Vidas ao Vento | Crítica

Animação do mestre Hayao Miyazaki celebra a inventidade e lamenta o uso que se faz dela

Érico Borgo
27 de Fevereiro de 2014

Vidas ao Vento

Vidas ao Vento

Kaze Tachinu
Japão , 2013 - 126 min
Animação adulta / Biografia

Direção:
Hayao Miyazaki

Roteiro:
Hayao Miyazaki

Elenco:
Hideaki Anno, Miori Takimoto, Hidetoshi Nishijima, Masahiko Nishimura, Jun Kunimura, Shinobu Otake, Mansai Nomura

Excelente
The Wind Rises
The Wind Rises

Hayao Miyazaki, o mestre responsável por filmes como A Viagem de Chihiro e O Castelo Animado faz em Kaze Tachinu (batizado no Brasil como Vidas ao Vento) a animação mais adulta e romântica de sua carreira.

Trata-se da cinebiografia de Jiro Horikoshi, o designer que criou o famoso avião de combate japonês Mitsubishi A6M Zero, um dos mais mortíferos usados na Segunda Guerra Mundial. Desde os dias da infância do engenheiro, ao papel fundamental no esforço de guerra, o longa acompanha Horikoshi nos tempos difíceis que antecederam o conflito, passando pelo grande terremoto que devastou Tóquio em 1923.

Vidas ao Vento é diferente dos filmes anteriores de Miyazaki, já que não emprega elementos fantásticos na história (as únicas sequências com elementos irreais são as em que Jiro sonha). Claro que seus longas passados também exploram a natureza sombria da humanidade, mas neste, a exploração é literal, já que narra a vida de um fabricante de armas.

Criticada por humanizar um personagem que criou tanta destruição (o filme deve ser mal recebido nos EUA, já que Pearl Harbor foi devastado pelos Zeros), a animação tem uma mensagem clara, de pacifismo, um tema recorrente na obra do veterano realizador japonês. Fala-se de frequentemente nele de que voar é um "sonho amaldiçoado" e Jiro é atormentado pela corrupção em armas de guerra de seus desejos de criar algo belo.

As partes da cinebiografia que retratam o inventor em sua vida privada, porém, são completamente fabricadas. Elas adaptam parcialmente o romance The Wind Has Risen (1937), de Hori Tatsuo, que se passa em um sanatório para tuberculosos em Nagano, Japão. O resultado, a mistura de ficção e fatos, é arrebatador e extremamente romântico.

Como é comum na obra de Miyazaki, a arte do filme é deslumbrante. Dos fundos pintados às retratações dos aviões e ao carinho especial como são mostrados os projetos e cálculos, tudo é belíssimo. A sonoplastia é igualmente brilhante, com os sons das aeronaves lembrando lamentos de criaturas - um pequeno eco das fantasias épicas do currículo do diretor - e complementa a bela trilha sonora baseada em acordeons de Joe Hisaishi, que volta a trabalhar com o diretor depois de colaborações em filmes como Princesa Mononoke e A Viagem de Chihiro.

Ao final, Vidas ao Vento é uma celebração da criatividade e engenhosidade humanas, uma que lamenta nossa capacidade para a destruição da maneira mais poética possível. Se realmente este for o último filme de Miyazaki, que anunciou sua aposentadoria recentemente, ao menos ele deixa o cinema com uma de suas obras-primas.

Leia mais críticas do Festival de Toronto

Leia mais sobre The Wind Rises



Publicidade

Comentários (28)

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar.
Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

sem avatar Alyne (04/03/2014 20:13:53)   0 0
Não sei o pq isso esse filme não ganhou o Oscar e sim Frozen, beleza fronzen é bom tem belos personagens a Elsa uma Princesa bem definida e tudo mais sobre a história dela, ok mas Vidas ao vento The wind rises, isso que deveria ter ganhado, a história é épica, personagens e cenário muito bem desenhados, isso merecia o Oscar e não Frozen.


Ludmila Ludmila (05/03/2014 10:19:03)   2 0
Alyne, Vidas ao Vento é um filme excelente, mas nunca ganharia o Oscar, pois os avioes que eles construiram no filme, são os avioes que o Japão usou para atacar a Pearl Harbor, que é uma base naval dos Estados Unidos e o quartel-general da frota norte-americana do Pacífico


sem avatar Dr. (01/03/2014 20:37:20)   13 2
Moro perto de Boston e acabei de chegar do filme com minha esposa e filha de 9 anos. Assistimos no Patriots Place em Foxboro e o filme eh espetacular. Realmente a critica do Borgo foi bem quando fala da diferenca para os filmes anteriores que possuem um ar mais fantastico, mas igualmente deslumbrante nas imagens, na historia e no som. Pra quem esta de saco cheio dos arcos de historia repetitivos com a velha luta do bem contra o mal, os desencontros e os fechamentos manjados, recomendo fortemente todos os filme do Miyazaki. Realmente cada um eh uma experiencia unica de beleza cinematografica. Sua aposentadoria eh realmente uma perda irreparavel e me sinto honrado de ter visto pela ultima vez no cinema parte do seu legado! Parabens ao Omelete pela critica e aos amigos leitores que celebraram em suas criticas aqui a marca de um genio!



sem avatar Reginaldo (01/03/2014 20:05:33)   1 0
Só está passando no Rio? não esta passando em mais nenhum local?



Dinark Dinark (28/02/2014 11:55:42)   0 0
Parabéns pela crítica. Me deu muita vontade de ver essa animação.



Alexandre Alexandre (28/02/2014 11:24:07)   6 0
"Criticada por humanizar um personagem que criou tanta destruição"

acho isso uma bela de uma bobagem.
A Thyssenkrupp (dos elevadores) faziam municao, a mitshubishi fabricava os avioes, Hugo Boss fez os uniformes nazistas, sem contar a IBM...
Santos Dummont tb criou avioes que provocaram "destruicao".

Recalque de americano =/



Roland Deschain Roland Deschain (28/02/2014 08:47:55)   47 1
Vidas ao Vento, esse título ficou perfeito.



Alexandre Alexandre (27/02/2014 21:42:33)   55 0
Bem, o filme não foi mal recebido pela crítica americana, muito pelo contrário, venceu e recebeu várias indicações a prêmios importantes, inclusive estava concorrendo na categoria de melhor filme estrangeiro no Globo de Ouro esse ano (só tinha filme foda concorrendo: A Caça, O Passado, Vidas ao Vento, A Grande Beleza e Azul é a cor mais quente).

Mas ficou de fora de melhor animação (não sei se concorrer nessa categoria o excluía da outra, mas no Oscar acho que ele pode vencer o forte lobby da Disney com o Frozen, seria bem simbólico o Hayao Miyazaki vencer de novo com esse último filme dele antes da aposentadoria.


Stargazer Stargazer (28/02/2014 12:01:05)   72 1
Essa critica é a mesma que o Borgo fez no festival de Toronto. No IMDB todos os americanos gostaram do filme, o único que deu um review negativo foi um coreano que sequer falou do filme e sim do estilo de vida japonês.


jean carlos jean carlos (05/01/2014 19:23:45)   12 2
para quem desconhece esse maravilhoso estudio e esse fodão do miyazaki tentem ver meu vidiocast sobre o studio ghibli flw
http://www.youtube.com/watch?v=vls8ejPLo54


sem avatar Dr. (01/03/2014 21:08:29)   13 0
Parabens pelo videocast, Jean Carlos! Mto bom.


Jackson Jackson (11/09/2013 13:46:02)   104 1
Desculpem minha ignorância mas este filme é bem provável q não venha p Brasil, ou estou errado?


sem avatar Lucas (12/09/2013 16:24:25)   103 3
Pode-se dizer que é impossivel ele vir.

sem avatar GUSTAVO (20/09/2013 09:57:04)   3 3
O Colega Lucas tem razão.
Um bom numero de filmes do Mestre e da Ghibli não veio (oficialmente) para o Brasil. Mas é possível encontrar todos na internet,e suas respectivas legendas.
P.S: Vale muito a pena assistir todos os Filmes do Studio e do Mestre, tanto para quem já conhece e mais ainda pra quem quer conhecer.

Julio Julio (21/01/2014 00:30:12)   7 0
Amigo Jackson, ele está pra estrear em fevereiro

Thiago Thiago (28/02/2014 10:46:30)   3 0
Pelo menos no Rio, tá passando em duas salas


Luciano Luciano (10/09/2013 23:58:10)   3981 1
Tô até envergonhado e admito que não conhecia as obras de Hayao Miyazaki, mas lendo sua crítica Borgo e vendo esse maravilhoso trailerzinho, o qual não nego que me emocionou, fico feliz de poder conhecer e acompanhar o lançamento de que sabe o último filme desse diretor tão apreciado e admirado. Com certeza vou correr atrás dos filmes já lançados e esperar ansioso por este.
Obrigado...


Roger rabbit Roger rabbit (12/09/2013 03:01:33)   83 2
Luciano sugiro fortemente que procure assistir todos, TODOS, os filmes do Hayao Miyazaki....alias se tiver mais tempo assista todas as produções do estúdio Ghibli...garanto que não será tempo perdido!

Luciano Luciano (12/09/2013 12:59:17)   3981 0
@Roger Rabbit, com certeza vou seguir seu conselho, vou tentar assistir o maior número de filmes do diretor e do estúdio que eu puder. Vou começar pelo Mononoke Hime, gostei da sinopse e foi bem acessível. Se você tiver alguma opinião dos filmes "mais importantes" para se assistir, ficaria grato!!!!

Willie Willie (27/02/2014 20:49:30)   814 1
Luciano, meu favorito é A Viagem de Chihiro. Depois partiria pro Meu Vizinho Totoro. Mononoke também é fantástico! Antes de assistir a esse Vidas ao Vento no cinema, procure ver Porco Rosso ou Castelo Animado.

Mas como disse o Roger, assista todos porque vale muito a pena. heheh

Luciano Luciano (27/02/2014 22:34:54)   3981 0
Vlw @Willie, essa crítica do Borgo foi feita ano passado quando ele estava em um festival, não me lembro o nome, de lá para cá fiz minha lição de casa e assisti um filme atrás do outro, não tem como parar quando você se depara com esse tipo de criatividade, é sem igual!!!
Agora só resta esperar pelo The Wind Rises, e como eu estou ansioso por esse filme, são mais de 5 meses de espera para conferir esse longa, mas tá chegando o dia de eu assisti-lo.
Mas obrigado pelas dicas mesmo assim!!!!

SPideY vs SPY SPideY vs SPY (27/02/2014 23:36:21)   163 2
Luciano, você vai começar por um filme fodástico (A princesa Mononoke). Mas se quiser uma sugestão, o melhor do mestre Hayao é a fantasia bem retratada em "A Viagem de Chihiro". Aquele filme é a síntese do que esperar de uma boa animação do grande Miyazaki: a mitologia japonesa e os sonhos de infância se misturam de tal forma, e embalados sob uma trilha impecável, que é impossível não curtir. Depois disso vai ficar muito fácil assistir aos demais: Recomendo muito também: 'O Castelo Animado'; 'A princesa Mononoke'; 'Meu vizinho Totoro'; 'Ponyo', entre outros.

Luciano Luciano (28/02/2014 00:04:01)   3981 0
Obrigado você também @Michel, esses que você indicou já assisti todos, e A Viagem de Chihiho é primoroso, e o que é a trilha do Joe Hisaishi, não tem como descrever aquelas músicas, a sintonia e os arranjos são perfeitos. Não assisti TODOS os filmes do Studio Ghibli, mas estou quase finalizando a minha empreitada e até agora o meu preferido foi o Meu Amigo Totoro.


Publicidade
M. Galego M. Galego (10/09/2013 20:40:15)   166 3
É uma verdadeira hipocrisia se os americanos não aceitarem um filme desses, por que é baseado na biografia de um projetista de armas, por causa de Pearl Harbor.

Há alguns anos, uma emissora de TV, americana, fez um documentário sobre o reencontro de tripulantes do Enola Gay (o bombardeiro que jogou a bomba atômica sobre Hiroshima) e sobreviventes do ataque.

Então, americanos aceitam humanizar quem foi responsável pela morte de milhares de pessoas, mas não aceitam humanizar a história de quem projetou os famosos e temidos "Zero"?

Claro que receber ordens não significa concordar com elas. Mas, ordens são ordens. Será que, em nenhum momento, algum daqueles tripulantes lamentou ter que fazer aquilo, sabendo que inocentes morreriam? Sim.

Talvez não na época, quando os americanos aprenderam a testar gostar de se enfiar em guerras, descobrindo um meio de ganhar muito dinheiro e poder político.

Da mesma forma, os sentimentos de soldados japoneses fossem o mesmo.

"Cartas de Iwo Jima" e "A Conquista da Honra" lidam com isso.

Bom, o negócio é conferir. O trabalho de Hayo Miyasaki é soberbo.


SPideY vs SPY SPideY vs SPY (27/02/2014 23:44:07)   163 1
Exatamente. Os japoneses aprenderam a superar os traumas da guerra; ao passo que os norte-americanos promovem uma guerra atrás da outra com fins lucrativos.


Guaxini Guaxini (10/09/2013 19:10:54)   1045 0
Se for mesmo definitiva a aposentadoria de Hayao Miyazaki, a parte muito triste é que todos perdemos.




Omeletop : cinema

Cinema

Os filmes em cartaz, a programação das salas de cinema, bilheterias, trailers, criticas de filmes, cartazes, entrevistas com astros e as novidades de Hollywood.

Séries e TV

As séries de televisão dos EUA, minisséries, os destaques da TV e as novidades na programação.

Música

Os shows que vem por aí no Brasil, os lançamentos musicais, novos álbuns e música grátis para download.

Games

Os novos games, críticas de jogos, trailers, imagens e mais novidades do mundo dos videogames.

Quadrinhos

As novidades das histórias em quadrinhos no Brasil e no mundo, previews de HQs e críticas de lançamentos nas bancas e livrarias.