Assista Agora

Alan Moore reage à polêmica entre Frank Miller e o movimento Occupy

Britânico se opõe ao quadrinista e apoia os ocupantes de Wall Street

Marcelo Hessel
03 de Dezembro de 2011

Alan Moore
Alan Moore

As declarações de Frank Miller contra o movimento Occupy - "palhaços que fazem mal à América" enquanto o islamismo é o verdadeiro inimigo, segundo o quadrinista - continuam repercutindo.

Questionado pelo Honest Publishing se tem uma posição política oposta à de Miller, o também autor de quadrinhos Alan Moore disse que sim. A oposição do autor de Watchmen e A Piada Mortal está em sintonia com a do jornal inglês The Guardian, que enxerga fascismo não só nas palavras de Miller como em todo a mitologia dos super-heróis americanos.

"Bem, Frank Miller é alguém cujo trabalho mal acompanhei nos últimos 20 anos. Acho que as coisas de Sin City são misoginia ultrapassada, 300 parecia ser incrivelmente anistórico, homofóbico e completamente equivocado", começou Moore. "Ouvi falarem do discurso dele contra o movimento Occupy. É o tipo de coisa que eu esperaria dele. Sempre me pareceu que o mundo dos quadrinhos, em sua maioria, se você tivesse que localizá-lo politicamente, seria de centro-direita. Essa posição seria a mais liberal que eles se permitiriam ir (...) Tenho falado isso desde o começo da minha carreira."

"Sim, seria justo dizer que eu e Frank Miller temos posições diametralmente opostas sobre todo tipo de coisa, e certamente sobre o movimento Occupy", emenda. Moore então diz o que pensa da juventude organizada que toma cidades para protestar contra o capital especulativo e as grandes corporações e a favor de um engajamento social do governo dos EUA:

"Do meu ponto de vista, o movimento Occupy são pessoas comuns exigindo direitos que eles sempre deveriam ter. Não consigo pensar em nenhuma razão para nós, como população, ficarmos assistindo à redução drástica dos nossos padrões de convívio e dos nossos filhos, possivelmente por gerações, enquanto as pessoas responsáveis por isso têm sido recompensadas. Eles certamente não têm recebido punição em nenhum sentido, porque são 'grandes demais para errar'. [O movimento] é um grito justificado de ultraje moral e parece que está sendo conduzido de um jeito pacífico e inteligente, o que provavelmente é outra razão para Frank Miller ficar tão desagradado. Tenho certeza de que se fossem uns jovens vigilantes sociopatas com maquiagem de Batman na cara ele seria bem favorável."

Leia a entrevista em duas partes que fizemos com Alan Moore em 2007: Parte 1 | Parte 2

Leia mais sobre Alan Moore
Leia mais sobre Frank Miller



Publicidade

Comentários (227)

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar.
Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Hugo Sean Saraiva Hugo Sean Saraiva (20/03/2013 22:00:19)   2 0
É na teoria é tudo muito poético, mas pergunte a um pai que teve sua filha estuprada e morta se ele não queria ter um BATMAN na procura do safado que tirou a filha dele.
Vocês são hipócritas, será que preferem o batman Adam West, já se perguntaram porque o batman vende, sera que é justamente por causa de (1986), da nova leitura de um herói.
WATCHMAN, qual a diferença de “rorschach” e batman???
Não sou um “lambe bunda” do miller, mas sei que quando ele coloca o batman quebrando a cravicula de um babaca, é o sentimento do revide sim, é a vontade do menor superando a do seu opressor.
Garth Ennis então, deve causar arrepios nas “menininhas dos direitos humanos”, O JUSTICEIRO deveria ser cancelado kkk.
HQ é cultura pop, meio de comunicação que te possibilita expressar-se da maneira que você quiser, não gostou não compre.
Ou vai ler MOSTRO DO PANTANO.


Alecsander Alecsander (27/04/2013 23:03:32)   -32 0
Nossa cara, mais você é burro, ninguem esta falando de HQ nenhuma, o assunto esta relacionado as declarações fascistas do Miller.

sem avatar davidson (28/12/2013 08:14:26)   0 0
Miller esta correto, talvez ele tenha usado se expressado mal.


sem avatar Fabiano (07/12/2011 13:23:25)   9 3
Só um pequeno comentário, que eu acho que ninguém havia notado: A matéria se refere, de forma errada, que Frank Miller trata o "Islamismo" como o inimigo.

Deixe-me transcrever:

"Maybe, between bouts of self-pity and all the other tasty tidbits of narcissism you’ve been served up in your sheltered, comfy little worlds, you’ve heard terms like al-Qaeda and Islamicism.

And this enemy of mine — not of yours, apparently - must be getting a dark chuckle, if not an outright horselaugh - out of your vain, childish, self-destructive spectacle."

Alguém percebeu o erro? O termo que FM usa é "Al-Qaeda" e "Islamicism". "Islamicism" tem um sentido bem diferente a "Islamism". Por "Islamicism" entende-se o fundamentalismo islâmico e não o islamismo como um todo... e isto tem conotações muito diversas.

O fundamentalismo islâmico, de fato, adota uma posição de intolerância a outras culturas e, em sua grande maioria, um discurso anti-americano. Se a crítica se limitar a isso somente, consigo compreender o motivo de alguns pontos do autor...

Mais atenção ao Omelete e, principalmente, ao Marcelo Hessel que preparou o artigo, pequenas erros podem mudar o sentido por completo.



sem avatar Fabiano (07/12/2011 12:57:35)   9 1
Só um pequeno comentário, que eu acho que ninguém havia notado: A matéria se refere, de forma errada, que Frank Miller trata o "Islamismo" como o inimigo.

Deixe-me transcrever:

"Maybe, between bouts of self-pity and all the other tasty tidbits of narcissism you’ve been served up in your sheltered, comfy little worlds, you’ve heard terms like al-Qaeda and Islamicism.

And this enemy of mine — not of yours, apparently - must be getting a dark chuckle, if not an outright horselaugh - out of your vain, childish, self-destructive spectacle."

Alguém percebeu o erro? O termo que FM usa é "Al-Qaeda" e "Islamicism". "Islamicism" tem um sentido bem diferente a "Islamism". Por "Islamicism" entende-se o fundamentalismo islâmico e não o islamismo como um todo... e isto tem conotações muito diversas.

O fundamentalismo islâmico, de fato, adota uma posição de intolerância a outras culturas e, em sua grande maioria, um discurso anti-americano. Se a crítica se limitar a isso somente, consigo compreender o motivo de alguns pontos do autor...

Mais atenção ao Omelete e, principalmente, ao Marcelo Hessel que preparou o artigo, pequenas erros podem mudar o sentido por completo.



Plastik_Fantastik Plastik_Fantastik (06/12/2011 18:42:28)   373 0
Novidades


V for Vendetta’s Alan Moore, David Lloyd Join Occupy Comics | Underwire | Wired.com


http://www.wired.com/underwire/2011/12/alan-moore-occupy-comics/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+wired%2Findex+%28Wired%3A+Index+3+%28Top+Stories+2%29%29



Diego Francisco Diego Francisco (06/12/2011 11:40:18)   900 0
Foda, dois grandes autores de HQs brigando, parece que todos concorrentes andam trocando farpas ultimamente.



Dark Dark (06/12/2011 09:50:17)   633 3
Engraçado ver gente chamando o V de terrorista e criticando as suas ações na HQ... e o mais assustador, pessoas apoiando o estado fascista que o V derruba na HQ...
pera ai? um governo que exterminou minorias e acabou com os direitos do individuo?
da a impressão que são membros do partido Chama Nordica e foram mandados pelo Adam Sutler...
E fiquei pensando que tipode pessoa defederia o exterminio dos muçulmanos ou daria apoio ao Adam Sutler?
Simples as mesmas pessoas que defenderam o exterminio de Judeus e apoiam os pensamentos de Hitler... Nazistas e new Nazistas.
Esse povo ai que ta falando que o V é uma ameaça aos valores da sociedade e que o Alan Moore ta Errado, o movimentos e prostos estão errados, são neo nazistas, devem aplaudir os carecas de sampa quando eles batem em negros e nordestinos.


Plastik_Fantastik Plastik_Fantastik (06/12/2011 11:30:01)   373 1
@Dark

Exato

Na HQ o Codinome V é apenas uma pessoa vivendo dentro de um regime totalitário ( com elementos do nazismo e fascismo ) que orquestra ataques a membros do governo e instalações do governo.

Essa estória foi escrita na época do governo da Margaret Thatcher ( dama de ferro ) e era uma crítica ao governo dela.

Porém algumas pessoas as vezes percebem o V como um terrorista atacando pessoas.

A percepção das pessoas é algo interessante, quando os EUA sofreram o ataque as Torres gêmeas e a imprensa liberou as infos que a Al Qaeda havia feito isso e que eles eram árabes começaram as noticias de pessoas atacando arabes que moravam nos EUA ( como se eles fossem os culpados )

E o pior, logo após isso houveram dezenas de relatos de Sikhs que foram atacados por pessoas achando que eles seriam arabes ( ?!? )

Oras, Sikhs são indianos que geralmente usam um tipo de turbante, mas para a percepção de algumas pessoas, alguem de pele mais escura que usa turbante é árabe. ( !?! )

Os indianos ( Sikhs ) viraram alvos e tiveram que lançar videos como esse "explicando a população"como identificar um Sikh

http://www.youtube.com/watch?v=TklkMxh5_9o

Acho que até por conta do 9/11 algumas pessoas olham o codinome V ( lembrando que 80% das pessoas conhecem o V apenas por conta do filme dos Wachowski ) e pensam, ok o cara explodiu o parlamento inglês em uma HQ... então é terrorista.

Não levando em conta que "nessa realidade alternativa" o governo inglês é equivalente ao nazismo, ou que o local onde houve a explosão era o quartel general de alguem como Benito Mussolini ou Hitler.






Maldi♱☯ Kakar☯♱♱☯ Maldi♱☯ Kakar☯♱♱☯ (06/12/2011 07:36:12)   1264 0
SEMPRE AXEI ESSES 2 AUTORES, APESAR DE SUAS OBRAS, CHEIOS DE SI E PATÉTICOS, MAS MOORE GANHOU MEU RESPEITO C/ ESSA. JÁ MILLER DESCEU MUITOS DEGRAUS, AXO Q ELE ESTÁ VIVENDO 10 ANOS NO PASSADO AINDA.



sem avatar Joe97 (06/12/2011 06:04:59)   -33 -7
Comentário mal avaliado pelos leitores. Clique para ler.

Dark Dark (06/12/2011 09:46:32)   633 1
Cara confeça, você é neo-nazista né?
defende exterminio de minorias, defende estados totalitários, é contra terroristas que querem derrubar ditaduras, vc deve amar o Hitler né não? e ficar rabiscando suásticas no caderninho né?


Rodrigo Rodrigo (06/12/2011 02:35:33)   38 1
E, ao final de sua resposta, Moore finaliza o Miller com uma trollada sutil.

Brilhante!


sem avatar Joe97 (06/12/2011 07:29:55)   -33 -6
Comentário mal avaliado pelos leitores. Clique para ler.

Dark Dark (06/12/2011 09:41:37)   633 0
O V explode parlamentos nazistas de um governo totalitário, se vc acha isso errado você é nazista.

Dogbert Dogbert (06/12/2011 13:08:22)   604 0
Nazi detected!


Marcelo Marcelo (05/12/2011 22:14:28)   656 -3
Comentário mal avaliado pelos leitores. Clique para ler.


Publicidade
Breno Breno (05/12/2011 21:26:45)   605 -4
Comentário mal avaliado pelos leitores. Clique para ler.

sem avatar Joe97 (06/12/2011 07:22:39)   -33 -3
Comentário mal avaliado pelos leitores. Clique para ler.

Dark Dark (06/12/2011 09:20:49)   633 2
Então vocês não entenderam direito as obras do Moore.
Joe97.
A sociedade aonde o V vivia era uma sociedade nazista, onde negros, muçulmanos, judeus, homossexuais, e comunistas forram exterminados. V é um terrorista? do ponto de vista do estado criado pela Chama Nordica (o partido que tomou o poder na Inglaterra) no entanto nem todo terrorismo é errado!
Explico as ações que levaram a independência dos EUA hoje podia ser vista como ações terroristas, os rebeldes franceses que lutaram contra a ocupação nazista agiam como terroristas, explodindo estradas e pontes e postos nazistas. V pode ser um terrorista, mas sua luta é contra um sistema nazista e opressor, os fascistas na história são o governo. e na propria HQ ele diz que deveria morrer com aquele velho mundo do qual ele fez parte, pois ele era um homem da destruição e que no amanhã a inglaterra precisaria de homens de reconstrução (ou algo assim rsrs)
.
Em Watchmen Moore não faz apologia ao extermino ou ao engodo para se evitar o holocausto atômico, pelo contrario, existe ali uma critica ao uso dos EUA da Bomba Atômica sobre civis, é explicito que os fatos em Watchmen são errados, tanto que toda a utopia doentia criada fica em cheque graças ao diario do Rorschach.
Exterminar inocentes para acabar com a guerra fria é sim fascista e doente, mas essas são ações do personagem Veidt e que são condenadas na propria hq.

sem avatar Gustavo (16/01/2012 16:21:45)   32 0
Joe97,

Queria saber sua opinião sobre o que o Dark falou sobre os franceses..."as ações que levaram a independência dos EUA hoje podia ser vista como ações terroristas, os rebeldes franceses que lutaram contra a ocupação nazista agiam como terroristas, explodindo estradas e pontes e postos nazistas. V pode ser um terrorista, mas sua luta é contra um sistema nazista e opressor, os fascistas na história são o governo. e na propria HQ ele diz que deveria morrer com aquele velho mundo do qual ele fez parte, pois ele era um homem da destruição e que no amanhã a inglaterra precisaria de homens de reconstrução..."

Agora me responda por favor,
Isso pra você é considerado esse terrorismo errôneo de que você fala ?



Michel Michel (05/12/2011 19:17:40)   41 2
Já em WATCHMEN e DKR é fácil perceber que Moore e Miller estão em posições opostas.



sem avatar Joe97 (06/12/2011 07:23:40)   -33 -2
O primeiro é genocida e o segundo um filme de oeste americano.Quem é mais questionável moralmente?


sem avatar mtz21 (05/12/2011 19:07:41)   -36 3
Frank Miller merece aquilo que ele mais teme: ser ignorado.



Ricardo Ricardo (05/12/2011 17:40:19)   1812 2
Estou totalmente a favor de Moore!

O Frank Miller pra mim acabou! Já era. Ele que se dane.

Suas obras importantes com o Batman, como "Ano Um" e "Cavaleiro das Trevas" ficam, seu Wolverine e seu Demolidor ficam, claro, não serão esquecidas de nenhuma forma, mas o autor acabou.

Já não existe mais aquele sujeito legal que escreveu essas obras, ele morreu por dentro daquela carcaça, foi sufocado pelo Miller fascista.

Robocop 2 iniciou essa transição do Miller em termos de qualidade.

Agora com Holy Terror e essa declaração imunda do Miller, ele acaba de enterrar-se no buraco mais fundo possível.

Tô cagando pra ele e qualquer coisa que ele venha a fazer no futuro.

E certamente estou cagando pra ele como pessoa.

E é isso aí. Muito bem, Sr. Miller, você conseguiu! Morreu em vida.

Patético!



sem avatar Andre (05/12/2011 15:23:57)   -87 1
KKK...Acho que o Miller escreveu tantas histórias ambientadas em locais fascistas que se tornou um aos poucos...



Fogs Fogs (05/12/2011 15:23:22)   917 1
Esse Hagrid... sempre com opiniões controversas.



DR. Zaius, ministro da ciência e defensor da fé! DR. Zaius, ministro da ... (05/12/2011 15:14:05)   1031 1
Política a parte, muitos anos atrás um crítico de cinema, para avacalhar cert diretor disse que "quem não sabe fazer cinema, faz polêmica". Sem querer comprar briga alheia, não será esse o caso do Miller?? O cara sabe que não faz nada expressivo já a um certo tempo. Essas declarações dele, do tipo que nem o Reagan teria coragem de fazer, podem ser uma jogada para os red necks e skin heads comprarem seus gibis e ajudar o titio Frank a pagar mais uma cobertura em Manhattan. Marqueteiro por marqueteiro sou mais o Stan Lee ou o William Shatner, que vivem de suas lendas, mas são bem mais gente boa...


Lauro Lauro (05/12/2011 17:12:22)   3714 1
Se realmente Miller estiver fazendo todo esse escárceu por motivos de autopromoção apenas, essa seria a última pá de cal na sua carreira...

Apelar apenas para vender HQs é de uma baixeza impressionante... De toda forma, ele saiu bem arranhado de tudo isso!

sem avatar Joe97 (06/12/2011 07:09:59)   -33 -2
Em numero de declarações, o Moore vence fácil.E se eu fosse americano, também ficaria revoltado de ver gente protestando usando a mascara de um terrorista, trasformado em herói de quadrinhos.

STARMAN !!! STARMAN !!! (06/12/2011 10:35:42)   25 0
Esses dias andei pensando nisso... me parece que o Miller virou um "personagem". Vai saber o que se passa na cabeça dele. Mas o fato é que faz tempo que ele não produz material de qualidade. De repente a fonte secou e só assim mesmo para chamar atenção para os seus trabalhos.


Blatzkovitz Blatzkovitz (05/12/2011 14:44:23)   -17 3
Não sei porquê, mas o Alan Moore tá me lembrando o professor Raimundo nessa foto.



Dark Dark (05/12/2011 12:02:19)   633 4
O Miller centro direita? hahaha ele é extrema direita, não me adima se nos fins de semana ele não saia vestido de fantasminha com outros amigos brancos tradicionais em alguma zona rual de alguma cidade do sulista para espancar negros e latinos...


sem avatar Joe97 (06/12/2011 06:52:51)   -33 -1
Mas a KKK tem ligações com o ocultismo que o Alan conhece bem melhor.Pesquise eu verá.

Dark Dark (06/12/2011 09:23:36)   633 0
Mas o Moore é anti-rascista e anti-maçon, e o kkk nos eua é rascista e dizem que tem ligaç~eos com a maçonaria.


Dark Dark (05/12/2011 11:54:19)   633 3
Devemos ser contra a liberdade de expressão de quem prega contra a liberdade de expressão?
Os neo-nazistas em geral dizem que são perseguidos e sofrem preconceito da sociedade, mas eles pregam a perseguisão e o preconceito...



Publicidade
Felipe Felipe (05/12/2011 11:49:30)   418 3
Concordo com o que o Moore disse, o Miller é mais um daqueles estadunidenses descerebrado e que acredita que todo e qualquer cidadão que for contra os principios patrióticos do seu país merece ser punido assim como todos os cidadãos de origem islâmica. SHAME ON YOU Frank Miller!!!!



Dark Dark (05/12/2011 10:07:24)   633 2
Como já disse, se a vida real fosse um HQ e Allan Morre e o Miller tivessem poderes, eles seriam inimigos um do outro.



Romeu Romeu (05/12/2011 09:59:48)   105 2
Não acho produtivo ficar alheio ao que acontece no mundo, nem indiferente às opiniões dos autores que lemos, sobre elas. Até porque, muitas vezes, eles podem vender suas idéias de forma tão subliminar e incutidas no seu trabalho, que podemos nos contagiar, sem nem perceber.

Mas essa briguinha entre eles causa uma discussão de funboys chata danada. Não duvido nada que daqui a pouco surjam "os filhos do Batman" contra os seguidores de Guy Fawkes brigando nas ruas.



IgorLiraVox IgorLiraVox (05/12/2011 09:04:21)   1860 0
"Tenho certeza de que se fossem uns jovens vigilantes sociopatas com maquiagem de Batman na cara ele seria bem favorável."

Tambem acho que seria melhor se fosse assim.....

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK



Cabral Cabral (05/12/2011 09:00:49)   389 4
Esse episódio me fez admirar ainda mais Alan Moore...

E me decepcionar ainda mais com Frank Miller.



Marcelo Marcelo (05/12/2011 08:52:48)   656 -11
Comentário mal avaliado pelos leitores. Clique para ler.


sem avatar Icaro (05/12/2011 08:40:46)   6 -2
O fascismo foi o regime do “vulgo”, ou seja, do povo. Raramente ou nunca o “homem comum” da Alemanha e da Itália se sentiram tão representados como nos governos, respectivamente, de Hitler e Mussolini. Em um dos prefácios de “O Caminho da Servidão”, Hayek relembra quantos não acreditaram que o partido nacional-socialista estava a serviço das grandes corporações e contra todas
as formas de socialismo, quando a verdade estava no campo diametralmente oposto. O próprio Mussolini foi um anti-liberal e comunista empedernido durante toda a sua juventude. Por aí, podemos perceber quem é mais perigosamente fascista: se Miller ou Moore...

Dito isso, o Omelete dá importância demais a um movimento que não merece.



sem avatar Thomaz (05/12/2011 04:05:20)   3 3
Islamismo é o verdadeiro inimigo? Os judeus massacram os mulçulmanos a trocentos anos com o apoio e a benção dos eua, e eles é que são os inimigos? Queria o quê, que continuacem apanhando e nao revidacem! A maior besteira dos EUA é essa rasgação de seda em favor de Israel, que no fim acaba prejudicado os cidadãos americanos (11/07). Deixa eles com a briga deles e não se mete. A proposito, eu leio quadrinhos para escapar da realidade da vida real, vivenciar algo sobrenatural e impossivel na realidade em que estamos, não pra ficar discutindo sobre politica, que por sinal, ha pessoas muito mais qualificadas para isso que esses dois. Deles eu só quero boas historias que me façam passar confortavelmente o tempo.



Plastik_Fantastik Plastik_Fantastik (05/12/2011 02:14:50)   373 5
Qual seria a opinião de Frank Miller sobre isso ?

Pena de 75 anos de prisão geralmente é aplicada para assassinato ou estupro

Porem em varios estados dos EUA o cidadao pode pegar a mesma pena por filmar a policia

Homem pega 75 anos de prisão por " filmar" ação policial sem o consentimento da policia

Video: da reportagem ( homem condenado a 75 anos por filmar policia )

http://t.co/NW9bn3Nt

As pessoas que filmarem a policia em açao sem o consentimento dela podem pegar de 15 a 75 anos de cadeia, no mesmo estado um policial deu um tiro nas costas de uma pessoa e a matou pegou apenas 2 anos de cadeia.

A policia pode utilizar video e audio para " se proteger" de abusos, mas no mesmo estado os cidadaos não podem utilizar nem video nem audio, e se forem pegos filmando podem receber voz de prisão e enfrentar penas duras mesmo sem ter passagem na policia ( ?!? )




sem avatar fred (04/12/2011 22:18:00)   6 4
Essa discussão capitalismo versus comunismo já cansou de tão velha que é.
Allan Moore nunca me pareceu contra o capitalismo em si, mas contra qualquer tipo de sistema em que algumas pessoas usam o poder para oprimir a maioria.
No fundo, a questão primordial é quem tem Poder explorando quem não tem Poder. E este Poder pode ser financeiro (capitalismo), militar (ditaduras em geral), político (comunismo) ou religioso (Islã). Mas sempre é utilizado para explorar e tirar cada vez mais de quem não tem como reinvidicar os seus direitos. O que Frank Miller quer é que as pessoas se calem e aceitem sua insignificância perante os poderosos.


BRUNOinFLAMES BRUNOinFLAMES (04/12/2011 22:51:24)   28 0
vai que puxando bastante o saco ele ganha um outra adaptaçao pra destruir.


Publicidade
sem avatar Fernando (04/12/2011 21:38:34)   171 0
esse movimento, enquanto pacífico, tem todo o direito de acontecer. O problema é que estamos falando de seres humanos... alguém sempre atira a primeira pedra. vai ter alguma pessoa que vai cruzar a linha e retirar o verdadeiro sentido da manifestação... É só isso que me preocupa.



Monique Monique (04/12/2011 20:57:44)   -196 -5
Comentário mal avaliado pelos leitores. Clique para ler.

Pachecão Pachecão (04/12/2011 22:38:52)   112 0
Monique, seguirei seu conselho e verei o filme. Mas terei de esperar o dvd pois onde moro não tem cinema. Só prá constar: mesmo achando o Soderbergh superestimado eu gosto da maioria dos filmes dele.
Valeu!


rei de sakaar rei de sakaar (04/12/2011 20:54:36)   6 3
desculpem os puristas,mais alan moore tem meu apoio,todos tem direitos,independente da cidadania ou credo,ou nacionalidade,valeu alan!!!!



Monique Monique (04/12/2011 19:59:52)   -196 -10
Comentário mal avaliado pelos leitores. Clique para ler.

BRUNOinFLAMES BRUNOinFLAMES (04/12/2011 22:56:11)   28 4
tudo bem,miller tem seus meritos,mas ficar do lado dos banqueiros e pra acabar,ja nao enplaca nada ha tempos,e sua carreira de diretor e roteirista foi um fiasco.


Plastik_Fantastik Plastik_Fantastik (04/12/2011 18:45:45)   373 3
A visão do Miller sobre o mundo tem se mostrado bem pobre. Parece que ele resolveu não estudar o tema mais profundamente e sai emitindo opiniões ( Óbvio que como autor ele já entregou obras interessantes, não é essa a questão )

Questão Capitalismo

O movimento faz uma crítica forte ao capitalismo, sobre um dos muitos sub- produtos que o capitalismo gera, que são as Megacorporações, baixa recompensa para os trabalhadores, alta recompensa para os CEOs de companhias gigantescas, mesmo que elas não estejam indo nada bem, etc....

Para não ser mal interpretado, antes gostaria de dizer que sou brasileiro e moro em um pais "ex-comunista" ( China ) e já estive na Russia e Rep Tcheca que tb são paises ex comunistas ( fazendo negócios )

Capitalismo vs Comunismo ( na pratica )

O capitalismo tem suas vantagens porém é cheio de problemas, ele cria diferenças gigantescas de classes sociais, ele gera e vive de consumo, muitas vezes de coisas que não precisamos, como ele precisa que o consumo seja intenso ele consome matéria prima e depreda e polui o planeta, pensem na quantidade de plasticos, metais, madeira, etc... Que o cidadão moderno consome até o final de sua vida. Ele alimenta sonhos vazios, como a busca pelo melhor carro, pelo melhor apartamento, por objetos de status que façam vc ser reconhecido como um " vencedor" dentro de um sistema tão dificil quanto esse, as vezes desperta comportamento sociopata em algumas pessoas, que se deixam enganar achando que porque conseguiram performar bem dentro do sistema ( fazer dinheiro ) é provavel que sejam "superiores" a outras pessoas ( ledo engano), tendo comportamento arrogante e falta de empatia pelos problemas do proximo, capitalismo esta sujeito a corrupção, lobby"s, etc.. etc...

Como vantagem tem a busca pela excelencia dos produtos ( competição ), sistema livre onde a maioria das pessoas pode falar o que bem entender, capitalismo dá chance de crescimento na vida ( pequenas, mas dá) ele recompensa financeiramente quem tem algum tipo de talento ou habilidade, você pode ter a religiao que quiser, vc tem direito a sua propriedade, existem leis que o estado tb tem que obedecer, vc tem direito a defesa, a imprensa tem alto grau de liberdade para criticar, mostrar coisas etc etc

Comunismo

Na teoria o estado deveria "cuidar" do cidadão, na pratica é bem diferente, o estado praticamente faz o que ele bem entender com o cidadao.
Como o estado controla os produtos, vc tem poucas opcoes de marcas, no supermercado na Russia antiga, existiam 1 ou 2 marcas de margarina, pois nao havia competição, o carro era o Lada, enquanto a Alemanha Ocidental fabricava Porsches, Volkswagem, Audi, BMWs a Oriental tinha um modelo de carro chamado Trabant que era pior que um fusca.

No hotel em Moscou chamei um taxi, qdo chegou era um rapaz com um carro de passeio normal ( taxi pirata ) comum na Russia, no caminho o rapaz me mostrou entusiasmado seu carro tunado ( um honda Civic ) eu perguntei se a Russia ainda fosse comunista vc teria esse carro ?

Ele disse _ Claro que não.

E me contou que no passado o avo dele teria criticado o exercito russo e alguns dias apos uns soldados entraram na casa do avo, deram uma surra nele e arrancaram uma orelha.

Ele ainda disse: O capitalismo tem varios problemas, mas eu tenho um carro e trabalhando tenho a chance de melhorar, antigamente NEM chance eu tinha, ninguem tinha.

Apenas politicos e generais.

Ja ouvi coisas como essas na Rep Tcheca, na China ( a China tem historias absurdas sobre o tema, Ex se o gov quiser construir algo e vc tiver uma casa no caminho, ele obriga vc sair, se nao saiu, ele envia a policia.. Eles dizem qtos filhos vc pode ter, e por ai vai )

O problema

Com o crescimento da Asia, China especificamente, os EUA e a Europa estao enfrentando uma transferencia de empregos ( e de dinheiro tb )

Durante os ultimos 80 anos a China esteve envolta em guerras, sofreu com invasões de outros paises, qdo se libertou o Mao ganhou a guerra contra Chiang Kai Shek que era capitalista e o enviou para Taiwan... Entao a China sofreu nas mãos do comunismo... Ou seja desde a rev industrial a China era um "gigante com o freio de mão puxado", faz pouco tempo que ela realmente começou a competir de verdade no mercado...

E ela esta sugando grande parte dos empregos desses paises, e gerando riquezas aqui.

Os EUA estiveram aqui no Vietnã brigando para implantar o capitalismo... O problema é que " deu certo "... E agora como competir com um pais que tem 1,3 bilhoes de pessoas que trabalham forte por salarios baixos, que o gov chines empresta dinheiro as empresas aqui a juros baixissimos, etc etc

O problema do Occupy não é o sistema, não é se é direita ou esquerda, ou seja o que for...

O problema é que o mundo esta mudando e o poder financeiro esta indo para a Asia, e isso é inexoravel.

Muitas empresas americanas estao com problemas de caixa, o proprio governo dos EUA esta com um mega problema de caixa, Espanha esta, Grecia esta, Portugal esta, Irlanda, etc...

Cada vez mais os cidadaos dos EUA e da Europa vao sentir isso, e não adianta espernear.

( tenho amigos americanos que sairam dos EUA para trabalhar como professores em Hong Kong, porque recebem melhor e existem mais oportunidades... Americanos vindo trabalhar para chineses, o mundo esta mudando rapidamente )


Plastik_Fantastik Plastik_Fantastik (04/12/2011 19:02:13)   373 2
Esqueci

No comunismo a corrupção é algo diário, dificilmente existem um sistema mais corrupto que esse.

Pesquisem pela palavra Homolodor, e vcs verao fotos de pessoas mortas de fome, caidas nas ruas em um pais comunista que produzia bastante comida
.

Como pode ?

Gov do pais confiscava a maior parte da produção e vendia ao exterior, pessoas do governo ficam ricas e pessoas morrem na rua esfomeadas.



sem avatar Icaro (04/12/2011 20:49:40)   6 -1
Visão pobre apenas porque vc discorda dele.


Plastik_Fantastik Plastik_Fantastik (05/12/2011 02:18:05)   373 2
Icaro

Discordo dele sim.

Hoje o Neil Gaiman publicou no Twitter essa reportagem

Homem pega 75 anos de prisão por " filmar" ação policial sem o consentimento da policia

Video: da reportagem ( homem condenado a 75 anos por filmar policia )

http://t.co/NW9bn3Nt

As pessoas que filmarem a policia em açao sem o consentimento dela podem pegar de 15 a 75 anos de cadeia, no mesmo estado um policial deu um tiro nas costas de uma pessoa e a matou pegou apenas 2 anos de cadeia.

A policia pode utilizar video e audio para " se proteger" de abusos, mas no mesmo estado os cidadaos não podem utilizar nem video nem audio, e se forem pegos filmando podem receber voz de prisão e enfrentar penas duras mesmo sem ter passagem na policia ( ?!? )

O que diria o Miller sobre uma situação dessas ?






Josemar Josemar (05/12/2011 04:11:23)   74 3
Pra mim o problema é a existência do poder. Onde ele existe, há desigualdade. Quem está com o poder pouco se importa pelos outros. Agora, como viver em sociedade sem poder, ou seja, sem governo? Como fazer uma sociedade anarquista funcionar?

Isso dá um nó na minha cabeça...

Plastik_Fantastik Plastik_Fantastik (05/12/2011 13:40:02)   373 0
Josemar

Vc tocou exatamente no ponto !

E vc esta correto porque realmente dá um nó na cabeça.

Existem mais de 35 formas diferentes de Poder/Governo ( incrivel, mas existe ) existe Império, existe República, Monarquia, Federação, Estado Marionete, Estado Comunista, Totalitário, etc... etc...

Olha a lista completa

http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_forms_of_government

Todas essas formas já foram testadas, algumas com consequências terriveis para humanidade.

Com relação ao sistema de geração de riquezas, o capitalismo é cheio de problemas, porém foi o que se mostrou "menos pior" de todos.

A maioria dos governos atuais é capitalista ( ou tem caracteristicas capitalistas em algum momento )

O movimento Occupy ataca principalmente "Caracteristicas Capitalistas" e algumas governamentais.

Mega Corporações, Bancos, empresas quebrando que "Capitalizam o LUCRO e Socializam o prejuízo com a quebra ( Quando o governo dos EUA ajuda empresas GIGANTESCAS que estão quebrando porque são tão grandes que se quebrarem arrastaram a economia mundial para a recessão, na prática ele dá dinheiro do CONTRIBUINTE para SALVAR a empresa... ou seja SOCIALIZA o prejuízo... porém quando a empresa deu lucro só os ACIONISTAS/DONOS CEOs etc.. recebem os dividendos )

E muitas vezes a Megaempresa mesmo quebrando continua esbanjando dinheiro, é o caso da GM que esta enfrentando forte concorrência asiática ( Toyota, Hyundai, Kia, chineses etc... ) e quando precisava de dinheiro do governo americano enviou seus diretores em jatos particulares luxuosos para pedir dinheiro.

Se uma Megaempresa quebra muitas pessoas podem ficar sem aposentadoria, pois algumas dessas instituições que estavam quebradas são responsaveis pela aposentadoria dos idosos ( pense em relação a um Bradesco quebrar no Brasil, alguem tera que arcar com os idosos que fizeram planos de previdência nessa instituição ( GOVERNO )... agora imagine se o Bradesco, o Itau e outro banco grande "quase quebram ao mesmo tempo" por ingerencia... Nem o governo aguenta uma baque desses )

Outros idosos resolveram investir a maior parte de suas economias para o futuro em ações de uma empresa ( no Brasil a gente não costuma fazer isso, mas nos EUA é corriqueiro ) e quando quebra ? O cara com 70 anos volta ao mercado de trabalho procurando emprego ?

Então o Occupy é contra esse tipo de situação, pois os 99% sofrem diretamente com o "sistema".

Então eles protestam basicamente contra "Sub-produtos" que um sistema capitalista selvagem acaba gerando.

Acho que eles tem toda razão do mundo de protestar, nenhuma dúvida a respeito disso.

O que dá um nó na cabeça, é o seguinte.

Eles estão achando que os problemas são advindos somente da ganancia, ingerencia, etc ( citado acima )...

Porém, pode ser que o problema seja maior, pois hoje existe uma transferencia de empregos/trabalho/dinheiro/poder financeiro para a Ásia e isso é indescutivel, só a China crescendo a 10% todos os ANOS, com um acumulado de inacreditaveis 330% de crescimento nos ultimos 20 anos

grafico

http://en.wikipedia.org/wiki/File:Prc1952-2005gdp.gif

http://en.wikipedia.org/wiki/File:Gdp_accumulated_change.png


As perguntas que ficam para o futuro:

E se o problema for além, se realmente o poder financeiro do mundo migrar para a Asia ?



















Pachecão Pachecão (04/12/2011 18:02:24)   112 -4
Comentário mal avaliado pelos leitores. Clique para ler.

sem avatar Edson Alexandre (04/12/2011 18:12:09)   -21 -7
Comentário mal avaliado pelos leitores. Clique para ler.

sem avatar Claudio (04/12/2011 18:44:34)   4 1
Moore é lido por Obama.
Miller por Bush.

Não gosto de nenhum dos dois presidentes.

Muito menos da maneira dualista que as pessoas, em pleno século XXI, ainda insistem em ver as coisas.

Enquanto não se aceitar a fragmentação das coisas, a necessidade de multiplicidade na avaliação dos problemas, ficaremos pendendo entre Millers e Moores ad eternum...

Regis Regis (04/12/2011 19:05:37)   -11 -4
Comentário mal avaliado pelos leitores. Clique para ler.

sem avatar Fabiano (05/12/2011 08:11:56)   9 3
Aí...


não entendi o seu comentário. Acho que você não leu nada do Alan Moore ou não entendeu o que leu... Pelo que sei, nenhuma história dele faz uma crítica ao sistema capitalista... já vi esta crítica nos trabalhos do FM, no entanto.

Todo trabalho do AM trata de assuntos diversos e é extensivamente pesquisado e, principalmente, em momento algum ele apresenta posições claras de pensamento. Suas histórias em quadrinho costumam ser pautadas pela ambiguidade moral de seus personagens...

Quanto à insinuação de que ele prega que o terrorismo é a resposta (creio que isto seja uma crítica direta a V de Vingança), bem, leia de novo... o tema é fascismo x anarquismo e em momento algum há a defesa pessoal do autor em relação a um ou outro. Não se trata de uma história de mocinho e bandido. Aposto que vc viu aquela porcaria de filme e achou q aquilo era V de Vingança, né?



sem avatar Joe97 (06/12/2011 06:45:40)   -33 -1
Perfeito.O terrorismo do Alan sempre mata muita gente, para que o tal bem comum apareça no final.Miller transforma sociopatas em elementos uteis a sociedade, tipica ideologia americana de filme de oeste.

Dark Dark (06/12/2011 09:36:15)   633 0
Joe97.
A sociedade aonde o V vivia era uma sociedade nazista, onde negros, muçulmanos, judeus, homossexuais, e comunistas forram exterminados. V é um terrorista? do ponto de vista do estado criado pela Chama Nordica (o partido que tomou o poder na Inglaterra) no entanto nem todo terrorismo é errado!
Explico as ações que levaram a independência dos EUA hoje podia ser vista como ações terroristas, os rebeldes franceses que lutaram contra a ocupação nazista agiam como terroristas, explodindo estradas e pontes e postos nazistas. V pode ser um terrorista, mas sua luta é contra um sistema nazista e opressor, os fascistas na história são o governo. e na propria HQ ele diz que deveria morrer com aquele velho mundo do qual ele fez parte, pois ele era um homem da destruição e que no amanhã a inglaterra precisaria de homens de reconstrução (ou algo assim rsrs)
.
Em Watchmen Moore não faz apologia ao extermino ou ao engodo para se evitar o holocausto atômico, pelo contrario, existe ali uma critica ao uso dos EUA da Bomba Atômica sobre civis, é explicito que os fatos em Watchmen são errados, tanto que toda a utopia doentia criada fica em cheque graças ao diario do Rorschach.
Exterminar inocentes para acabar com a guerra fria é sim fascista e doente, mas essas são ações do personagem Veidt e que são condenadas na propria hq.


Jéssica Jéssica (04/12/2011 17:55:06)   328 1
Eu gosto tanto dos trabalhos do Frank Miller quanto dos trabalhos do Alan Moore.
Acho que o trabalho de ambos pode ser questionado mas com argumentos coerentes e sólidos não baseados em pura emoção.
Mas, a nível de "ser humano", o Frank deixa a desejar.
Falar que "islamismo é o verdadeiro inimigo da América" é preconceito do mais hediondo!
Ele ofendeu as pessoas que seguem o islamismo pois em sua ignorância desconhece que os grupos terroristas distorcem os dogmas islâmicos para suas ações covardes.
O islamismo é uma religião como outra qualquer, com suas qualidades e defeitos. Seus seguidores devem ser respeitados.
Alegar que o movimento Occupy, é formado por "palhaços que fazem mal à América" é um desrespeito muito grande da parte dele, pois todos que participam deste movimento lutam contra a ganância de grandes corporações e a favor de uma sociedade mais justa e engajada.
Felizmente no Brasil as pessoas estão menos acomodadas e tem o movimento contra a corrupção na política que tem ganho mais força.
O Frank Miller como quadrinista é ótimo, mas, como ser humano deixa a desejar.
Aqui fica meu apoio ao grande Alan Moore.



Abraão Abraão (04/12/2011 17:23:23)   38 0
Sempre admirei tanto Alan Moore quanto o Frank Miller, os 2 já escreveram seus nomes na história dos quadrinhos com todo o mérito.
Mas em questões políticas, o Moore sempre teve mais bagagem, e quem fala o quer, ouve o que não quer, isso é mais velho que cagar de coca.
O problema é que os 2 como ícones, são formadores de opiniões, e precisam ter cuidado na hora de expor as suas. Nem todo mundo sabe distinguir uma declaração infeliz de uma bem pensada, principalmente os fã(náticos) de ambos os autores.


sem avatar Joe97 (06/12/2011 06:39:31)   -33 -2
Claro, ele é do contra e de esquerda, então, ele tem mais "bagagem".Sei.


Carlos Fênix Carlos Fênix (04/12/2011 17:11:10)   105 0
parece um classico duelo de titãs, dois caras cuja a presença nos quadrinhos é muito boa ou ruim dependendo da visão de cada um.
concordo com o ponto de vista de moore e que miller está sendo radical demais.
porem não aprovo o fato do moore descer a lenha no trabalho do miller, já que ambos são da mesma profissão e deveriam respeitar a linha de trabalho do outro. afinal o debate em questão é sobre ideias sociais e não capacidade profissional.



jonathan jonathan (04/12/2011 15:52:06)   1201 0
Pram mim pouco importa se os dois querem se matar,o que me interessa são suas(boas)obras.



Publicidade
Audrey Audrey (04/12/2011 13:41:51)   272 5
O que Miller disse foi preconceituoso e ponto. As pessoas falam em ser "sincero", "ir direto ao ponto" e até em "licença poética"- em relação as obras- mas está ai é pra ser analisado e/ou criticado e ponto.Então WTF??? o que ele disse foi preconceito e não há outra classificação. Ah então vem as estorinhas de separar o autor e a obra. Ok , há HQs que são já amadas demais pelo publico e tals, mas se formos pensar dessa forma então Hitler(desculpa a comparação exagerada) não era tão ruim ,afinal ele tinha idéias e era "direto ao ponto", completamente "sincero" e ,já que estamos julgando só o autor e não a "obra", as consequências disso não vêm ao caso, são irrelevantes.


Dark Dark (05/12/2011 11:55:32)   633 0
è aquilo, devemos ser contra a liberdade de expressão de quem quer expressar o fim da liberdade de expressão?
Os neo-nazistas dizemq ue são perseguidos ideologicamente, mas ele pregam a perceguição de outros...


sem avatar jef (04/12/2011 13:18:45)   -1 0
Moore limpou ochao com Miller, e concordo com ele...



Ricardo Ricardo (04/12/2011 12:41:23)   10 2
Frank Miller e Alan Moore estão para os quadrinhos tal qual Mario Vargas Llosa e Gabriel Garcia Marquez estão para a literatura, e também no que divergem nas opiniões políticas e econômicas, um de centro-direita e outro de esquerda. É interessante quando duas personalidades da cultura pop divergem em opiniões criando um debate e reflexão nesse mundo cada vez mais de consenso, de opinião única (diz-se "politicamente correta"). É comum nos países de anglo-saxônica termos um debate nesse tipo, envolvendo até a imprensa (The Guardian é escancaradamente de esquerda). Diferente nos países latinos, onde tudo é mais cinzento, embarcando em um discurso sem analisar os prós e os contras.


Dark Dark (05/12/2011 11:53:32)   633 0
O Miller centro direita? hahaha ele é extrema direita, não me adima se nos fins de semana ele não saia vestido de fantasminha com outros amigos brancos tradicionais em alguma zona rual de alguma cidade do sulista para espancar negros e latinos...


Marcelo Marcelo (04/12/2011 12:14:29)   656 -7
Comentário mal avaliado pelos leitores. Clique para ler.

Silvio Silvio (04/12/2011 15:49:09)   15 3
Marcelo, o fato de você gostar das obras não significa que você concorde com as mesmas ideologicamente falando. Eu adoro os trabalhos do Frank Miller mas concordo que eles são carregados de fascismo.

sem avatar Fabiano (05/12/2011 07:54:45)   9 0
Concordo com o comentário do Silvio. Sou fã do trabalho de Miller e adoro Sin City e 300. Nem por isso sou misógino ou homofóbico.

Mas acho que os trabalhos dele tem ficado gradativamente piores com os anos e, há de se convir, 300 é um puta trabalho fictício que nada tem a ver com a realidade dos fatos (batalha das termópilas)... mas uma excelente diversão.


sem avatar Luiz (04/12/2011 12:10:24)   1 1
Acho que o ponto principal foi a declaração de Frank Miller contra o movimento Occupy - "palhaços que fazem mal à América" enquanto o islamismo é o verdadeiro inimigo, segundo o quadrinista - continuam repercutindo. Você pegar um momento de crise e apontar a culpa para alguém, é semelhante ao que Hitler fez durante a Alemanha em crise.


sem avatar Joe97 (06/12/2011 06:40:27)   -33 0
Culpar o capitalismo também foi feito por Hitler.


sem avatar Leandro (04/12/2011 12:00:37)   -8 -8
Comentário mal avaliado pelos leitores. Clique para ler.

Lady Octarina Lady Octarina (04/12/2011 15:45:28)   516 3
Alan Moore, politicamente correto? hauhauhauhauhauhauha
fellow human being, existe uma grande diferença entre ter uma opinião firme e esclarecida a respeito de um assunto e simplesmente seguir a opinião da vez sem reflexão...

Dark Dark (05/12/2011 11:45:09)   633 1
Moore "conseguiu acertar uma obra"
hahahahahaaha
A prova que ele trabaçlha é o Liga Extraordinária, que esta ai rendendo frutos e provandoq oe o Mago sabe como ninguém fazer HQ de qualidade.

Dark Dark (05/12/2011 11:57:21)   633 2
E é coisa de babaca protstar por uma vida melhor? é coisa de idiota prostar quando se perdeu o emprego a casa e a esperança? ou quandto outros a sua volta estão sem emprego e sem as casas?
é coisa de idiota protstar contra uma guerra idiota que nada melhorou a vida na Terra?
é coisa de idiota protestar contra a corrupção?
Então Deus queira que existam mais idioptas asism no mundo.
seu babaca reacionario neo-nazista!

sem avatar Gustavo (16/01/2012 16:15:00)   32 0
Leandro,
Na boa, você que está se passando por intelecitual, quanta asneira nesse teu comentário.

Tipico reacionário...


Vanucci Vanucci (04/12/2011 11:20:22)   3 1
Uma fala bem coerente vinda do Xamã dos quadrinhos.



Marcelo Marcelo (04/12/2011 08:51:39)   656 1
Uma coisa é vc adorar a OBRA, outra é vc adorar o artista da obra. O artista é um ser humano comum, instável e mutável por natureza. A obra é eterna e 100% imune ao tempo.

Não é porque o Miller disse uma bobagem que eu agora vou ter rasgar minhas cópias de O Cavaleiro das Trevas, Sin City, 300, A Queda de Murdock ou Batman - Ano Um.

Da mesma forma que não vai ser porque o Allan Moore rejeita a A Piada Mortal que ela vai deixar de ser uma das maiores histórias do Batman de todos os tempos.

Lembrem-se: uma obra prima sempre estará acima do bem e do mal. Mas o artista não.

Pouco me importa o que o Frank Miller ou o Alan Moore digam ou deixam de dizer. A mim, só interessa o que eles publicam ou publicaram.


Vinícius Vinícius (04/12/2011 11:44:27)   9 2
bom, eu admito que já não vinha gostando dos trabalhos do Miller há vários anos. parece que desde Sin City ele só faz histórias com caras durões malucos que saem por ai preparados pra quebrar alguma coisa. As histórias dele tem sido sempre isso: 300 é uma história de sin city na grécia antiga; batman all star e holly terror idem; e ele ainda cometeu a heresia de fazer o mesmo com o Spirit, meu herói favorito.
tudo em sua obra se transformou numa insuportável repetição. ele ainda é um ótimo desenhista e tem um dominio narrativo excepcional, mas conceitualmente tá dose.claro, não apaga o fato de a queda de murdock ser uma das minhas hqs favoritas. Mas o meu interesse nos ultimos anos se deve mais ao nome do artista que as histórias em si .E se o cara há anos não faz uma história minimamente interessante, e mantém posições e visões contrárias as minhas, fica fácil deixar de me interessar pelas suas futuras obras. deixou de ser um daqueles artistas que me deixa curioso quando anuncia um trabalho novo, o que é uma pena.

Dark Dark (05/12/2011 11:40:19)   633 3
Não quando o Artista é o Gerge Lucas e a Obra o Guerra nas Estralas... rsrs ai a obra sempre muda...


JackBruno JackBruno (04/12/2011 06:31:17)   49 3
Cara, fico feliz quando a discussão extrapola os quadrinhos, e faz pensar. Dois grandes roteiristas discutem por algo que para, ao meu ver, os quadrinhos foram criados. Tomar partido, levantar-se do beco escuro, saber suas responsabilidades, e principalmente, fazer o forte e o fraco pensarem.

Que esta discussão se prolongue e se enalteça, tome grandes proporções.

Quadrinhos são muito maiores.



Jim Jim (04/12/2011 02:54:24)   37 -1
Frank Miller com certeza se tornou um grande babaca em sua cruzada anti - islã, mas justiça seja feita, nem toda sua obra recente pode ser jogada no lixo. Adorei 300. Se não é fiel à história, é compreensível, já que estamos falando de eventos que duraram o que, cerca de 3 dias
há uns 2491 anos atrás... E não é a primeira vez que vejo Moore acusar alguém de homofobia. Em uma das páginas de 300, vê-se claramente o rei Leônidas referir-se a seus vizinhos atenienses como "aqueles pederastas". Acredito que Miller escreveu este pequeno diálogo a fim de enaltecer a figura máscula dos espartanos como os homens mais "machos" de toda a Grécia,depreciando os rivais de Atenas, embora no contexto histórico se saiba que espartanos eram tão sodomitas quanto a maioria dos gregos que viveram naquela época. Era culturalmente bem aceito, como hoje em dia os travestis são bem quistos em muitos segmentos da sociedade. Naqueles tempos um homem não tinha o direito de se deitar com uma mulher antes que conseguisse chegar aos 30 anos de vida,mas podia aliviar a tensão no lombo de um mancebo mais jovem. Por mais que o retrato pintado por Miller seja incorreto, e suas posições reacionárias e pró Bush me enojem, acho demasiado essa crucificação ao autor. Não estou nem discutindo a qualidade das obras de Alan Moore, que definitivamente é um escritor muito superior a Miller, e com opiniões políticas muito melhores também, (taí V de Vingança, a minha preferida, fazendo escola mundo afora) mas achincalhar com tudo que Frank Miller produziu apenas por que ele escreveu algumas porcarias e anda resmungando besteiras por conta desse trauma pós 11 de setembro, não dá.




Omeletop : quadrinhos

Cinema

Os filmes em cartaz, a programação das salas de cinema, bilheterias, trailers, criticas de filmes, cartazes, entrevistas com astros e as novidades de Hollywood.

Séries e TV

As séries de televisão dos EUA, minisséries, os destaques da TV e as novidades na programação.

Música

Os shows que vem por aí no Brasil, os lançamentos musicais, novos álbuns e música grátis para download.

Games

Os novos games, críticas de jogos, trailers, imagens e mais novidades do mundo dos videogames.

Quadrinhos

As novidades das histórias em quadrinhos no Brasil e no mundo, previews de HQs e críticas de lançamentos nas bancas e livrarias.