) e desde O Senhor dos Anéis - O Retorno do Rei eu não via um filme fantasioso com um nível de qualidade tão elevado. O mais incrível foi a emoção que esse filme transmite, nunca antes eu tinha chegado ao ponto de ficar com os olhos cheios de lágrimas no cinema, (SPOILER, CUIDADO, CUIDADO) e não foi simplesmente por conta da cena do tigre "abandonando" Pi no final, mas sim pela felicidade que eu senti por assistir um filme tão prazeroso e pela nostalgia que se sente quando se percebe que tudo aquilo está acabando. Esse filme me fez recuperar um pouco da sensação de ser uma criança, um pouco daquela inocência e esperança de um mundo melhor que é destruída com o passar dos anos e com o amadurecimento.

PS: Na minha opinião, esse filme merece muito ganhar o Oscar de melhor filme de 2012, mas como se trata de uma premiação dos EUA é quase certo que quem levará essa estatueta será o filme Lincoln.


Darkseid Darkseid (11/01/2013 19:12:33)   2405 1
Só mais uma coisa: SPOILER SPOILER SPOILER aquela cena no início do filme em que o pai de Pi está nadando em uma piscina extremamente cristalina até agora não sai da minha cabeça, simplesmente fantástica, a água era tão transparente que do ângulo em que a câmera estava (no fundo da piscina filmando de baixo para cima) parecia que o cara estava voando no céu!!!

FIM DO SPOILER

Tenho que assistir esse filme mais vezes antes do filme sair de exibição (mais duas pelo menos), principalmente em 3D (que é muito melhor)!!! A Viagem (Cloud Atlas) terá esperar mais um pouco...

Darkseid Darkseid (14/01/2013 10:03:35)   2405 1
Correção: não era o pai de Pi quem estava nadando na piscina pública da França (Piscine Molitor), mas sim o tio de Pi (o Mamaji de Pi - melhor amigo do pai dele, ou em outros termos, irmão de alma do pai de Pi).

Liz Liz (18/01/2013 03:41:35)   358 2
Darkseid, não vale a pena deixar de rever o Pi pra ver A viagem!


Darkseid Darkseid (18/01/2013 20:05:23)   2405 2
Já vi As Aventuras de Pi 3 vezes!


Andrey Andrey (10/01/2013 21:31:24)   13 1
ESSE FILME É INDESCRITÍVEL. BELÍSSIMO EM SUA FORMA E INCITADOR ÀS NOSSAS INDAGAÇÕES QUANTO À RELIGIÃO E SIMBOLISMO HUMANO SIMBOLIZADO EM ANIMAIS. CLASSIFICO-O COMO AS AVENTURAS DE PI (Perdido no Infinito = Infinito de DEUS).



sem avatar Alex (10/01/2013 15:45:19)   -13 -3
Comentário mal avaliado pelos leitores. Clique para ler.

sem avatar Debora (15/01/2013 16:18:39)   -15 0
Como você pode falar que o filme "As Aventuras de Pi" não é bom???Em que planeta você vive????Ou melhor que tipo de filme você gosta??
Acredito que você seja uma daquelas pessoas que só gosta de filmes de ação sem conteúdo algum..Só uma pessoa dessas pra critica um filme tão bom...
E quanto ao fato do filme ser parado é explicado pela narrativa lenta...
E quanto ao livro,eu estou muito querendo ler,e já que você não gostou,você deveria dar ele pra mim....kkkkk

Liz Liz (18/01/2013 02:51:27)   358 2
SPOILER
Você pode até dizer que não gostou do filme, mas não com a justificativa de que ele é parado!
Como que um filme que começa um com naufrágio, tem um leão que pode devorá-lo a qualquer momento, a cena da baleia etc, como que um filme desse é parado?
Mas discordo de você! O filme é nota 10! 5 ovos!



sem avatar Evandro (09/01/2013 23:17:19)   -4 0
Filme excelente! O filme que consegue criar discussão falando sobre assuntos polêmicos e complexos (fé,religião e Deus) nos dias atuais já merece toda minha atenção. Visual fabuloso, não assisti em 3D, mas ainda assim vale a pena. Confesso que no início pensei em estar assistindo a uma imitação de Forrest Gump, mas o ator indiano que faz o papel de Pi adulto consegue impor com originalidade a sua atuação sensível e quanto a estória após os 20 ou 30 minutos iniciais de apresentação dos personagens ao público desenvolve-se lindamente. Aos que criticam a conotação religiosa acompanhada do didatismo do filme, penso que muita gente não conheça bem ou não se interesse pelas culturas religiosas, por isso o diretor procura ser mais explícito e tenta atingir um público maior, não tenho nada contra. Para terminar, esperar que um filme dê a palavra final sobre temas como Deus, religião, fé ou quem somo nós? É no mínimo querer demais...


Liz Liz (18/01/2013 02:55:35)   358 2
SPOILER
E acaba que no final não necessariamente é uma discussão religiosa e sim filosófica!
Porque nem sempre a "verdade" é a melhor saída!
E quando não se pode saber a verdade com certeza o que é melhor? Acreditar em algo triste, trágico, e sem beleza alguma ou acreditar em algo belo, bonito e alegre?
O que é melhor? E o que é verdade?
Até mesmo prq na segunda versão que o Pi dá sobre a história tbm tem furos que indicam que talvez ela tbm não seja uma história real!
Como que a mãe dele sobreviveu se ela estava lá no quarto?
E como ela veio flutuando em bananas se bananas não flutuam??
Filme aparentemente simples, mas realmente profundo e genial!


Red Leader Red Leader (09/01/2013 16:33:43)   -265 0
Forlani, ele não enfraqueceu o final da história, simplesmente deixou mais aberto à interpretação.

Se seguisse o livro, ia deixar claro que o tigre era, na verdade, o próprio Pi.

Do jeito que ficou, quem escolhe o final é o próprio público.

Achei isso genial.


André André (10/01/2013 13:27:38)   67 0
obrigado pelo spoiler

sem avatar Debora (15/01/2013 16:19:18)   -15 1
Muito obrigado,você tirou completamente a necessidade que eu tinha de ler o livro.

Liz Liz (18/01/2013 02:48:23)   358 2
Gente .. toma cuidado com spoiler! Se for contar algo do filme dá um aviso pra quem não viu o filme não ler!


sem avatar Danilo (08/01/2013 10:56:49)   -4 -2
Vou ser duro na critica, mas vamo lá...,um bom filme, nada demais, se vc costuma ver apenas filmes de ação e quer ver um filme mais cabeça pela primeira vez recomendo esse, caso contrário vai pensar que gatou tempo e dinheiro (um bom filme para ver em casa), a questão filosófica profunda que falam é bem banal, no final é a velha questão de ter fé ou não(algo melhor discutido em outros filmes), acho que o apelo sentimental (um tigre, cachorro e etc... bem bonitinho sempre deixa todo mundo com lágrimas nos olhos) e os lindos efeitos especiais que cativaram o público, em Resumo da história um garoto traumatizado inventa uma história fantasiosa (é a teoria mais aceita, não vou entrar em mais detalhes) para aliviar o sofrimento, pois no final ninguém sabe o que realmente aconteceu, apenas o Pi, e se bobear nem o ele lembra direito....


sem avatar Evandro (09/01/2013 23:25:00)   -4 0
Danilo apenas uma dica, assista o filme de novo com a mente e o coração abertos.

sem avatar eric (13/01/2013 02:30:41)   0 0
Danilo, vc nao pegou a essencia do filme. Filme fantastico. assiste dnovo..

Samael Samael (18/01/2013 12:54:32)   65 0
O copo está sempre meio vazio, não é mesmo, Danilo? :/


Marco Aurélio Marco Aurélio (07/01/2013 20:59:13)   -4 0
E aí pessoal! Disponibilizo meu site de críticas para quem quiser acessar e dar uma conferida...

http://www.cinemarcocriticas.blogspot.com.br/



sem avatar WHO (07/01/2013 11:26:00)   3 1
Muito bom, infelizmente pela milesima vez, não gostei do 3D, 2 ou 3 cenas, interessantes em 3D; perti a chance de ver o cine tradicional mais uma vez. Fora isso, achei legal a historia, onde o filme todo fica na sua perspectiva, e que realmente cada uma entende o filme de acordo com a sua crença, ou ponto de vista em relação a vida. enfim, o chato mesmo é as pessoasl que vão ao cinema e comentam em voz alta o filme todo, incrivelmente um animal que estava do meu lado, começou a criticar o personagem "PI" em sua luta com o tigre, pois na mente do energumino, ele não estava usando a cabeça, quando o "PI" enfrente o trigre para domalo, o energumino me solta a seguinte frase "Agora assim ele esta usando a cabeça", fora os mentecapitos, que davam gargalhadas a cada vez que o PI, cai no mar, ou se dava mal...Não se se as pessoas ali estava vendo o filme como uma comedia, ou eu que estou ficando velho...



sem avatar wvieira (06/01/2013 12:35:41)   0 0
Perdoem-me aqueles que gostaram do filme, mas não compartilho da mesma opinião!
Junte efeitos visuais tecnicamente muito bons, embora às vezes exagerados, melodrama animal potencializado pelas criações em 3D, uma narrativa arrastada e pretensões sentimentalistas e religiosas de sobra.
Os 127 minutos são longos. É filme para 90 minutos.
Saí do cinema com a sensação de ter visto um filme do mesmo diretor de Hulk. Preferia uma obra do mesmo diretor de Brokeback Mountain.


sem avatar Danilo (08/01/2013 10:48:21)   -4 0
Tbm concordo


Publicidade
sem avatar Leo (06/01/2013 12:04:22)   1 0
Melhor filme do ano sem duvidas! Não consigo entender como ele não levou 5 ovos! Adorei O Hobbit tambem, correspondeu as minhas espectativas, mas Life of Pi me impressionou MUITO!

Alem do visual incrivel (deixa avatar parecendo um jogo de Atari) e principalmente a historia fenomenal!



SPOILERS

Pra mim a sacada final foi que a fé é uma maneira de ver o mundo, ela não muda o mundo ( ele mesmo diz que nas duas historias o navio afundou, afamilia dele morreu e ele sofreu, nenhuma mudava os fatos) em que vc vive, mas faz vc ter esperança, coragem e etc...

No final do filme, mostra que o escritor tambem preferiu "acreditar em Deus", ou seja , na versão mais bonita da historia . ( no final do livro que coloca quem "acredita" é o funcionario da companhia japonesa, que no seu relatorio coloca o que o escritor diz no final.

To pensando nesse filme até hj, com certeza vou ver de novo. Na boa, nao teve nenhum que chegou perto de Life of Pi esse ano. já é um classico



sem avatar Araújo (05/01/2013 17:40:24)   124 0
Vi o filme ontem e é de uma beleza visual fantástica. Tem momentos engraçados, tristes e de reflexão. Mas no final, ficou um gosto de que faltou alguma coisa, como se tivesse sido concluído miuito rápido. A questão filosófica da existência ou não de Deus ficou suprimida pela dúvida simplista sobre qual das versões da história é a real. E não foi só a minha opinião. Várias pessoas também concordaram com isso. Portanto, eu classifico um filme que tinha tudo pra ser nota 10, com uma nota 8, por aí.



sem avatar Paulo (05/01/2013 17:33:18)   0 4
"Moral da história" de As Aventuras de Pi e das histórias de náufragos: se vc não tem boa imaginação e três religiões, em lugar de estar com um tigre no barco e sobreviver, estará com Wilson (a bola do náufrago) numa ilha. Bazinga!

Spoiler (agora falando serio)

No final do filme, Pi adulto fala que contou duas histórias e nenhuma, veja bem, nenhuma explica porque o navio afundou, porque, nenhuma corresponde a "verdade"; nem a ciência, nem a religião, pois, são narrativas, ou crenças, com fundamentos diferentes para compreensão dos acontecimentos da vida. Importante saber, como Pi aprendeu no livro de instruções do barco, que é valioso contar histórias e cada uma pode escolher qual é o ponto de vista preferido (cientifico, religioso ou outro) já que nenhum contém todas as respostas, nenhum "explica porque o navio afundou", ou melhor, nenhum explica o que o ponto de vista adotado impedi de explicar.
Em algum comentário disseram que quando o Pi adulto fala que o pai dele estava certo, ele estaria concordando com a frase "quem acredita em tudo, não acredita em nada", portanto, já que ele mantém varias religiões, ele não acredita em nada. Não considero que seja bem assim, pois, para mim o que mudou é que Pi já acredita na perspectiva "religiosa" da mãe e passou a acreditar, também, na perspectiva "racional" do pai.
Desse modo, Pi parece estar fazendo o caminho oposto do entrevistador, ou do público representado por ele, partindo da crença religiosa para a crença racional, entretanto, sem abandonar a primeira, passando a respeitar as duas formas de "narrar e conhecer sobre mundo" e acredito que, para o personagem, a sobrevivência se dá pela combinação dessas formas.


Vinicius Vinicius (13/01/2013 00:13:38)   4 1
Paulo,

Seu comentário foi o mais sensato aqui.

[SPOILER]
O filme é sensacional. O começo da história, que muitos dizem ser chato, é fundamental pra história. É nele é que é traçado a linha entre razão e religião. com o pai racional e a mãe que mantém a religião como vínculo familiar. A gente só volta a lembrar disso no final quando o Pi nos pergunta qual das histórias nós preferimos.

Vale lembrar que Pi é um número "irracional", e é assim o personagem mais novo, tendo 3 religiões e correndo o risco de alimentar um tigre. Mas o naufrágio liberou o animal dentro dele.

Foi o medo do Tigre que o manteve vivo.


Ariana Ariana (05/01/2013 16:36:39)   2 2
Assisti ao filme ontem (04/01) e foi realmente uma experiência única!

Spoilers

Entendi que o personagem de PI estaria atravessando o "Oceano de ilusões" que é retratado como barco em água turbulentas. Nesse processo dele no barco teve que ter controle sobre as necessidades fisiológicas (básicas) com a sede, a fome, o sono... e a todo momento sempre estava em plena atenção, sempre atento ao tigre (sua coragem) o que fazia ele ficar no centro. O filme também mostra Pi como alguém engenhoso e esperto e de certa forma mentalmente são o que não seria muito comum depois de tanto tempo em alto mar naquelas condições. O Tigre é a coragem de Pi, na religião Hindu a Divindade Shri Durga monta em um Tigre mostrando plena confiança em Deus e ausência de medo. Os pais de Pi seriam os dois canais, canal direito, racional e científico (O Pai) e o canal esquerdo, devoto e emocional (A mãe) que foram de grande importância para Pi já que estava sendo preparado desde da infância para essa jornada.

Enfim, além do filme ser visualmente lindo! Só tive um dúvida, no final o escritor lê no relatório do seguro que Pi foi o homem que passou mais tempo em alto mar com um tigre de bengala, isso afirma que a história dele é verdadeira e que ele contou a "sugunda história" porque o próprio escritor ficou em dúvida?


sem avatar Debora (08/01/2013 10:30:36)   -15 1
Não entendi o final...mas acredito que alguém acreditou na versão da primeira história dele e escreveu esse relatório.....não sei como isso pode significar que foi essa a verdadeira história..

Darkseid Darkseid (11/01/2013 18:40:50)   2405 2
SPOILER

Acho que isso (a frase lida no relatório no final do filme) foi a questão que o diretor quis deixar em aberto no final do filme, como alguns comentaram nessa página, pro público escolher qual história é a verdadeira.

A impressão que eu tive, foi que a história fantástica que Pi criou realmente era uma fantasia e a segunda história era a real, mas os responsáveis pelo relatório opinaram pela história do Tigre, pois diante de toda a crueldade apresentada na história trágica do naufrágio, era muito mais agradável para qualquer um acreditar que a história do tigre era verdadeira do que ter que encarar e aceitar a dura realidade do mundo em que vivemos.

Marcos Marcos (22/04/2013 10:35:21)   170 0
Independente do final, O filme é maravilhoso acho que dificilmente terá um que supere ele esse ano.

Acho que o final dúbio é para que o telespectador faça sua escolha, E claro para gerar "discursões" gostosas como essa.


sem avatar Debora (04/01/2013 03:47:31)   -15 1
As Aventuras de Pi é simplesmente o melhor filme que eu já vi em toda a minha vida!
Um filme com um ótimo roteiro,excelentes personagens...
Realmente eu nunca assisti um filme como esse,que até hoje penso sobre ele...

SPOILERS

Bom,quanto as duas histórias:
Acredito que a primeira era o impossível(a ilha-->não tem como ela existir,oras),uma historia bonita,em que Deus existia e milagres aconteciam..
Já a segunda era a inevitável triste realidade,em que Deus não existia e cada pessoa matava a outra..
O final ficou realmente muito aberto,isto é,cada um pode tirar suas própias conclusões(e de certa forma nunca poderão ser provadas)..
Eu particularmente acredito na segunda história(porque percebam:1º Não tem como a ilha existir,2º Quando ele resolveu contar a história ele tava de certa forma emocionado como se aquilo realmente tivesse acontecido).
E como no final o escritor perguntou a ele qual das duas histórias era a real e ele simplesmente disse a que vendia mais,pra mim ficou na duvida de qual das duas era verdadadeira,ele não deu certeza,logo qualquer uma pode ser...
E no caso da representação dos animais:
Orangotango-A mãe dele
Zebra-Marinheiro
Outro animal que eu esqueci o nome-Cozinheiro
Tigre-ele(pi)
Outro animal matou a zebra e o orangotango,e na fúria o leão matou ele..
E com a morte da mãe e do cozinheiro,ele teve aquela fúria(leão),e na jornada teve que lutar contra si mesmo e aprender a si controlar..
Logo a representação das pessoas nos animais, é valida...

Filme brilhante,com certeza ótimo pra debater...e eu irei falar muito dele ainda....
Com certeza vou ler o livro!!!!!!!!!!!!!!!!!




curisco curisco (04/01/2013 09:59:24)   666 0
SPOILER

---

Sem dúvida há inúmeros pontos de vista no filme. O livro lerei, certamente.

A história real sem dúvida foi aquela crua, dolorida, contada no final.

O filme dá a entender que Deus é uma 'fuga' para a realidade.Num mundo com Deus há 'esperança', 'fraternidade', 'amor', 'compaixão'... coisas citadas no início do filme onde o moleque visita várias religiões.

O mundo sem Deus, o 'real', vivido no naufrágio, o que Pi achou foi um mundo 'sem esperança', 'egoísta', 'impiedoso', 'rancoroso'.

Ele então escolhe 'fantasia' do mundo com Deus. Dá sentido a tudo que ele passou. Dá esperança, conforto. Mas ainda assim, um mundo 'irreal'.

---

Creio que o filme toca num ponto que o mundo hoje tem se debatido. Deus existe?

OS que não crêem fazem como o filme. Entendem que Deus é apenas uma 'fuga', uma 'fantasia' reconfortante',mas irreal.

Já os que crêem, como eu, entendem que sim Ele existe. Pelo que eu sinto, pelo que eu vivo, pelo que eu creio. não pelo
que vejo. PI também 'sente' a presença de Deus em vários momentos na história.

NO fim das contas, de certa maneira, temos a mesma questão que Pi propõe. Temos razão para crer, razão para não crer.

Remeto ao diálogo no jantar. O pai diz que a ciÊncia explica quase tudo. Mas a mãe diz que a fé explica o que se passa dentro de nós.

Pi opta por ver das 2 maneiras.

Obs.: Obviamente não compartilho a mesma visão de fé e razão do filme. Mas achei o filme fabuloso em levantar esta questão de maneira belíssima.


sem avatar Henrique (03/01/2013 11:46:23)   0 0
SPOILER

Quando chegava ao final do filme, me deu a mesma sensação de quando assisti SuckerPunsh,tipo "lá vem um final que poegará todos de surpresa, uma moral violenta"...rsrsrs e foi o que maravilhosamente aconteceu! E realmente esse filme gostei tanto quanto o SuckerPunsh, mesma idéia de um modo mais fácil do protagonista enfrentar sua vida.

Vendo alguns comentários aqui, me coloquei a pensar que o PI assume uma figura de Deus, pois ele não desiste de ajudar o tigre, por mais que o animal o ataque e o rejeite. Fiquei com essa interpretação na cabeça agora...rsrs
Acho que o final foi ótimo, creio que era exatamente o que o diretor queria que fosse, como colocando-nos na "pele" o escritor que tb só ouvia a história... aquela coisa do choque, sabe. Isso vem muito da arte mesmo, quem entende sabe o que digo. Das sensações, sei lá!

Excelente filme! pra mim 5!



sem avatar Marco (02/01/2013 17:59:30)   1 1
Não consigo entender como uma crítica ao filme "As aventuras de Pi" não cite em nenhum momento que o livro do canadense em que foi baseado o filme é um plágio do livro do escritor brasileiro, recém-falecido, Moacyr Scliar chamado "Max e os Felinos".
Esse plágio rendeu um grande escandalo na Europa e nos EUA, tanto que o canadense, teve que refazer o prefácio do livro, admitindo que o livro do brasileiro o "inspirou" .
Uma pena que justamente no Brasil (terra do autor do livro) essa história seja quase desconhecida...


Cinema Cinema (03/01/2013 19:16:13)   1 0
E desde quando é dado o devido mérito a nossa história? e me desculpe a forma de questionar, mas ainda acredita que os criticos realmente analisam ou buscam informação antes de setenciar o filme como ótimo ou terrivel?

Samuel Samuel (06/01/2013 10:13:20)   123 0
Estou totalmente de acordo, Marco! É um absurdo não vermos nenhuma uma nota a respeito da história de plágio.

Acho que é como o colega menciona abaixo, faltou seguir a dica do ET Bilu: "Busquem conhecimento!".


Fran Fran (01/01/2013 22:49:05)   -9 0
Fui ver as aventuras de pi sem nada saber a respeito do filme e nem da história, lendo somente o breve resumo oferecido nos sites com os horários do cinema, mas com ang lee nunca decepciona resolvi que ele seria o eleito da semana, e não estava errada tive uma grata surpresa com essa linda história de fé divertida em alguns momentos e comovente em outros. MARAVILHOSO!!!



Vismael Vismael (01/01/2013 21:01:29)   181 0
Hahaha hoje assisti o Homem-Aranha novo e lá estava o ator de Pi. Em dado momento do filme ele fala com Dr. Connors sobre o Richard Parker!!! Esqueci completamente do Homem-Aranha e pensei "Pi, o q vc tá fazendo nesse filme"? kkkkkk



Orlando Cortes Orlando Cortes (01/01/2013 11:58:46)   274 -2
Pessoal com todo respeito não e´efeitos especiais ecenarios deslumbrantes e a beleza de um filme que o define , a mesma coisa é o Avatar um filme cliche do inicio ao fim com um roteiro bem sofrido , ja que é a beleza dos filmes que estão o tornando bons já sei porque o Hessel deu aquela nota pro Resident evil


Orlando Cortes Orlando Cortes (01/01/2013 23:19:45)   274 0
Ficam aí dando negativos vem cá então comentar


Publicidade

Omeletop : cinema

Cinema

Os filmes em cartaz, a programação das salas de cinema, bilheterias, trailers, criticas de filmes, cartazes, entrevistas com astros e as novidades de Hollywood.

Séries e TV

As séries de televisão dos EUA, minisséries, os destaques da TV e as novidades na programação.

Música

Os shows que vem por aí no Brasil, os lançamentos musicais, novos álbuns e música grátis para download.

Games

Os novos games, críticas de jogos, trailers, imagens e mais novidades do mundo dos videogames.

Quadrinhos

As novidades das histórias em quadrinhos no Brasil e no mundo, previews de HQs e críticas de lançamentos nas bancas e livrarias.